Déda fará palestra na Espanha

0

O governador Marcelo Déda, ao lado dos secretários Nilson Lima (Finanças), João Gama (Turismo) e Jorge Santana (Desenvolvimento Econômico), participará na próxima semana da 11ª edição do Barcelona Meeting Point – BMP, o maior salão de turismo imobiliário internacional da Europa, na Espanha. O evento se divide em Conferência e Salão Imobiliário e em sua última edição contou com a participação de mais 7 mil empresas e um público de cerca de 200 mil visitantes.

Este ano, o BMP dará um destaque especial ao Brasil, através da área “Live & Invest in Brazil”, que será um espaço voltado para profissionais, especialmente formatado para que os empreendedores brasileiros possam demonstrar o potencial do país na realização de novos negócios. Sergipe terá um stand feira. O país vem sendo alvo de grande interesse do mercado espanhol e o “Live & Invest in Brazil” corrobora a expressiva atração de investimentos espanhóis. Os espanhóis escolheram o Brasil como um dos paises para investir, um exemplo disso foi o leilão para concessões de algumas rodovias federais onde os espanhóis ganharam quase todas elas.

A região Nordeste está inserida como principal alvo dos investidores espanhóis no Brasil no mercado imobiliário chamado de “segunda residência”. Um exemplo destes empreendimentos é o investimento que está sendo feito na construção de um complexo turístico na Barra dos Coqueiros, na ordem de R$ 270 milhões, do grupo europeu INVI que tem no país a subsidiária INVI Brasil. A empresa é comandada por Guy Perry, um dos mais renomados arquitetos do mundo que está entusiasmado com Sergipe. Nos últimos dias 25 e 26 de outubro, durante a feira Imobiliária de Lisboa, Sergipe montou um stand e o arquiteto Guy Perry fez duas apresentações sobre o potencial de investimentos na região Nordeste, particularmente em Sergipe. Já no stand em Barcelona serão expostos, além das potencialidades de Sergipe, todos os investimentos que estão sendo feitos no Estado atualmente.

Na programação oficial do simpósio internacional do “Dia do Brasil” tem palestras de algumas autoridades brasileiras, como a ministra do Turismo, Marta Suplicy, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles e alguns governadores, entre eles, o governador Marcelo Déda. Além do evento em Barcelona o governador participará de reuniões em Madrid.

 

CUT pede informações ao MP sobre as denúncias da Operação Navalha
É pedido ainda adoção de medidas idênticas às adotadas no Espírito Santo, que afastou o presidente do TCE por fraude em licitação e superfaturamento. O presidente da CUT/SE, Antônio Góis, encaminhou a chefe da Procuradoria Geral da República no Estado, Eunice Dantas Carvalho, e a chefe da Procuradoria Geral da Justiça, Maria Cristina Foz Mendonça, ofício requerendo dos Ministérios Públicos Federal e Estadual informações dos procedimentos sobre as denúncias da Operação Navalha. Góis pede ainda a adoção de medidas idênticas às adotadas no Espírito Santo, onde o presidente do Tribunal de Contas foi afastado de suas atividades. “É estranho que o conselheiro do Tribunal de Contas de Sergipe, Flávio Conceição, esteja sendo poupado. Há outras autoridades sob suspeição e nenhuma medida é adotada. Sergipe deveria dar bom exemplo e agir como se fez no Espírito Santo”, comentou o dirigente da CUT.

 

Deso: é preciso fazer encontro de contas
Ao invés de anistiar alguns devedores, principalmente prefeituras, porque a Deso não realiza um encontro de contas? É preciso também mostrar para sociedade quanto cada prefeitura deve, inclusive a de Aracaju. No momento de aumento de tarifa é preciso deixar claro para a sociedade o que está ocorrendo e o que está se fazendo para cobrar dos grandes devedores. Não dá para ficar apenas comparando que João Alves deu um reajuste de 20% no primeiro ano é preciso mostrar diferença.

 

Aperreio com fim das cotas
Com o fim das chamadas “cotas” alguns veículos de comunicação têm que mostrar competência para sobreviver sem as benesses governamentais de anos e anos. Um deles, sem muitos leitores está tentando permutar publicidade com grandes empresas sergipanas pedindo o adiantamento do pagamento das mesmas. Os empresários estão dizendo não, já que não têm garantia de sobrevivência do veículo.

 

Briga baixa e sem escrúpulos
A coluna vem recebendo e-mails sobre a briga entre o atual secretário de Turismo, João
Gama, e o ex-secretário da mesma área, Pedrinho Valadares. Como a briga extrapolou o campo administrativo com acusações pessoais de ambos os lados a coluna prefere – pelo menos por enquanto – não emitir opinião. Vai esperar que o debate fique apenas no campo administrativo. Aliás, não fica bem para dois homens públicos tanta baixaria nas emissoras de rádio.

 

Decisão acertada de Oswaldo Nascimento
Em matéria publicada no Jornal da Cidade, o secretário Oswaldo Nascimento, da
Infra-Estrutura, disse que o governo vai  contratar uma consultoria para saber qual a melhor ação que deve realizar para conter o avanço do mar que vem destruindo parte da orlinha da Coroa do Meio, da Atalaia Nova e na Orla da Atalaia. A consultoria será realizada pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro que tem um detalhamento da área no Nordeste. Quem acompanha aos telejornais em nível nacional já viu que o fenômeno das correntes marítimas vem causando estragos em quase todo o Nordeste. No Maranhão, por exemplo, parte dos chamados “lençóis maranhenses”, cartão postal do Estado, está sendo destruído e em São Luiz, um bairro foi totalmente devastado. A atitude é correta porque o dinheiro público não pode ser jogado fora e a solução de jogar pedras e mais pedras naquela área da Coroa do Meio já provou que não resolve. Uma sugestão: buscar experiências em ações que estão sendo realizadas em outros Estados.

 

Entendimento dos royalties em Pirambu
Tem liderança política tramando nos bastidores para que não dê certo o acordo feito entre as prefeituras de Pirambu e Pacatuba para recebimento dos royalties que estão bloqueados judicialmente. O acordo foi feito entre o interventor de Pirambu e o prefeito de Pacatuba e referendado por uma audiência pública com a presença inclusive dos vereadores de Pirambu: 60% para Pacatuba e 40% para Pirambu. O Poder Executivo enviou a lei para a Câmara, que seria votada na última terça-feira aí começaram os telefonemas. Dos nove vereadores tinham apenas cinco, um deles recebeu um telefonema e disse que estava com problemas de saúde e precisava sair. Os Ministérios Públicos Federal e Estadual já têm conhecimento de tudo, inclusive dos telefonemas, que na atual situação de Pirambu, devem estar sendo monitorados. Hoje à noite é dia de sessão na Câmara de Pirambu, às 20hs. A orientação do grupo político é fazer de tudo para que estes recursos não sejam liberados neste momento.

 

Criticas aos serviços prestados pela OI-Telemar I
De um leitor e cliente da OI-Telemar estressado: “Estou neste exato momento a 45 minutos de minha terceira ligação falando já com o sexto operador da OI-Telemar para fazer uma reclamação sobre abuso de valores em minha conta e ainda não consegui. Será que algum dia vai aparecer um homem de coragem neste país para acabar com essa falta de respeito e desconsideração para com os pobres dos contribuintes. E nem ainda mudar de operadora porque são todas iguais e na Anatel nem adianta reclamar porque é pior ainda”.

 

Criticas aos serviços prestados pela OI-Telemar II
As criticas a OI-Telemar aumentam a todo instante. Para se ter uma idéia o Governo do Estado tem um contrato com a operadora, realizado no governo passado, que se suspenso a multa é exorbitante. Refém tem que aceitar que os números dos celulares sejam mudados constantemente causando problemas a administração.


 
Acordo dá mais R$ 600 milhões para emendas parlamentares
Uma semana depois de ganhar R$ 600 milhões a mais para a suas emendas ao Orçamento, deputados federais e senadores fecharam ontem acordo para reservar outro acréscimo de R$ 600 milhões para esse fim. Com isso, cada um dos 594 congressistas poderá direcionar individualmente R$ 8 milhões em verbas federais para obras em seus redutos políticos em 2008, ano de eleições municipais, um total de R$ 4,75 bilhões. O acordo foi fechado entre governo e oposição e seria aprovado ontem mesmo na Comissão Mista de Orçamento do Congresso, mas o PSDB acabou inviabilizando a realização da sessão devido a divergência sobre outro tema orçamentário. O reajuste dos valores das emendas parlamentares deve ser tornado oficial na semana que vem. Com o aumento de R$ 7 milhões para R$ 8 milhões -até quinta-feira da semana passada esse valor era de R$ 6 milhões-, as chamadas emendas parlamentares individuais ao Orçamento da União têm um crescimento de 129% em apenas dois anos – elas representavam R$ 3,5 milhões no Orçamento da União de 2005. “Os R$ 7 milhões já estavam mais do que bom, mas houve grande pressão para se chegar aos R$ 8 milhões”, disse o deputado Ricardo Barros (PP-PR), um dos vice-líderes do governo na Câmara. (Ranier Bragon -FSP).
 

Leitor decepcionado com nota da coluna sobre TC
De um leitor: “Por mais que eu goste de sua coluna, digo: você não tem o direito de pregar susto nos seus leitores. Susto e frustração. Decepção, mesmo! Tudo isso pelo título dado à nota “TC cobra R$ 7 milhões de concessionária controlada pela Gautama”. Foi demais. Acredito que muitos leitores tiveram que ser socorridos ao ver o tal título. Corações devem ter disparados na certeza de que o Tribunal de Contas de Sergipe finalmente tomara uma decisão que demonstre zelo pela coisa pública no caso Navalha. Mas a decepção se instala já na leitura da primeira linha da nota. Que frustração! O TCE não é o do nosso Sergipe. É o de São Paulo. Confesso que recorri a um doce de leite para me acalmar. Tive vontade de ligar para você e xingá-lo até o fim de meu estoque de adjetivos desqualificativos. Mas compreendi que sua intenção era essa mesma. Você quis nos jogar na parede e ainda dizendo: deixem de ser idiotas; não tenham esperança que do TCE sergipano não se vai ter tal notícia. E é verdade. Você está certo. Triste de quem alimentar alguma expectativa quanto ao comportamento desse Tribunal na questão da Navalha. Só espero que nos processos movidos contra alguns jornalistas sergipanos, conselheiros do TC não sejam arrolados como testemunhas em favor dos autores das (mal) ditas ações”.


 

Secretário conversa com alunos e professores do Dom Luciano
Na manhã de ontem, 31, o secretário de Estado da Educação, professor José Fernandes de Lima, realizou, pela primeira vez na história da educação sergipana, um debate transparente, aberto e sincero, com os estudantes e professores do Colégio Estadual Dom Luciano Cabral Duarte. O principal ponto da discussão foi a situação da unidade de ensino, em função das reivindicações feitas pelos estudantes, durante reunião em seu gabinete na última terça-feira, 30. O secretário compareceu acompanhado de assessores e técnicos do setor de Engenharia da SEED, que listaram as principais necessidades do estabelecimento, enumerando as solicitações da comunidade escolar e as providências necessárias para a efetivação de uma escola eficaz, segura e de qualidade, tanto do ponto de vista dos alunos, quanto da equipe diretiva e professores.

 

Violência contra estudantes: culpa da imprensa I
Pelo andar da carruagem a imprensa é culpada dos grandes males que ocorrem neste país e em particular Sergipe. Ontem, 31, ao conceder entrevista ao portal Infonet, o comandante da PM, coronel Péricles, disse que “nós não podemos achincalhar as pessoas e as instituições da forma como fizeram. A forma como foi colocada pela imprensa foi injusta com a instituição. O que nós temos de entender é que o policial também é um ser humano”. Se referindo ao episódio envolvendo os estudantes na última terça-feira, 30. O coronel disse ainda que o tenente que comandou a operação “fez a aproximação e a requisição inicial de que se retirasse o carro de som, mas os estudantes não obedeceram. Este fato levou o tenente a encaminhar o estudante à delegacia”. Uma pergunta: Essa é a determinação do atual governo? Acabar com as manifestações e levar seus lideres para a delegacia?


 

Violência contra estudantes: culpa da imprensa II
Sobre o uso do spray de pimenta o comandante disse: “ esse tipo de arma não letal e não é de propriedade da Rádio Patrulha, que somente o COE da Polícia Militar possui. Possivelmente o tenente comprou e é de uso pessoal, mas devemos apurar isso também. O que deve ficar claro é que não foi uma ação da Tropa e sim individualizada”. Ou seja, agora a culpa é individual. E o comando, não tem?  E essa história de alguns tentaram passar que a ação foi de ordem política é balela? Está comprovado que existe um “bate cabeça” na corporação. Esse espaço vai continuar publicando as ações erradas dentro da PM.

 

Deixem a juventude gritar, protestar…
Que estupidez, impedir uma manifestação de adolescentes gritando e protestando. Não importa o que estão gritando e o que estão protestando. Mesmo que seja por uma causa que não concordemos com eles, mais absurdo ainda a proibição violenta quando se trata de uma causa justa. Depois ficam reclamando de filmes tipo Tropa de Elite. Os “capitães Nascimento” da província merecem todo repúdio da sociedade e do próprio governador Marcelo Déda, que, se fosse ainda estudante, estaria ali no meio. Dá a impressão que a intenção da tropa e do seu comandante eram  servir a oposição e provocar o governador.

 


TV Pública é tema do Especial Aperipê
A Aperipê TV continua o debate sobre a nova rede pública de comunicação que se forma no país e exibe, neste domingo, dia 4, o Especial Aperipê sobre TV pública, a partir das 20 horas. O debate, mediado pela chefe de redação de Jornalismo da Aperipê TV, Maíra Ezequiel, contou com a presença de representantes de emissoras de televisão e de um especialista da área de Comunicação Social, que participaram também do Seminário sobre Programação para TV Pública promovido pela Fundação Aperipê na semana passada.

 

XIX COMBRARP – Que as Relações Públicas em Sergipe sejam Valorizadas! I
Texto enviado pelo relações públicas, Narcizo Machado: “Como profissional de Relações
Públicas, sinto-me no dever de escrever esta reflexão, na intenção de saudar a todos os amigos profissionais dos mais diversos Estados, que aqui em nossa cidade participarão de três longos dias de reflexão sobre a atuação de nossa profissão nas suas mais diversas áreas. Minha esperança é que os profissionais sergipanos, não me refiro a todos, mas aos que trocaram de área, aos que desistiram da profissão pelas imensas dificuldades de nosso mercado, encontrem nas apresentações, nos debates e nas reflexões ânimo e disposição para ocuparmos espaços que são nossos. Profissão respeitada não é aquela que chora por espaço, mas a que ocupa seu espaço com galhardia e competência. Se há dificuldades em nosso mercado, estas são provenientes da falta de ousadia e persistência dos profissionais que não entenderam durante sua formação as múltiplas faces de atuação das relações públicas. Que a Associação Brasileira de Relações Públicas – Secção Sergipe possa se reorganizar, que os profissionais não fiquem esperando algo acontecer, mas se integrem, participem e contribuam. E que a diretoria encontre o equilíbrio entre o crescimento profissional de seus membros e a necessidade de uma doação maior as atividades da entidade”.

 

XIX COMBRARP – Que as Relações Públicas em Sergipe sejam Valorizadas! II
Continua Narcizo Machado: “Ser Relações Públicas é ser membro de uma das mais importantes e estratégicas funções de crescimento para qualquer organização no mercado. Ser Relações Públicas é buscar estratégias e ações na intenção de construir uma imagem positiva e solidificada, seja para uma organização, independente de seu setor, seja para personagens públicos. Pois o que motiva os públicos hoje, não é o uso das ferramentas e instrumentos de comunicação, que “dizem” existir uma comunicação integrada, e que demonstram “existir” uma atenção aos públicos. O pertencer, o sentir-se parte, o SER membro de uma valorosa marca é o que traz satisfação e retorno para todos os públicos. Sendo assim, SER RP, é entender que existe no mercado hoje, o crescimento de uma atuação profissional que exige de todos, mais preparo intelectual, cada vez mais investimentos em (re) qualificação. Viva as múltiplas faces das relações públicas! Relações Públicas brasileiros sejam bem vindos a terra dos papagaios!”.

 

Criticas ao governo da mudança I
De uma leitora: “Diante do acontecimento que reprimiu os estudantes no dia 30/10/07, com spray de pimenta e outras agressões que se estenderam à imprensa e até a sociedade, tenho plena certeza que toda a sociedade sergipana está decepcionada com o cidadão Marcelo Déda, que para chegar ao governo implantou um projeto chamado de Governo das Mudanças, mas que até agora não passou de um engodo, uma farsa, uma plataforma eleitoreira e que está levando o estado de Sergipe e a população a este mar de descaso que é a segurança, saúde, educação e a falta de um projeto social para o crescimento do nosso estado. Um dos grandes projetos do governo foi acabar com o primeiro emprego, onde havia vários menores que tiravam daquele salário a sobrevivência da sua família, hoje vários estão passando necessidade”;

 

Criticas ao governo da mudança II
Continua a leitora: “Outro grande projeto é o abandono do IPES, do Hospital João Alves,
onde logo que assumiu o governo esteve na área do pronto socorro para emocionar o povo, usando de uma frieza siberiana e isto está mais do que provado, pois a miséria no citado hospital aumentou.  Quanto à educação, esta já se pode igualar a merenda servida, por exemplo, o almoço no Atheneu o chamado centro de excelência. Quanto à segurança pública, a sociedade sergipana não tem uma nota para dar porque o Zero ainda é elogio diante de uma vergonha sem limites, pois enquanto a polícia do governador espancava estudantes, os marginais roubavam e matavam pessoas sérias, trabalhadoras, que pagam seus impostos e contribuem para o crescimento do estado que encontra-se igual a um barco à deriva em alto mar”.

 

Coluna só retorna segunda-feira, 05
Devido ao feriado do Dia de Finados, amanhã, 02, a coluna só será publicada na próxima segunda-feira, 05.
 

Frase do dia
“Polícia é pra prender ladrão!” (estudantes secundaristas do Colégio Luciano Duarte, quando foram agredidos pela polícia).


 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários