Crise com laranja no pé

0

A região Centro-Sul de Sergipe tem como principal base econômica a citricultura. O setor já passou por várias crises, por conta de uma praga que atacou os laranjais, por conta do baixo preço e a competição com o mercado de São Paulo, mas agora começa a enfrentar uma crise sem precedentes por conta da falta de mercado consumidor. É uma crise com laranja no pé que pode jogar na miserabilidade muitos sergipanos que dependem da laranja.

 

Na próxima quinta-feira,05, a partir das 9h30, na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Umbaúba, será realizado um seminário estadual sobre citricultora numa promoção do Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Agricultura e da Emdagro e com o apoio da Prefeitura de Umbaúba. Prefeitos de alguns municípios baianos já confirmaram presença no evento. A idéia, segundo o secretário Paulo Viana, é discutir alternativas e encaminhamentos para enfrentar a crise, já que a redução substancial do principal mercado consumido do suco concentrado, os EUA, já começou a afetar o setor já que os estoques no exterior são grandes e também nas fábricas no Brasil. O Brasil exporta 80% do suco concentrado produzido e os EUA é o principal mercado consumidos. A idéia é tentar levar o suco concentrado brasileiro para outros mercados como o da China. E o suco de laranja ainda tem outro problema já que não pode ser vendido em forma de polpa como outras frutas.

 

Para se ter uma idéia do impacto que está começando a causar em Sergipe, um município de médio porte como Umbaúba, que tem pouco mais de 22 mil habitantes, tem atuando na área da citricultora diretamente, cerca de 5 mil pessoas, entre pequenos produtores, catadores, carregadores, caminhoneiros, lojas de produtos agrícolas e as beneficiadoras de laranja. Ou seja, é toda uma cadeia produtiva que pode levar a região Centro-Sul a um quadro de miséria profunda, só comparada as grandes secas no sertão sergipano.

 

O prefeito de Umbaúba, Anderson Farias, entende que o seminário é importante porque mostra que o governo está preocupado em buscar alternativas. Ele entende que além do debate técnico em busca de novos mercados é preciso que o Governo do Estado prepare urgentemente um programa de amparo social para esses milhares de sergipanos que começam a ser atingidos pela crise, assim como é feito no período da seca no sertão. 

 

O seminário servirá para que o Governo do Estado possa se preparar e se antecipar ao quadro sinistro que começa a se desenhar na região da citricultora. Juntando todos os municípios produtores a crise pode atingir diretamente cerca de 100 mil trabalhadores. É uma previsão assustadora e merece toda atenção do governo estadual para que não seja criado um novo bolsão de pobreza em Sergipe.

 

Fruticultores terão R$ 200 mi em crédito

O governo federal anunciou ontem uma nova linha de crédito do governo de R$ 200 milhões para o financiamento da safra de 2009 dos fruticultores do Nordeste. Os produtores do Vale do São Francisco aprovaram, mas afirmaram que manterão o corte de despesas, inclusive com mais demissões, enquanto as regras para os novos financiamentos não forem claras e acessíveis para o setor. Responsáveis por 42% das exportações de frutas do país, os produtores nordestinos reclamam dos efeitos da crise financeira mundial. Sem o dinheiro das compras antecipadas para custear a nova safra, eles já demitiram cerca de 20 mil pessoas desde novembro. (FSP).

 

Crédito para os citricultores

Este jornalista tentou contato com o setor responsável do Governo Federal para saber se essa nova linha de crédito está a disposição também dos citricultores de todo o Nordeste. Não conseguiu. Mas pelas notícias veiculadas na imprensa nacional parece que o crédito de R$ 200 milhões está direcionados para os fruticultores do Vale do São Francisco. É preciso que esse crédito fique à disposição também dos pequenos e médios produtores de laranja do Nordeste, especialmente de Sergipe.

 

Impasse solucionado

Esse espaço já tinha alertado ao governo do Estado que muitos dos impasses gerados são por conta de diálogo, em vários setores. O recém-empossado secretário da Infra-estrutura, Valmor Barbosa mostrou que é conciliador ao reformular o projeto da duplicação da rodovia João Bebe Água, em frente a UFS, em São Cristovão. Ele adequou o projeto original que avançava em quase 11 metros o campus e reduziu para apenas 6,40 metros. Em uma parte da avenida a ciclovia e a calçada será ao lado do campus, sem o canteiro central e recuando 1 metro em cada pista. Bastou diálogo e cada um dos lados cedendo onde é possível.

 

Ainda sobre obras

Este blog foi informado que Valmor Barbosa imprimiu novo ritmo na área. Reuniu todos os responsáveis por obras do governo do Estado na Cehop colocando toda estrutura para acabar com os gargalos existentes que atrapalham o andamento de algumas obras. Valmor também está buscando, com o apoio da PGE, da CGE e da Secretaria da Fazenda implementar novos modelos nas áreas que são mais morosas. A obra da rodovia da Barra/Atalaia Nova já foi retomada e a do Cadeião e da penitenciária do Santa Maria devem ser entregues em março. A ponte Mosqueiro/Caueira teve a obra retomada e a partir da segunda quinzena deste mês o ritmo volta ao normal. A previsão de entrega é para novembro.

 

Fundo para revitalização das bacias dos rios Poxim e SE

Perguntar não ofende: o que levou a lei estadual do deputado Francisco Gualberto, aprovada em 2005 criando o Fundo Estadual para revitalização das bacias dos rios Poxim e Sergipe? Entre outras coisas, o Fundo previa a publicação trimestral da sua execução orçamentária. Está sendo cumprida? Com a palavra o líder do governo Francisco Gualberto

 

Promessas em Lagarto

Este blog recebeu uma foto, tirada na última segunda-feira, 02, dia de feira em Lagarto, mostrando centenas de pessoas na porta da Prefeitura de Lagarto, para entregar currículos de emprego. Fala-se que mais de 10 mil já entregaram seus currículos a espera de um emprego prometido na campanha eleitoral. Ontem, 03, tinha tanta gente na Prefeitura que o prefeito mandou fechar as portas.

 

Suspense de Cabo Zé

No programa de rádio que apresenta todos os sábados, o ex-prefeito Cabo Zé disse que vai anunciar no próximo sábado, 07, sua posição política em relação ao prefeito Walmir Monteiro. Ninguém entendeu já que os dois foram aliados até pouco tempo. Será que é algo com uma fatura da rádio?

 

Déda diz ser perseguido e humilhado

O governador Marcelo Déda (PT), disse que ainda não foi notificado da decisão do desembargador José Alves Neto, determinando o bloqueio de suas contas pessoais, em virtude de uma multa gerada no período em que ocupava o cargo de prefeito de Aracaju.  Marcelo Déda destacou que a ação foi movida pelo Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Aracaju (Sepuma), em 2005.  “O sindicato ganhou aqui e recorreu para Brasília, onde perdeu. Agora está alegando que a prefeitura não enviou os cálculos para o Tribunal de Justiça. Só que, quem cuida disso é o secretário e não o governador. É mais um caso de perseguição e de humilhação na minha vida, mas graças a Deus, o povo me conforta e eu confio na Justiça”, ressalta. Na época a Justiça determinou o bloqueio de R$ 5 mil por dia, segundo representantes do Sepuma. No final de 2006, a dívida da multa somava cerca de R$ 114 mil. (Infonet).

 

Carro público com cachorrinho preto

Ontem, 03, este espaço publicou uma denúncia envolvendo o veiculo dobló de placa IAD – 6906, do governo do Estado que estava estacionado no último dia 29, em frente ao G. Barbosa da Atalaia, com um cachorrinho preto dentro. A assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Inclusão Social informou que naquela pasta não tem nenhum veículo dobló e nem com aquela placa. Como o veículo tinha uma logomarca do Governo do Estado este espaço está checando junto ao Detran a quem pertence o veículo e publicará ainda esta semana.

 

Cargos para o PSC

Está clara pelas entrevistas do empresário Amorim a cobrança por cargos tanto nos governos estadual como municipal de Aracaju. Agora quem tem consciência administrativa jamais nomeará alguém indicado por ele para comandar alguma pasta ou diretoria importante. Só para lembrar: no último governo, de João Alves, as diretorias financeiras da educação e saúde, foram entregues nos primeiros anos de governo a este grupo. A história todo mundo já sabe… E, além disso, como escreve o jornal dos Alves o “big brother” está retornando para casa… Obs: ninguém engole a estória (com é mesmo) de que se contou um fato político, mas não divulgar…

 

PTB pede extinção de processo de cassação contra Déda

O PTB que sempre foi aliado ao ex-governador João Alves Filho solicitou ao TSE

que encerre o processo que pede a cassação do  governador de Sergipe, Marcelo Déda (PT). Em dezembro, o relator da ação, ministro Felix Fischer (foto), determinou ao partido que regularizasse sua representação no processo, tendo em vista que a cassação fora ajuizada pelo então Partido dos Aposentados (PAN), incorporado ao PTB em março de 2007. Ao responder ao ministro, a legenda declarou ao TSE que “não tem interesse no prosseguimento do feito, requerendo de logo a decretação da extinção do processo, sem apreciação do mérito”.

 

Abuso do poder econômico

Em dezembro de 2006, o PAN protocolou no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recurso contra expedição de diploma de Marcelo Déda e de seu vice, Belivaldo Silva, sob a alegação de prática de propaganda irregular, interferência do poder econômico e abuso do poder de autoridade, “em desfavor da liberdade do voto”.

Segundo o recurso do PAN, antes de renunciar ao cargo de prefeito, em março de 2006, Marcelo Déda teria promovido “uma maciça campanha promocional a título de propaganda institucional” da prefeitura, com o slogan “em cinco anos Aracaju deu certo para todos”. As peças publicitárias da campanha teriam “nítido caráter eleitoreiro”, na avaliação do partido. A pergunta é: O PTB de Sergipe já deixou as fileiras de João Alves Filho? Será que o partido se rendeu ao governo Déda apenas pelos belos discursos do governador?

 

STJ rejeita embargos de Zuleido Veras

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) rejeitou os embargos de declaração interpostos pelo dono da construtora Gautama, Zuleido Veras, e pelo ex-governador do Maranhão José Reinaldo Tavares. Por unanimidade, a Corte acompanhou o voto da relatora, ministra Eliana Calmon. Zuleido Veras continuará com os seus bens bloqueados pela Justiça como forma de garantir o ressarcimento dos prejuízos aos cofres públicos, caso seja condenado na ação penal que apura um suposto esquema de fraudes em licitações de obras públicas. José Reinaldo Tavares não conseguiu a liberação do veículo modelo Citroën C5, que foi apreendido durante operação da Polícia Federal. Os dois pedidos já haviam sido negados pela relatora e pela Corte Especial. De acordo com a denúncia, o ex-governador teria recebido o veículo como presente de Zuleido Veras para direcionar ilicitamente, em favor da empresa Gautama, o processo de licitação nas obras de pavimentação da BR 402/MA.

 

Projeto Sergipe de Todos

O Projeto Sergipe de Todos, coordenado pela Primeira Dama do Estado, Eliane Aquino, será realizado nesta sexta-feira na cidade de Pirambu, congregando ações integradas de órgãos do Governo Estadual, Federal e da iniciativa privada.

Neste evento que será o primeiro do ano, segundo o Secretário Jorge Araujo, das Relações Institucionais, serão atendidas também além da comunidade de Pirambu, comunidades do entorno daqueles municípios, tendo sido articulado contatos com as prefeituras de Barra dos Coqueiros, para que sejam atendidas pessoas do Pontal da Ilha, Canal e Touro, do município de Pacatuba, para atendimento dos Povoados Tigre, Ponta dos Mangues e Boca da Barra e de Japaratuba das comunidades São José e Sapucaia, além de integrantes de assentamentos rurais daqueles municípios.

 

Projetos educacionais no Santa Maria e Coqueiral

A primeira-dama do Estado, Eliane Aquino, recebeu no Palácio de Despachos representantes do Ministério Público Estadual (MPE) ontem, 3. Os promotores foram apresentar os projetos de ampliação do Cento Educacional Vitória do Santa Maria e de construção de um centro nos mesmos moldes no bairro Coqueiral. O projeto de ampliação do centro do Santa Maria já está pronto. A partir da obra, a escola contará com mais 16 salas de aula, dois laboratórios, a quadra de esportes será coberta e a cozinha, ampliada. Com a obra concluída, mais 675 alunos se integrarão aos 3 mil já matriculados.  “Nossa meta é poder iniciar o próximo ano com a ampliação feita. Vale salientar que, mesmo sem essa reforma, iniciaremos o ano letivo de 2009 com cinco turmas do 1º ano do Ensino Médio”, afirmou o promotor do MPE Alexandro Sampaio, responsável pelo projeto.

 

Complexo Sagrada Família

Já o projeto do Complexo Educacional Sagrada Família, no Coqueiral, prevê 14 salas de aula para o Estado e 17 para o município, além da construção de dois galpões para o ensino profissionalizante, laboratório de informática, de química e de matemática. A idéia do novo centro nasceu a partir da constatação de um grande número de crianças e adolescentes da região fora da escola. “Detectamos mais de duas mil crianças e adolescentes daquela localidade fora de sala de aula. Com o objetivo de inseri-las dentro de uma boa escola, o Ministério Público teve a idéia de fazer um Termo de Ajustamento de Conduta com município e Estado para que seja construída uma escola para receber esses alunos. Nos baseamos no modelo do Complexo do Santa Maria, que já é uma ação consolidada”, explicou o responsável pelo projeto, o promotor  Etélio de Carvalho Prado Júnior.

 

Parceria para viabilizar projetos

Eliane elogiou a concepção dos projetos e ressaltou a importância das obras em longo prazo. “Os dois projetos estão belíssimos. O que queremos não é a obra pela obra no bairro. Estamos pensando nessa construção junto com uma proposta pedagógica de longo prazo. O que queremos é que a população saia ganhando”, ressaltou. Segundo a primeira-dama, parcerias são fundamentais para a viabilidade de diversos projetos. “A grandiosidade do projeto é literalmente mostrar a importância das parcerias. No Vitória do Santa Maria, a Prefeitura de Aracaju, o Governo do Estado, o Poder Judiciário e iniciativa privada se juntaram em prol das crianças daquela comunidade. O que queremos é repetir essa ação no Coqueiral”, disse Eliane. (ASN).

 

Se a moda pega I

Chegou ao Supremo Tribunal Federal uma Reclamação (RCL 7590) na qual a prefeita da cidade paranaense de Assis Chateubriand, Dalila José de Mello, pede a reintegração da filha, Tatiane Mieko Watanabe, ao posto de secretária de Saúde do município. Ela foi afastada do cargo por ordem do juiz de Direito da comarca, que justificou a decisão usando a súmula vinculante 13 do Supremo. A súmula considera ilegal a nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive, da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, para o exercício de cargo em comissão ou de confiança ou, ainda, de função gratificada na administração pública direta e indireta em qualquer dos poderes da união, dos estados, do distrito federal e dos municípios, compreendido o ajuste mediante designações recíprocas.

 

Se a moda pega II

Neste caso concreto, a relação de parentesco é de primeiro grau na linha reta. Contudo, a prefeita argumenta que a filha não ocupa um cargo em comissão ou de confiança, nem função gratificada, e sim um cargo de natureza política. “A sentença aplicou a súmula 13 de forma absolutamente indistinta a todos os agentes estatais, não estabelecendo qualquer distinção quanto à natureza do cargo exercido, se de natureza política ou não”, diz a Reclamação. “O cargo de agente político, entenda ministro de Estado, secretário estadual e municipal, jamais sofreu qualquer restrição pelo STF ou pelo legislador ordinário”, continua o texto, citando julgamentos feitos pela corte em casos semelhantes, o RE 579.951 e a RCL 6650.

 

DO LEITOR

 

Surrealismo na imprensa

Do leitor Valmir Noronha: “episódio Juquinha mostra o que o uso deturpado de informações falsas, conhecidas pelo vulgo como fofocas, pode fazer contra personalidades públicas. Alguém diz que existe um “relatório”. Aí no outro dia alguém diz que ouviu dizer que o relatório é escabroso. No terceiro dia, o “culpado” já foi penalizado, e a discussão que se instaura é se a vítima do boato mereceu punição suficiente ou não… Parece aquele famoso poema: “na primeira noite eles colhem uma flor do nosso jardim e não dizemos nada, na segunda noite já não se escondem, pisam as flores.” É verdade que os esclarecimentos demoraram demais a sair, mas o incrível é que amanhã os mesmos colunistas, dos mesmo jornais, vão dizer cobrar a divulgação do suposto relatório inventado. E a inexistência do tal relatório vai ser apresentada como prova da culpa de Juquinha.  É ou não surrealista a imprensa??”

 

Ações da SMTT

Do leitor Eduardo Junior: “Concordo plenamente com a proibição de estacionamento na Barão Maruim, como você destacou é uma medida que beneficia a coletividade, porém a SMTT em outras questões de relevância é omissa: uma dessas questões e uso de escadas em veículos de pequeno porte que e proibido pelo CONTRAN porém como só  atinge principalmente grandes empresas ai  a SMTT das costas. Que isso companheiro Samarone?”

Trânsito de carroças

Do leitor Alexandre: “Sobre a polêmica em torno do estacionamento na Barão de Maruim, quero  aproveitar para chamar a atenção de outra coisa que tranca o trânsito e  expõe muita gente ao perigo: o trânsito de carroças, até durante a noite e sem nenhuma sinalização. Além disso, cabe perguntar: se alguém bate  num veículo destes, quem arca com as despesas?”

 

Atuação do senador Valadares I

Do leitor Diogo Souza: “Faltando cerca de 20 meses para a próxima eleição, mal tendo esfriado os ânimos da última, é flagrante a disseminação de criticas e boatos com o intuito de denegrir a imagem do Senador Valadares ou de avinagrar a relação entre este e os demais membros do seu agrupamento político. Estas movimentações vieram a ficar mais evidentes com as críticas do ex-deputado João Fontes, com notas em jornais dando conta de uma suposta discussão entre Deda e Valadares durante o Projeto Verão e por último agora sobre um suposto veto de Valadares quanto a nomeações na Prefeitura de Aracaju. No entanto no tocante as relações entre Deda, Valadares, Jackson e Edvaldo não existe, objetivamente falando, um único caso comprovado de discórdia entre eles, muito pelo contrário, em todas as supostas brigas todos os lados rapidamente negaram os fatos, sendo que esta semana após Gilmar Carvalho ter divulgado a existência de um veto de Valadares ao PSC e as reações indignadas tanto do Senador quanto do Prefeito demonstram claramente que uma central de boatos está montada.

 

 Atuação do senador Valadares II

Continua Diogo Souza:Quanto a João Fontes, pouco há que se comentar, já há algum tempo sua única função no jogo político é a de jogar pedras nos outros atendendo aos interesses de outros jogadores, politicamente não possui expressão alguma, como bem disse o Vereador Elber Batalha Filho em carta aberta publicada recentemente (muito bem escrita por sinal) sequer foi lembrado nas reformas administrativas Estadual e Municipal. Valadares é indubitavelmente o ÚNICO Senador que honra o estado de Sergipe no Congresso. Há que se perguntar a quem realmente interessa essa tentativa de desgastar a imagem do Senador as vésperas de uma eleição para o cargo, obviamente alguém que pleiteia o mesmo cargo”.

 

Absurdo no estacionamento da Unit

Do leitor Luis Fernando: “Estou revoltado com o absurdo que a Unit cobra aos alunos para estacionar as motos no estacionamento. Enquanto quem possui carro tem a opção de pagar 1,50 por dia ou pagar uma taxa fixa para usar de forma ilimitada, os motociclistas não tem essa opção. A única opção que eles dão é de pagar R$ 75,00 por semestre, mas para alguns alunos não vale a pena, como eu mesmo por exemplo, sou do campus centro e só tenho aula uma vez na semana no campus farolândia. Eles deveriam dá a mesma opção que dão aos carros às motos”.

 

Sobre o PT de Simão Dias

Do leitor José Reis: “Em Simão Dias o partido dos trabalhadores sempre foi respeitado por ser um partido que não se vende e não se corrompe, nas eleições de 2008 o PT de Simão Dias apoio o então candidato Denisson Deda  primo do governador Marcelo deda e que tivemos um candidato a vereador que obteve 711. Quero agora expressar o tratamento que o prefeito eleito esta dando ao PT em Simão Dias, nos perguntamos a cúpula do PT estadual , será que vale fazer política para o PT do estado em Simão Dias? Olha só nos estamos recebendo um tratamento de oposição pergunto será que nós não votamos no atual prefeito? Queremos que o partido na sua estância estadual marque uma reunião onde tivemos um candidato a vereador que obteve 711 votos, agora só resta para o PT que foi desrespeitado paciência. Ao nosso governador Marcelo Deda nos do seu partido estamos solicitando um reunião com vossa excelência para podermos discutir a situação do PT de Simão Dias que sempre e uma referencia a nível de estado, por ter sempre sua posição dura e ao mesmo tempo cedendo e não contrariou a sua opinião quando veio Marcio em seu nome pedindo o apoio ao seu primo Denisson Deda e que hoje só resta paciência”.

 

Frase do Dia

“A miséria é para sempre a violência número um, mas quando a miséria explode temos a violência número dois e quando vem a repressão brutal passamos para a violência número três.” Dom Hélder Câmara.

 

 

 

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários