Déda e a comunidade evangélica

0

Morreu às 4h45 da última segunda-feira, 02, aos 53 anos, o governador , Marcelo Déda (PT). Vítima de um câncer

Déda recebendo oração dos fiéis no show de Voz da Verdade, na Orla.Foto ASN

gastrointestinal, ele foi internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, no dia 27 de maio, com dificuldades para se alimentar. Nos últimos dias, o estado de saúde do governador havia se agravado e, no sábado, 30, o hospital divulgou boletim médico, afirmando que o quadro de Déda era grave e que apresentava "piora progressiva".

Casado duas vezes, atualmente com a repórter-fotográfica Eliane Aquino, o governador deixa cinco filhos. No seu lugar assume o vice-governador, Jackson Barreto, do PMDB.

Neto de avós evangélicos, Déda tinha um relacionamento harmônico e respeitoso com a comunidade evangélica. Quando era prefeito da capital, sancionou a lei elaborada pela então vereadora Nilza Santana, que incorporou às comemorações oficiais do aniversário de Aracaju um evento gospel que reúne anualmente mais de 80 mil pessoas em praça pública. O sucesso foi tanto que logo após outros municípios copiaram a ideia.

Governador inaugura Praça da Bíblia em Boquim  Foto Márcio DantasASN

Em 2009, já governador, Déda inaugurou a Praça da Bíblia, em Boquim.  Em um discurso, ele enalteceu o livro. “Quero parabenizar o prefeito pela feliz idéia de homenagear o livro sagrado batizando esta praça como Praça da Bíblia. O povo de Boquim tem hoje um dos melhores espaços de lazer do estado. Que esta praça seja símbolo da paz e do amor inspirando o bem para todos os moradores”, concluiu o governador relembrando que na praça também é uma celebração ao valor da democracia e da liberdade religiosa. “A comunidade evangélica pode hoje vir cultuar em praça pública. Há um século, a falta de liberdade religiosa impedia cenas como essa”.

Já em 2010, Marcelo Déda participou da celebração em comemoração ao “Dia da Bíblia” realizada na praça Fausto Cardoso, no Centro da capital, reunindo membros e lideranças de igrejas evangélicas de várias denominações. O evento foi promovido pela Sociedade Bíblica do Brasil. A comemoração tinha mais um motivo, na ocasião, ele recebeu uma homenagem dos membros da União dos Ministros Evangélicos do Estado de Sergipe (Umese).  A Umese de Aracaju reconheceu publicamente, com o Diploma do Mérito,

Dia da Bíblia Foto Wellignton Barreto

excelentíssimo governador Marcelo Déda por ter sancionado a lei estadual que institui o segundo domingo de dezembro como o “Dia da Bíblia”, inserindo-o no calendário oficial e cívico do Estado.

A iniciativa partiu de um projeto de lei de autoria pelo então deputado estadual Pastor Mardoqueu Bodano. O projeto foi

sancionado e transformado em lei. Em breve discurso, como ocorreu em várias ocasiões, Déda reservou a falar da bíblia. “A bíblia é o livro principal que orienta bilhões de seres humanos no mundo inteiro, e celebrar a bíblia é exaltar os valores que ela contém o valor da paz, da justiça e do amor”.

Marcelo nunca se restringiu a participar apenas de eventos que contasse com a caneta dele. Déda fez questão de participar até de inaugurações de templo a exemplo, da igreja Assembléia de Deus no conjunto João Alves, em Nossa Senhora do Socorro.

Déda na inaguração do Templo Assembleia de Deus, em Socorro.  Foto Marcos RodriguesASN.

Recepcionado pelo pastor Lourival Carlos Menezes, presidente da Assembleia de Deus do Complexo Taiçoca, durante a ocasião o governador parabenizou a construção do templo e enfatizou a fé que unia os congregados. “Que templo belíssimo, mas mais belo que a sua arquitetura, é a fé que habita dentro dele. Mais belo do que o monumento é o louvor que se canta dentro dele. As paredes que sustentam essa obra é o louvor a Jesus Cristo”.

Apoio do evangélicos

A relação que Déda tinha com a comunidade era de cumplicidade e ele não se fazia de rogado para pedir apoio. Na última eleição, Déda reuniu lideranças evangélicas em um hotel, na Orla,  e lembrou que, por muitas noites, se pegou questionando se teria condições de cumprir e desafios e dificuldades da atual campanha mas que precisava do apoio e das orações dos evangélicos.

“Estou vivendo a graça de Deus. Se ele me quis vivo, com saúde, é porque ele guardou lições para mim, e essas lições não podem ser apenas repetir as que eu já fiz. Ele quer que eu faça mais, mas ele não quer quantidade, ele quer mais qualidade”, afirmou Déda, em 2010.

Cultos em Ação de Graça pelas vitórias
Quatro cultos em Ação de Graças que o governador Marcelo Déda comemorou junto à comunidade evangélica, desde que

Déda em culto de Ações de Graça na Renovada – Foto ASN

foi eleito pela primeira vez como prefeito de Aracaju, há 13 anos. Tudo começou com um culto na Igreja Baptista da Rua Lagarto, repetido na reeleição de 2004, na eleição de governador em 2006, já reeleito em 2010 ele escolheu o Espaço Família Renovada, da Igreja Presbiteriana Renovada de Aracaju, reunindo membros e lideranças de igrejas evangélicas de várias denominações.

"Hoje, aquele que venceu as eleições vem agradecer a Deus despido de qualquer orgulho. Venho diante das forças que me trouxeram outra vez ao Governo do Estado: a força de Deus e a força do povo. Tenho a alegria de nunca ter feito demagogia com a minha fé. Sempre busquei valorizar e prestigiar o trabalho que as igrejas realizam, reconhecendo como cidadãos plenos", discursou ele, em 2011.

Evangélicos dão o último adeus a Marcelo Déda
Várias lideranças evangélicas utilizaram suas mídias sócias para falar e expressar o que foi o governador Marcelo Déda.

Pastor Jorge Abreu, presidente da UMESE: 
Ele entrou para história de Sergipe como o melhor Governador que Sergipe já teve. O evangélico de Sergipe agradece a Deus por sua vida. Tivemos a oportunidade de fazer um reconhecimento público no dia da Bíblia, nos alegrarmos com ele no culto de Ação de Graças na Igreja Presbiteriana Renovada e oramos a por ele. Fica a saudade.

Pastor Heleno disse que Déda foi um grande amigo e o ajudou na hora que ele mais precisou e postou no facebook “Um grande homem, um grande amigo. "Melhor é ir a casa onde há luto do que ir a casa onde há banquete" Eclesiastes 7.2

Pastor Mardoqueu postou: Hoje um grande amigo, um grande pai e marido, um grande orador e um brilhante político que amava a sua terra nos deixou. Que Deus traga conforto e paz ao coração dos familiares, amigos e admiradores do nosso querido Marcelo Déda!

Cantora Esther de Jesus: Homem de garra, força e sabedoria, deixa um grande legado para nosso estado. Veio-me na mente um filme de quando fui convidada para cantar na posse de seus dois mandatos, cantei na sua última "Nunca pare de lutar" esse era ele um lutador que mesmo sem forças lutava pela vida o que enchia nosso coração de esperanças, mas aprouve a Deus colher para si. #SergipedeLuto #Governador #MarceloDéda.

Pastor Luiz  Antônio da Igreja do Evangelho Quadrangular postou em seu facebook

É desse olhar que eu quero me lembrar…

Pastor Sérgio da PIBA levou uma mensagem de conforto à família de Marcelo Déda na praça Fausto Cardoso, durante a solenidade fúnebre.

Pastor Marcos Andrade da Igreja Presbiteriana Renovada utilizou o Programa Renovando Pra Vida, no dia 03 de dezembro, na Liberdade FM para fazer uma Homenagem Póstuma ao Governador Marcelo Déda Confira https://soundcloud.com/vidarenovada/homenagem-p-stuma-da-fam-lia

Cantora Amanda Neuman escreveu e emocionou:
Na minha primeira vez como eleitora, com 16 anos de idade e quase nenhum entendimento político, amarrei uma fita vermelha no cabelo, saí de casa toda feliz e dei meu voto a ele. Eu sabia o que estava fazendo e nunca me arrependi.

Nunca fui do tipo fanática por política, mas sempre amei campanhas e não foi por acaso que cantei inúmeras vezes aquele sonoro 'olé, olé, olé, olá… Déda, Déda!'.

Quando ele ganhou, fiquei feliz também. Eu sabia que aquele poço de simpatia faria algo que eu, particularmente, acharia útil. E fez.

Ontem à noite, lá na igreja, fizemos um momento especial de intercessão pela vida do governador. Não foi a primeira vez.

Desde que sua saúde começou a apresentar problemas, fazíamos isso com frequência. Em casa, minha mãe, mulher que intercede todos os dias por aqueles que exercem autoridade na nossa sociedade, me ensinou a orar pelos governantes e eu aprendi isso.

Mas no culto de ontem, enquanto a igreja orava, eu não conseguia me concentrar, só pensava: 'será que a semente frutificou?'. Sinceramente, eu não sei.

A única coisa que sei, por conhecimento de fatos, é que ele vivia rodeado de pessoas conhecedoras da Palavra, servas de Deus e que, de pouquinho em pouquinho, com palavras e valiosas atitudes, plantaram a mais preciosa semente no coração de tão sábio e sorridente homem.

Hoje é dia de dizer adeus, eu sei. Mas, aqui no meu coração, eu tenho fé para ver o invisível e querer, assim, dizer 'até breve'.

Impossível saber o que se passou no íntimo desse homem nos últimos meses, tão sofridos meses, não sei o que ele ouviu ou de quem ouviu. Porém, de uma coisa eu tenho certeza: a semente estava lá e eu orei para que ela florescesse.

Agora não sei se o verei de novo,
mas pode ter certeza que eu espero por isso!

Pastor Jabes Nogueira Filho (PIBA):

Uma segunda-feira, Marcelo Déda

A minha manhã da última segunda-feira (02/12) parecia prometer uma agenda pessoal extremamente lotada. Alguns compromissos pessoais e outros profissionais inadiáveis.

Mas o dia amanheceu antes da agenda, com a notícia que Marcelo Deda – Governador de meu Estado de Sergipe – havia travado sua última batalha pela vida nesta madrugada e, infelizmente, havia saído vencido.

Durante todo o dia, li e ouvi declarações de mulheres e homens públicos, estadistas, companheiros de longe e de perto, tecendo merecidos elogios à figura política, sua trajetória, história, lutas e conquistas para o Brasil e em especial, Sergipe.

Não me esqueço que há também outro lado.  Mais pessoal e humano.  Ele tinha família: mulher e filhos (que os conheci em eventuais circunstâncias sociais).  Sei que do ponto de vista deles, a segunda-feira chegou mais sombria!

Então não acho que devo aqui me despedir do Marcelo Deda com linhas de apontes políticos – a história o colocará no devido lugar dos grandes de Sergipe.  Também não pretendo me colocar no rol da intimidade – embora o tenha ouvido me chamar de amigo.

Entendo que meu olhar é outro.
Esgueirando-me entre as tarefas diárias e o acompanhamento das notícias sobre as exéquias do Governador, o Salmo 90 ressoou como um canto-chão em minha mente: pois a vida passa depressa, e nós voamos! (verso 10).

E me lembro de Marcelo Deda no templo de nossa Igreja em Aracaju agradecendo pelas suas vitórias na vida e na política (a foto aí testemunha este momento).  Também me lembro conversando particularmente com ele sobre as prioridades da vida e do trato espiritual.  E ele me falando de sua fé e convicção cristã.

Não o acompanhei em seus últimos momentos e por isso não sei que confissões fez ou como foi seu derradeiro suspiro.  Deus o sabe!

Sei que o texto bíblico atesta que é o Senhor quem levanta os reis e os coloca em posição de autoridade (confira Rm 13:1).  E ainda nesta hora eu o louvo por ter colocado um homem como Deda no comando de minha cidade e do meu Estado.  Isto nos engrandeceu enquanto cidadãos.

Mas também oro pelos que agora choram sua perda: — Que o Santo Espírito Consolador os conforte!
E assim, a segunda-feira se foi em Sergipe, agora já sem o nosso Governador Marcelo Deda.  Fica a lembrança, fica a história, ficam as memórias…

"Eu não tenho o que reclamar de Deus pois ele me deu muito mais do que eu merecia"  Marcelo Déda 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários