Cristo Redentor – Maravilha do Mundo no Rio de Janeiro

0

Quem atrai um milhão de visitantes por ano: o Cristo Redentor ou o Corcovado? Difícil de responder tamanha a beleza dos dois, porém, um completa o outro. O Cristo não estaria lá se não fosse o Corcovado e o morro não seria tão atrativo caso não fosse o monumento. O Corcovado é beleza natural, faz parte da paisagem mágica do Rio de Janeiro e está localizado no Parque Nacional da Floresta da Tijuca. O Cristo Redentor é uma beleza construída, localizada no Corcovado, que passou a fazer parte da beleza natural da cidade. O que seria do Rio de Janeiro se não tivesse o Cristo de braços abertos, no topo do Corcovado? Hoje uma paisagem naturalmente bem carioca.

O morro já recebeu o nome de Pico da Tentação, uma referência a um monte bíblico. No século XVII o monte foi rebatizado de Corcovado, devido a sua forma que lembraria uma corcova (corcunda). Em 1824, dois anos após a independência do Brasil, Dom Pedro I lidera uma expedição ao topo do Corcovado, abrindo um caminho para o cume. Trinta e cinco anos mais tarde, em 1859, o padre Pedro Maria Boss sugere à Princesa Isabel que seja construído um monumento religioso no alto do Corcovado.

Somente em 1921 é retomada a idéia do Padre Maria Boss de construir um monumento religioso, na ocasião para comemorar o centenário da independência do Brasil. Assim surge o complemento urbanístico do Corcovado: o Cristo Redentor.

Para chegar lá, a aventura já começa na subida do morro. Há diversas maneiras, porém, as mais procuradas é a de bondinho ou de carro. A subida é agradável. O bonde que leva os visitantes a entrada do Cristo Redentor proporcionam uma viagem ao tempo. Foi inaugurado em 1884 pelo imperador D. Pedro I e percorre a antiga Estrada de Ferro do Corcovado no trecho Cosme Velho/ Paineiras, um ano depois até o topo do morro.

Há uma bilheteria e logo o turista sobe de elevador ou escada rolante, construídos em 2003. Se preferir fazer o trajeto antigo, sobe-se cerca de 220 degraus. De lá de cima, parece está bem próximo do céu. É emocionante sentir a chegada ao topo, ao observar a primeira visão que se tem do Cristo Redentor. Quem preferir subir de elevador e complementar o percurso pelas escadas, passa-se por restaurantes e lojas de souvenir. Helicópteros fazem vôos rasantes bem próximos do monumento,o que faz conferir ainda mais a sensação de altura.

A vista é esplêndida. Aos pés da estátua, católicos, espíritas, candomblecistas, ateus, independente da crença, todos tem o mesmo friozinho na barriga ao ver paisagem sem igual do centro da cidade, do morro do Pão de Açúcar, da Lagoa Rodrigo de Freitas, das praias de Copacabana, Ipanema, Leblon, Botafogo, do hipódromo da Gávea, da enseada do Aterro do Flamengo, do Maracanã e de vários bairros e favelas das zonas sul, norte e central do Rio de Janeiro.

Fica dificil saber para onde olhar ou se contempla o Cristo Redentor, considerado uma das sete novas maravilhas do mundo. Só para se ter uma ideial da magnitude do Cristo, o principal cartão postal do país foi totalmente construído no Brasil, desenhando por Carlos Oswald e execultado pelo escultor francês Paul Max. Landowsk. A estátua fica a 710 metros do nível do mar e possui 38 m de altura.

Para quem quer mais aventura e gosta de esportes radicais, uma outra atração do Corcovado é a possibilidade de se praticar o esporte de escalada em rocha. A face sul do morro já possui 54 rotas definidas desde 1992 e nao é dificil verificar bastantes adeptos. Percebe-se frequentemente aventureiros, afinal, qualquer vista que se tem do Corcovado já vale o esforço.

 

Como chegar

Quem vem pelo Alto da Boa Vista, pela Estrada das Paineiras, deve deixar estacionado o carro por lá. A partir daí, o restante do trajeto deve ser feito de trem ou a pé (aproximadamente 2 km de subida).

Quem vem pela Zona Sul às melhores opções são ou pelos bairros do Cosme Velho (Ladeiras dos Guararapes ou Ascurra) ou por Santa Teresa (Rua Almirante Alexandrino). A melhor opção é subir de trem. Saída da estação do Cosme Velho. Rua Cosme Velho, 513.

Da Estação do Corcovado, em Laranjeiras, é possível pegar os trens que saem a cada meia hora e levam vinte minutos para atravessar a floresta e chegar ao topo.

Pela estrada do Corcovado pode ser feito o trajeto de carro ou em vans, porém só é aconselhável quando acompanhado de guias ou pessoas conhecidas, pois o caminho é complicado e persiste a pouca segurança. Há reclamações de assaltos.

 

Curiosidades

A família do escultor Paul Maximilian Landowski, a prefeitura do Rio de Janeiro e a Arquidiocese proclamam-se donos do Cristo Redentor e as divergências já chegaram nos Tribunais. A família do escultor que ter o direito de imagem e pleiteia receber os direitos autorais incluindo postais, publicidades, pôsteres, publicações. A Arquidiocese e a Prefeitura querem o direito de administrar o monumento. A Arquidiocese argumenta que recebeu o Cristo em 1934 de presente da União, enquanto que a Prefeitura diz que o Cristo Redentor é Patrimônio Histórico do Rio de Janeiro e símbolo da cidade. A luta está longe para saber que leva mais. 

 

Dicas de viagem

Recomenda-se que as visitas ao pico do Corcovado sejam feitas em dias ensolarados para se evitar as nuvens que freqüentemente impedem vistas claras e sem impedimentos.

Cuidado com a exploração de taxistas e flanelinhas. Há também superfaturamento das lojas por conta da falta de concorrência, constante falta de estacionamento e assaltos nos acessos a estátua.

Há taxis e vans que deixam os turistas bem na bilheteria do Cristo Redentor. Deve-se procurar serviços especializados de guias.

Como os horários de visitação são alternados com freqüência, o ideal é se informar no dia da visita na estação do Cosme Velho (0055-21) 2558-1329. (Estrada de Ferro do Corcovado) ou Parque Nacional da Tijuca (0055 – 21) 2492-2252.

 

Na Bagagem

Em fase de análise o projeto de construção da ponte que ligará Porto do Cavalo à Terra Caída. (Estância/ Indiaroba). Com a construção de mais uma ponte, será criado um novo eixo rodoviário interligando o litoral de Sergipe com a Linha Verde.

O primeiro resort só para crianças do Brasil fica em Tatuí (SP) e chama-se Sítio do Coração. Com inúmeros roteiros que exploram a fantasia e o imaginário, é o local preferido pra quem gosta de entretenimento educativo.

Boteco da Garrafa, no Rio de Janeiro, é o novo point de Copacabana. O bar e restaurante chama atenção pelo tamanho e por disponibilizar aos clientes 26 tipos de cerveja nacional e internacional.

A praia do Flamengo, em Salvador, tem chamado atenção pela boa estrutura de barracas de praia. A Barraca do Lôro e Marguerita são algumas delas.

Uma das boas pedidas de passeios em Aracaju é o Oceanário do projeto Tamar. Maiores informações: 79 -3243 3214.

Quer conhecer a região amazônica? Hospede-se nos hotéis de selva ao longo do rio Negro. O Tiwa Amazonas, Jungle Lodge ou Ariaú Jungle Tower são alguns deles. Procure seu agente de viagem e afivele as malas.

Trip Linhas Aéreas passa a voar em céus sergipanos com rota Salvador – Aracaju – Recife / Recife – Aracaju – Salvador. Os trechos estarão disponíveis de segunda-feira a sábado (ida), às 7h, e de domingo a sexta-feira (volta), às 21h20.

 

Passaporte

Madrid à pé – 4º parte

Ficamos na semana passada na Plaza de las Cibeles, ponto turístico da capital espanhola onde se concentra o Palacio de las Comunicaciones e a Fuente de las Cibeles. Também há um aglomerado de casarões antigos. Apreciar a redondeza é uma pedida.

Continue percorrendo a Calle de Acalá até chegar a Plaza de la Independecia. É lá onde fica a Puerta de Acalá, monumento erguido por Carlos II. Retorne pela mesma avenida, porém, ao chegar ao imponente edifício Metrópole, vire a direita e entrará na famosa Gran Via, uma avenida movimentada, onde se concentra o burburinho do centro de Madrid.

Observe os arranha-céus, os restaurantes que servem as tradicionais paellas. Há também bastante hotéis nesta avenida. Do lado direito da via, fica o bairro Chueca, conhecido por abrigar o mundo alternativo e GLS de Madrid, do lado esquerdo fica o considerado centro antigo. Caminhe pela Gran Via e vai passar a Plaza del Callao, até chegar a famosa Plaza de España.

Há um monumento em homenagem a Cervantes, ao lado de dom Quixote e Sancho Pança, mas nada de memorável, porém, vala a pena visitá-la, pois há uma grande concentração de jovens espanhóis, ou seja, ponto de ferveção na capital. Bem pertinho dalí fica o senado espanhol, um prédio moderno se comparado aos outros prédios públicos. Ficamos por aqui, pois a noite só está começando na capital que não pára.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais