Da ponte às rodovias estaduais

0

 

 

No último dia 14 de setembro este colunista escreveu o artigo “Ponte X Justiça Eleitoral” que questionava entre outras coisas, a inauguração apressada da ponte por conta da eleição e o depoimento em “off” de um engenheiro mostrando que a obra não estava completa, e que ainda faltava muita coisa, desde a infra-estrutura ao redor da ponte, para o acesso dos veículos até a falta de conclusão de um lado da cabeceira com a falta do asfalto completo.

Naquele momento muitos leitores enviaram e-mails parabenizando pelo artigo e outros criticaram este jornalista citando que o mesmo estava com dor de cotovelo pela inauguração da obra. A ponte Aracaju/Barra é importante para Sergipe, foi uma prioridade do governo atual. O questionamento feito, foi por conta da pressa de entregar uma obra inacabada colocando em risco quem transitasse no local principalmente a pé.

Ontem, através de matéria publicada no Jornal da Cidade o DER reconheceu que vai durar mais de um mês os serviços para conclusão da obra. Ou seja, se contarmos que a obra foi inaugurada dia 24 de setembro, se percebe que a obra foi inaugurada cerca de 40 dias antes da sua conclusão por puro interesse eleitoral. Não seria o caso de punir o responsável? Além da colocação da camada final de asfalto, estão sendo feitas a concretagem de guarda-corpo e guarda-roda. Quem entende de engenharia sabe como é importante este serviço que ainda não tinha sido executado. Não teria sido melhor para o governador ter esperado e inaugurado a obra no final da sua gestão? Afinal ele merece e deve fazer uma inauguração de verdade, com o busto do pai dele, o construtor João Alves que leva o nome da ponte.

Por outro lado, diante da promessa do governador eleito de que vai recuperar a malha viária, seria ótimo que antes de tomar tal decisão, a administração de Deda que somente se inicia em 1º de janeiro de 2007, discutisse com profundidade sobre a composição do material a ser utilizado. É vergonhoso ver a situação de alguns trechos das rodovias estaduais que logo após a recuperação, o asfalto aplicado se dissolve como sorvete e cria lombos no centro das pistas que acabam provocando acidentes em veículos pequenos, porque a suspensão dos mesmos é insuficiente para suprir a altura dos lombos provocados pelos veículos pesados, levando o motorista a ter que desviar o veículo para a pista oposta. 

 Sem contar que os recapeamentos realizados não contemplam as áreas de acostamento provocando a criação de praticamente um degrau, deixando em dificuldade o condutor de veículo leve que necessite sair da pista principal por qualquer falha mecânica que ocorra no seu veículo. Se é pra recuperar que seja recuperada com um nível maior de responsabilidade. É só seguir o modelo de recapeamento que foi feito em Aracaju. Seria um bom caminho para começar a mudança tão propalada na campanha eleitoral.

 

Manipulação dos resultados de algumas emissoras

“Deve-se analisar caso a caso, mas o que me pareceu mais grave e está sob apuração diz respeito ao fato de que alguns resultados parciais de urnas isoladas foram divulgados antes do encerramento da votação, o que não é permitido pela legislação”. Do procurador regional eleitoral Eduardo Pelella, ao ser questionado ontem no chat da Infonet sobre as tentativas de algumas emissoras de rádio em alterar o resultado da votação, divulgando resultados de urnas que não batiam com a realidade. Isso é passível de punição?

 

Ainda sobre a manipulação da imprensa

De um leitor indignado: “O atual momento de transição é bastante propício para uma reflexão  dos bons e competentes profissionais de imprensa no Estado, pois, aqueles que se  prostituiram entregando a sua boca (cloaca) ao patronato, por certo não mais contarão com os espaços disponíveis em emissoras de rádios e redação de jornais financiados com  polpudas verbas governamentais e, ao se defrontarem com a realidade da baixa  remuneração profissional ou mesmo com o desemprego, verão que mais teriam contribuído  para a sua categoria ou mesmo para o seu crescimento pessoal  aproveitando-se da  proximidade do poder e tivessem proporcionado cursos de especialização, treinamentos para melhoria do exercício profissional, ou qualquer outra forma de elevar e unir os  componentes da classe”.

 

MP representa prefeitos e vereadores

Alguns prefeitos e vereadores da oposição responsáveis pela administração de Câmaras Municipais estão recebendo representações do Ministério Público Estadual por conta de uma homenagem a Deda publicada num jornal diário local após o resultado do pleito eleitoral. É sabido que não se pode homenagear um candidato com propaganda de prefeitura ou da Câmara. Detalhe: um prefeito entrou em contato ontem com este colunista e jurou que não assinou nenhuma autorização. E agora?

 

Militantes de movimentos estão recolhidos

Um pefelista amigo deste colunista dizia ontem que o governo em fim de poder é algo deprimente. Só foi o governador não ser reeleito, que os movimentos que apoiaram a candidatura dele desapareceram e poucos vão para a campanha de Alkcmin. Na maioria compostos de gente da classe média e com cargos comissionados no governo, agora não querem se expor numa tentativa de garantirem suas “boquinhas” no futuro governo. Tem gente que até já trocou o adesivo do Movimento 25, pelo de Lula. É, o poder seduz de todas as formas…

 

Denúncia bastante perigosa

Um representante de um órgão federal em Sergipe recebeu uma denúncia que pode comprometer uma importante figura do Estado de Sergipe. O figurão determinou que alguns engenheiros deixassem de fiscalizar algumas obras públicas realizadas por empresas privadas. Todos ficaram assustados. Qual o motivo? Obras envolvendo dinheiro público sem fiscalização é o mesmo que macaco cuidando de banana. Detalhes nos próximos dias.

 

Concurso também será fiscalizado

Por conta da euforia de alguns comissionados que andam espalhando em algumas secretarias que vão passar no concurso que será realizado pela Secretaria da Administração Estadual, está sendo montada uma força tarefa para inspecionar todo o processo. Tem comissionado dizendo que vai passar para incorporar seus altos vencimentos ao salário de servidor de pequeno nível, como merendeira, motorista e oficial administrativo. Já tem gente da Justiça pensando em cancelar o concurso. Ninguém aceitará um concurso com irregularidades em Sergipe. A impunidade não reina mais e a Justiça em todas esferas não é cega.

 

Caça as bruxas na SSP

Alguns policiais e servidores da SSP estão revoltados por conta de uma caça as bruxas que foi iniciada após o resultado do pleito. Em alguns municípios, como Simão Dias e Tobias Barreto,  na Delegacia de Entorpecentes servidores estão revoltados. Mesmo aqueles que votaram em João Alves Filho estão sendo perseguidos. Imaginem os chamados melancias..

 

Leitor defende João Fontes I

Do leitor Haroldo Vasconcelos em defesa de João Fontes: “Acho engraçado esses “leitores” que aparecem para chamar o deputado João Fontes de laranja. Agora o acusam de ser laranja pelo apoio declarado a Alckmin. Se o deputado declarasse que não iria votar em ninguém, esse mesmo “leitor” apareceria dizendo que João Fontes não é político de grupo, que ataca todo mundo e caminha para o ostracismo político. Se anunciasse apoio a Lula iria ser chamado de incoerente. Para onde correr com essa patrulhamento exacerbado? Já pensou se eu chegasse aqui para afirmar que muitos comentários desta coluna são frutos de conversas em um apartamento “socialista” na avenida Beira Mar? Seria uma injustiça. Mas em Sergipe, nos últimos dias tem sido uma prática”.

 

Leitor defende João Fontes II

O leitor se referiu a ida deste jornalista na última sexta-feira ao apartamento do ex-vereador Elber Batalha, na Avenida Beira Mar, onde foram feitos os cálculos do coeficiente eleitoral (todos exatos) divulgados na coluna de sábado. A coluna citou a ajuda dada por Elber Batalha para fazer os cálculos. Lá um assessor de João Fontes, encontrou este jornalista que saiu pela porta da frente sem se esconder de ninguém. Ao contrário de alguns que entram pela garagem do fundo por conta dos acordos espúrios, feitos principalmente na calada da noite.

 

Alô, alô quem fala…

Cerca de R$ 8 mil. Este foi o valor de uma conta de apenas um telefone celular de um local bem conhecido… Depois não diga que a coluna não alertou…

 

Almeida Lima quer investigação sobre sistema aeroviário

O senador Almeida Lima (PMDB-SE) defendeu ontem a instalação de uma comissão do Senado para investigar as condições de funcionamento do sistema aeroviário brasileiro. “Não faço nenhum pronunciamento alarmista em relação ao acidente da Gol, mas, embora as investigações ainda não tenham sido concluídas, já se percebe que os órgãos do setor não estão devidamente preparados para fazer frente a uma catástrofe como esta”, afirmou.

 

João diz que existe excesso de dinheiro no mundo

 “Não sou moleque para dizer que vem uma refinaria para Sergipe e não vir. O fato é que existe um excesso de dinheiro no mundo e os investidores estão atrás de bons investimentos, bons negócios. Cabe ao governo procurar os investidores. E foi o que fizemos. É uma refinaria que não vai precisar da Petrobras. Um dos investidores é um grupo chinês. Já há compromisso para o fornecimento de óleo bruto. Falta, porém aprovar a refinaria pela ANP (Agência Nacional de Petróleo, mas ela não tem porque vetar. Até porque o local já tem licenciamento ambiental, que é o Pólo Cloro-químico”. Do governador João Alves ao conceder entrevista coletiva ontem.

 

Frase do Dia

“A trapaça, a má fé e a duplicidade são, infelizmente, o caráter predominante da maioria dos homens que governam as nações”. Frederico II, o Grande, rei da Prussia.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários