Corda de caranguejo

0

A coligação entre o DEM e o PSDB sergipano, em sendo formada como pretendem os ex-pefelistas, se assemelhará a uma enlameada corda de caranguejo: amarrados à pindoba os crustáceos não se entendem, e quando soltos correm cada um para o seu lado. Foi assim nas campanhas passadas e será assim agora em 2010. É que os tucanos não pretendem ajudar eleitoralmente os demistas, enquanto estes só pensam em salvar os próprios cascos do caldeirão da derrota. Por palavras e gestos, os liderados do ex-governador João Alves Filho não escondem o desejo de entregar o parlamentar tucano à própria sorte, deixá-lo emaranhado nas sujas pindobas da corda de caranguejo. Fazendo assim, pensam eles, punirão Albano pelas traições que acham terem sido vítimas nas eleições passadas. Matreiro e paciente, o tucano vai colocando água na fervura à espera que o vice de José Serra seja do PPS, para comer a caranguejada do DEM com muita pimenta e cheiro verde, regada à generosas doses de uísque.

Coliforme assusta

O alerta da Adema de que todas as praias de Aracaju, Barra dos Coqueiros e Socorro estão cheias de coliformes assustaram turistas e banhistas. Os primeiros optaram pelos bares da Orla de Atalaia e as piscinas dos hotéis, enquanto os aracajuanos debandaram para as praias da Caueira, Abais e Saco. Por conta disso, foi fraco o movimento nos bares instalados ao longo das praias aracajuanas, fato que causou grandes prejuízos aos comerciantes. Pior é que não dá para limpar nossas praias antes que chegue a alta estação turística.

Gás para o interior

A Sergás está avaliando a possibilidade de ampliar o fornecimento de gás natural canalizado para Indiaroba, Santa Luzia do Itanhi, Laranjeiras, São Cristóvão, Riachuelo, Maruim, Japaratuba, General Maynard, Rosário do Catete, Japoatã, Neópolís e Santana do São Francisco. Hoje, já são abastecidos Aracaju e os municípios de Estância, Itaporanga e Socorro. Sociedade de economia mista, a Sergás atua no mercado sergipano há 16 anos e comercializa diariamente 270 mil metros cúbicos do produto.

Alta preocupa

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (Fies), Eduardo Prado, não gostou do aumento de 0,75% na taxa Selic, que elevaram os juros bancários ao patamar de 9,5%. “Para as empresas, essa medida será prejudicial, pois breca o emprego, gerando um clima de forte cautela”. Segundo ele, a alta dos juros não fará a economia capotar, “mas é preciso ter em mente que basta um solavanco mais forte, ou uma freada brusca para danificar o veículo, mesmo que ele não capote”.

O novo eleitor

A escolaridade avançou mais que a renda, as desigualdades diminuíram, a fatia de eleitores mais maduros, evangélicos e urbanos cresceu e a participação das mulheres aumentou. Estas são as principais mudanças registradas em dez anos no perfil do eleitorado. Os dados são de uma pesquisa publicada hoje pelo Valor Econômico. Segundo o estudo, entre 2000 e 2010, os eleitores dos dois extremos da renda nacional tiveram uma evolução inversa. A faixa que ganha até um salário mínimo passou de 10% a 18% do eleitorado e a que tem renda acima de dez mínimos caiu de 19% para 9%.

Desinteressados

Desde a última eleição de 2006, o número de eleitores com 16 e 17 anos de idade caiu 25,65%, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Cientistas dizem que a redução foi provocada pelo desinteresse dos jovens pela vida política. É uma realidade parecida com a dos lugares onde o voto é facultativo: a eleição não mobiliza a sociedade. Também conta o sentimento de descrédito dos jovens em relação aos candidatos.

Plásticas crescem

Vejam como o ser humano busca cada vez mais a perfeição: um levantamento inédito do Ibope revela que mais de 640 mil cirurgias plásticas foram realizadas o ano passado no país. Naturalmente, as mulheres são responsáveis por 82% do total. As cirurgias de mama lideram a preferência feminina. Em segundo lugar, aparecem as lipoaspirações combinadas com outros procedimentos cirúrgicos. Embora respondam por apenas 18% das plásticas, os homens também marcam presença nas mesas de operação. A preferência deles é pelas cirurgias nas pálpebras e nariz.

Nova delegacia 

O Governo inaugura hoje a Delegacia Regional de Itabaiana. Situada às margens da BR-235, a unidade policial possui área total de 1.150,60 m2, sendo 819,60 m2 de área construída no pavimento inferior e 43,40 m2 de área construída no pavimento superior. Há ainda 331,05 m2 de área descoberta, ou seja, espaço reservado para futuras ampliações. O investimento total na reforma do prédio foi de R$ 147.859,84.

Fios de algodão

A indústria Sergifil voltará ao pavilhão da Feira da Indústria e Inovação Tecnológica (Fitec 2010) para mostrar aos sergipanos como é produzido o fio de algodão que abastece diversas malharias e tecelagens instaladas em São Paulo, Santa Catarina, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro e Sergipe. Com uma produção mensal de 700 toneladas de fios de algodão, a indústria sergipana gera 127 empregos diretos.  A Fitec 2010 vai acontecer, de 26 a 30 de maio próximo, no Centro de Convenções de Sergipe.

Mais caro

O preço do pão francês corre novo risco de aumento devido à entressafra no hemisfério Sul. Entre maio e junho, a saca de 50 quilos deverá ficar até 10% mais cara. Diante dos sinais da indústria, supermercadistas e panificadoras não descartam aumento, mesmo porque é no inverno que o consumo do pão dispara. Acredita-se que o repasse ao cliente variará entre 4% e 6%. Portanto, prepare o bolso!

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários