CPI dos bancos já!Relação promíscua e privilégios do governo federal

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Até hoje os brasileiros esperam uma investigação rigorosa através de uma Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI para investigar os bancos privados no Brasil e a relação promíscua e cheia de privilégios com o governo federal. Com a delação premiada de Palocci a imprensa chegou a citar a possibilidade, mas de repente todos deixarem de falar sobre o assunto.

A verdade é que os bancos privados pintam e bordam no Congresso Nacional, no Poder Executivo e no Poder Judiciário. E anualmente, mesmo com a crise, eles somam lucros enormes à custa do esfolamento das classes mais baixas da sociedade.

Em 1999, em pleno governo FHC, o Senado Federal chegou a abrir uma CPI envolvendo instituições financeiras, sociedades de crédito, financiamento e investimento que constituem o Sistema Financeiro Nacional, direcionada para operações secretas envolvendo alguns bancos, como Marka, FonteCindam e outros bancos internacionais. Na época, parte da imprensa denunciou a interferência de FHC através do STF para não quebrar os sigilos bancários de alguns banqueiros envolvidos. O presidente do Senado era mais nada menos que ACM.

E até a grande imprensa nacional se curva e deixa de cobrar uma apuração rigorosa através de uma CPI, por conta das verbas publicitárias que são altíssimas. Com a Lava Jato que destruiu as maiores construtoras do país hoje os bancos privados são os principais clientes da grande mídia brasileira.

E quem terá coragem de propor no Congresso Nacional uma CPI para apurar as enormes negociatas e a troca de favores entre os banqueiros e o poder público federal?

Quem tiver realmente interessado em reduzir a enorme desigualdade social no Brasil precisa colocar o dedo na ferida: investigar os bancos privados e a relação promíscua com o governo federal.

 

Atos secretos na Assembleia de Sergipe? Deputados recorrem à lei de acesso à informação Ao lado o print do ofício encaminhado ao presidente da Assembleia de Sergipe, Luciano Bispo assinado pelos deputados Rodrigo Valadares, Georgeo Passos, kitty Lima e  Samuel Carvalho, pedindo, com base na Lei de Informação, cópia da resolução número 50, de 20 de dezembro de 2018, que dispõe sobre a estrutura organizacional do Poder Legislativo. Algumas perguntas: Há atos secretos na Assembleia? Se trata dos cargos comissionados?

Sobre falecimento, parte II Ontem, 12, o titular deste espaço escreveu: “Se não tem nada para dizer de um falecido não diga nada. Absolutamente nada.” Para deixar claro ao leitor porque este espaço não presta homenagem póstuma a todos que morrem…

Clima péssimo na SEIT E o clima continua péssimo na Secretaria de Estado da Inclusão, da Assistência Social, e do Trabalho. Uma das eminências pardas que comanda a pasta (a titular esquece que é a ordenadora de despesas no papel, depois não reclame…) continua com arrogância e mudando a equipe.

“Nova equipe” Ontem, 12, por exemplo, a Defesa Civil teve um problema por causa da “nova equipe” que não sobe fazer o contrato com os Pipeiros (um contrato quase milionário dos caminhões Pipas) e o pessoal dos contratos não soube fazer. Se hoje o sertão precisasse de caminhão pipa, não teria por causa “da competência” da nova equipe. Aliás, todos os contratos estão mal feitos. O blog recebeu alguns e está verificando detalhadamente.

Tratamento Outra reclamação é o tratamento com os comissionados, terceirizados e servidores. A eminência parda, que não sai do gabinete, já esbravejou nos corredores que além de enfermeiros, dentistas serão remanejados da Prefeitura de Aracaju para a Secretaria. E alguns dos novos comissionados querem trabalhar nos dois locais: na SEIT e PMA. Como os comissionados têm o horário estendido, os servidores já estão de olho para denunciarem ao MPE. Depois o blog expõe o “trabalho” da nova diretoria de “assistência” e o tratamento com os técnicos. Será que Belivaldo sabe de tudo?

Coordenador da bancada sergipana no Congresso Os deputados e senadores de Sergipe elegeram na noite  de ontem (12), o deputado Fábio Reis (MDB), como o novo coordenador da bancada no Congresso Nacional. Ele substituirá o ex-deputado Jony Marcos (PRB).

 Eleição acirrada  Após longa votação, que contava também com a candidatura de Bosco Costa, o deputado Laércio Oliveira se posicionou, por telefone, favorável ao deputado Fábio Reis, finalizando o empasse.  Foram 6 votos a 5.

 Experiência Fábio Reis enfatizou que com a experiência de seis anos na Câmara Federal e com o bom relacionamento junto aos poderes Legislativo e Executivo, será um mediador dos principais assuntos de interesse de Sergipe. Segundo ele, a bancada precisa ter o máximo de compromisso com o Estado.

 Somação “Minha intenção é somar. É preciso esquecer divergências para que possamos realizar um bom trabalho e levar resultados satisfatórios ao nosso Estado, que é um só”, disse o parlamentar. Fábio Mitidieri (PSD) ressaltou a boa relação do emedebista com o Governo Federal. “É importante a vivência que ele tem junto aos órgãos federais. Tenho certeza que Fábio contribuirá muito com Sergipe”, defendeu o deputado.

Bancada Além de Fábio Reis e Fábio Mitidieri, fazem parte da bancada os deputados Bosco Costa (PR), Fábio Henrique (PDT), Gustinho Ribeiro (Solidariedade), João Daniel (PT), Laércio Oliveira (PP) e Valdevan Noventa (PSC), além dos senadores Alessandro Vieira (PPS), Maria do Carmo (DEM) e Rogério Carvalho (PT).

Vistoria do CRM no Hospital de Urgência O Conselho Regional de Medicina vem realizando vistorias em unidades hospitalares de Aracaju. Parabéns, mas quanto será que já passou pelo Hospital de Urgência?

Nota Secretaria Municipal do Meio Ambiente Em resposta ao que foi publicado no blog desta segunda-feira, dia 11, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema) informa que todas as normas, que dizem respeito à administração municipal, foram cumpridas para a realização do bloquinho mencionado (Por Amor ao Iate). A organização cumpriu os prazos estabelecidos para o uso da via, através de autorização da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) e da Sema. Sobre o policiamento, a Sema recebeu a comprovação de garantia da presença da Polícia Militar e somente depois liberou a realização da festa. É importante frisar que o policiamento esteve presente ao evento, conforme comprovado pela fiscalização da Secretaria. Desta forma, a Sema continua à disposição para outros esclarecimentos.

MPE pede na Justiça funcionamento imediato da “Carreta das Mulheres” A 9ª Promotoria de Justiça dos Direitos à Saúde, titularizada pelo promotor de Justiça Manoel Cabral Machado Neto, ajuizou Ação Civil Pública com pedido de tutela antecipada para que o Estado de Sergipe, no prazo de 30 dias, evide todas as providências necessárias para colocar em funcionamento a “Carreta das mulheres” – carreta de atendimento oncológico de prevenção ao câncer em mulheres, sob pena de bloqueio da conta única do Estado, na quantia de R$ 2 milhões,709 mil e 995 reais.

Dinheiro do TCE De acordo com a ACP, a Carreta da Mulher foi adquirida por meio de licitação, com dinheiro oriundo da sobra do duodécimo do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que pactuou, através de um Termo de Compromisso celebrado com o Governo do Estado, SES, membros do Crafi e outros órgãos em novembro de 2017, que os recursos seriam devolvidos para a aquisição da carreta feminina, no valor do contrato de mais de R$ 2,7 milhões, assinado no ano de 2017, pelo ex-governador Jackson Barreto, pelo ex-secretário de Saúde Almeida Lima e o conselheiro da Corte de Contas, Clóvis Barbosa.

Tentativas extrajudiciais A carreta encontra-se em solo sergipano, todavia inativa, haja vista que não houve o seu recebimento, pois o Governo do Estado passou a adotar o entendimento de que o superávit devolvido pelo Tribunal de Contas para o Tesouro Estadual, caindo na conta única, não se trata de verba vinculada para o atendimento específico do Programa – Saúde Já – da Secretaria do Estado da Saúde. De acordo com o promotor de Justiça dos Direitos à Saúde, Manoel Cabral Machado Neto, antes de ajuizar a Ação Civil Pública, o MP vem realizando diversas tentativas extrajudiciais para tentar resolver as questões.

Deputada apela por saída para acabar polêmica A deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) foi recebida ontem, 12, pelo secretário estadual de saúde, Valberto Lima. Em pauta, as demandas das pacientes oncológicas, especialmente, a polêmica questão da carreta que teria sido construída para atendê-las.

Medidas “Foi uma conversa bastante amistosa e o secretário nos garantiu que todas as medidas estão sendo adotadas para que essas pacientes tenham o devido atendimento garantido”, afirmou Maria, ao revelar a sua solidariedade às mulheres que enfrentam a doença. A parlamentar lembrou que em seus mandatos sempre teve um olhar atento à essa questão. “Esse problema é algo que sempre nos preocupou, não só no que diz respeito ao atendimento à mulher, mas aos homens também”, afirmou.

Revitalização a noite Certa a medida da SMTT de Aracaju de intensificar a revitalização das sinalizações das ruas de Aracaju durante o período da noite. O caminho é por aí, atrapalhar o menos possível a mobilidade urbana da cidade. Segundo a assessoria da SMTT por semana são revitalizadas em média 30 sinalizações que incluem Os serviços espaços destinados ao embarque e desembarque de transporte escolar.

Solicitação Para solicitação de novas sinalizações, placas e construção e remoção de redutores de velocidade, é necessário entrar em contato com a Ouvidoria da SMTT, através do número (79) 3238-4646. Após esse contato, a equipe técnica da superintendência analisa as demandas e verifica a necessidade dos locais.

Curso Estão abertas as inscrições para o curso “Imersão em Odontologia Hospitalar”, que acontece nos próximos dias 16 e 17, das 8h às 18h, no Hospital Primavera. O público alvo é cirurgiões-dentistas e acadêmicos de odontologia. Maiores informações através dos números: 2105-2506 ou 9 9653-0843.

PF cumpre mandados judiciais contra ex-prefeito de Canindé Infonet: A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta terça-feira, 12, nas cidades de Aracaju, Salvador, Feira de Santana, Juazeiro e Petrolina, a Operação Acesso Negado – Game Over, com o objetivo de desarticular organização criminosa responsável por desvio de recursos públicos.

PF cumpre mandados judiciais contra ex-prefeito de Canindé II Trata-se da segunda fase da Operação Acesso Negado, desencadeada em novembro de 2015, e fruto de mais de três anos de trabalho investigativo, que confirmou irregularidades na contratação, pelo município de Canindé de São Francisco, da Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) denominada Instituto Sócio Educacional Solidariedade (ISES). Toda matéria aqui.

Maruim: Prefeitura inicia revitalização do Calçadão Horácio Martins Construído há 27 anos pelo então prefeito Murilo Mota de Oliveira, o calçadão Horácio Martins, situado no centro comercial de Maruim, começou a ser revitalizado nesta terça-feira (12). A obra integra o convênio firmado entre a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura, e o Governo Federal, através do Ministério do Turismo.

Nova estrutura Segundo o engenheiro civil da Prefeitura de Maruim, Leônidas Carvalho Neto, o projeto de revitalização envolve implantação de nova iluminação, urbanização, construção de um pórtico, substituição do piso, instalação de lixeiras e bancos, construção de quiosques comerciais e aperfeiçoamento do sistema de drenagem. A obra foi orçada em R$ 257.227,28 e deve ser concluída em julho de 2019.

Reivindicação O prefeito Jeferson Santana destacou a importância da obra, que está situada no centro comercial do município. “A reforma do calçadão é uma antiga reivindicação dos comerciantes. Além de melhorar a infraestrutura, a obra também será um cartão-postal do município. Cada obra, cada convênio firmado tem o objetivo de modernizar e proporcionar melhor qualidade de vida à população. Cabe ressaltar que esta é a primeira reforma deste espaço público”, destacou o prefeito de Maruim.

Hospital Regional de Propriá realiza mais de 100 cirurgias eletivas por mês Em quatro de dezembro, a dona de casa Luciana Barbosa de Melo Silva, 48 anos, foi ao Hospital Regional de Propriá para agendar uma cirurgia de retirada da vesícula. No último sábado, 9, ela foi submetida ao procedimento e passa bem. A espera pela operação foi de dois meses, tempo necessário para dar cumprimento ao protocolo que exige a avaliação de um médico, realização de exames pré-operatórios, autorização da perícia e agendamento da cirurgia.

 Média mensal  O Hospital Regional de Propriá vem registrando uma média mensal de 115 cirurgias eletivas de médio porte, como as de vesícula e de hérnia, ou um pouco mais complexas, como as histerectomia. O acesso às cirurgias é regulado pela própria unidade hospitalar, que atende aos 16 municípios do Baixo São Francisco, que compõem a Regional de Propriá.

 Demanda  A cirurgia de histerectomia é a que detém maior demanda, segundo informou a superintendente do Hospital Regional de Propriá, Patrícia Freitas de Britto, informando que o acesso dos usuários ao serviço obedece a um fluxo, que tem como seu primeiro momento a avaliação do paciente e exames feita pelo médico da casa, para comprovar a real necessidade da cirurgia. “Caso haja pendência de exames, o usuário retorna em outro momento com os resultados”, explicou a superintendente.

  AIH Estando tudo certo em relação ao paciente e exames, o médico abre uma Autorização de Internação Hospitalar (AIH) e a regulação interna do hospital agenda a perícia, que ocorre quinzenalmente naquela unidade. Recebendo a autorização do perito, o paciente entra na planilha de agendamento do procedimento. “É simples, sem burocracia e, mais importante, nosso usuário não precisa deixar a sua região de saúde para realizar o procedimento”, enfatizou Patrícia Britto.  As cirurgias eletivas são realizadas em quatro dias da semana e o agendamento  de avaliações e de marcação, às terças e quintas, conforme informou a superintendente da unidade hospitalar.

Galo do Augusto Franco comemora 10 anos com feijoada e folia Um dos blocos mais tradicionais da capital sergipana, o Bloco Galo do Augusto Franco comemora 10 anos com feijoada e folia no próximo sábado, 16/2, em uma grande prévia para o Galo que acontecerá dia 23/2. A festa, que terá início a partir das 12h, contará com a animação da Banda Ediferente, Sinho Lemos e Sandro Reis. A agremiação tem como idealizador o psicólogo Carlos Max Prejuízo através da Casa Cultural Careca e Camarada e tem como objetivo resgatar a tradição dos antigos carnavais de rua, reunindo pessoas de todas as idades. Todos os anos, o Bloco leva para avenida uma obra de mais de quatro metros de altura, assinada pelo artista Anselmo Seixas. Entrada: R$25,00 (entrada + feijoada) / R$10,00 (só entrada). Pontos de venda: Augusto Ciclo, Farmácia Moura, MaxClínica e Cacau Cabeleireiros.

Canto Vivo realiza Feira de Troca de Ração por plantas em Socorro O Instituto Canto Vivo realiza, no próximo sábado, 16, mais uma Feira de Troca de Rações, em parceria com o Shopping Prêmio. No evento, que acontece no estacionamento do centro de compras de Nossa Senhora do Socorro, cada quilo do alimento para cães e/ou gatos, pode ser trocado por uma muda de planta.

Doações As rações arrecadadas serão doadas ao projeto Sonho Animal, que resgata e cuida de animais desabrigados em Sergipe, inclusive no município de Nossa Senhora do Socorro, onde ocorre a feira. Qualquer pessoa pode participar da ação e não há limite para as trocas.

Canto Vivo O Instituto Canto Vivo é uma organização não-governamental (ONG), fundada em 2001 por ativistas ambientais. A ONG tem a missão social de semear de forma revolucionária, mediante realização de projetos educacionais e ambientais voltados para a preservação do ecossistema de forma sustentável e participativa.

 

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

À propósito da CPI que propunha uma CPI para investigar o Judiciário Do leitor Roosevelt Ferreira de Oliveira: “Se existe alguma denúncia fundamentada contra um Ministro do STF que se abra no Senado um Processo de Impeachment. Caso exista denúncia contra membros de outras Instâncias do Judiciário que seja investigada de acordo com o que está previsto na Lei. Uma CPI dessa natureza e com essa abrangência, além de comprometer ainda mais a imagem do Poder Judiciário, compromete também o seu trabalho. Por outro lado, quando o Jornalista João Domingos, do Estadão, em seu artigo lembra que a Constituição Federal estabeleceu regras e harmonia entre os Poderes, poderia ter lembrado também os fatos recentes envolvendo o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal, onde Atos Administrativos emanados do Primeiro foram desfeitos pelo Segundo sem a menor cerimônia, contrapondo-se a decisões anteriores do Próprio STF. Sem sombra de dúvida, há necessidade urgente de um reencontro das Instituições no cumprimento do que está escrito em nossa Constituição Federal, sob pena de se deixar o País à deriva.”

Estância: vândalos roubam chave elétrica que liga refletores do estádio Francão Da Gazeta de Estância: “Pela segunda vez, na última terça-feira, dia 05 de Fevereiro, os vândalos aproveitaram a falta de vigilante no periódo noturno, adentraram a área interna do estádio e roubaram toda chave elétrica que liga os quatro refletores da praça de esporte. Além disso, os meliantes tentaram retirar o portão que dá acesso a arquibancada da torcida visitante.” Toda matéria aqui.

PELO E-MAIL E FACEBOOK

DO BLOG ESPAÇO MILITAR

Mais uma vez, Corpo de Bombeiros, encontra dificuldade para debelar incêndio, pela falta da viatura APA, que está parada por falta de manutenção há cerca de um ano. Até quando?

Na noite desta segunda, dia 11, ocorreu um incêndio na loja da Serigy Madeiras, situada na avenida Coelho e Campos, no centro de Aracaju, tendo o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe (CBMSE) sido acionado.

Os bombeiros militares chegaram ao local rapidamente, mas tiveram dificuldades para debelar o incêndio, face a falta de uma das mais importantes viaturas da corporação, qual seja, a APA (Alta Plataforma Aérea), que está parada há mais de um ano por falta de manutenção, tendo que iniciar o combate ao fogo, do chão, jogando o jato de água por cima da estrutura, sem saber direcionar tal jato para os focos principais, pois não tinham a possibilidade de observar e combater do alto o incêndio, pela falta da APA.

O fato já foi denunciado por diversas vezes pelo blog Espaço Militar, bem como, em outros órgãos da imprensa, porém o problema não foi resolvido.

Não custa lembrar que fato semelhante ocorreu na cidade de Itabaiana, onde em um prédio de três andares, os bombeiros encontraram também dificuldades para debelar um incêndio, pela falta da APA, tendo sido usado também naquela oportunidade, um caminhão da prefeitura daquele município que também faz manutenção da rede elétrica, para combater o incêndio do alto.

O blog Espaço Militar localizou a viatura APA, na manhã desta terça (12), por volta das 07h15m, parada no Centro de Manutenção (CEMAN) do CBMSE, localizado ao lado do Presídio Militar, no bairro Getúlio Vargas, tendo registrado fotos e vídeo, por falta de manutenção do equipamento plataforma. Além da APA, existem outras viaturas também paradas por falta de manutenção.

O fato foi denunciado ao Ministério Público Estadual, anteriormente, porém foi encaminhado um ofício que não traduz a realidade dos fatos, dando conta que estariam fazendo a manutenção devida, porém a viatura possui manutenção na parte do caminhão de marca Scania, mas no equipamento plataforma, falta a devida manutenção, que é a principal.

Até quando um veículo tão caro e extremamente útil vai ficar parado por falta de manutenção, deixando a sociedade sergipana e os bombeiros militares tolhidos de um equipamento tão importante para resgates e combate a incêndios?

No combate ao incêndio da Serigy Madeiras, o CBMSE teve que contar com o apoio da brigada de incêndio da Petrobras e de carros-pipas contratados pelo proprietário do imóvel.

“É inadmissível que o problema persista por tanto tempo, sem que providências sejam adotadas, tanto por parte da Corporação e do Governo do Estado, pois é uma viatura extremante importante para resgate de pessoas em edificações e combate a incêndio, podendo os bombeiros militares, combaterem do alto os principais focos. Não é de agora que denunciamos o fato, sem que providências sejam adotadas. Esperamos que os Órgãos Fiscalizadores tomem as devidas providências acerca do fato, até porque, depois que ocorrer um fato mais grave, não venham dizer que foi uma fatalidade, pois será uma negligência, visto que esta denúncia já vem sendo feita ao longo de um ano. Desde já colocamo-nos à disposição para debater o assunto com o Comando do CBMSE ou qualquer representante do Governo do Estado acerca do assunto, pois valorosos e competentes bombeiros miliares nós temos, porém falta condições de trabalho, como é o caso da viatura APA”, afirmou Márlio Damasceno, advogado militante na área militar e conselheiro da OAB/SE.

Reportagem em áudio e vídeo do radialista Alex Carvalho comprova viatura APA do CBMSE parada por falta de manutenção do Ceman.

ARTIGO

MEDICINAS, CIÊNCIAS e NEGÓCIOS. Por Antônio Samarone.

A medicina de negócios, desumanizada, conduzida pelo lucro, esconde-se sob uma capa cientifica, quando, em parte, não tem ciência nenhuma. As pesquisas, as experimentações, os ensaios clínicos, as publicações, os congressos, via de regra, são financiados pela poderosa indústria farmacêutica. Tornou-se um negócio de interessados.

A assistência à saúde se transformou numa atividade econômica de grande peso na economia. No Brasil, ela representa cerca de 10% do PIB.

O mercado médico é formado pelo complexo industrial de produção de medicamentos, insumos e equipamentos; e pelo capital financeiro, que comanda os planos de saúde e a rede de serviços (hospitais, clínicas, farmácias e laboratórios).

As escolas de medicina reproduzem esse modelo, centrado na lógica do mercado. Aliás, as escolas formam o médico para o mercado. Nessa mudança, o serviço médico foi transformado em mercadoria.

O cuidado médico foi esquartejado em milhares de procedimentos, impessoais, padronizados, visando apenas realizar o seu valor de troca, próprio das mercadorias. O cuidado virou procedimento, para viabilizar a produtividade e o lucro. As mercadorias não comportam subjetividades, precisam ser padronizadas, contabilizadas e pagas.

A medicina artesanal do século XX, centrada no valor de uso, na relação médico paciente, na autonomia do médico, fundada na clínica, foi suplantada por uma medicina de negócios, fundada no lucro e na tecnologia, onde o médico perdeu o protagonismo.

A desumanização da medicina é inerente a essa transformação do trabalho médico em mercadoria. Não é uma questão de caráter do médico, nem de opção pessoal! Os médicos mais novos não são nem piores, nem melhores, que os médicos antigos. Apenas exercem a medicina numa realidade de mercado.

O mercado procura esvaziar o papel do médico, que perdeu a autonomia, passando a guiar-se por diretrizes e protocolos, dentro do modelo de produção de procedimentos, a forma que a mercadoria tomou nos serviços de saúde.

A medicina é uma profissão milenar, conceituada na sociedade. Os médicos são profissionais regrados pela autoestima. Não está sendo fácil para o mercado submeter os médicos a lógica do lucro. As resistências se manifestam.

O médico protege a sua prática e a sua consciência com a capa do discurso científico. As atitudes, as decisões, as condutas, os comportamentos são justificados como obediência a uma racionalidade científica. Os médicos acreditam que exercem uma medicina voltada para a ciência, e que fazem parte de uma comunidade científica.

Os cursos de medicina trabalham pouco a iniciação científica. Pouco é ensinado sobre a produção científica. A ciência é o método, mas o pensamento crítico perdeu espaço na formação médica. A ciência geralmente é assimilada como uma nova religião, que exige dos seguidores apenas a fé.

Toda certeza médica precisa vir acompanhada do jargão: “segundo pesquisas” (segundo o evangelho de São João), isso é assim ou assado. Que pesquisas, feitas por quem e como, qual a metodologia utilizada, quem financiou, quem divulgou? Nada! Precisamos apenas confiar. A ciência funciona mais como discurso de legitimação ideológica.

Mas é assim, porque é assim que o mercado precisa. Não estou simplificando, apenas facilitando o entendimento. A mercadoria para realizar o seu valor de troca, não precisa do pensamento crítico. Precisa de vendedores e consumidores, de prestadores de serviços socialmente legitimados.

Os médicos reagem a medicina de negócios: uns aceitam e defendem como um avanço; outros são indiferentes; tem os que ainda praticam a medicina artesanal humanizada; e os que não aceitam e resistem das mais variadas formas.

Nada foi consumado! Está em andamento um processo de transformação profunda da prática médica, sem ponto de chegada conhecido.

Está em curso a desumanização do homem e a humanização da tecnologia. O fetiche das mercadorias. A automação robótica, os aplicativos, as telemedicinas e a inteligência artificial estão por perto.

Do que foi dito, só uma certeza: as pessoas saíram da condição de pacientes para a de consumidores, clientes, usuários, segurados, não contribuintes (NC), indigentes, SUS dependentes, ou mais uma dezena de denominações.

E parece que essa mudança não agradou. As pessoas, em sua maioria, ainda preferem o médico antigo.

PELO TWITTER                                                                                                                                        

www.twitter.com/gugachacra Quando escrevo algo no Twitter, dou a minha opinião. Nos comentários, podem concordar os discordar. As críticas ajudam a enriquecer o debate, desde que feitas com educação. Posso, inclusive, ser convencido a mudar meu ponto de vista sobre algo. É assim que evoluímos.

www.twitter.com/smttaju Viu vagas públicas de estacionamento sendo reservadas com cones, cordas ou pintura? Ligue para o Disque-Trânsito que a gente vai até o local resolver essa situação. O número é 118.

www.twitter.com/LucasMoura7 “E o SENHOR te guiará continuamente, e fartará a tua alma em lugares áridos, e fortificará os teus ossos; e serás como um jardim regado, e como um manancial, cujas águas nunca faltam.” Isaías 58:11

www.twitter.com/andrizek Em 98, vi um tornado em Miami que fez barco aterrizar em teto de casa. Em 2 dias, tudo novinho em folha. Rio foi atingido por tempestades há 5 dias e segue cheio de lixo e lama nas ruas. Vem mais chuva aí. Não precisa ser gênio para saber o que vai rolar. Por que a gente é assim?

www.twitter.com/Jabbnascimento DIREITO DE RESPOSTA Jornal da Cidade veicula hoje dia 12/02 matéria que corrigi informações maldosas que buscavam descaracterizar FBDH, uma instituição que combate a maldade dos homens em cargos públicos. A instituição tem como Sec Geral o Bel João Augusto Nascimento.

Siga Blog Cláudio Nunes:

Instragram

 Facebook

 Twitter

Frase do Dia
“É nos momentos de decisão que o seu destino é traçado.” Anthony Robbins.

XII ENREHSE – Encontro de Recursos Hídricos em Sergipe. 
18 a 22 de março de 2019. Inscrição: 11 de fevereiro a 15 de março de 2019.
Submissão de trabalhos: 11 a 26 de fevereiro de 2019. Além de palestras e apresentação de trabalhos, estão sendo oferecidos quatro minicursos e dois dias de campo.
Comentários