Curitiba (PR): Um mundo dentro do Brasil

0
Vista parcial do Centro Histórico

Curitiba é um mundo dentro do Brasil. Esta máxima a define bem quando se pensa numa cidade desenvolvimento a partir da imigração de povos europeus, quando a culinária italiana e alemã é à base da regional e a sensação de qualidade de vida está presente, tanto para quem mora lá, quanto para o turista que quer vivenciá-la.

Curitiba não está entre as cidades do país que mais recebe turista, mas cada vez mais tem atraído os olhares dos viajantes que querem conhecer seus índices sociais, a cultura e gastronomia europeia, parques, monumentos e intervenções urbanas. Para se ter uma ideia, a cidade é uma das mais arborizadas do país e representacerca de 51m²de área verde para cada habitante.

A sensação de que os serviços funcionam bem, não só pelo transporte, mas também por apresentar uma invejável limpeza urbana, além de um centro comercial agradável, bem frequentado de domingo a domingo, fazem de Curitiba uma surpresa para quem demonstra interesse em visitá-la.

Largo da Liberdade

Para quem não usufrui dessas qualidades todos os dias como morador, e tem poucos dias a fim de conhecer a cidade, a dica é utilizar os serviços das linhas turísticas de ônibus. A depender de onde o se hospede, a Praça Tiradentes é uma boa pedida para começar o tour.

O logradouro fica localizado no Centro da cidade, no denominado Marco Zero,e perto dali se concentram muitos dos pontos turísticos, ou seja, antes de embarcar o visitante pode conhecer alguns deles a pé, a exemplo da Basílica de Nossa Senhora da Luz, em estilo gótico, restaurada em seu centenário em 1993, a Rua das Flores, a Rua 24h e os famosos calçadões do Centro Comercial de Curitiba, a exemplo da rua XV de Novembro.

Museu Oscar Niemayer

Os ônibus de turismo partem da praça no primeiro horário às 9h e quase que de meia em meia hora há outra condução. O Museu Ferroviário e o Teatro Paiol são as primeiras novidades a serem vistas partindo do Centro. Para quem não quer perder muito tempo, as construções históricas podem ser clicadas da janela do ônibus. Mas para quem quer conhecer melhor, o Tetro Paiol foi um antigo paiol de pólvora construído em 1906 e reciclado para teatro de arena em 1971, hoje é considerado um dos símbolos da transformação cultural de Curitiba.

Jardim Botânico  

Quatro paradas – Vale à pena fazer a primeira parada no Jardim Botânico. Criado em 1991 com base nos jardins franceses, tem estufa em metal e vidro, museu botânico, mata nativa, trilhas e espaço cultural. Caso o passeio seja feito no final de semana, o turista irá encontrar centenas de curitibanos relaxando com tai chi pai lin e yoga. Não deixe de clicar o famoso caminho das cerejeiras, que a depender da temporada, poderá estar completamente florido.

No Centro Cívico se concentram os três poderes do Paraná:o Palácio Iguaçu, a Assembléia Legislativa e o Tribunal de Justiça, além da Prefeitura de Curitiba. Mais adiante está eternizado o “Olhar de Niemeyer”, através do museu que ganhou seu nome. O museu é considerado o mais moderno e maior do Brasil.

Bosque do Papa

A partir daí o turista vai encontrar uma série de parques, áreas verdes, bosques e mansões. O primeiro deles é o Bosque do Papa ou Memorial da Imigração Polonesa. A dica é ainda continuar fotografando e curtindo somente a paisagem do ônibus, já que só são permitidos quatro desembarques e um deles foi contemplado com o desembarque no Jardim Botânico. Muitos outros lugares interessantes ainda estar por vir, a exemplo do Bosque Alemão, com uma bela vista de Curitiba, do Parque São Lourenço, e da Pedreira Paulo Leminski, onde fica a famosa Ópera do Arame.

Feira da Ordem no domingo

Vale à pena descer do ônibus e observar o traçado do teatro Ópera todo em ferro e vidro, construído em 1992 e hoje passando por reforma. Em seguida os parques Tanguá e Tingui são bem frequentados por moradores por conta das trilhas e lagos, seguindo pelo Memorial Ucraniano e suas igrejas com telhas de pinho e cúpula de bronze.

Gastronomia tradicional – O portal italiano simboliza que está chegando o tradicional bairroSanta Felicidade, considerado o mais gastronômico de Curitiba. É uma região formada em 1878 por imigrantes italianos das regiões do Vêneto e do Trentino. Principal eixo gastronômico de Curitiba, é um desfile de casas típicas, unidades de interesse de preservação pelo valor histórico, arquitetônico ou sentimental. Vale à pena dedicar o almoço no bairro, a depender do planejamento.

Jardim Botânico

Depois de se deliciar com massas, suculenta polenta, e de sobremesa, o sagu, a próxima atração da cidade é o Parque Birigui, um dos maiores implantado em 1972, é um dos preferidos para as caminhadas diárias do curitibano à beira-lago. Mas a última descida do ônibus no circuito é na Torre Panorâmica, onde se tem uma visão de 360 graus da cidade.

É só finalizar o trajeto na praça Tiradentes e caminhar até o Café do Paço da Liberdade. O fim de tarde está por vir e próximas surpresas lhe aguardam no bairro do Batel, no passeio ao Centro Histórico e ferinhas de antiguidades. Se for no domingo, a feirinha da Ordem é a melhor pedida. Próxima semana tem mais Curitiba.

Dicas de viagem

  • Rua XV de Novembro

    Considerada uma das melhores do país, a Linha Turística circula a cada 30 minutos, percorrendo aproximadamente 44 km em cerca de 2h30. O roteiro começa na Praça Tiradentes, mas é possível iniciar o trajeto em qualquer um dos pontos. Para embarcar você compra uma cartela com cinco tíquetes e tem direito a um embarque e quatro desembarques.

  • Veja com antecedência os horários de funcionamento e visitação dos parques e museus e reserve o tempo para o almoço em Santa Felicidade. É possível se programar para fazer todos os pontos turísticos através da linha turística.

  • Caso não consiga adequar os horários aos quatro desembarques permitidos, fora de Santa Felicidade há sugestivos restaurantes, a exemplo do Batel. É lá onde ficam os principais bares, restaurantes e vida noturna. Aos sábados acontece a feirinha de antiguidades na praça de Espanha.

  • Calçadões da rua XV de Novembro

    O Centro Histórico de Curitiba pode ser feito a pé, aos domingos, quando acontece a Feira da Ordem e a Mesquita Islâmica estará aberta para lhe receber. A mesquitaé um dos templos religiosos islâmicos mais importante do país.

  • Vale a pena fazer o passeio Curitiba/Morretes/Antonia/Estrada da Graciosa

  • Caso queira uma boa dica de comprinhas paranaenses, vá até o Mercado Central. É lá onde se pode apreciar bolinho de chuva quentinho ou até mesmo os famosos doces alemães. Também poderá comprar vinhos e sucos de uva de estreladas vinícolas da região, além de diversos temperos e iguarias locais.

Gastroterapia

Sopa de capelete
Sagu com vinho tinto

O sopa de capelete é uma herança italiana incorporada a gastronomia dos estados do Sul do país. A massa de batata recheada geralmente de frango defumado é cozida com ervas, a exemplo do alecrim, temperos, e leva também verduras e frango em cubos. O delicioso caldo é servido nas principais cantigas e adegas do bairro de Santa Felicidade.

Para a sobremesa, o Sagu é uma das mais apreciadas. Pequenos bolinhos de farinha de trigo semi-prontos, cozidos com água, canela, cravo da índia e outras especiais ou com vinho tinto e suco de uva, o gosto adocicado também pode ser apreciado com creme de leite e baunilha. O tradicional doce não pode deixar de ser servido nos melhores restaurantes rurais e italianos, produzidos com ingredientes vindo das propriedades do Vale Europeu Catarinense.

Na Bagagem

Balneário de Lagarto (SE)

O Parque aquático Balneário Bica, em Lagarto (SE), passa por revitalização e deverá voltar a ser uma das atrações da região Centro-Sul do Estado. O espaço de lazer passa por reestruturação das áreas administrativas, além de revitalização de bicas, piscinas, áreas verdes, parques, além da acessibilidade e iluminação.

Romaria de Nossa Senhora Aparecida (SE)

A romaria de Nossa Senhora Aparecida (SE, tornou-se nesta semana Patrimônio Cultural e Imaterial de Sergipe. O evento religioso, que acontece em 12 de outubro, reúne mais de 100 mil pessoas na região Agreste de Sergipe. Uma missa é celebrada no povoado Queimadas, em Ribeirópolis, e de lá partem romeiros em devoção por mais de 7km até chegar a Nossa Senhora Aparecida. Assim como a romaria, a procissão de Senhor dos Passos, em São Cristóvão, também foi reconhecida neste ano como patrimônio imaterial de Sergipe.

Coutto Orquestra e Sandyalê

Dos 252 inscritos no Festival nos editais “Natural Musical”, dois sergipanos estão entre os cinco finalistas: Coutto Orquestra e Sandyal. Vale a pena votar na boa música sergipana e escolher quem será patrocinado pela Natura para gravar o primeiro e o segundo disco e show de lançamento. A votação acontece no período de 5 a 30 de outubro. Clique e vote

Hibiscus (AL) no Dia da Criança

O restaurante-club Hibiscus, localizado na praia de Ipioca (AL), está com uma programação especial para o Dia das Crianças (12/10). Além da infraestrutura reservada para elas, a exemplo de piscina, mini-parque e tendas,  completam o dia um cardápio especial de sucos e sabor de infância com um vendedor oficial de quebra-queixo. O mar tranquilo de Ipioca e a faixa de areia reservam bons momentos de brincadeiras. O day use custa R$ 25 e crianças até 11 anos não pagam.

Festival de Turismo de João Pessoa (PB) e Festuris Gramado

Aconteceu nos dias 16 e 17 de outubro, no Centro de Convenções de João Pessoa. A 5ª edição do evento tem se consolidado como uma oportunidade para fechar negócios durante os dois dias de feira, além das capacitações dos parceiros do evento. Considerado um dos maiores eventos do gênero, o Festival de Turismo de Gramado (RS) acontecerá no período de 5 a 8 de novembro, estimando um público recorde.

Festa dos lambe-sujos e cabloquinhos

O tradicional evento folclórico de Lanranjeiras (SE) acontece neste domingo (11), quando milhares de turistas e pesquisadores vão até a cidade histórica registrar uma das principais manifestões culturais do Brasil. O maracatu dita o compasso da festa, enquanto que os visitantes são melados de uma tinta de cambaú. Vale a pena conferir.

Curso para guias de turismo

Os guias de turismo poderão ter a oportunidade de aperfeiçoar o conhecimento através de cursos de línguas estrangeiras e de turismo regional. As negociações estão sendo construídas pelo secretário de Estado do Turismo e do Esporte, Adilson Junior, e o presidente do Sindicato dos Guias de Sergipe (Sinditur), Erivaldo Vieira Santos, em parceria com o Senac e o Prodetur. Ao todo serão 90 vagas em três turmas.

Contato: silviooliveira@infonet.com.br

Leia também: www.facebook.com.br/tonomundo

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais