Déda, JB e a campanha para o senado

0

O governador Marcelo Déda, candidato à reeleição, aproveitou o dia de ontem, 30, onde participou das convenções de diversos partidos aliados, para pedir a somação de esforços em torno das candidaturas de Valadares e Eduardo Amorim para o Senado Federal. Ele deixou claro que o projeto de governo não passa apenas por sua reeleição, mas pela construção de uma bancada sólida, e da eleição dos dois candidatos da coligação ao Senado Federal.

 

Para não deixar duvidas às lideranças da coligação, Marcelo Déda alertou que ninguém pode se iludir com as divergências da elite sergipana (João e Albano), e conclamou as bases partidárias na somação de esforços para a eleição de Valadares e Eduardo Amorim.

 

No discurso que fez no sindicato dos bancários, na convenção do PCdoB, Marcelo Déda, aproveitou a presença de Valadares e Eduardo Amorim para conclamar aos dois que somem suas lideranças em torno das duas candidaturas. “A maior estratégia é a lealdade e a sinceridade”, disse. No mesmo discurso, Déda ressaltou a presença de Jackson Barreto como candidato a vice na chapa. “É um encontro histórico da geração que enfrentou a ditadura e a nossa geração que está concretizando os ideais de dezenas de companheiros que tombaram no caminho”.

 

Comenta-se, nos bastidores, que Marcelo Déda quer ver Jackson Barreto vestindo literalmente a camisa para eleger os dois senadores da coligação. Déda entende que Jackson Barreto pode unir a agenda de Valadares e Amorim, com as lideranças da coligação em todo o interior e fazer com que as candidaturas dos dois sejam vitoriosas como aconteceu em 1994, quando foram eleitos Valadares e Zé Eduardo para o Senado Federal.

 

O objetivo do governo é não deixar dúvidas em todo o Estado que a reeleição dele passa também pela eleição de Valadares e Amorim. E as lideranças da coligação que ainda estão em duvida sobre essa necessidade serão chamadas para optar a ficar no palanque do governo ou seguir para o palanque da oposição. Não vai aceitar o chamado “corpo mole”.

 

Déda entende que não há espaço para dubiedade no projeto de governo comandado por ele. Ainda no discurso, ao falar dos compromissos e da campanha, Déda lembrou que a aliança comandada por ele “baniu da vida política de Sergipe a palavra traição”. O recado foi dado. E quem fez que não ouviu vai sentir nos tímpanos algo mais forte do que o barulho feito pelas famosas vuvuzelas da Copa do Mundo de Futebol. É só aguardar.

 

O Oráculo de Delfos I

Repercutiu muito o artigo de ontem, 30, com o título “TCE, equívocos do passado e o Oráculo de Delfos”. Foram dezenas de e-mails e telefonemas. E ontem saiu a decisão do juiz Marcos de Oliveira Pinto, impedindo a nomeação de um novo conselheiro para o TCE, dando uma tutela antecipada a uma ação movida por diversas entidades sindicais, ratifica tudo o que foi escrito por este jornalista. Este jornalista não é adivinho, mas apenas publicou há cerca de 10 dias o que um renomado jurista brasileiro avaliou sobre o caso do TCE.

 

O Oráculo de Delfos II

A decisão judicial, assinada pelo juiz Marcos de Oliveira Pinto, destaca a “impossibilidade jurídica do Tribunal de Contas possuir oito conselheiros e determina a imediata interrupção do processo de escolha do novo conselheiro. E que, caso a Assembléia Legislativa já tenha efetivado  o nome de Ulisses Andrade mediante Decreto Legislativo, que seja determinado ao Poder Executivo, que não  efetue a nomeação. E também, que, caso a referida nomeação já tenha ocorrido, que seja obstada a posse por parte do Tribunal de Contas de Sergipe”.

 

Não é conta de mentiroso: 7 candidatos ao governo

E se o PV não resolveu mudar na calada da madrugada, este ano disputarão o governo do Estado sete candidatos. Duas mulheres: professora Avilete, do PSOL e Vera Lúcia, do PSTU. O atual governador Marcelo Déda (PT), o ex-governador João Alves (DEM), o professor Leonardo (PCB), o pastor Arivaldo José (PSDC) e o médico Ricardo Melo (PV).

 

No seu devido lugar

E quem diria. Albano pode acabar com o PV. Ao lado de Antônio Leite como candidatos ao Senado. Há quem diga que ele ficará no seu devido lugar. Até tarde da noite de ontem, 30,  a direção do PV em Sergipe não tinha “batido o martelo”, apesar do aval da presidência nacional. Albano corre o sério risco de ficar em quarto lugar como candidato ao senado, através de Valadares, Amorim e Machado. Quem fim trágico para um homem que foi duas vezes governador, senador e presidente da CNI.

 

Candidatura de João Alves I

Na convenção do DEM foi oficializada a candidatura de José Carlos Machado ao senado. Maria leu um discurso, chorando ao final, em que dizia estar ao lado de João Alves, e conseguiu emocionar grande parte das pessoas presentes.  “Nós não nos contentaríamos com a opção cômoda em que João aceitaria uma candidatura ao Senado, embora pudesse fazer muito pelo Brasil, mas não poderia salvar o nosso povo do desgoverno que Sergipe se encontra”, disse a ex-primeira dama.

 

Candidatura de João Alves II

“Pensaram que o “Negão” ia se acomodar e ser senador da República, mas me perguntaram se eu estava correndo da “pêia””, complementa João Alves, ao oficializar a chapa em que sai como candidato ao Governo, tendo o ex-petista Nilson Lima (que encerrou o discurso chamando as pessoas presentes de companheiros e consertando imediatamente para amigos), como candidato a vice. José Carlos Machado e Emanoel Cacho como candidatos ao Senado. (Infonet).

 

Candidatos do PCdoB

Na convenção do PCdoB, o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira fez um discurso forte em torno das candidaturas de Déda, Valadares e Amorim. Anunciou que o PCdoB tem como candidato a deputado federal, o líder do movimento dos trabalhadores rurais e dirigente da Fetase, Adeval. Edvaldo disse que o partido ajudará a fazer de Déda o governador mais votado da história de Sergipe. Para a AL, Edvaldo disse que a meta do partido é eleger Tânia como a mais votada da coligação.

 

 

Cartões do SUS

Ao fazer um balanço de sua administração, Edvaldo Nogueira, apresentou números que mostram a necessidade da interiorização da saúde. Aracaju tem 560 mil habitantes, mas tem 2 milhões de cartões do SUS. E tem algumas centenas dos estados vizinhos.

 

Suplente de Maria apóia Déda

E nas convenções partidárias chamou a atenção do líder evangélico, pastor Virginio de Carvalho, primeiro suplente da senadora Maria do Carmo. Ele é pastor da maior igreja evangélica de Sergipe: a Assembléia de Deus que tem 80 mil membros.

 

Banese não será privatizado

E o governador Marcelo Déda, no discurso no auditório do Sindicato dos Bancários (convenção do PCdoB), quando viu o presidente da entidade, Souza, lá no fundo, escutando tudo e distribuindo o jornal da entidade (Souza também é filiado ao PCdoB), aproveitou para dizer que seu governo tem divergências na política de mercado do Banese com os sindicalistas mas que “no seu governo o banco não será privatizado, só se me matarem”. Olhando para este jornalista Souza disse: “agora ele garantiu o voto”. 

 

Inaugurações

Acaba amanhã, 02, o prazo para inaugurações dos governadores que serão candidatos este ano. Hoje, 01, o governador Marcelo Déda participa de inaugurações de praças em Aracaju pela manhã  (Almirante Barroso, ao lado do Palácio Olimpio Campos, às 8h e logo após a praça Zilda Arns no Jardins) e no Centro de Convenções entrega ambulâncias as prefeituras e a rede Hospitalar Estadual.

 

Interior

Ainda hoje o governador vai a Frei Paulo a tarde, onde assina a Ordem de Serviço para implantação e pavimentação da Rodovia SE-412 que liga o Povoado Alagadiço a BR-235. Ainda a tarde  inaugura a pavimentação e drenagem do Conjunto Resid. Carlos Alexandre Costa Dantas. Ainda em Frei Paulo inaugura a reforma e ampliação de uma escola e uma clínica de saúde da Família. Depois chegue para Moita Bonita onde inaugura a implantação e pavimentação da rodovia SE-240, que liga o município a Santa Rosa de Lima.

 

Agenda extensa na quarta-feira

Ontem, 30, o governador Marcelo Déda enfrentou uma extensa agenda e comprovou que sua saúde está plenamente recuperada. Começou logo cedo, na inauguração da praça ao lado do TCE, depois foi a sete convenções partidárias. Retomou a agenda governamental a tarde. Onde passou por Simão Dias inaugurando um ginásio e o estádio e a noite estava em Poço Verde. No twitter dele postou que chegou em casa às 1h27, numa jornada de 15 horas e 27 minutos, “super cansado e até agora sem almoçar”.  

 

Viúvas abandonadas I

Deu no blog de Adiberto de Souza: “Ao decidir concorrer ao cargo de vice-governador na chapa encabeçada por João Alves Filho (DEM), Nilson Lima (PPS) frustrou um bom número de eleitores que iriam votar nele para o governo. São as chamadas ‘viúvas políticas’. Contrariadas com Marcelo Déda e com o próprio João, ‘elas’ estavam decididas a vestir a camisa e trabalhar para Nilson”.

 

Viúvas abandonadas II

Continua Adiberto: ”A depender da força eleitoral desses eleitores contrariados, poderia haver segundo turno nas eleições de outubro, o que agora é muito improvável, pois a tendência é a campanha polarizar entre Déda e João Alves. Quanto às ‘viúvas’, esta terão que escolher outros candidatos ao governo entre os que estão sendo lançados pelos partidos nanicos, porém jamais perdoarão Nilson Lima por abandoná-las no meio do caminho”,

 

 Eleito presidente da Câmara de Riachão

A oposição ao ex-prefeito Laércio Menezes, em Riachão do Dantas, elegeu ontem à noite o novo presidente da Câmara. A eleição foi por cinco votos a quatro. Foi eleito presidente o vereador Augusto Tadeu Figueiredo (PPS), sobrinho do ex-prefeito José Lopes, que teve o voto dos vereadores, Albertino Franco (PDT), José Edson Almeida (PR), Edvaldo Medeiros (PR) e Edmundo Dantas (PT). A candidata derrotada foi a vereadora Maria Luciene Dantas (PTdoB) que teve os votos dos colegas, Adalberto Vilanova (PT), Ivanildon Macedo (PTdoB) e José Nilson (PTdoB). Detalhe: Maria Luciene não contou com o voto do irmão, o vereador Edmundo Dantas.

 

Verticalização via propaganda eleitoral

Duas notas da coluna Painel da FSP, de hoje, 01: Verticalizou 1 – Em resposta a consulta do PPS, o TSE negou a possibilidade de candidatos a governador e senador usarem imagens de Dilma, Serra ou Marina na TV e no rádio caso seus respectivos partidos não tenham copiado rigorosamente a coligação que sustenta a chapa dos presidenciáveis; Verticalizou 2Para especialistas, o TSE restabeleceu a verticalização via propaganda. O mais afetado será Serra, que negociou o apoio regional de várias siglas que estão com Dilma ou Marina no plano nacional. É o caso de Rio, Pernambuco e Mato Grosso do Sul”.

 

Ações contra JB e Fábio Reis

O deputado federal Jackson Barreto, o pré-candidato Fábio Reis e o PMDB, partido a que ambos são filiados, irão responder a representação por propaganda eleitoral antecipada. A Procuradoria Regional Eleitoral em Sergipe (PRE/SE) identificou que os políticos utilizaram o horário destinado à propaganda partidária na televisão para fazer propaganda eleitoral em favor do governador Marcelo Déda, candidato à reeleição.Em cada uma das representações, a PRE/SE pede a condenação do pré-candidato e do partido a pagamento de multa de R$ 25 mil.

 

Praça Almirante Barroso

Atendendo a uma indicação do vereador Danilo Segundo (PSB), acontece nesta quinta-feira, 1/07, a inauguração da Praça Almirante Barroso, localizada no Centro de Aracaju ao lado do Palácio-Museu Olímpio Campos (PMOC). A reforma e revitalização custou em torno de R$  837.382,08 e deixará completa a recuperação da mais antiga praça de Aracaju, a Fausto Cardoso. Danilo afirma que se sente muito feliz vendo a finalização de um monumento tão importante para Aracaju. “Quero também agradecer mais uma vez ao governo pela aceitação da indicação de número  428/2009 e pelo apoio” relata o parlamentar.

 

 

Normas eleitorais para rádio e tv a partir de hoje, 01

As emissoras de rádio e televisão do país devem ficar atentas às proibições impostas pela Lei das Eleições (9.504/97) a partir desta quinta-feira (1°). Entre outras vedações, esses veículos de comunicação não podem dar tratamento privilegiado a candidato em seus noticiários nem na programação normal. Também estão proibidos de divulgar nome de programa que se refira a candidato escolhido em convenção. Quem desrespeitar as regras fica sujeito ao pagamento de multa que varia de R$ 21.282,00 a R$106.410,00 e, em caso de reincidência, a multa pode ser duplicada.

 

Outras proibições

Novelas – As novelas, filmes ou minisséries não podem fazer crítica ou referência a candidatos ou partido político, mesmo que de forma dissimulada. Montagem – As emissoras também estão proibidas de usar trucagem ou montagem de áudio ou vídeo que degradem ou ridicularizem candidato ou partido ou que desvirtue a realidade para beneficiar ou prejudicá-los. Também não podem transmitir programas com esse fim.

 

Apresentadores

Candidato que já tenha sido escolhido em convenção para concorrer às eleições de 3 de outubro não pode apresentar nem comentar programa. As emissoras também não podem divulgar nome de programa que se refira a candidato escolhido em convenção, inclusive se a denominação do programa coincidir com o nome do candidato ou com o que ele indicou para uso na urna eletrônica. Se o programa tiver o mesmo nome do candidato, fica proibida a sua divulgação. O candidato que desobedecer a essa regra pode ter o registro cancelado.

 

Propaganda

As emissoras de rádio e televisão também estão proibidas de veicular propaganda política, inclusive paga, ou difundir opinião favorável ou contrária a candidato ou partidos.

 

Imprensa escrita

A imprensa escrita pode emitir opinião favorável a candidato. No entanto, a matéria não pode ser paga. Abusos ou excessos serão apurados e punidos nos termos da Lei 64/90, o que pode levar à cassação do registro e à inelegibilidade do beneficiado.

 

DO LEITOR

 

PMA e a obra Pôr do Sol, no Mosqueiro

Do leitor Francisco: “Estive no Mosqueiro dia 29/06, mais precisamente na Orla Pôr do Sol aonde

Mudanças na obra que ainda não foi inaugurada.
estava acontecendo no leito do rio uma competição de corrida de barcos e logo após seria  realizada procissão alusiva ao Santo São Pedro Pescador. Com presença marcante de público e com o perigo bem ao lado pois diversos buracos em pleno calçadão. O que me chamou atenção é que a obra no calçadão parece estar com seu cronograma atrasado  e mais com erros de projeto, conforme fotos anexas. depois de quase totalmente construído nós encontramos simplesmente diversas aberturas no piso para construção de caixas de esgoto. Ora se existia no projeto, qual a necessidade de se pavimentar o calçadão e depois quebrar tudo para as devidas correções. Agora a pergunta: é erro de projeto(esqueceram  desse detalhe) ou desperdício mesmo de dinheiro público? Com a palavra a Prefeitura”.

 

Ditadura da Gasolina: consumidor X Petrox

Do leitor Antônio Demétrio: “Envio-lhe este lamentável relato sobre um fato que me aconteceu ontem no Posto Petrox Alpha 5. Como cliente daquele posto (rede petrox) nunca imaginaria tamanho desrespeito com os consumidores. Enquanto aguardava o frentista para abastecer o carro, fui questionado por um funcionário do posto, que falou: “Amigo, o pagamento é no dinheiro ou é à vista”. Então, eu o respondi que era no cartão, e o funcionário disse: “no cartão é nessa outra bomba”. Eu, ingenuo, coloquei meu carro na outra bomba para abastecer, sem saber o porquê daquela mudança, já que ambas bombas eram de gasolina. No final, perguntei ao fretista porque ele me mandou trocar de bomba? Ele me disse que os abastecimentos no cartão de crédito só poderiam ser feitos com gasolina aditivada, bem mais cara, e ainda me disse: É ORDEM DO PATRÃO. Ai fica a pergunta? Cadê o respeito ao meu direito de consumidor, em optar pelo combustível normal, ao invês de ser obrigado a pôr o aditivado. Isso não seria uma “ditadura contra os direitos do consumidor”, se é que em sergipe existe este direito”. Cadê o Procon de Sergipe para fiscalizar essas barbaridades? Deixo aqui o meu relato aos amigos consumidores que queiram abastecer na “rede Petrox”, para não caírem na rede! Primeiro perguntem em alto e bom tom, para depois abastecer. Procon, chegou a hora de fiscalizar, de colocar seus servidores na rua. Dra. Gilza, vamos sair do Gabinete. Será que a senhora abastece no Petrox alpha 5?”

 

SMTT: reivindicação de nova linha

Comentário de Teresa Cristina: “Solicito do senhor superintendente da SMTT, a colocação de um alinha de ônibus, saindo do Terminal Atalaia seguindo pela Beira Mar, passando pela ponte do rio Poxim entrando na Avenida Tancredo Neves e finalizando o terminal do Dia. A linha beneficiará diversos trabalhadores privados, além de servidores públicos que trabalham na SEED, no Palácio de Despachos e várias repartições públicas instaladas naquela área. Quem mora na Farolândia, próximo a Beira Mar e tem que ir para aquela área necessita pegar dois ônibus. Um entra no conjunto Augusto Franco em todas as ruas, num trajeto de 40 minutos a 1 hora. Quem é estudante da faculdade Pió Décimo também enfrenta a mesma dificuldade. Se tivesse uma linha com o roteiro descrito acima gastaria em tono de meia hora, alem dos ônibus existente serem desgastante, já suspendi até o meu vale transporte optando pelo carro, onerando o meu salário. Solicito um estudo com atenção para o meu pedido anteriormente já enviei esta solicitação  para o superintendente o qual não tive sucesso. Seria importante essa nova linha para centenas de usuários”.

 

Transporte perigoso de manilhas  da SMTT

Do leitor Lúcio Alves: “Hoje, 30, pela manhã, na Avenida Tancredo Neves um caminhão transportava manilhas que serviram para bloquear ruas durante os festejos juninos. Percebi que uma das manilhas estava solta na carroceria e se a mesma escorregasse poderia causar um grave acidente ao cair sobre os outros carros ou até mesmo algum  pedestre. Buzinei para o motorista e cheguei a falar com o mesmo alertando sobre o perigo. O mesmo não deu importância e prosseguiu viagem. De imediato liguei para o CIOSP avisando da ocorrência. A atendente solicitou todas as informações e então vi algumas viaturas da SMTT paradas no posto Malibu. Fomos até o local onde se encontravam os agentes assistindo televisão, informamos do ocorrido e o mesmo chegou a dizer que aquele caminhão estaria prestando serviço para a SMTT. E continuaram lá assistindo televisão como se nada tivesse acontecido. Tive a curiosidade de seguir o caminhão e fui até o pátio da SMTT no distrito industrial e lá estava o caminhão descarregando as manilhas. Pergunto, é esse o órgão que cuida da segurança do transito em nossa cidade? Precisamos esperar acontecer um acidente grave para que algo seja feito?”

 

Atuação nos bairros de Aracaju

E-mail de uma leitora devidamente identificada: “Gostaria que você tentasse esclarecer a nós,sua dúzia de leitores,o porquê da atuação de dois pesos e duas medidas da SMTT nos bairros de Aracaju . Digo isso por prestar atenção de que, digamos assim, o nobre órgão costuma ser mais pró-ativo nos bairros considerados não tão nobres. Fui a uma clínica no Bairro São José acompanhada da minha mãe,idosa e portadora do Cartão de Estacionamento Especial e ao chegar lá, o local onde poderia colocar o carro estava ocupado por duas motos.Reclamei com o porteiro e ele,debochado,disse que não adiantava eu chamar o SMTT, “por que aqui eles não podem fazer nada” .Fiz minha obrigação de cidadã e comuniquei o fato via 118,serviço ocupado por atendentes extremamente educados e atenciosos,justiça se faça. E lá fiquei,torrando ao sol e aguardando a viatura da SMTT,que nunca chegou…Muda de cenário:chego ao Siqueira Campos,bairro de trânsito caótico . Todos os meses é stress,pois minha mãe precisa ir à farmácia para buscar remédios que precisam da sua assinatura para serem entregues,mormente o fato de ter dificuldades de locomoção pela idade . E lá está postada uma guarda feminina ,que não quis saber de explicações; a calçada,ocupada por dois carros onde haviam três vagas ,impossibilitava o estacionamento.Liguei o pisca-alerta e expliquei a situação de não poder deixar minha mãe,que é cardíaca,sozinha.Pois sim…mandou-me circular,mesmo vendo o absurdo dos dois carros estacionados errados .Quem mora na região sabe que em horários de pico,ao invés de orientarem o trânsito,só se vê agente “caçando ” veículos para multar(parece ganharem produtividade por multas).É fato,até mesmo em ruas residenciais.Não entro na questão do serviço,pois sou leiga em Código de Trânsito,mas observa-se um abuso por parte das autoridades. Salve a nossa SMTT, tão atuante na periferia e tão conivente na zona sul!!!”

 

Virou mercadoria de camelô  I

Do leitor Dinho Santana: “Lendo o comentário do senhor José Carlos – Almeida X Fábio Henrique: Cobrança Injusta. Tece ele comentários do tipo: “moeda de troca”, “forma escancarada” e “certeza da impunidade, ele atua como se não houvesse Justiça Eleitoral”. Em entrevista a revista Carta Capital, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral – TSE, Ricardo Lewcandoveski, declara que: “a recém-aprovada Lei da Ficha Limpa é um sinal de conscientização do eleitorado”. O fato é que apesar de expressiva vitória com 1.600 mil assinaturas no pedido, ainda tenhamos que comparecer as urnas… Indagado na mesma entrevista, se seria a favor do voto obrigatório, respondeu ele: “O voto obrigatório corresponde a um estágio necessário neste momento histórico. Ainda somos eleitores em fase de amadurecimento e é importante que o eleitor compareça macicamente às urnas para dar legitimidade aos eleitos. É possível que, no futuro, não precisemos mais do voto obrigatório. Não acho absolutamente necessário”. Não concordo com tal posição; legitimar está bandalheira como citado pelo senhor José Carlos, é o mesmo que pedir que o criminoso ou ladrão confesse o crime!”

 

Virou mercadoria de camelô  II

Conclui Dinho: “Se para o deputado petista Domingos Dutra: “Lula enfrenta o Obama, mas não tem coragem de enfrentar o Sarney”. Sarney que com seu clã no Maranhão, e tri-presidente do senado, foi ameaçado por seus pares mais bateu pé dizendo que não sai e realmente não saiu. Vemos toda uma nação paralisada pela Copa, onde a mesma revista traz em matéria de capa  – Os donos da bola. Havelange, Blatter e Teixeira não resistiriam a uma Lei da Ficha Limpa. Até quando devemos esperar pelo amadurecimento político para termos o direito de irmos ou não as urnas legitimar políticos verdadeiramente com “Fichas Limpas”, sem as oportunidades das brechas da Lei… Tão conivente com a bandidagem e cruel aos honestos. Se valorizado fosse…  O não comparecimento as urnas não custaria R$ 3,70 de multa!…”

 

 

Frase do Dia

“É preciso estar sempre embriagado. Para não sentirem o fardo incrível do tempo, que verga e inclina para a terra, é preciso que se embriaguem sem descanso. Com quê? Com vinho, poesia, ou virtude, a escolher. Mas embriaguem-se”. Baudelaire.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários