Da AL, da delegada e a politicagem

0

O delegado de carreira surgiu através de concurso público para tentar reduzir ao máximo a influência política na segurança pública. Antes do delegado de carreira o governador de plantão tinha que colocar nos municípios pessoas da polícia, ou não, indicadas pelos seus correligionários.

De lá para cá a segurança pública melhorou muito com um quadro de delegados comprometidos com a causa pública. E em Sergipe este quadro é digno de aplausos da população. Mas parece que a classe política ainda não entendeu isso e de vez em quando, aparece alguns mais afoitos com o intuito de fazer politicagem com a segurança pública.

Agora resolveram convocar a delegada Danielle Garcia – dizem que o requerimento é de Gilmar Carvalho – para a Assembleia Legislativa para explicar sobre a Operação Catelo de Cartas. Tudo porque pode ter alguma empresa que prestou serviço a AL envolvida no esquema. E aí? Isso é motivo? Para manter a seriedade da investigação o parlamento deve passar longe desta operação. Até porque a credibilidade da AL perante a opinião pública sergipana não é lá estas coisas não.

Os deputados devem esperar a conclusão do inquérito pela SSP para depois fazer algum questionamento. Qualquer ação antes disso é pura politicagem e tentativa de interferência no trabalho sério da SSP. Aliás, a delegada tem credibilidade, já alguns outros.  Fica aqui uma sugestão: chamem também a Polícia Federal, o Ministério Público e outros órgãos.

Respeitem o povo. Este requerimento está cheirando a revanche. Espera-se que a maioria da AL dê exemplo e não aprove este requerimento. Procurem o que fazer e deixem a SSP, neste caso, a delegada fazer o trabalho dela.

E botem a cabeça nos travesseiros e durmam tranqüilos. Isso se conseguirem…

Suspeição
“Ela pode até ao final das investigações dizer que concluiu o inquérito e que tudo foi investigado, mas ela não vai investigar todos os contratos. Eu desafio publicamente a delegada a investigar todos os contratos, todas as licitações”, disse ontem Gilmar Carvalho em discurso na AL. A quem interessa desacreditar o trabalho da SSP? A quem interessa essa suspeição?

Policiais militares de Tobias Barreto apertam o cerco e apreende mais um veículo clonado
Por volta das 17h30min, durante operação de rotina (blitz) realizada na divisa Sergipe/Bahia ao lado do Posto Fiscal, policiais da Segunda Companhia de Polícia Militar, em Tobias Barreto, abordaram um veículo Fiat Strada Flex com suspeição de clonagem. O veículo, e a condutora, foram conduzidos até a CIA para realização de vistoria veicular. Neste procedimento, foi constatado que o veículo apresentava motor pertencente ao outro veículo, com restrição de roubo/furto. Assim, em razão da suspeição de clonagem do veículo, a parte foi encaminhada à Delegacia de Tobias Barreto para as providências cabíveis.

12 veículos clonados
Em menos de três meses os policiais militares de Tobias Barreto já apreenderam 12 veículos clonados. Trata-se de uma quadrilha muito bem esquematizada e com ramificações em vários setores, a exemplo do 11° carro apreendido na semana passada, cujo proprietário é funcionário do DETRAN/BA.

Gasolina
Gasolina Comum em Salvador baixou para R$ 2,39 a R$ 2,46. Por que não acontece o mesmo nas terras de Serigy?

Credibilidade de Acioli
Ninguém duvide se esta semana o médico Aureliano Acioli voltar ao ar na Ilha FM para denunciar o secretário de saúde Antônio Carlos Guimarães. Primeiro disseram que Antônio Carlos iria sair. O governador deixou claro que está satisfeito com o trabalho do secretário.

Descrédito
Depois deram espaço a uma pessoa desacredita para denunciar Antônio Carlos. O Acioli é o mesmo que deu um tapa em Luciano de Menininha e levou um tiro na orelha. É o mesmo que chamou o prefeito de Boquim, Pedro Barbosa de irresponsável e maluco. E por fim, caro leitor, é o mesmo que quando diretor no hospital de Tobias Barreto, ficou nu na rua porque não aconteceu algo que ele disse que iria acontecer.

Duplo fogo amigo
O governador Marcelo Déda já foi alertado que o problema não é apenas de um grupo, com o fogo amigo, tentando tirar Antônio Carlos. Este grupo todo mundo sabe, mas tem outro fogo amigo por trás, bem mais próximo do gabinete do que ele pensa. Tudo por conta de pedidos políticos não atendidos em vários municípios.

Prefeito
E ontem, 14, durante a procissão de Santo Antônio em Itabaiana, o ex-deputado José Carlos Machado estava parado em uma esquina cumprimentando quem passava, inclusive políticos. Foi quando passou o vereador Valmir de Francisquinho. Machado saiu do local e de encontro ao vereador bradando: diga prefeito! Um detalhe Valmir é do grupo dos Teles de Mendonça e Machado apoiou Luciano. Vai mudar de palanque?

Professores e o bom senso
E o projeto do governo estadual do magistério não era inconstitucional? Segundo vários professores? E agora, com a Justiça negando a liminar pedida pelo Sintese, de legalidade da greve e o deferimento da ilegalidade da greve (também por liminar) o que fazer? Além da ilegalidade o desembargador Césario Siqueira Neto , determinou a imediata suspensão do movimento grevista sob pena de multa diária no valor de R$ 10 mil ao sindicato.

Quem venceu foi a comunidade
É preciso deixar claro: é preciso bom senso. A única vencedora desta história será a comunidade sergipana. Nem o governo, nem o Sintese venceram. Há momentos de avançar e outros de recuar. Isso não significa derrota. O bom senso deve mover a todos neste momento, inclusive o governo estadual para não guardar magoas de todo o processo.

Ainda sobre obras
Foram vários e-mail e comentários sobre o artigo publicado na semana passada condenado a Criminalização dos prefeitos. É preciso muito cuidado para não generalizar, principalmente com a classe política, já tão desgastada. E também tem as empresas. Foi publicada uma lista. Todas estão em algum esquema?  É preciso cuidado para não criminalizar todas empresas.

Obras na UFS I
E não é que um servidor graduado da UFS, que pediu sigilo, aproveitou esta onda de investigação em obras para alertar o blog que na Universidade Federal vem ocorrendo algo contrário. Algumas empresas vêm cumprindo tudo dentro da lei, mas um gestor –  dos que são indicados para supervisionar os contratos – com interesse em ser candidato a prefeito do Campus vem criando problemas apenas para que as obras não tenham andamento e prejudicar a atual administração.

Obras na UFS II
Segundo o servidor graduado da UFS, já foi detectada a manobra do gestor e a UFS vai acionar os órgãos competentes responsáveis para frear as ações do rapaz.  É lamentável. Será preciso que a CGU, o MPF e o TCU entrem na história para que as obras avancem?

Anderson Gois define partido!
O professor Anderson Gois, que disputou as eleições de 2010 pelo Partido Verde e ficou como segundo suplente de deputado estadual, já definiu o seu caminho político partidário. Na tarde de ontem, 13, ele se reuniu com um importante nome da política sergipana e bateram o martelo. Ele disse que só irá anunciar publicamente em julho depois que retornar das férias.

Candidato a vereador
Anderson Gois será candidato a vereador em 2012 e já está trabalhando a todo vapor. Com os quase seis mil votos conquistados em Aracaju para deputado estadual é um nome competitivo para a câmara da capital sergipana.

Cuba
Amanhã, 15, às 15h, no plenário da Câmara de Aracaju acontecerá um debate sobre a realidade cubana nos dias atuais. De autoria da vereadora Karla Trindade, o debate contará com a presença da vice-embaixadora de Cuba no Brasil, Maria Emilia Cabrera Vieira.

Zezinho: “Não devo satisfação a Almeida Lima”
“O deputado Almeida Lima deveria se preocupar com a sua vida pessoal e política ao invés de ficar tentando interferir no comportamento e nas atitudes de outras pessoas. Ele não tem autoridade alguma para querer ditar a condução do meu mandato de deputado estadual, até porque não devo minha cabeça a ele ou a quem quer que seja. Enquanto eu for parlamentar, minhas ações e a minha conduta política obedecerão unicamente à minha consciência. Não preciso de tutor para desempenhar minhas funções na Assembleia Legislativa – assim reagiu o deputado estadual Zezinho Guimarães (PMDB) ao tomar conhecimento das declarações de Almeida Lima em uma emissora de rádio na manhã de ontem.

Isolamento político
Para Zezinho o discurso agressivo de Almeida Lima é fruto do isolamento político que ele vivencia em Sergipe. “Não há um vereador, deputado estadual, deputado federal ou liderança política que esteja ao lado de Almeida Lima nesse momento e isso explica sua necessidade de agredir os outros para tentar ganhar algum espaço na mídia e no mundo político sergipano”, acrescentou Zezinho Guimarães.

Festa elogiada
O padre Jeferson foi parabenizado pela vereadora Miriam Ribeiro (PSDB), bem como a comunidade do Augusto Franco, por ter realizado no último dia 9, a comemoração pelo dia do seu padroeiro, José de Anchieta. De acordo com a vereadora, o bispo auxiliar Dom Henrique celebrou uma linda missa, que levou fé e coragem a todos nós.

Eleições 2012
Sob o tema: "Construindo um novo Mandato Participação e Cidadania", a deputada estadual Conceição Vieira (PT) acolheu lideranças políticas e apoiadores de seu segundo mandato, em seminário ocorrido no auditório do Hotel D'Durguês, na Orla de Atalaia, no último dia 11 de junho, a partir das 09h.Ao iniciar sua saudação para um auditório lotado, com cerca de 150 pessoas, a parlamentar agradeceu a presença de todos e destacou a importância do seminário para a construção de um mandato democrático.

Lideranças
Dentre as lideranças políticas presentes, o deputado federal Márcio Macedo (PT), a vereadora Rosângela Santana, o prefeito de São Francisco, Ailton Nascimento, o vereador Juscélio, de Aquidabã, a vice-prefeita de Ilha das Flores, Nizinha, a ex-vice-prefeita de Cuiabá, professora Jacy Proença (PT) e demais vereadores e lideranças da capital e do interior.

Temáticas
Conceição salientou a importância do seminário como sendo uma troca de ideias para discussão de temáticas de interesses do mandato. Fez ainda uma abordagem da atual conjuntura política visando às eleições 2012. Disse reconhecer o trabalho de cada liderança que a ajudou na conquista de novo espaço na Assembleia, "todos nós crescemos juntos", justificou.

Candidata em Porto da Folha
Notícias de Porto da Folha informam que o DEM terá candidata a prefeito no município. Trata-se da vereadora Ana Rita neta do ex-deputado Aroaldo Santana.A vereadora vem se destacando pelo seu desempenho na Câmara de Vereadores, fazendo oposição a atual administração.

Aprovado por servidores
O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador José Alves Neto, foi muito aplaudido ontem por manter um diálogo aberto com todos os servidores do judiciário sergipano. Foi no auditório do TJ durante cerimônia de entrega de modens para acesso à internet a oficiais de justiça e executores de mandados.

Descongestionando a pauta
Os modens, em número de 270, darão aos servidores acesso aos novos mandados e os já cumpridos poderão ser incluídos no sistema de forma imediata, descongestionando a pauta da justiça com mais rapidez. Vale lembrar que parte do trabalho dos Ofíciais e Executores de Mandados é feito nas ruas.

Carta de Renúncia Presidente Sindicato dos Taxistas
O presidente do Sindicato dos Taxistas, Luíz da Cunha (Nena), enviou ontem carta de Renúncia aos amigos da imprensa, colaboradores e apoiadores da entidade. Na carta, Nena, disse que deixou SINTAXIpor questões de foro íntimo que não me permitem dar a devida atenção ao sindicato e que poderiam até tomar proporção maior e prejudicar a entidade. “Ressalto que as lutas em prol da categoria não serão abandonadas por este profissional do volante e que estaremos sempre somados às lutas e reivindicações da classe em Aracaju e em Sergipe”, disse.

Banco do Brasil na Orla da Atalaia
Dois leitores enviaram e-mails reclamando da falta de caixa eletrônico do Banco do Brasil na Atalaia. Um dos leitores, no último final de semana fez um nada agradável passeio pela Orla procurando um desses caixas do BB. No Oceanário o banco estava fechado, em um posto próximo ao terminal de integração o Banco 24hs estava quebrado. Entrou em um hotel e perguntou na recepção. O funcionário, constrangido, disse que realmente eu não tinha nenhuma opção, a não ser me deslocar à 13 de Julho, por exemplo. Um absurdo! Falta de respeito aos clientes e também para o turista. Será que o turista que tem conta no BB volta para cá depois disso?

Obras do Parque dos Cajueiros
O Secretário de Estado da Infraestrutura, Valmor Barbosa fez na manhã de ontem, 13, uma visita as obras de reforma do Parque Governador Antônio Carlos Valadares, conhecido como Parque dos Cajueiros. O local, um antigo espaço de lazer dos sergipanos e que estava abandonado há mais de 15 anos, está sendo reconstruído pelo Governo do Estado.

Três etapas
A reforma do Parque dos Cajueiros acontece em três etapas. Para a primeira, que está 44,57% concluída, constam estacionamento, quadra de tênis, ciclovia interna, quadra de futebol socite e quadra poliesportiva. Estão em fase de conclusão a pavimentação e a colocação dos postes de iluminação.

Espaços
Já a segunda fase das obras está 10% concluída e contará com espaços para posto de saúde, quiosques, banheiros adaptados para deficientes, restaurante, o píer e o centro administrativo do parque. “O parque tem mais de 15 anos de abandono. Queremos dar uma repaginada em sua estrutura, para que as pessoas visitem e pratiquem mais esporte, preservando, é claro, a parte verde. Estamos melhorando a acessibilidade, e por isso fizemos uma passarela de madeira com 320 (trezentos e vinte) metros de comprimento para caminhadas em contato direto com a natureza”, comentou o secretário Valmor Barbosa.

Parque infantil
Estão sendo erguidos o novo parque infantil, lanchonete, quiosques de água de coco e o espaço do Pelotão da Polícia Ambiental. Será construído também o prédio administrativo da Federação Sergipana de Remo e a reforma da piscina para aulas e treinamento.“Estamos devolvendo aos sergipanos essa belíssima área de lazer, para que as famílias sergipanas venham aos finais de semana fazer um piquenique, caminhar e praticar esporte. Pretendemos fazer a entrega da obra no final de dezembro desse ano”, finalizou o secretário.

Trabalho infantil
Na manhã de ontem, foi realizada Sessão Especial na Câmara Municipal de Aracaju (CMA), sobre "Exploração do Trabalho Infantil". A referida sessão foi de autoria do vereador Dr. Emerson Ferreira (PT), através do requerimento nº 39/2011. Ao iniciar o debate, o vereador Dr. Emerson Ferreira falou que no Brasil, o trabalho infantil é proibido por lei para menores de 14 anos. “Essa lei não é seguida em muitos lugares, já que é visível a exploração do trabalho infantil”, disse. Representantes de várias entidades relacionadas ao tema estiveram presentes no plenário da CMA.

Secretário da JPT/SE integra coordenação nacional I
Durante o ultimo fim de semana aconteceu em Brasilia o Seminário Nacional de Juventude da Construindo um Novo Brasil (tendência interna do Partido dos Trabalhadores). Sergipe foi representado de forma efetiva, com a presença de Jefferson Lima, Secretário de Juventude do PT em Sergipe e Anderson Cardoso, membro do Diretório do município de São Cristóvão.

Secretário da JPT/SE integra coordenação nacional II
Dentre as deliberações de nível Nacional, houve a formação da Coordenação Nacional de Juventude desta tendência, essa coordenação será responsável na construção do Congresso da JPT, acompanhamento das Conferencias de Juventude e  Congresso da UNE e UBES. Graças ao trabalho desenvolvido no PT-Sergipe pela Juventude desde 2005, Jefferson Lima foi escolhido um dos membros desta Coordenação, sendo o único representante da Região Nordeste do grupo. A Coordenação definida é composta por Salgado Neto(AP), Jeanne(RS), Debora Pereira(SP), Ricardinho(RJ) e Jefferson Lima (SE).

Lixo por feijão
O vereador Valdir Santos (PTdoB) utilizou a tribuna da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) para destacar o trabalho de uma prefeitura do interior de Minas Gerais na área de consciência ambiental. Segundo o parlamentar, é necessário que população e administração pública atuem juntos na preservação do meio ambiente.  “Vi na televisão uma matéria sobre um prefeito de Minas Gerais que firmou convênio com uma entidade e propôs à comunidade que fizesse a coleta seletiva pela troca de feijão. Assim, a comunidade já entregava o lixo reciclável separado à entidade e esta trocava o lixo por feijão”.

Cadê as fogueiras?
Com a chegada do mês junino, surge a procura por manter acesa a chama das tradicionais fogueiras, típicas desta época do ano. Porém, de acordo com o vereador Moritos Matos (PDT), aqui em Aracaju, muitas pessoas ainda não sabem onde estão estabelecidos os pontos de venda das lenhas destinadas a esse fim. “Já que não estão sendo mais vendidas ao lado da Ceasa, cabe a Emsurb oficializar os pontos de venda e tornar público estes locais para que as pessoas tenham uma maior comodidade e saibam para onde se dirigir em busca da fogueira", reivindicou o vereador.

Duas peças no TTB
Agende-se para assistir duas excelentes peças teatrais: Gaiola das Loucas e Escola deMulheres. A primeira será encenada nos próximos dias 15 e 16 no Teatro Tobias Barreto (TTB), enquanto a outra está pauta do TTB dos dias 9 e 10 de julho próximo. Apoiados pelo Grupo Bompreço, os dois espetáculos trarão para Aracaju atores renomados como Miguel Falabela e Oscar Magrini. O primeiro está no elenco de Gaiola das Locas, versão musical já assistida no Brasil por mais de 200 mil espectadores. Em Escola de Mulheres, Magrini interpreta Arnolfo, um quarentão que sempre se envolveu com mulheres comprometidas por um incorrigível medo de ser traído. Estão aí duas peças imperdíveis!

Reunião na FIESP
O ex-governador Albano Franco foi um dos participantes do almoço oferecido nesta segunda-feira, pelo presidente da Federação das Indústrias de São Paulo, Paulo Skaf, ao economista-chefe do Bradesco, Octávio Barros. Entre os presentes, também o secretário de Desenvolvimento Econômico São Paulo, Paulo Barbosa. Antes do almoço, em palestra na reunião do Conselho Superior da FIESP, Barros fez avaliação positiva das perspectivas da economia brasileira diante do cenário internacional, mas advertiu que a indústria nacional vive momento difícil e de reinvenção.

Programa Sarau Entre Amigos
No último sábado foi gravada mais uma edição do "Sarau Entre Amigos", com a presença de cerca de 30 pessoas convidadas, onde os dois entrevistados foram: O Deputado Federal Almeida Lima e o cantor grego Patrick Dimon, as entrevistas serão levadas ao ar no próximo sábado a partir das 9h30 pela TV Cidade canal 20.O link abaixo é da entrevista com o Secretário Chico Buchinho que está sendo exibida esta semana: http://www.youtube.com/watch?v=eUf4DCoaSb4&feature=related

Correios lançam dois novos Selos I
A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – ECT emitiu mais dois selos, os quais têm por objetivo chamar a atenção da população para temas da mais alta relevância: Meio Ambiente e Violência contras a Pessoa Idosa. Em Sergipe os selos serão lançados esta semana.O primeiro a ser lançado é Selo Comemorativo “Fauna Marítima”, destacando quatro espécies marítimas: Águas-Vivas, Lulas, Polvo e Estrelas-do-Mar.O lançamento desse selo ocorrerá nesta terça-feira (14), às 10 horas, com a presença de diversas autoridades e representantes de órgãos e entidades que lutam pela preservação do Meio Ambiente. O evento será realizado  no Auditório do Edifício Sede dos Correios, Rua Laranjeiras, 229, Centro, Aracaju.

Correios lançam dois novos Selos II
O segundo é o Selo “Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa”. Neste caso o lançamento ocorrerá na Abertura do IV Workshop de Prevenção e Combate à Violência Contra a Pessoa Idosa, que será realizado dia 15/6 (quarta-feira), no Auditório CECH, Didática 03, da Universidade Federal de Sergipe. A abertura está marcada para as 08h30.

Livro sobre Chico de Miguel
O escritor e poeta Carlos Mendonça lança no próximo dia 20 de junho, às 18hs, no auditório da UFS – Campus de Itabaiana, o livro “Chico de Miguel – A História de um Líder”.

Simpósio da UFS
A atuação da gestão pública com relação a Mata Atlântica de Sergipe foi apresentada na manhã de ontem,13, pelo secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), Genival Nunes Silva,  durante realização do I Simpósio da Mata Atlântica de Sergipe, promovido pelos alunos do Centro Acadêmico Livre de Biologia da Universidade Federal de Sergipe (UFS). O evento ocorreu no auditório da Reitoria da UFS.

Analfabeto ambiental
Durante a sua exposição, o secretário iniciou sua fala destacando sobre o olhar do ser humano e o  resignificado das coisas. “É nosso papel contribuir para a resignificação do conceito que temos frente às questões ambientais. Continuar sendo analfabeto ambiental, na premissa de que o ser humano não tem a responsabilidade pelo que agride ao Meio Ambiente por falta de consciência ambiental é um discurso falido. Todos nós sabemos o que causa prejuízo ao Meio Ambiente, entretanto, se desgarrar do comodismo trazido pela tecnologia e o consumismo. É uma questão de cultura a ser trabalhada dentro do eu de cada um”.

Comunicado – Seleção de médicos
A Prefeitura Municipal de Japaratuba está selecionando médicos plantonistas e médicos para atuarem nas equipes do PSF. Os interessados devem procurar a Secretaria Municipal de Saúde ou entrar em contato pelos telefones: 79 3272.1555 e 79 9965.8631, fala secretário Manuel Batista. (Ascom/Japaratuba)

Ensaios de  "Saltimbancos" a todo vapor: estréia é na sexta, 17
Faltando menos de uma semana para a estréia do musical, Saltimbancos, de Chico Buarque, no Projeto Esperançarte o clima é de correria. Compras de adereços, impressão de convites, e ensaios, muitos ensaios. Os 110 artistas que participam do projeto vão ensaiar de terça a quinta, das 19h00 as 22h00 na Casa Santa Zita, no Bairro Getúlio Vargas.

Experiência
“Queremos fazer bonito na sexta feira, as 19h00" informou a diretora geral do espetáculo, a atriz e bailarina Tetê Nahas que também coordena o projeto Esperançarte. "Nessa fase final do primeiro espetáculo, temos que realizar os ensaios para deixar tudo bem bonito para a estréia. Desde a música, até as coreografias, passando pelo texto, tudo tem que estar bem afinado e eles estão adorando a experiência", informou o diretor do espetáculo, o ator André Santana, professor de teatro do projeto que se estende até outubro, quando um novo espetáculo, ainda a ser definido, será apresentado a sociedade.

O Esperançarte
O Esperançarte consiste em oferecer, uma vez por semana, oficinas de teatro, dança e música a 110 crianças que moram em nove casas de acolhimento da capital durante 6 meses.  "Este projeto recebe patrocínio da Petrobrás, age em parceria com várias entidades públicas e lida com atores especiais, que vivem nas casas de acolhimento entre muros e grades, em companhia apenas dos colegas de instituição e dos "cuidadores'. São meninos e meninas cheios de sonhos de liberdade, mas que merecem cuidados, diante da realidade em que vivem ou viveram e diante de um mundo que oferece liberdade de preço fácil com conseqüências caras, a marginalidade, as drogas, bebidas em excesso etc" informou a promotora de Justiça Miriam Tereza Cardoso Machado, coordenadora do Naia, do MPE/SE.

Entidades Parceiras
Petrobrás, Instituto Canarinhos, NAIA/MPE-SE, Funcaju, Secult e Fundação Renascer. Os participantes são 110 crianças e adolescentes das casas de acolhimento: CEO, Casa Santa Zita, Oratório de Bebé, Lar Infantil Cristo Redentor, Casa de Acolhimento Caçula Barreto, Lar Meninos de Santo Antonio, Casa de Acolhimento Izabel Abreu, Projeto Esperança e Nova Vida.

PF investiga servidores suspeitos de ligação com entidades de fachada

O Globo – 14/06/2011

Esquema, em Sergipe e Brasília, pode ter desviado milhões do Ministério do Trabalho – Roberto Maltchik

BRASÍLIA. A Polícia Federal investiga servidores públicos federais, em Sergipe e Brasília, suspeitos de ligação com um grupo que pode ter desviado milhões de reais do Ministério do Trabalho. A investigação, sob segredo de Justiça, apura o uso de associações de fachada, que supostamente ofereceriam cursos de qualificação e capacitação, para irrigar o esquema ilegal. A investigação pode respingar em convênios firmados pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário. Nos últimos cinco anos, seis entidades sob suspeita receberam da União R$13,2 milhões.

A Controladoria Geral da União (CGU) já detectou graves irregularidades em pelo menos quatro convênios firmados entre o MTE e quatro das entidades de Sergipe. Em relatórios preliminares, a CGU aponta que as entidades não comprovaram despesas ou cometeram irregularidades flagrantes em gastos que somam R$4,54 milhões. Também há indícios de uso de documentação inidônea para justificar o recebimento de dinheiro público.

A maior parte do dinheiro pago saiu por meio do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), como parte do Plano Setorial de Qualificação (PlanSeQ). O Codefat chancelou os convênios com a Agência de Tecnologia, Pesquisa e Ensino do Nordeste (ATNE), a União Multidisciplinar de Capacitação e Pesquisa (Unicapes), a Associação para Organização e Administração de Eventos, Educação e Capacitação (Capacitar) e a Agência Norte e Sul e Pesquisa e Desenvolvimento (ANP). A ATNE e a Capacitar foram procuradas, mas os números divulgados não existem. Ao todo, as duas ONGs já receberam R$6,67 milhões, desde 2006.

Segundo o Tribunal de Contas da União, dirigentes das entidades estão arrolados em tomada de contas especial, sobre superfaturamento de contratos federais em Sergipe. Identificaram que há elo entre os representantes delas com outras "envolvidas em malversação de recursos públicos de origem federal aplicados na contratação de cursos de capacitação pela Secretaria de Educação de Sergipe".

Para resguardar a investigação, a ligação entre os desvios no Ministério do Trabalho e as suspeitas que recaem também sobre convênios do Desenvolvimento Agrário, em Sergipe, ainda é mantida em sigilo. Mas o TCU já indicou que existem graves indícios de irregularidades envolvendo a Organização para a Conservação da Biodiversidade (Bioterra) e a Sociedade de Apoio Sócio-Ambientalista e Cultural (Sasac), ambas com sede em Aracaju, e que já receberam, em cinco anos, R$1,6 milhão.

Servidores federais em Aracaju foram indiciados

Segundo agentes da PF, servidores federais em Aracaju já foram indiciados. Em Brasília, novos indiciamentos devem ocorrer após a conclusão do relatório da investigação, que deve ocorrer só no segundo semestre em razão da "complexidade e profundidade" do inquérito.

Em nota, o Ministério do Trabalho diz que "não há nada que coloque em suspeita qualquer servidor" e que, caso as suspeitas levantadas se confirmem, "tais atitudes suspeitas provavelmente foram adotadas pelos dirigentes de tais entidades após visitas dos técnicos do MTE".

"Os responsáveis pela avaliação do plano de trabalho e pela supervisão da execução do convênio, ao que tudo indica, cumpriram suas funções corretamente", diz a nota. A pasta ressalta que foram feitas visitas técnicas em dezembro de 2010 e janeiro de 2011 que resultaram em "diversos apontamentos, mas nenhum deles indica dissipação patrimonial (das entidades)".

Em nota, o Ministério do Desenvolvimento Agrário informou que determinou a suspensão do repasse da segunda parcela de convênio firmado com a Sasac e que a entidade "existe, possui localização física e já houve vistoria in loco, conforme ofício de 13 de novembro de 2009". Sobre a Bioterra, o MDA não se pronunciou. Procurados, os dirigentes da Bioterra e da Asac não foram encontrados. Os telefones estavam desligados ou inoperantes. Em um telefone celular, que aparece como pertencente a uma das organizações, atende um consultor de telemarketing.

Nota à Sociedade – Embrapa –SE – Gold Construções
Em referência ao artigo de autoria do jornalista Cícero Mendes, publicado na segunda-feira (13) no blog do jornalista Cláudio Nunes no portal Infonet, a Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju, SE), Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, esclarece que os pagamentos efetuados à empresa Gold Construções e Serviços Ltda., citados no artigo e listados no Portal da Transparência do Governo Federal, tratam-se de 11 parcelas de pagamento firmadas no âmbito de apenas cinco contratos, oriundos da tomada de preços de número 06/2008, totalizando R$ 260.949,51.

Os contratos referem-se a serviços de engenharia realizados para recuperação em seus quatro Campos Experimentais, nas cidades de Frei Paulo, Itaporanga D’Ajuda, Nossa Senhora das Dores e Umbaúba, além da sede da Unidade, em Aracaju, e tiveram seu pagamento dividido em etapas por exigência legal, que prevê a liberação dos recursos conforme medição do serviço prestado.

A Embrapa Tabuleiros Costeiros esclarece, ainda, que em caráter emergencial devidamente justificado e comprovado, promoveu dispensa de licitação para reforço estrutural de laje predial em sua sede, cujos pagamentos foram efetuados à referida empresa em duas parcelas, com valores de R$ 15.923,25 e R$ 7.938,00.

A Embrapa Tabuleiros Costeiros informa, também, que seguiu rigidamente todas as exigências legais dentro do processo licitatório para a tomada de preços e para a dispensa de licitação, e que as exigências de divulgação em jornal de grande circulação e no Diário Oficial da União foram cumpridas.

A chamada para a tomada de preços 06/2008, bem como o edital referente, encontram-se disponíveis no portal da Embrapa Tabuleiros Costeiros na Internet, com acesso livre, no endereço http://www.cpatc.embrapa.br/index.php?idpagina=artigos&artigo=4352

PELO TWITTER

Educação
www.twitter.com/gbpaixao    Gente que nao espera quem esta no elevador sair para depois entrar merece o que va !? Bom dia ? NÃO !

Política

www.twitter.com/laysmillena   Tenho medo do próximo prefeito de Aracaju. Espero que não seja símbolo de retrocesso.

www.twitter.com/ riltonmorais Toda vez que Almeida Lima fala no rádio, um anjo arranca as asas e pula de cabeça dos céus.

www.twitter.com/marciorocha1  Essa onda de defender o indefensável e fazer papelão, não lembra alguém com Renan Calheiros?

www.twitter.com/EloisaGaldino    Gente se elege graças à formação de coligações e depois sai dizendo que ñ precisa de ninguém.Ingratidão e oportunismo, a gente vê por aqui.

www.twitter.com/valter_jornal    Ano passado, @AlmeidaLimaPMDB disse em evento com Déda "que só queria acertar".E hoje, com o novo posicionamento, ele quer acertar ou errar?

www.twitter.com/cezar_britto    Dilma, Gleisi e Ideli. Breve Carmen Lúcia preside o TSE. As mulheres no comando da política brasileira. O Brasil avança.

IMPRENSA

www.twitter.com/jc_insight    O reporter fala: céu com poucas nuvens dai ao mostrar o céu so se vê nuvens … como pode hein? #BDSE

www.twitter.com/jc_insight    Alguem avisa na TV que este quadro da Urania é ruim demaisssssssssssssssssssssssssssssssssssss…. putzzzzz #vergonha alheia (Do blog: semana passada o espaço elogiou o quadro, mas ontem, 14, foi horrível. Cadê o controle de qualidade? Mudou a produção?)

www.twitter.com/cantoraamorosa    A mídia contribui para que a sociedade julgue antes de qualquer conclusão. Isto é muito perigoso para a democracia sadia e o direito.

DO LEITOR

Em Nova York, cocô de cão nas ruas gera multa de 100 dólares
Atento o leitor Alexandre Alves após ler a coluna do último sábado sobre o movimento "cara de cocô", lembrou-se de

Placa em Nova York: U$100 doláres de mula

uma placa que viu em Nova York, que estipula multa de até 100 dólares para aqueles que deixarem os dejetos de seus animais nas ruas ou praças públicas. “Infelizmente nosso problema é cultura. Se houvesse algum instrumento eficiente que "colocasse a mão" no bolso do cidadão a situação seria outra”, disse. E é a pura verdade, o brasileiro precisa sentir no bolso para respeitar o próximo. A foto da placa de Nova York ao lado.

Cara de Cocô
Do leitor Akira; “Muita gente se esconde atrás dos(as) colaboradores(as) domésticos(as), que todas as manhãs levam os animais para passear e também para fazer suas necessidades pelas ruas, calçadas e praças públicas, uma maneira de se eximirem de responsabilidades e esconder a falta de preparo para o convivio social! É uma questão de saúde pública, mas principalmente falta, ou ausência de civilidade, educação, é pensar que, pelo fato de calçadas, ruas e praças serem públicas estas podem ser utilizadas para todo o tipo de ação, inclusive serem forradas de coco de cachorro! Uma perigosa inversão de valores, ou seja, quando uma coisa é pública, dela pode se usufruir de qualquer maneira, mesmo com incomodo, prejuizo e danos para a coletividade!”

Esclarecimentos sobre o posto fiscal de Neópolis
Resposta da Sefaz sobre o posto fiscal de Neópolis por conta de e-mail e foto enviada por um leitor: Tendo em vista as informações equivocadas e precipitadas enviadas a sua coluna na última sexta-feira, sobre o Posto Fiscal de Neópolis, a Secretaria de Estado da Fazenda sente-se no dever de esclarecer os seguintes pontos:
a) a desativação do posto ocorre de uma necessidade apontada pelo setor de engenharia da Sefaz para reestruturação física da unidade;
b) os estudos para esta reestruturação foram iniciados no ano passado, através de um levantamento das necessidades, que compuseram o projeto de conservação e manutenção de todas as unidades da Sefaz;
c) tal projeto está sob aprovação do Crafi e PGE, para em sequência abertura de processo licitatório;
d) há ainda discussões sobre a localização do posto, que atualmente se encontra em local inadequado;
e) a desativação do posto em nada altera a rotina e as ações de fiscalização da Sefaz, tendo em vista que a fiscalização fixa – anteriormente restrita ao município de Neopólis – foi substituída pela estrutura de fiscalização móvel, que além de Neopólis atende aos demais municípios da região: Santana do São Francisco, Ilha das Flores, Brejo Grande, Pacatuba, Japoatã, São Francisco, Cedro de São João, Japaratuba, Pirambu e Malhada dos Bois;
f) essa alteração possibilita uma maior agilidade e eficiência, atingindo uma maior abrangência e o acompanhamento mais próximo dos estabelecimentos comerciais situados na região, assim como o monitoramento das empresas seguindo as diretrizes adotadas pela Gerência de Planejamento da Sefaz;
g) quanto à fiscalização realizada pela Emdagro, a Sefaz informa que foi disponibilizada uma estrutura dotada de área de atendimento, banheiro e cozinha, além da cessão de duas lanchas de propriedade da Sefaz a fim de possibilitar que a fiscalização sanitária exerça suas atividades de forma plena.
Em atenção ao seu público leitor, esperamos ter esclarecido as dúvidas colocadas.Gerência Geral de Comunicação e Marketing

Indignação com descaso da Deso em Socorro
Do leitor Marcio Gomes da Silva Gomes:  “Venho através deste conceituado espaço manifestar a minha indignação quanto a falta de compromisso e descaso para o com nós cidadãos sergipanos da DESO – Companhia de Saneamento de Sergipe. Moro no Santa Cecília em Nossa Senhora doSocorro e, desde a ultima sexta-feira dia 10/06/2011 por volta das 13 horas da tarde a água sumiu das torneiras e até o presente momentohoje dia 12/06/2011 nenhum morador aqui da localidade soube de noticias quando será resolvido o problema da falta de água pela DESO.O número do telefone o 0800 do Plantão, a única informação é que já esta na localidade uma equipe verificando o que aconteceu para religarem a água, só isso e nada mais de informação, quase três dias e eles ainda estão verificando o que aconteceu,isto é um absurdo para com nós moradores da localidade. A Companhia de Saneamento de Sergipe deveria vim a publico e informar que a falta d'água foi gerado por problemas ou simplesmente ter comunicado a população que eles iriam realizar manobras para que todos se precavessem quanto a falta d'água, mas isso não ocorre mais,já foi o tempo em que a DESO comunicava a população de que iria faltar água, agora, simplesmente desligam o fornecimento e fica por isso mesmo.Minha pergunta é, até quando vai continuar acontecendo?”

Greve dos professores
Do leitor Igor Mangueira: “Pelo que está escrito nas linhas desta coluna, a deputada Ana Lúcia e o secretário Iran Barbosa são exemplos a serem seguidos.  Só acho que os professores devem pensar também nos alunos que estão sem aula. Queria ver também, por exemplo, uma greve de lixeiros para aumentar o salário desses importantíssimos servidores públicos que são explorados e marginalizados. Quem apoiaria essa greve?Acho que devemos pensar em novas formas de protesto além da greve – que prejudica o lado mais fraco, nesse caso, os estudantes. Por isso é sempre bom pensar no que o outro está passando, ou em outras palavras, um ter uma visão mais clara de como funciona a sociedade. O nosso egoísmo só faz a gente pensar em si mesmo, em nossa categoria… Até o dia em que, por exemplo, nós formos assaltados e ver que aquele pedinte tirou nossa vida por negarmos sua esmola. Tanto a violência como o egoísmo são frutos da falta de educação, fator essencial para um mundo melhor”.

Pela Melhoria e Valorização da Educação – USES

O piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica é uma grande conquista dos trabalhadores e das trabalhadoras da educação! A lei foi aprovada pelo congresso nacional e sancionada pelo presidente da república e representa a adoção de uma política de valorização e reconhecimento do magistério enquanto categoria profissional importante para transformação da educação. Para nós, todas as medidas no sentido que venham a valorizar a educação pública será de suma importância para o desenvolvimento do nosso estado. Veja a lei:

Art. 4º A União deverá complementar, na forma e no limite do disposto no inciso VI do caput do art. 60 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias e em regulamento, a integralização de que trata o art. 3º desta Lei, nos casos em que o ente federativo, a partir da consideração dos recursos constitucionalmente vinculados à educação, não tenha disponibilidade orçamentária para cumprir o valor fixado.

§ 1º O ente federativo deverá justificar sua necessidade e incapacidade, enviando ao Ministério da Educação solicitação fundamentada, acompanhada de planilha de custos comprovando a necessidade da complementação de que trata o caput deste artigo.

§ 2º A União será responsável por cooperar tecnicamente com o ente federativo que não conseguir assegurar o pagamento do piso, de forma a assessorá-lo no planejamento e aperfeiçoamento da aplicação de seus recursos.

Acreditamos que o piso deve ter o seu reajuste de 15,86% na sua integralidade para todos os níveis na forma da lei e que a todas as condições de pagar, pois, a lei é clara e diz que: Caso o ente federativo deverá justificar sua necessidade e incapacidade, enviando ao Ministério da Educação solicitação fundamentada, acompanhada de planilha de custos comprovando a necessidade da complementação.  Tendo em vista a redação da lei, precisamos que este impasse seja resolvido e que os estudantes secundaristas sergipanos voltem às salas de aula para o cumprimento do anos letivo.

Porém, Segundo a lei de diretrizes e bases da educação brasileira em sua redação, a lei garante que o ensino será ministrado com base em alguns princípios um deles é a Garantia de um Padrão de Qualidade e isso os estudantes, e a comunidade escolar, não estão tendo.

É necessário o Governo perceber a educação para além do reajuste do piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica, pois, Continuamos com grande parte das escolas sem estrutura física para suportar os alunos, com falta de muitos funcionários administrativos, de limpeza, merendeiras e vigilantes, escolas que não tem nenhum bebedouro, que não tem muro, Telhas caindo nas salas de aulas, escolas desordenadas e sem função social no bairro ou municípios, sem a participação da comunidade escolar em geral nas decisões, com alunos sem vontade de assistir aulas e as aulas por sinal iguais à de 20, 30 anos atrás.

A União Sergipana dos Estudantes Secundarista acredita que a educação é a principal forma de desenvolvimento de um município, estado ou país! Educação deve ser prioridade, e não esta sendo! Precisamos fortalecer as escolas dos bairros, de mais escolas de educação integral, precisamos de eleições diretas para direções escolares, precisamos de mais seguranças nas escolas, precisamos de esporte e cultura nas escolas, de uma Universidade Estadual com um novo modelo de acesso, precisamos expandir ainda mais a UFS, Precisamos de uma rede de educação profissionalizante que realmente atraia aos nossos jovens, precisamos de uma educação pública sistêmica, e de fato, de qualidade social para todos!

“A sociedade, no seu todo, deve se tornar uma escola gigantesca”

Nota Pública dos Trabalhadores da Fundação Aperipê 
Os trabalhadores e trabalhadoras da Fundação Aperipê de Sergipe (Fundap), que congrega as Rádios AM e FM e a TV Aperipê, após discussão e deliberação em Assembleia realizada na manhã desta segunda-feira, dia 13 de junho de 2011, vêm a público, juntamente com os seus sindicatos – SINTRASE, STERTS E SINDIJOR -, manifestar total insatisfação por não estarem participando, de forma democrática e aberta, da construção da nomeação do seu novo Diretor-presidente.

Como é de conhecimento público, desde o início desde ano, quando o governador Marcelo Déda deu início ao processo de reforma político-administrativa para o seu segundo mandato, que a Fundap está sem efetiva direção, estando o cargo a ser ocupado interinamente. Nesse ínterim, nenhum diálogo foi estabelecido com os funcionários da Fundação relativamente à ocupação do cargo, ficando os trabalhadores à mercê das notícias veiculadas pela imprensa sobre os possíveis nomes a ocuparem o cargo.

E agora se ventila, mais uma vez anunciado pela imprensa, a ocupação de tão importante cargo por força da imposição de um partido político, em negociação com o atual Governo, o que reflete a manutenção de um sistema que se perpetua há décadas na Fundação, e que não avança ante os anseios mais democráticos das sociedades modernas.

Nós, funcionários e funcionárias da Fundap, entendemos que o momento é de uma nova construção e de uma nova realidade para as Rádios e TV Aperipê, como emissoras públicas e que precisam da participação cada vez mais ativa da sociedade e, particularmente, dos seus trabalhadores e trabalhadoras.

Dessa forma, reforçamos o pleito junto ao Governador Marcelo Déda para, de forma coletiva e democrática, sermos ouvidos e instados a opinar sobre o nome que virá a ocupar o cargo de Diretor-presidente da Fundação.

Aracaju (SE), 13 de junho de 2011.

Trabalhadores e Trabalhadoras da Fundação Aperipê
Sind. dos Trabalh. nos Serviços Públicos de Sergipe – SINTRASE
Sindicato dos Radialistas do Estado de Sergipe – STERTS
Sindicato dos Jornalistas do Estado de Sergipe – SINDIJOR
Fórum Sergipano pelo Direito à Comunicação

Ocupação reitoria da UFS – Resposta à estudante Bárbara Souza

E-mail de Elaine Mesoli, estudante do sétimo período de jornalismo na Universidade Federal de Sergipe:

Caro, Cláudio Nunes é em respeito à sua coluna e ao jornalista que você é, que me senti no dever de escrever um texto em resposta a essa estudante Bárbara Souza em suas acusações ao movimento Chega de Migalhas.  Para melhor organização de minhas idéias responderei por pontos:
a) os verdadeiros interesses dos grupos que se camuflam "na defesa dos interesses estudantis".Tenho suas falas gravadas, sempre as mesmas. "Não vamos ficar parados pessoal" Até quando vamos aceitar isso?", e por aí vai.
Que verdadeiros interesses são estes que ela supõe além da real melhor estrutura para o curso, e que ela mesma aponta algumas das deficiências. Se as falas estão gravadas e são sempre as mesmas é pelo simples motivo de que há 04 anos, desde que entrei na Universidade, os problemas são os mesmos e que vem piorando a cada período. E não ficamos parados, realmente! Não aceitamos o que nos era imposto e, sim, ocupamos a reitoria, pois o reitor nunca se dignou a nos atender em pregressas reivindicações. Em 2009 entregamos, em mãos, um documento ao vice-reitor, Ângelo Antoniolli, apontando os problemas que tínhamso já naquela época e este nos “prometeu” uma audiência com o reitor. Audiência esta que nunca aconteceu, senão menos de 24h após a ocupação.  E para isso existem fotos comprovando o ato.
b) O "famoso" Doug se acha mesmo muito esperto, falando um monte de besteira. Mas, besta mesmo é quem se deixa ser usado como a colega diz, como massa de manobra. A ocupação na reitoria seria uma verdadeira luta, se estivesse sendo liderada por estudantes com único e verdadeiro interesse na melhoria do curso de comunicação social.
Em resposta a isso tenho que defender Doug, apesar de existir entre nós diversas divergências ideológicas. Famoso ou corajoso? Penso que ela errou na adjetivação. Doug ou Vinícius é um dos que mais lutaram pela melhoria do nosso curso. O que ela considera “ser esperto”? Baixar a cabeça e engolir as migalhas que nos eram servidas junto com a luta por refrigerante no Resun feita pelo DCE da UFS? Muito importante e salutar lutas como essa. Realmente melhorará a estrutura da universidade como um todo.
Agora, digo, a ocupação da reitoria foi um verdadeira luta, nela não houve líderes, mas pessoas unidas com um mesmo interesse. Estudantes que iam dormir às 2h da madrugada e acordavam às 6h para dar início às atividades do dia. Que se reuniam em busca de uma melhor solução para as nossas situações. Gente que perdeu trabalho, aula, deixou a família em casa para se dedicar a uma causa em que acreditavam. E que, graças a essa coesão e solidariedade, não só dos estudantes do curso de comunicação, mas a de diversos estudantes dos outros cursos problemáticos dentro da Universidade e de pessoas e entidades de toda a sociedade, saiu vitoriosa.  Vitória esta que ultrapassou o campo da comunicação, pois a Universidade ficou responsável de fazer injunções ao MEC para rever a forma de contratação de docentes, conforme você poderá ler na ata da reunião com o MPF.
c) Nos falta laboratório, a rádio não tem nada de comunitária, nosso jornal impresso é semestral!!Dependemos dos equipamentos do CESAD, que claro, tem a prioridade. Não me envolvo nestas reivindicações falsas dos grêmios estudantis, sempre me foi muito óbvio a participação de determinados partidos políticos.
Ora, aqui ela própria elenca alguns problemas, mesmo com algumas distorções, mostrando como ela está a par do que acontece em seu próprio curso. Primeiro a rádio não é comunitária, mas universitária e educativa e o nosso jornal laboratório não é semestral, mas trimestral, mas como ela poderia saber disso, se ela não freqüenta as aulas, não é mesmo? Talvez ela nunca tenha se envolvido em lutas de grêmios estudantis, pois estes ela deixou para trás quando saiu do ensino médio, mas mais uma vez reforço, como ela poderia saber disso, se nunca foi a uma reunião sequer do Diretório Acadêmico? Com relação à participação de partidos políticos, ela está equivocada. Não houve a participação de nenhum deles, porém havia lá estudantes de diversos, inclusive muitos deles nos enviaram moções de apoio, como o PT por meio da JPT. Eu mesma, embora não militante, sou filiada há dois anos ao PC do B. Será que este partido, ao qual o DCE é ligado, por meio da UJS, também teria interesses? Se tem, não estou sabendo, pois durante os 10 dias em que fiquei na ocupação,  nenhum representante do diretório central nos procurou para nada. Aliás, sua única ação foi retirar alguns dos cartazes que pregamos na Universidade e espalhar panfletos solicitando que houvesse venda de sucos no restaurante universitário enquanto não havia a volta da venda de refrigerantes, pois os alunos eram ‘obrigados” a carregar as pesadas latinhas de 350 ml na fila, que por sinal, é imensa. E afirmo isso porque eu mesma vi.
d) Estes alunos que se dizem defender melhoria na UFS, nem as aulas frequentam! Pergunte a eles quantos anos estão na universidade! Por favor!
Não posso falar por todos, mas por mim posso. Eu freqüento as aulas, todos os professores me conhecem e sabem de minha dedicação não só às aulas, mas aos trabalhos extra-classe também. Tanto que fui Bolsista de Iniciação Científica  por dois anos consecutivos, orientada pelo professor Carlos Franciscato;  Bolsista de Iniciação à Extensão em 2008 com o mesmo professor, e mais uma vez agora com um projeto de rádio que é veiculado na rádio UFS, orientado pelo professor Matheus Felizola. Além disso, desenvolvo e tenho publicado diversos artigos científicos nas áreas do Marketing e do Jornalismo e, somente para citar minhas atividades acadêmicas, faço parte do quadro de locutores da rádio UFS, para o qual houve ampla concorrência. Durante todo esse tempo, além dessas atividades, também estagiei na Secretaria de Saúde Municipal e não E-aju, da Secretaria Municipal de Comunicação. Daí eu te pergunto, com todas essas atividades eu sou figura freqüente nas aulas, enquanto que essa Bárbara Souza já trancou diversas disciplinas ou foi reprovada por faltas, sei disso, porque peguei diversas com ela e tenho a lista de presença para provar. Portanto, Bárbara, penso que você não pode falar sobre quem freqüenta ou não as aulas, não é verdade?
e)o movimento Chegademigalhas seria válido, se feito com o propósito original de protestar contra as deficiências no nosso curso, mas o que está na reitoria é um circo armado! Poderia citar os principais nomes, mas prefiro não me envolver. Não é justo parar as aulas por uma manifestação ridícula, onde não há espaço para o bom senso e para a discussão de idéias viáveis ao entendimento de melhorias do curso .
O movimento Chega de Migalhas foi válido, tanto que ultrapassou os problemas do curso de comunicação e será ampliado por toda a Universidade. Deliberação feita com os mais de 300 estudantes que compareceram à Assembleia Estudantil convocada por nós do movimento Chega de migalhas, onde os estudantes vinham a público relatar as deficiências de cada curso. Essa Assembleia pode não ser reconhecida, mas há quatro anos o DCE não convoca uma assembléia. Por isso a fizemos, e o comparecimento dos alunos só mostrou que eles estão querendo melhorias. Que eles, assim como nós também estão gritando Chega de Migalhas! Circo armado? Onde um espaço em que havia debates, aulas públicas e grupos de discussão das mais diversas áreas pode ser considerado um circo? Citar os principais nomes? Desde já ofereço o meu para compor, pois se ser acusada de lutar pelo que acredita, de reivindicar o meu direito por uma educação superior de qualidade é crime, então que me acusem! Além disso, em momento algum paralisamos as aulas, se ela considera o exercício de cidadania uma manifestação ridícula, penso que a falta de bom senso e de discussão de idéias está ao lado dela e não do nosso. Que ela fique então aceitando o refrigerante do DCE para ajudar a engolir as migalhas envelhecidas e ultrapassadas do pão e circo da calourada do desmantelo. Enquanto isso, nós lutaremos, ocuparemos e reivindicaremos nosso direito. Permaneceremos ocupados. Ocupados com a luta pela educação de qualidade. E à essa luta convoco a todos dentro e fora da Universidade para, conosco, gritar  CHEGA DE MIGALHAS!

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun

Frase do Dia
"É no silêncio que se educa o talento, e na torrente do mundo o caráter." Goethe.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários