Corpus Christi:do mistério da Eucaristia à solidariedade necessitados

0

                                   Blog Cláudio Nunes: a serviço da verdade e da justiça
“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.


Ontem, 3, os católicos celebraram o dia de Corpus Christi, palavra em latim que significa Corpo de Cristo. É uma data muito importante e significativa para os fiéis católicos, pois é um dia de render homenagens públicas a Jesus Cristo presente no sacramento da Eucaristia. Porém, em virtude da gravidade da pandemia, este ano não aconteceram as famosas procissões nas ruas de várias cidades para adorar e louvar o Corpo de Cristo. Aglomerar, neste momento, seria um péssimo testemunho da parte daqueles que defendem a vida como um dom de Deus.

Entretanto, chama a atenção do titular deste espaço as atividades que foram realizadas por duas dioceses distintas no Brasil: uma na Bahia, na diocese de Teixeira de Freitas, e a outra em Sergipe del Rey, na arquidiocese de Aracaju. Em Teixeira de Freitas, conforme noticiada pela mídia local, foi promovida uma iniciativa intitulada “‘Gesto Solidário de Corpus Christi’, que consistiu na arrecadação de alimentos, produtos de limpeza e higiene pessoal para serem distribuídas às famílias necessitadas nos territórios paroquiais”. Segundo o pe. Leônidas Cardoso Reis Júnior, Coordenador Diocesano de Pastoral daquela diocese, “com a Eucaristia experimentamos a solidariedade de Deus que se revela verdadeira comida e verdadeira bebida. Corpus Christi evoca esta mensagem solidária e por isso esta campanha. Este ano, a nossa Diocese está promovendo um gesto solidário para celebrarmos Corpus Christi em solidariedade com os que passam fome neste período de pandemia. O gesto solidário é uma oportunidade de obedecer aquela ordem cristã tão valiosa: ‘dai Pão a quem tem fome e fome de justiça a quem tem pão’. Este gesto solidário foi uma bela expressão de nosso amor fraterno”, destacou.

Já em Aracaju, a arquidiocese realizou uma “carreata”. Isto mesmo, caro leitor. O único gesto foi uma carreata por várias ruas da cidade para transportar o Corpo de Cristo, porém sem nenhuma preocupação com os pobres que estão passando privações. Aliás, nenhuma novidade, pois a omissão tem sido uma marca indelével do arcebispo d. João Costa. Talvez a carreata tenha servido apenas para que o carro Virtus da Volkswagen, que recentemente foi comprado para uso do arcebispo, pudesse desfilar pelas ruas de Aracaju.

Portanto, é merecedor de aplausos o nobre gesto realizado em Teixeira de Freitas. Que Corpus Christi seja sempre um momento oportuno de solidariedade para os famintos… e de conversão para os insensíveis, principalmente em Aracaju.


Em nota da PMA, sobre requisição administrativa do Hospital e Maternidade Sempre Viva, é informado que documento foi revogado Nota da ascom/Secretaria Municipal de Saúde: Com a ocorrência do incêndio no hospital Nestor Piva, ocorrido na sexta-feira, dia 28, a gestão municipal formatou portaria de requisição administrativa do espaço do Hospital e Maternidade Sempre Viva, no bairro Suissa, com objetivo de buscar, de forma rápida, local para ampliação de leitos covid, evitando, assim, desassistência à população, já que o atendimento no Nestor Piva foi suspenso. No entanto, diante da constatação da impossibilidade do local atender a necessidade da rede municipal em curto espaço de tempo e do retorno das atividades no Piva, se decidiu pela revogação do documento. A Secretaria reafirma que continua em tratativas com a direção da antiga maternidade e trabalha com alternativas no intuito de encontrar local adequado e em curto prazo para ampliação de leitos covid-19. Atualmente, a rede conta com assistência porta aberta nos hospitais municipais Fernando Franco e Nestor Piva e leitos de retaguarda nos hospitais Santa Isabel, Huse, São José e Caps Jael.

“Lei Pazzuelo” Diante da não punição do General Pazzuelo por fato flagrantemente contrário à ordem e disciplina do Exército, ja que, enquanto militar da ativa, estava em ato político partidário, pergunta-se: e se militares de qualquer posto ou graduação resolverem fazer campanha aberta para Lula ou qualquer outro adversário de Bolsonaro, a regra será a mesma da “Lei Pazzuelo”?

Machado volta a chamar atenção para a necessidade do funcionamento da maternidade do HU O ex-deputado federal José Carlos Machado (DEM), novamente, chamou atenção para a necessidade do funcionamento da maternidade do Hospital Universitário (HU). De acordo com as informações repassadas para Machado, o prédio de 5 andares, com capacidade para 130 leitos, será capaz de realizar 300 partos por mês. O print ao lado mostra um documento recebido por Machado com informações sobre a grandiosidade da obra e o quanto a mesma será de fundamental importância para atender à população carente, dependente do SUS.

Bancada “A maternidade do Hospital Universitário (HU) está estruturada com 6 salas cirúrgicas, uma UTI adulta, uma UTI pediátrica, uma UTIN (UTI Neo Natal), enfermaria para cirurgias ginecológicas e de mamas, enfermaria para obstetrícia, uma enfermaria pediátrica e nove salas para atendimento ambulatorial”. Para o funcionamento da maternidade serão necessários R$ 20 milhões para equipar e contratualizar. “É fundamental que a bancada atue para garantir o funcionamento da maternidade, o mais breve possível,” defendeu Machado.
     

Lagarto: integrante da família Ribeiro diz que paciência acabou e que na hora certa vai falar tudinho “o Bolo é Grande.” Foi neste grupo de WhatsApp não só de Lagarto, mas com integrantes de toda Região Centro-Sul de Sergipe, que um integrante da família Ribeiro, Maurício, desabafou nos últimos dias causando polvorosa não só entre os parentes, mas no meio político. Tudo porque ele postou no grupo um print de uma conversa com a sua tia Luíza Ribeiro e escreveu: “…Minha paciência acabou com esse povo… minha meta é conseguir uma matéria no Fantástico…na hora certa vou falar tudinho…” Vixe, o blog recebeu todos os prints e vai guardar para cobrar futuramente. Alguns ao lado.



 


REPERCUSSÃO NACIONAL

Tiros, fogo e jagunços uniformizados. Ampla reportagem do portal The Intercept coloca o Grupo Maratá na berlinda com a acusação de tomar terra dos trabalhadores rurais na “tora”. 


O titular deste espaço tomou conhecimento através do blog do jornalista Max Augusto (blogdomax) da reportagem especial publicada pelo portal The Intercept acusando o grupo sergipano Maratá de violência no Maranhão, inclusive com o uso de jagunços para intimidar as comunidades rurais.

A reportagem começa assim: “Quase todo lar maranhense tem um produto do Grupo Maratá sobre a mesa, na geladeira ou na despensa. Café, pimenta, vinagre, temperos, sucos, molhos e cuscuz são os mais comuns. A marca é onipresente no comércio da capital São Luís e nas vendinhas de uma só porta de comunidades rurais. Nelas não pode faltar o fumo Maratá, ou “porronca”, como é conhecido o fumo de corda já desfiado vendido em pacotinhos plásticos de 50 gramas.

Foi com a venda desse tipo de fumo, tão popular nas zonas rurais do norte e nordeste do país, que o dono do Grupo Maratá, o sergipano José Augusto Vieira, iniciou seu império agroindustrial nos anos 1960, na cidade de Lagarto, a pouco mais de 65 km de Aracaju, capital de Sergipe. Hoje, a empresa está em todos os estados do Brasil, possui seis plantas industriais em Sergipe e produz mais de 150 itens.

O que talvez pouca gente saiba é que para a construção de parte desse império, centenas de homens, mulheres, crianças e idosos pagaram e ainda pagam, no Maranhão, um alto preço que não é revelado ao consumidor final. Pelo menos desde 2004, funcionários da empresa expulsaram com ameaças, destruição e incêndios camponeses que vivem e trabalham na zona rural do município de Timbiras, nordeste do estado, de terras disputadas pela empresa.

A Maratá alega que as áreas são suas. O caso, no entanto, é mais um exemplo do caos da documentação de terras no Brasil – que resulta em conflitos violentos nos quais os mais fracos costumam perder. Embora a empresa tente ficar com a terra, os camponeses buscam que a justiça reconheça o direito das famílias sobre as áreas, com base em regras do Código Civil. As famílias que vivem lá ocupam a área há quase um século, de acordo com depoimentos dos camponeses entrevistados. Muito antes de a Maratá e o seu fundador existirem. O processo de reconhecimento da área em nome dos camponeses está em andamento desde janeiro de 2020.

Tiros, fogo e jagunços uniformizados

O ataque mais recente aconteceu em 13 de agosto de 2019, quando três homens com uniformes da Agromaratá, o braço agropecuário do grupo, atearam fogo em casas, estruturas e na produção dos camponeses, segundo relatos dos moradores. Eles afirmam que foram destruídas residências de taipa, duas casas de produção de farinha e sacas de farinha, milho, arroz e outros alimentos que as famílias tinham produzido nas comunidades Santa Maria e Jaqueira, a cerca de 13 km da sede de Timbiras. Além de mantimentos, as vítimas relatam que foram destruídas roupas, vasilhas, redes, ferramentas e outros itens pessoais dos camponeses. Era perto de meio dia, e a maioria das pessoas estava distante das casas, trabalhando na roça.

Naquele dia, os jagunços da Maratá, depois de provocarem terror na comunidade, deram 24 horas para que as famílias fossem embora dali, segundo Cleones Batista Gomes, 43 anos, morador de Santa Maria. As famílias se arranjaram como foi possível, levando o que havia sobrado do incêndio. Quem não tinha como sair contou com a sorte.  Um dos vídeos da reportagem aqui: https://www.youtube.com/watch?v=jXR2VrEOW7s A reportagem é extensa é só acessar aqui.

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

 Aniversário com doação de sangue O presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe (Sinpol/SE), Adriano Bandeira, foi convidado pela jovem Tiffany, que sonha em se tornar policial civil, para participar do seu aniversário solidário de 16 anos. A comemoração aconteceu na última terça-feira, 02, no espaço do Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) em parceria com o Shopping Riomar e ao invés de presentes, a aniversariante pediu doações de sangue. Fazer o bem faz bem! Atitude show dessa menina. Preferiu uma doação de sangue do que qualquer presente ou festa.


EVENTOS ONLINE – É SÓ ENVIAR PARA DIVULGAR NESTE ESPAÇO


Água como Direito Humano em Aracaju hoje, 04, às 19h Nesta sexta-feira, 04, será celebrado o Dia Mundial do Meio Ambiente. Preocupada com a preservação ambiental, a vereadora Professora Ângela Melo tem apresentado diversas iniciativas de preservação da natureza e de cuidado com as águas e os ecossistemas de Aracaju. Com o objetivo de ampliar as discussões sobre a importância do direito à água, a parlamentar petista realizará hoje, 04, uma Live com o tema “O caminho das Águas como Direito Humano em Aracaju”. A atividade terá início às 19h, com transmissão ao vivo pelos canais do Youtube https://www.youtube.com/c/Professora%C3%82ngelaMelo/featured e Facebook da vereadora. A Live terá como palestrantes Ana Consuelo Ferreira Fontenele, que é bióloga e geógrafa, mestra em agroecossistemas e doutora em geografia, com estudo sobre a política ambiental em Sergipe; e Sílvio Ricardo de Sá, técnico em química, tecnólogo em saneamento e presidente do Sindisan (Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Purificação e Distribuição de Água e Serviços de Esgotos do Estado de Sergipe). Conforme levantamento da Organização das Nações Unidas, 1 bilhão de pessoas não têm acesso à quantidade de água suficiente para o abastecimento mínimo diário (20 litros) próximo de casa; 1,6 bilhão vivem em lugares onde não há estrutura capaz de captar água devidamente; 2 bilhões vivem em área com escassez de água; 66% da população mundial vive em áreas com escassez de água ao menos um mês por ano; 2,4 bilhões de pessoas no mundo não têm acesso a instalações sanitárias adequadas; e 1 bilhão ainda defecam ao ar livre. Quatro corporações empresariais (Nestlé, Danone, Coca-Cola e Pepsi-Cola) concentram mais de 50% da indústria da água em todo o mundo.


Nesta sexta-feira, 04: Rebecca Melo lança feat com Lucas Campelo celebrando a chegada de Junho Nesta sexta-

‘Sem Dançar Contigo’ vai ao ar nesta sexta, 04 de junho, em todas as plataformas digitais (Foto: Assessoria)

feira, 04 de junho, a cantora e compositora Rebecca Melo põe no mundo mais um single, dando continuidade à sequência de lançamentos que prometeu para 2021. Desta vez, o single vem em formato de feat com Lucas Campelo, celebrando a chegada de junho, mês mais esperado do ano em Sergipe, o país do forró. “Sem Dançar Contigo” nasceu da parceria dos dois forrozeiros, que são amigos de longa data e vêm entrelaçando seus caminhos musicais na defesa do forró tradicional e no aprendizado da sanfona. Gravada a partir do fomento da Lei Aldir Blanc, através de edital da Funcap, ‘Sem Dançar Contigo’ tem produção musical de Evandro Schiruder; sanfona de Missinho do Acordeon; baixo de Júnior Di Lima; percussão de Julio Fonseca; e cavaco de Rayra Mayara. Nos vocais, Rebecca e Lucas dividem a canção, que fala do desejo provocado pela dança embalada pelo ritmo contagiante do forró, que caracteriza a magia das noites juninas, dando cor, forma, gosto e cheiro à tradição cultural do Nordeste. Rebecca, letrista de ‘Sem Dançar Contigo’, conta como surgiu o mote da canção. “A praia é mesmo o meu cenário favorito para compor. Enquanto tomava sol, eu fazia uma pesquisa sobre as características rítmicas de cada estilo, e no embalo da zabumba, nasceu esse forró. De imediato, pensei em chamar Lucas, artista que muito admiro, para enriquecer a composição, com melodia e harmonia mais ricas do que as que eu poderia fazer, pelo grande músico que é. Deu super certo”, revela. Campelo afirma ter ficado honrado com o convite. “Além de amiga de longa data, Rebecca é uma artista que muito me ensina, com a proatividade e dinamismo que emprega em seus projetos. Quando recebi a letra de Rebecca, ela simplesmente me deixou livre para criar a música, e parecia que a letra já tinha uma dança… aí fluiu. Após a direção e arranjos de Schiruder, além de toda a equipe, a música tomou uma forma incrível”, garante Lucas.
Feita para quem não quer ficar parado, ‘Sem Dançar Contigo’ estará disponível em todas as plataformas digitais a partir das 00h do dia 04 de junho. O pré-save no Spotify já está liberado. Basta acessar https://show.co/60mU7LI , link disponível na BIO do perfil @rebecca_melo no Instagram e aproveitar para conferir por lá todas as novidades. Rebecca já adianta que tem mais lançamento previsto para o mês junino. É só aguardar.
       


Neste sábado, 05, Live solidária em prol da Associação Mulheres de Peito A cantora Alê Ferraz vai promover, neste sábado, 5, a partir das 21h, uma live solidária para arrecadar alimentos em prol da Instituição Mulheres de Peito, que realiza um trabalho de acolhimento e apoio a mulheres que lutam contra o câncer. O show virtual será transmitido no canal da artista no YouTube (Aleferrazoficial) e contará com as participações especiais da cantora Liene Show e dos cantores Paulo Henrique, Nathanzinho, Lucas Aragão, Adriano Imperador, Alvinho, Davi Lucca e Enzo Ferrari. Acompanhe e faça a sua doação!

 

 

     
Próxima quarta-feira, 09, às 19h: “De Estância para a África: Raymundo Souza Dantas, primeiro embaixador brasileiro negro” A Academia de Letras de Aracaju (ALA) promove a conferência “De Estância para a África: Raymundo Souza Dantas, primeiro embaixador brasileiro negro”, retratando a trajetória deste importante sergipano que marcou seu nome na história da diplomacia nacional. Atualização para retificar o nome do professor Pedro Murilo e para acrescentar as falas de Adriano dos Reis, presidente da AGB e de Fabrícia Oliveira, professora da UFS. Será na quarta-feira, 09, às 19h, aqui: https://www.youtube.com/channel/UCxh6zQqGdPlcCA5xq26658w/featured




Frase do Dia
O melhor retrato de cada um é aquilo que se escreve. O corpo retrata-se com o pincel, a alma, com a pena. Padre Antônio Vieira, Sermão do Santo Inácio.

https://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2021-06/papa-francisco-corpus-christi-audiencia-geral-brasil-coronavirus.html

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais