Déda, reforma e o quadro político

0

Um fato concreto do discurso do governador Marcelo Déda Chagas (PT) na reunião realizada na última sexta-feira, 07, com o secretariado. As mudanças que ocorrerão na equipe, além dos problemas operacionais, levarão em conta também o novo quadro político de Sergipe, após as eleições municipais.

 

Foi o próprio governador que ao comunicar ao secretariado e aos integrantes do segundo escalão presentes a reunião que as mudanças vão acontecer e “que não levem para o lado pessoal”. É a hora de saber quem está preocupado com um projeto político maior ou apenas na manutenção do cargo. Ele fez questão de destacar que o quadro político mudou. Ou seja, o governador tem a necessidade de ampliar a participação na máquina estatal de alguns partidos que hoje são aliados do governo estadual.

 

Na reunião o governador deixou claro que está cansado da morosidade em algumas áreas da máquina administrativa como também dos problemas que não são solucionados por setores vitais da administração, como por exemplo, a Procuradoria Geral do Estado e o Craf, que deveria dar suas decisões somente tecnicamente, mas parece que também está analisando politicamente.

 

Nos bastidores fala-se que a reforma deve atingir no máximo cinco secretarias e alguns cargos do segundo escalão. Uma certeza: o retorno da deputada Ana Lúcia para a Assembléia Legislativa e para o lugar dela, na Secretaria da Inclusão Social, vai a deputada Conceição Vieira, também do PT. Desta forma Marcelo Déda Chagas mantém na AL, o segundo suplente da coligação, deputado Gilmar Carvalho (PSB). Fala-se também em mudanças em duas pastas importantes: Infra-Estrutura e SSP. Os nomes estão correndo “a boca miúda”, mas este espaço não vai fazer lobby para ninguém.

 

O governador deve abrir espaço no governo para o PSC e fortalecer outros partidos. Porém o PSC, como maior legenda com integrantes na AL, deseja a presidência da Casa. Justiça seja feita este desejo não é apenas de Amorim e seus deputados, mas se fortaleceu por conta da insatisfação de vários deputados da base aliada com o atual presidente, Ulices Andrade, do PDT. No PSC, dois nomes têm forte penetração e podem agregar não só a base aliada, mas até os deputados da oposição, se estes não lançarem candidato a presidente. Os dois também têm trânsito livre com o governador Marcelo Déda.

 

Uma coisa é certa: o governador sabe que a partir de 2009 não tem mais desculpas de organização administrativa. É o ponta pé inicial para as eleições estaduais de 2010 e é a hora do “vamos ver” não só administrativamente, mas também para definir quais os aliados que seguirão com ele até o final.

 

Sim de alguns e não de outros

O governador Marcelo Déda Chagas já pediu a alguns deputados da base aliada o voto para à reeleição de Ulices Andrade. Ouviu o sim de alguns, mas recebeu como surpresa o não de outros. O problema com Ulices não foi por conta do corte para adequação a LRF, mas porque o “corte” não atingiu a todos. Agora, Ulices está tentando rever a posição de alguns, mas não consegue.

 

Déda já faz a parte dele com Ulices

Já o governador já fez a parte dele, chamando os deputados da base e sabe que o mais importante é manter a unidade na bancada e aceitar a posição da maioria. Ele sabe que de um jeito ou do outro o presidente será um aliado dele. E mais: o PSC não vai brigar com relação a indicação do nome que o governador escolher para o TC. É só esperar para conferir.

 

Bomba em uma casa nova

Anote, caro leitor: Este jornalista recebeu a informação de que uma liderança política deseja emplacar no governo estadual uma pessoa da confiança dele que é Alvista de carteirinha e ocupou um cargo de destaque em Sergipe. O lobby é grande. Será mais uma Odisséia?

 

Sob suspeita em Carmópolis

O prefeito de Carmópolis Wolney Alves (DEM) mandou para a Câmara um projeto doando grande área de terra às margens da br-101 para a emprea Grow Montagens, uma empreiteira da Petrobras. O terreno vale cerca de 1 milhão de reais. A empresa beneficiada pertence ao empresário Marcio da Grow, um candidato a Vereador (DEM) derrotado nas últimas eleições, cujas relações de negócio com a família do prefeito são reconhecidamente estreitas. A tal ponto que os vereadores que ainda seguem a orientação do chefe do executivo, se recusam a aprovar a proposta sem maiores esclarecimentos. Temem a explosão de um novo escândalo na cidade.

 

Pressão de lobistas e denuncia ao MP

Por outro lado a pressão de lobistas na Câmara é tão forte que os vereadores da oposição preparam uma denúncia circunstanciada em plenário e ainda prometem levar o assunto para exame imediato do Ministério Público.

 

Edvaldo com a corda toda

A Direção Nacional do PCdoB realizou no último final de semana uma reunião para avaliar os resultados das eleições municipais e a crise mundial. O prefeito reeleito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, falou sobre a vitória no primeiro turno em Aracaju e o leque de forças políticas que compuseram a coligação que o levou a vitória.

 

Uso indevido de carro do Banese

Não é a primeira vez que este espaço denuncia, mas parece que a diretoria do Banese é omissa com o uso irregular dos veículos do banco, que ainda é dos sergipanos. Ainda porque a federalização está batendo à porta do Banese. Pois bem: um Astra grafite, placa IAG -1959, fica quase que diariamente na rua de Estância, às 12h30 esperando um estudante do Colégio Ideal. O veiculo tem a identificação do Banese Card nas portas. Será que o presidente acha normal, já que não tomou as devidas providencias desde a primeira denúncia?

                                                                                                                              

Aprenda a estacionar com a guarda municipal

A foto ao lado foi enviada por um leitor. É um belo exemplo para que todos sergipanos estacionem

seus veículos segundo a Guarda Municipal de Aracaju. A foto foi tirada na Rua Lagarto, em frente ao Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira (prédio da PMA) onde, todos os dias, esse carro fica exatamente como está na foto. Isso é correto, será que o mesmo será multado pela SMTT? E se fosse um veículo de um pobre mortal? Com certeza seria rebocado.

 

Inauguração da Agro Industrial Campo Lindo

O governador Marcelo Déda participou ontem, 9, da inauguração da Usina Gentil Barbosa, de proprieda da empresa Agro Industrial Campo Lindo. A solenidade aconteceu na sede do empreendimento, que fica no município de Nossa Senhora das Dores. De propriedade do empresário Carlos Alberto Vasconcelos, a unidade gunuinamente sergipana representa um investimento de R$ 150 milhões, sendo aproximadamente 80% financiados pelo Banco do Nordeste. A usina será responsável pela produção de etanol e biodiesel e também funcionará como co-gerador de energia elétrica. Com o uso de tecnologia de ponta, a usina poderá processar 1,2 de milhão de toneladas de cana por safra, produzindo 600 mil litros de etanol/dia. O empreendimento dependerá do plantio de 16 mil hectares de cana em seis municípios do Estado: Dores, Capela, Japaratuba, Siriri, Muribeca e Neópolis. Devido à importância da empresa para a economia de Sergipe, a Agroindustrial foi beneficiada pelo Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI), do Governo do Estado.

 

Geração de 1.380 empregos

Por meio do programa, foi concedido o apoio fiscal com diferencial de alíquota de ICMS incidente nas aquisições de bens de capital oriundos de outros Estados e o pagamento do ICMS nas operações relacionadas à atividade fim no percentual de 6,2% do imposto devido. A Usina Gentil Barbosa está gerando mais de 1.380 postos de trabalho e ainda oferece a projeção de 1,7 mil empregos até 2010. “Contamos com o apoio fundamental do Governo do Estado para concretizar esse investimento, localizado numa região semi-árida. Agora podemos contribuir para o aumento do emprego e renda nas cidades da região”, declarou Carlos Alberto.

 

Usina é marco para o Estado

Segundo o governador, a inauguração representa um marco para o Estado, já que há 20 anos a região não contava com um empreendimento desse porte. “Estamos assistindo a um novo capítulo da história econômica de Sergipe, um outro momento da indústria suco-alcooleira. A usina e a empresa Campo Lindo mostram o potencial da nossa economia e a viabilidade do nosso agronegócio. Hoje, esse empreendimento simboliza a coragem empreendedora, a atualização tecnológica e o sucesso da parceria efetiva entre setor público e privado”, disse Déda. O governador ressaltou a ousadia de empresários como o sergipano Carlos Alberto Vasconcelos, ex-diretor do Grupo Gbarbosa, como fator fundamental no desenvolvimento do Estado. “Essa é a melhor resposta que Sergipe e que o país podem oferecer nesse momento de crise internacional. É a resposta do trabalho, da coragem para investir e do talento para empreender dos sergipanos”, comentou. (ASN).

 

DO LEITOR

 

Ainda o Confiança I

Do leitor Ricardo Donizetti: “Para que os dirigentes da Federação Sergipana de Futebol, comentaristas esportivos locais e dirigentes do Confiança, inclusive técnicos e jogadores do time (?) não se escudem na desfaçatez de alegarem que o fracasso da tentativa do Confiança em ascender à série B seja obra de uma fatalidade, falta de sorte, ou casualidade e para que não inventem uma desculpa de que ” no ano que vem tentaremos novamente com mais garra e vai dar tudo certo”, sugiro que o senhor encaminhe os seguintes questionamentos, certo de sua capacidade de buscar sempre a verdade”.

 

Ainda o Confiança II

Continua Ricardo: “1) Perguntas para o Presidente da Federação Sergipana de Futebol e seu asseclas : 1.1  Compreende textos em inglês ou já analisou um documento da FIFA em inglês ou contrato de jogador redigido em inglês? 1.2 Sabe o que é direito de arena? Já analisou um contrato que estabelecesse cláusulas a esse respeito? 2) Para dirigentes do Confiança? 2.1 Já contratou técnicos que tiveram experiência em campeonatos disputados com times fora do nordeste nos últimos 03 anos  consecutivos? 2.2 Já contrataram algum técnico que dirigiu um time que disputou partidas contra times  de do nordeste numa sequência de mais de 03 jogos nos últimos três anos? 3) Para comentaristas de futebol sergipano? 3.1 Quantos jogos assistiram fora do nordeste, de times da primeira e segunda divisões nos últimos 03 anos( falo de jogos assistidos nos estádios, não pela TV)? 3.2. sabem ler textos em inglês ou espanhol? acompanham sites de jornais esportivos da  Inglaterra, Espanha, Portugal? 3.3 Quantos dirigentes, jogadores de times de primeira e segunda divisão entrevistaram ou conversaram nos últimos 03 anos?”

 

Construção de uma arena

Comentário de José Conrado: “A propósito do seu comentário sobre o Batistão, acho que a solução se a construção (através de PPP) de uma arena no terreno onde hoje está localizado o aeroporto e a transferência deste para a Barra dos Coqueiros. Dessa forma estariam resolvidos dois problemas, tendo em vista que a pista do aeroporto atual não suportará a demanda prevista para daqui a cinco anos”.

 

Batistão e a PPP

DO leitor Nairson Machado: “Como já tenho me manifestado sobre a administração do Batistão, acredito também que a utilização de instrumentos da PPP é a solução. Quanto ao ônibus do Sistema Integrado de Transportes utilizado para transportar jogadores e comissão técnica do Confiança, este  demonstra qualidade, nível de preocupação e profissionalismo com o futebol pela Diretoria. Talvez queiram evidenciar para o público que o clube não tem dinheiro para contratar ônibus adequado, então alguns espertos dizem que o Estado deve fornecer. Ao caro leitor Antônio que mencionou a empáfia e prepotência do Técnico Maurício Simões, penso que seja a perda do equilíbrio pelo bom senso e respeito pelos sergipanos. Também no segundo tempo fica evidente que o time não joga  e o técnico tem promovido mudanças equivocadas na equipe”.

 

Invasores cercam praça no Mosqueiro

E-mail recebido: “No Mosqueiro, em Aracaju e mais  precisamente no Loteamento  Parque Santa Maria, invasores  desconhecidos cercam a  Praça Rosalvo Fontes na Rua F, onde fazem  divisão de terrenos(lotes) e constroem casas, sem que aja qualquer  providência do setor  competente da Prefeitura Municipal de  Aracaju.   Os moradores prejudicados pela invasão há meses  denunciaram o caso a Prefeitura Municipal  de Aracaju, mas não  tiveram qualquer tipo de retorno.  O referido loteameno fica  localizado entre a sede B do Iate Clube de Aracaju, Posto do CPRV e  acesso a futura ponte sobre o Rio Vaza Barris, ligando Mosqueiro a Caueira. O preço de cada lote: 15 mil reais. Procurar : “Seu Miau(vendedor responsável). E agora?”                             

 

Déda não é João Alves, mas se deixa parecer

Do leitor Messias Gonçalves: “A frase sempre falada de que “todo político é igual”, só vem a mostrar que todos os ditos “chamados” de popular é a mais pura verdade. Pegando o tema, narro que a gente sabe se tratar de pessoas totalmente diferentes, porém, como conduz as suas ações políticas, em nada se diferenciam. Foi diferente a maneira como Déda e João Alves, negociaram quando o assunto foi eleição na Assembléia Legislativa e a indicação para vaga de conselheiro do TCE? Por um acaso foi diferente como Déda e João, negociaram com deputados “adversários”, para composição da “base” aliada, brilhantemente chamada de “governabilidade”? Foram diferentes as posturas adotadas por Déda e João, nas últimas eleições municipais? Está sendo diferente, entre os dois, anunciar “reformas administrativas”, após uma eleição? Está sendo diferente, entre os dois , quando deixou um e o outro esta deixando entender, que essa reforma, faz parte de estratégias para as eleições futuras? A gente sabe que os dois não são iguais, e é por isso que não concordamos. Não precisa executar as mesmas táticas, pensando que só funcionará desta forma. Isso é reflexo das companhias, embora querendo demonstrar “reciclados”, sabemos que em nada mudaram as suas posições e os seus conceitos. No caso de Lula, dizem que a esperança venceu o medo e que a decepção ganhou da esperança. Já aqui, as “mudanças” venceu a “mesmice”, e a subestimação alheia venceu a mudança. O povo não é cego nem burro”.

 

Droga tô fora!…I

Do leitor Dinho Santana: “Por ser um assunto que abrange o Estado, minha pessoa bem como a sua, será de bom tom dar conhecimento aos leitores do seu blog do já conhecido destempero do senhor José Roberto Maia (Zé Rolete), quando se trata do Confiança, aqui transcrito: “Incrível como você gosta das coisas de Sergipe só faz criticar, não dá solução. Pior ajuda a denegrir o Estado você deve ter algum problema existencial forte, deve ser um jornalista que não consegui ser sei lá, mas todo mundo tem o direito de ter seus problemas enfim o futebol sergipano segue e o que você e esse tal de Cláudio Nunes fala não afeta nada muito menos o nosso futebol .De qualquer forma você é gente boa e meu amigo quem sabe um dia você fica menos revoltado da vida e melhora. Vou torcer por você e pelo Futebol Sergipano”.

 

Droga tô fora!…II

Continua Dinho: “Ao qual segue aqui a minha resposta: Realmente gosto de Sergipe, só não sou hipócrita para acobertar um Flávio Conceição, ter dois conterrâneos com poderes e calar para que toda a nação possa ter o “Voto Facultativo”. Já disse e continuo a dizer jogador de futebol por mim morre de fome, jogos que só servem para malandragens como “evasão de rendas”, não se sabendo para o bolso de quem!… Não sou jornalista formado, pois isso também é um dom que pode nascer com a pessoa, e caso isso lhes conforte sou sobrinho do conhecidíssimo Joel Silveira, o qual dará o nome à ponte do Mosqueiro, kkkkkkk. Se futebol for problema, com certeza você os têm, pois acredita numa coisa, o que não é o meu caso; muito mais voltado para problemas sociais da população e não na enganação da mesma, pois é isso que o futebol só faz, enquanto os ditos dirigentes do país se locupletam se valendo de uma “paixão”!… Ou não será piração?”.

 

Frase do Dia

“A sociedade é a união dos homens, e não os próprios homens.” Barão de Montesquieu. 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários