CPMF é um assalto

0

Por incompetência para sair da crise financeira em que se meteu, o governo federal quer resolver seus problemas de caixa metendo a mão grande nos bolsos dos contribuintes. Com o falso argumento que precisa de recursos para melhorar a saúde pública, dona Dilma Rousseff (PT) sonha em recriar a CPMF, aquele famigerado imposto do cheque de tristes lembranças. Os zilhões arrecadados durante anos com o tal tributo desapareceram sem deixar rastros, enquanto a saúde segue em petição de miséria. Portanto, estão corretos os brasileiros contrários a mais esta tentativa de avanço nas finanças dos cidadãos, já achacados por uma série de outros impostos usados, em grande parte, para custear mordomias e bancar corruptos de colarinhos multicores. Pensasse em um país melhor, Dilma Rousseff e seus bem pagos auxiliares reduziriam o tamanho e, por conseqüência, as despesas da máquina pública e atacavam a corrupção, tornando transparentes as ações deste cambaleante governo.

Mesma toada

E Executivo de Sergipe segue na mesma toada do Palácio do Planalto. Além de demonstrar simpatia com a recriação da CPMF, o governo sergipano pretende aumentar em quase 50% o ICMS da energia elétrica consumida pelas indústrias. No afã de azeitar o cofre público, a administração estadual pode provocar a falência de um considerável número de empresas. Querem matar a galinha dos ovos de ouro!

Esbulho criticado

Boa parte da imprensa sergipana reproduziu as criticas do governo ao senador Eduardo Amorim (PSC), contrário à utilização de 70% dos depósitos judiciais para pagar salários. Os críticos do parlamentar nem se preocupam como serão devolvidos os mais de 500 milhões a serem torrados nos próximos meses pelo Executivo. Eduardo Amorim está corretíssimo ao condenar esse verdadeiro esbulho, estranhamente apoiado por setores da mídia.

Fosso perigoso

O projeto de lei em tramitação no Congresso Nacional sobre terceirização da mão de obra afunda o fosso perverso da precarização. Quem pensa assim é o ministro do Tribunal Superior do Trabalho, Augusto César Leite de Carvalho. Natural de Aracaju, ele é o único sergipano a ocupar hoje o cargo de ministro togado. Na edição de ontem e hoje, o Caderno Mercado do Jornal da Cidade publica uma ampla entrevista com o competente ministro Augusto César. Vale à pena conferir.

Cinquentinhas

Os proprietários de motos com até 50 cilindradas têm até o início de 2016 para legalizá-las. A Lei Federal Nº 13.154 exige habilitação do motoqueiro, emplacamento da cinquentinha e o pagamento do Seguro DPVAT. Caso já seja habilitado, o dono de uma dessas motocas vai desembolsar algo em torno de R$ 220,00. A partir de janeiro, quem for apanhado sem a documentação completa terá a cinquentinha apreendida e ainda pagará multa.

Sangue na Parada

O jovem Tayrone Rodney, 26 anos, foi assassinado ontem, no final da Parada Gay, realizada na Orla de Atalaia. O rapaz, que trabalhava no Shopping Prêmio e era dançarino da banda Edcity, se recusou a entregar um cordão de ouro e foi esfaqueado por um assaltante. Filho do conhecido fotógrafo Ribeiro, Tayrone residia no bairro 18 do Forte, em Aracaju. Lastimável!

Toque de caixa

Os deputados estaduais vão trabalhar dobrado nesta segunda-feira. É que o governo deixou para a última hora a votação do Plano Estadual de Educação (PEE), que deve ser aprovado, sancionado e publicado no Diário Oficial até hoje à noite. Nesta segunda, termina o prazo dado pelo governo federal para os estados aprovarem os planos de educação. Em resumo: os deputados vão votar uma proposta tão importante a toque de caixa e repique de sino. Uma lástima!

Barriga vazia

Boa parte dos servidores da Prefeitura de Aracaju e do Governo de Sergipe só vai receber o restante do salário de agosto no dia 11 de setembro. A alegação para atrasar a folha de pessoal é falta de recursos. Por conta disso, o funcionalismo do Estado e da Prefeitura está trabalhando 42 dias para receber 30 dias.

Fim da greve

Após dois meses parados, os servidores públicos de Sergipe retornam hoje ao “batente”. Eles fizeram greve em protesto pela demora do governo em cumprir o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV), sancionado ano passado pelo governador Jackson Barreto (PMDB). Por outro lado, os funcionários do Detran suspenderam a paralisação programada para hoje porque a autarquia criou uma comissão, com a participação deles, para analisar o PCCV da categoria.

Saco de gols

As torcidas do Confiança e do Estanciano estão rindo de orelha a orelha com as belas vitórias de ontem. Jogando pela primeira vez em casa pela Série D, o Canarinho do Piauitinga meteu 3 a 1 no Serrano da Bahia e lidera sua chave com 15 pontos. O Dragão deu de quatro no Icasa e já não corre mais o risco de descer para a Série D. No Francão, o time baiano ainda perdeu um pênalti. Valeu, galera!

Recorte de jornal

Publicado no aracajuano Diário da Tarde, em 24 de novembro de 1937

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários