Da “fontes” e dos “serviçais” do governo

0

De vez em quando este espaço faz um agradecimento especial: “a fonte”. Muitas vezes “a fonte” é quem deveria receber os aplausos de uma matéria publicada em primeira mão.  O jornalista que não tem uma relação de respeito e de fidelidade com sua “fonte” não é nada nos dias atuais onde a velocidade da Internet deixa as matérias num mesmo patamar em todo mundo. E o diferencial é, entre outras coisas, “a fonte” do jornalista.

 

Este espaço ainda vai escrever mais profundamente sobre o relacionamento com suas “fontes”, mas abre este texto agora por conta de um episódio que ocorreu na sexta-feira. Por outro lado o papel do assessor de imprensa de um administrador público é importante. É uma ponte importante com a imprensa. Porém, em alguns casos o profissional de imprensa – talvez por nunca ter trabalhado do outro lado, numa redação – extrapola suas funções na assessoria governamental e vira um “serviçal”. Passam a agir como lacaios do administrador e, na ânsia de atender o chefe de plantão, atacam os colegas de imprensa sem o menor respeito (não só ao colega), mas aos leitores que são a razão maior deste blog.

 

Fundação Renascer – E o blog vai direto ao assunto. Por conta de uma nota publicada na sexta-feira, os “serviçais” da Fundação Renascer publicaram um texto no blog do governo (no espaço Outra Versão), que chama, literalmente, este jornalista de mentiroso  (a nota está publicada logo abaixo).

 

Do direito de informar e opinar – Por várias vezes, nos quase cinco anos de existência deste espaço, o blog sempre deixou claro para os leitores que tem notas informativas, mas o objetivo deste espaço é opinar sobre diversos assuntos, principalmente na área política. E ao longo destes cinco anos foram vários percalços no caminho. Alguns “amigos” ficaram pelo caminho por não entenderem o objetivo real deste espaço.

 

“É melhor tentar e falhar, que preocupar-se e ver a vida passar. É melhor tentar, ainda que em vão, que sentar-se fazendo nada até o final. Eu prefiro na chuva caminhar, que em dias frios em casa me esconder. Prefiro ser feliz embora louco, que em conformidade viver”. Martin Luther King.

 

A NOTA DO CENAM – Segurança externa das unidades socioeducativas

Da assessoria de comunicação da Fundação Renascer: A presença de policiais militares na Fundação Renascer não se restringe ao Centro de Atendimento ao Menor (Cenam), mas atende as demais unidades de aplicação de medidas socioeducativas: Usip (Internação provisória), Case (Semiliberdade) e Unifem (Feminina). Sob a coordenação geral do Tenente Alzot, os policiais são responsáveis pela segurança externa das unidades, podendo auxiliar nas rotinas diárias de revistas e na supervisão de uma maneira geral quando solicitados.

Atualmente o efetivo é de 10 PMs para as quatro unidades socioeducativas. Este contingente atende ao que prevê o artigo 125 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA): “É dever do Estado zelar pela integridade física e mental dos internos, cabendo-lhe adotar as medidas adequadas de contenção e segurança”. O Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase) também orienta “garantir segurança externa para o programa com a atuação diuturna (24 horas) de policiais militares fardados, armados e treinados para esse trabalho”.

Sendo assim, falar que “”só falta a direção querer bombas de efeito moral e de gás lacrimogêneo, com munições de borrachas para controlar os adolescentes” é desconhecimento da legislação, além de uma grande falta de compreensão para com o trabalho correto que vem sendo desenvolvido pelos que fazem a atual gestão da Fundação Renascer. Neste tocante, a assessoria de comunicação se coloca novamente a disposição para fornecer maiores informações sempre que necessário.

Quanto as mudanças relatadas no Boletim Geral Ostensivo nº 035 de 24 de fevereiro de 2011, são decisão da equipe gestora, junto a coordenação geral de segurança para a oxigenação do efetivo. Esclarecidos os fatos, a direção da Fundação Renascer, em nome dos familiares de todos os adolescentes que estão sob a proteção social em suas unidades, espera ter deste blog o mesmo espaço para se pronunciar como sempre foi prática do jornalista que o assina.

A Fundação Renascer a partir da gestão do governador Marcelo Déda passou a ser completamente transparente estando aberta a quem quiser conhecê-la mais de perto. Assessoria de Comunicação – Fundação Renascer.

 

Da clareza do blog e da obscuridade da Fundação Renascer – A resposta da Fundação Renascer, através da assessoria de comunicação, é digna de uma gestão obscura. Primeiro que o lugar dos policiais militares é na rua. Aliás, a gestão da Fundação Renascer deveria ter outro tipo de segurança, além dos agentes para não retirar policiais militares das ruas, cujo déficit, em Sergipe é quase de 2 mil (isto mesmo) para atender a segurança dos sergipanos. São 15 policiais fora das ruas para atender a “oxigenação do efetivo do Cenam”.

 

Em nome dos familiares – Estranho também a direção da Fundação resolver “falar em nome dos familiares de todos os adolescentes”. E em nenhum momento este blog disse que tinham bombas e munições de borrachas no local. Apenas entende que lugar de policial militar é na rua e não “oxigenar efetivo do Cenam”. O desconhecimento da legislação parte de quem dirige a Fundação. E ponto final.  Quanto a transparência citada ao final da nota o blog tem duvidas e muitas.     O blog vai convidar alguns colegas da imprensa para integrar uma comitiva que dará uma visita de surpresa ao local. Tem que ser de surpresa e não “programada” como fazer para as visitas das autoridades.

 

NOTAS

 

Saúde

E na próxima segunda-feira, às 8h30, o governador Marcelo Déda faz a segunda reunião este ano da área da saúde, com os secretários de estado e do município de Aracaju. Déda disse que vai realizar as reuniões mensalmente e, pelo menos, até agora está cumprindo a promessa.

 

Idosos sofrem com palco da rua de Maruim com Av. Pedro Calazans

Que é bem vindo o retorno dos blocos de rua não há duvida nenhuma. O resgate dos antigos carnavais é importante, mas é preciso rever alguns pontos, como por exemplo, a colocação dos palcos. Moradores da rua de Maruim com Avenida Pedro Calazans estão tentando sensibilizar o Poder Público para reverem a colocação do palco naquele cruzamento, para os festejos do bloco Rasgadinho.

 

Idosos, urina e agressões

Leiam o depoimento de um filho: “Meus pais moram à 50 m do local. São 5 dias de terror e violência. Eles têm 87 e 80 anos respectivamente. Meu pai sofre de parkinson e hipertensão grave. No horário do show, entre 20 e 5 h da manhã os foliões chegam ao cúmulo de fazer sexo na porta das residências, urinar e até agredir os moradores. Atualmente o bairro é composto, em sua grande maioria de pessoas da 3a idade. É inadmissível que em pleno sec. XXI, num Estado Democrático de Direito, possamos conviver com esses tipos de procedimentos dos próprios cidadãos com o beneplácito do poder público”.

 

Aracaju em destaque

Aracaju foi a oitava cidade mais procurada no site Hoteis.com em janeiro deste ano A procura pelo destino cresceu 192%.Primeiro lugar continua  Paris. Mais uma vitória da Emsetur, comandada pelo competente José Roberto, que para tristeza de todos que fazem o seguimento do turismo no Estado, está deixando o cargo.

 

Mais um jornalista deixará a TV  Sergipe

E as baixas continuam na TV Sergipe. Desta vez um dos nomes mais fortes da área esportiva da emissora, o jornalista Vieira Filho, pediu demissão. Segundo informações de bastidores o problema que vem ocorrendo dentro da emissora não é com o novo diretor de jornalismo, mas com o diretor geral, Paulo, que chegou cortando tudo e a todos, literalmente. Tem casos onde o funcionário levou notas para receber uma diária, que passou do que a diretoria determinou, R$ 20,00 em apenas R$ 1,50. Foi advertido. E olha que na convenção, a diária é de R$ 50,00. Não é assédio moral?

 

Coisa “tá feia” na TV

E na sexta-feira, na agenda cultural, a apresentadora errou feio ao anunciar um bloco de carnaval no conjunto Bugio. Disse que o Bugio fica em Socorro. O blog recebeu diversos e-mails com ironias, mas não publicará nenhum deles. O problema não é o erro, mas passar por várias pessoas e ninguém perceber.

 

Deso

Na rua Laranjeiras, próximo ao número 1591, há cinco dias os moradores ligam para a Deso informando que existe um vazamento cuja água está infiltrando pela calçada. O problema fica quase em frente a Capela Evangélica do 1º Batalhão da PM.

 

Derrota em Aracaju

Ao conceder entrevista ao programa Liberdade Sem Censura, apresentado pelo radialista George Magalhães, na última sexta-feira, 25, o vereador Robson Viana, não só reafirmou a saída do PT, mas disse que “há inércia e desânimo no grupo petista e que este está leniente para ação pelas eleições de 2012”. Para Robson, somente Jackson Barreto, que conhece profundamente Aracaju pode reverter a derrota eminente do PT em 2012.

 

Jackson afirma que não apóia posicionamento de Robson 

O vice-governador Jackson Barreto (PMDB) ficou visivelmente irritado e afirmou não concordar com a entrevista concedida ontem pelo vereador Robson Viana (PT), que se mostrou insatisfeito com o PT e chegou a dizer que há uma inércia no governo – o que estaria deixando o vice-governador impaciente. “Jackson é meu mentor político, mas eu o conheço bem e sei que ele está angustiado”, disse o vereador.

 

Responsabilidade

Em tom incisivo Jackson garantiu que não tem nenhuma responsabilidade sobre as declarações de Robson Viana e afirmou que foi surpreendido com a entrevista e o anúncio de que o vereador poderia sair do PT. “Não apóio essa posição dele. Robson nunca debateu esse tema comigo, nunca apoiei, nunca chancelei, e não concordo com este posicionamento”, falou Jackson.

 

Desautorizou

Ele ainda desautorizou Robson a falar em seu nome e se mostrou muito insatisfeito com a idéia de que ele teria discutido e concordado com o pronunciamento do vereador petista. “Quero dizer a meu amigo Robson que quando der entrevista, quando citar o meu nome, converse antes comigo. Nós temos responsabilidade política, ele não pode dar uma entrevista e citar o meu nome assim”, falou Jackson.

 

Decepção

Na noite de ontem o vice-governador comentou a atitude de Robson Viana em seu Twitter, e afirmou que estava decepcionado com a entrevista do seu amigo. “É preciso ter espírito democrático e saber absorver as derrotas, da mesma forma como se recebe as vitórias. Robson é jovem e tem muito chão pela frente, essa história de trocar de partido é uma prática oportunista e não tem nada a ver com a sua juventude”, disse Jackson, complementando que não gostou de ver o seu nome envolvido na entrevista. “Não conversei, não combinei e não concordo. Tenha juízo e seja fiel aos seus eleitores Robson, fique onde está”, escreveu JB na internet.

 

Itabaiana: Prefeito paga salários de fevereiro

Ao conceder entrevista a uma emissora de rádio em Itabaiana, o prefeito Luciano Bispo anunciou que no sábado, 26, o salário de fevereiro dos servidores estaria nas contas. Ele disse que resolveu o problema do bloqueio do FPM e por isso estava pagando também alguns salários de servidores, principalmente do primeiro escalão, como é o caso dos secretários, do próprio prefeito e da vice-prefeita, que ainda não haviam recebido o salário do mês de janeiro.

 

Franco no TCE

E o deputado estadual José Franco, do PDT, emplacou a filha, Maria Franco, na comunicação do Tribunal de Contas. Ela será a adjunta de Carlos França no departamento de comunicação.

 

Seminrário: “Epidemias: manchas e marcas na sociedade”

A Pro-Reitoria Extensão da UFS, através do Museu do Homem Sergipano e a Secretaria de Estado da Cultura, por meio da Biblioteca Pública Epifânio Dórea, homenageiam a cidade de Aracaju na celebração do seu aniversário.Neste ano, em função da ameaça de uma epidemia que paira sobre a cidade, optou por evidenciar as manchas e marcas deixadas na sociedade em decorrência das epidemias que a atingiram.Ao reunir historiadores e profissionais da área da saúde para abordar o tema, esperamos contribuir com informações que orientem, no presente, o cuidado com as epidemias. Maiores informações sobre a programação no site da UFS.

 

Prorrogado prazo para MEI declarar Imposto de Renda II

O Comitê Gestor do Simples Nacional prorrogou até o dia 31 de maio o prazo de entrega da declaração anual do Micro Empreendedor Individual.  Dos 809.844 empreendedores obrigados a prestar contas à Receita Federal, 359.391 ainda não enviaram o documento. Até quinta-feira, dia 24, o governo havia recebido 450.453 declarações, o equivalente a 55,6% do total.

 

Prorrogado prazo para MEI declarar Imposto de Renda II

Para aqueles que ainda não realizaram o procedimento, o Sebrae, está oferecendo auxílio de forma gratuita. Uma equipe  trabalha em regime de plantão na sede da entidade, localizada na avenida Tancredo Neves n° 5.500, das 8h às 12h e das 14h às 18h, para atender aos interessados. A declaração também pode ser feita nos escritórios do órgão em Estância, Itabaiana e Lagarto.

 

Febeapá

Simplesmente hilariante, para não dizer outra coisa, uma declaração dada pelo deputado Federal Márcio Macedo. O eminente parlamentar afirmou que o River Plate derrotou o Botafogo do Rio de Janeiro, pela Copa do Brasil, porque a prefeita de Carmópolis, Esmeralda França, é do Partido dos Trabalhadores. Ai que saudade do Stanislaw Ponte Preta e o seu impagável FEBEAPÁ – Festival de Besteiras que Assola o País.

 

Maus-tratos

Pesquisa recentemente realizada aponta que uma em cada grupo de quatro mulheres relata maus-tratos durante os serviços de parto. A ocorrência é mais freqüente em hospitais públicos, mas também se verifica em instituições particulares. As agressões variam de exames dolorosos a xingamentos e gritos. Segundo Helvécio Magalhães Júnior, secretário de Atenção à Saúde do Ministério, a situação é intolerável. E acrescentou que a humanização do parto está no centro da política de saúde do governo.

 

Racha no futebol

Crise no Clube dos 13 ameaça a transmissão de jogos do Brasileiro pela TV. Debandada iniciada pelo Corinthians deixa incerto o futuro do campeonato a partir de 2012. Para João Havelange, “o clube dos 13 não é nada e tem que acabar”.  Para Fábio Koff, presidente da entidade, “o movimento não dura uma semana.” E o ministro dos Esportes, Orlando Silva, pede uma urgente solução para o problema. Corinthians, Palmeiras, Flamengo, Vasco da Gama, Botafogo, Fluminense e Coritiba anunciam sua disposição de deixar o Clube dos 13. O Atlético Mineiro também se manifestou. Uma das hipóteses é a criação de uma Liga Independente. Tudo gira em torno da comercialização das cotas de TV. A maioria prefere continuar com a Globo, mesmo com uma proposta menor, financeiramente.

 

Frase

“Para mim, a vida acabou naquele momento. Eu me senti um nada.” – Laudenice Cantalista de Paiva, desempregada, dizendo como se sentiu ao ouvir do prefeito de Manaus que era para ela morrer.

 

Êxodo Bíblico

Os europeus temem um “êxodo bíblico” de refugiados da África. A Líbia abriga cerca de 1 milhão e meio de migrantes clandestinos. A ditadura tentava frear a imigração ilegal para a Europa.

 

Futebol sergipano

Jogos da quinta rodada: Em N. Senhora do Socorro, no Estádio Wellington Elias, Socorrense X América, o jogo da TV – 15 horas, hoje, sábado (26.02). As demais partidas serão disputadas amanhã, domingo. Estanciano X Itabaiana – Olímpico X Confiança – Sergipe X Guarani e River Plate X São Domingos. No Sergipe, estreia do novo treinador, Narciso. O River Plate vai poupar alguns jogadores titulares, pensando no jogo de volta, contra o Botafogo, pela Copa do Brasil.

 

Ditadores manipularam o Islã

Embora laicos, os ditadores manipularam o Islã. Mesmo não sendo religiosos, Kadaffi, Ali e Mubarak usaram a religião para angariar apoios. Seis países do mundo árabe já enfrentaram conflitos em 2011: Argélia, Bahrein, Egito, Iêmen, Líbia e Tunísia. Não obstante pregue o que ele chama de “socialismo islâmico”, o ditador líbio caça os religiosos. A fé islâmica também era explorada por Saddam Hussein, no Iraque.

 

Plano Diretor de Aracaju: Fórum realiza reunião I

O Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano Sustentável de Aracaju – PDDUS foi tema de mais uma reunião do Fórum em Defesa da Grande Aracaju.A reunião ocorreu na sede da CUT/Se e contou com a presença de entidades, militantes e de assessores do Vereador Matos e da Deputada Estadual Ana Lúcia, os quais apóiam e compõem o Fórum.Um momento importante da reunião foi a adesão de vários sindicatos filiados à CUT, os quais passarão a integrar o Fórum em Defesa da Grande Aracaju.

 

Plano Diretor de Aracaju: Fórum realiza reunião II

Além da revisão do Plano Diretor de Aracaju, o Fórum em Defesa da Grande Aracaju deverá também acompanhar, fiscalizar e apresentar propostas para a revisão do Plano Diretor da Barra dos Coqueiros, que também deverá ter início durante o ano de 2011.O Fórum em Defesa da Grande Aracaju aguarda o agendamento de audiência com a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Aracaju nos próximos dias para tratar da tramitação, da dinâmica, das audiências públicas e dos trabalhos do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano Sustentável – PDDUS, ouvindo da Câmara como deverão ser os trabalhos e contribuindo naquilo que entender que a Câmara necessite.

 

Tripé sustentáculo de um governo

Dentre os grupos que compõem o tripé de apoio, cada um tem sua opinião que, aliás, merece credibilidade. Agora, o que será difícil com o afunilamento é que cada grupo deve manter o equilíbrio em suas posições, pois será um desconfiando dos outros e vice versa, pois cada um quererá um abocanhamento maior, digo, o poder, pois quem o tem não quer perdê-lo.Ah, lembrei de Alexandre Dumas, “Os Três Mosquiteiros”, podendo ter “quatro” : Athos, Porthos, e Aramis, quem será o D”artagnan? Quem será “O Homem da Máscara de Ferro”?   Nesta briga, no final da história, veremos quem terá um “quinhão” maior.Acesse o site: www.entreamigosnatv.com.br

 

Grandes nomes

 Grandes nomes como Banese, SEBRAE, Casa São Francisco, Ecolab e SENAC já fecharam parceria com a Abrasel Sergipe para apoiar a realização do Encontro Abrasel Aracaju. O evento reunirá colaboradores e empresários do setor no Nordeste em Aracaju de 29 a 31 de março, sendo grande vitrine de divulgação e difusão das marcas participantes. Não perca tempo, garanta já sua participação no evento que é realizado pela Abrasel Sergipe e tem a assinatura da Êxito Eventos na organização. Informações 79 2107-8585.

 

Complexo Empresarial em Tobias Barreto

O sonho de empresários do setor de confecção de Tobias Barreto (a 127km de Aracaju) está cada vez mais perto de se tornar realidade. Aconteceu nesta quarta-feira, 23, o sorteio inicial de galpões que irão ocupar o primeiro Complexo Empresarial Integrado(CEI), um projeto do governo para a descentralização da economia sergipana, visando levar desenvolvimento e renda ao interior do Estado. Na reunião, que aconteceu na sede do Sebrae do município, 11 empresários, com projetos aprovados pela Codise, foram contemplados.

 

Tradição comercial

“Nossa incumbência é levar o desenvolvimento onde o povo está. E Tobias Barreto, com sua tradição comercial reconhecida, é um ótimo exemplo de que o Governo do Estado, através da SEDETEC, via Codise reconhece as potencialidades do nosso povo e investe nela”, avaliou o secretário Zeca da Silva, do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e da Tecnologia (SEDETEC).

 

DO LEITOR

 

Ao amigo Gilvan Melo

Comentário de Elcinho Santana:”Amigo Gilvan Melo. Interessante as coisas que acontecem nas nossas vidas e não sabemos explicar. Por não sermos evoluídos espiritualmente ou simplesmente por não sabermos mesmo. Estava em casa, conversando com meu irmão Edson Júnior, e como em todas as conversas de militantes políticos, falávamos de política nacional, estadual e municipal. Em um determinado momento do nosso bate papo, movido por um sentimento saudosista, passamos a  relembrar o inicio da nossa filiação partidária, do movimento sindical e de vários e valorosos companheiros que tivemos o prazer de conviver e de militar juntos. Na minha memória veio forte a imagem de Gilvan Melo. Recordei quando eu militei no SINDIMINA (Sindicato dos Mineiros). Gilvan Melo, era funcionário e líder sindical da Petrobrás, junto com Alan, Edson e outros companheiros. Me lembro também, que  vários sindicatos dividiam a mesma sede (casa rosada). As discussões travadas no meio sindical era acalorada, muitas das vezes radical, em alguns pontos utópicas e algumas até irracional. Mas estávamos todos juntos, éramos combativos, unidos e a luta de uma categoria era a luta de todos os sindicatos. Nas greves gerais, nas greves de categorias, todos nos uniamos num único objetivo: melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores e construir um governo democrático e popular. Muitos anos se passaram e muitos dos objetivos foram alcançados. Em 1986, eu estava iniciando no movimento sindical e tive a oportunidade de debater em vários momentos com Gilvan Melo. Companheiro de discurso forte, hábil negociador, líder nato e um general na estratégia de greve. Ao mesmo tempo, um companheiro, generoso, solidário e leal. Tive o prazer, enquanto líder sindical, de me somar a Edson Júnior e a um exército de companheiros voluntários na campanha de Gilvan. Com todos os atributos acima citados não foi difícil o companheiro se eleger. Foi um grande parlamentar do PT, mas infelizmente por questões que não sabemos explicar nem entender se afastou do PT. Depois de muitos anos de distância, jamais, de amizade, tive o prazer de falar com Gilvan por telefone. Iremos nos encontrar depois de carnaval e com certeza iremos colocar o papo em dias. Fica a minha eterna amizade a todos os companheiros que convivi no movimento sindical e que convivo em todos os momentos da minha vida”.

 

ARTIGO

 

Déda na assembleia e o comensalismo político – Ricardo Nascimento

Após a eleição da mesa diretora e a escolha dos líderes do governo e da oposição, dia 15 de fevereiro deste ano, tivemos de fato, o início dos trabalhos na 17ª legislatura da assembleia.

Muito se falou sobre os nomes cotados para presidência e comentou-se, principalmente, sobre a disputa pela vaga da primeira secretaria. Porém, quanto aos pretendentes a defender o governo diante da oposição pouco se comentou, ou melhor, apenas, se comentou a falta de pretendentes ao cargo. Não se soube de um mísero deputado que tenha manifestado interesse em liderar o bloco do governo. Só depois de muito vai e vem é que o governador conseguiu convencer, sabe-se lá como, Francisco Gualberto a enfrentar a hercúlea e solitária tarefa de defender o governo petista na assembleia.

A falta de pretendentes traz a baila dois problemas: um sobre o perfil da maioria dos parlamentares que ocupam a assembleia, e outro da alçada política do governador Marcelo Déda.

No tocante ao perfil parlamentar o problema consiste no comodismo e na falta de ideologia política que assola os parlamentares, como ocorre em todo o Brasil, sem muitas novidades. O outro problema que vem à tona, esse é de responsabilidade do governo, é a falta de interesse dos aliados históricos do governador em defendê-lo na assembleia.

Desta forma, o governador Marcelo Déda deve tomar cuidado com o que anda acontecendo no poder legislativo: a sua maioria está composta por verdadeiros comensais da política (neoaliados, ex-alvistas e tudo mais), outra parte está composta por aliados históricos que não demonstram interesse em vestir a camisa da situação (o maior problema). Sem contar que existe outro grupo na assembleia que possui uma estreita ligação com categorias representativas, e que mesmo possuindo convicções e posicionamento não podem defender o governo em decorrência de estarem mais comprometidos com a classe a qual representam do que com o governador, e estes estão corretos em seus posicionamentos. Na teoria o governo possui a maioria. Mas que maioria é essa? Composta quase que completamente por neo-aliados e por pessoas que não possuem afinidade política com o governador? A prova disso é a falta de interesse pelo cargo de líder do governo.

 É com essa configuração política que o senhor Marcelo Déda irá governar durante os próximos quatro anos. É bom o governador acordar para o que esta acontecendo. Sendo de grande importância que o governador procure saber os motivos pelos quais os petistas na assembleia e os aliados históricos eximiram-se da tarefa de defendê-lo, a omissão dos velhos companheiros é preocupante. Os neoaliados não o defendem, os velhos aliados estão insatisfeitos, e outros tantos políticos são apáticos à discussão política.

Tudo isso, neste biênio, teremos, apenas, como pano de fundo do governo Marcelo Déda II, pois o destaque ficará por conta dos ataques contundentes e sistemáticos de Venâncio Fonseca mais os devaneios de Augusto Bezerra, que juntos conseguem, mesmo sendo minoria, roubar a cena.

 

Os comensais da política

E o que deve preocupar o eleitor deste perfil da assembleia é a proliferação do político oportunista e acomodado, aquele tipo de político que não tem partido; sem ideologia. O que motiva o desinteresse pela liderança do governo, em parte, é a predominância desse tipo de político na assembleia. O organismo comensal nem prejudica nem contribui no ambiente onde ele vive, tal qual o político oportunista perante o debate político.

A esse tipo de político não interessa ser líder do governo, pelo fato de que este papel coloca o parlamentar em evidência. É um cargo de constate atrito com a oposição, ou seja, ao líder do governo se impõe a condição de tomar partido, de ficar de um lado. E o que menos querem os políticos, hoje em dia, é optar por um lado. Já é senso comum, há muito tempo, entre os políticos: que bom mesmo é não ter lado. Certo mesmo é ficar no meio termo, caladinho durante as seções, usando o Smartphone para passar o tempo; porque daqui a quatro anos ninguém sabe quem será o titular do palácio dos despachos. Na dúvida, é melhor ficar quietinho e não ter lado. Nada de muitas novidades, porém, o que deve preocupar o eleitor é a predominância dessa especie de parlamentar.

 Congratulações encontram-se no rol de ações prediletas dos comensais da política, gastam seu tempo parabenizando alguma figura ilustre ou mesmo uma liderança de bairro que deu uma forcinha na sua eleição. Quando tentam aprovar um projeto na assembleia suas preocupações se limitam ao reconhecimento da utilidade pública de uma entidade, como por exemplo, a associação dos peladeiros barrigudos de são Cristovão (aprovada no ano de 2010), entidade a qual vem prestando relevante serviço à comunidade de são Cristovão, assim quero acreditar.  Então, pra que ficar esquentando a cabeça com as ações do governo, planejamento estratégico entre outras coisas… isso é bobagem, diante de coisas tão mais importantes. Ricardo Nascimento – www.twitter.com/ricnascimento84

 

 

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun

 

Frase do Dia

“O prêmio por uma coisa bem feita é tê-la feito”. Ralph Emerson.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários