Delimitando espaço

0

O PSB anunciará hoje que terá candidato próprio a prefeito de Aracaju e formalizará as pré-candidaturas dos deputados Valadares Filho e Adelson Barreto. Será durante o Encontro Estadual da sigla, que acontecerá numa casa de eventos da capital. Os neosocialistas sergipanos aproveitarão a presença no Encontro do presidente nacional do PSB, governador de Pernambuco, Eduardo Campos, para mostrar que o partido está forte o suficiente para disputar a cadeira ocupada hoje pelo prefeito da capital, Edvaldo Nogueira (PC do B). Lançadas as pré-candidaturas, a legenda dará início a um trabalho de formiguinha visando atrair outros partidos da base governista para o seu projeto. Não será uma tarefa fácil, porém a turma do PSB aposta na capacidade de articular do seu líder maior, senador Antônio Carlos Valadares.

Apressados

A turma do PSC só pensa nas eleições de 2014. Ontem mesmo o presidente estadual do PTB, Edvan Amorim, que também controla o PSC, disse que seu grupo político não apóia uma candidatura de Jackson Barreto (PMDB) ao governo. O moço não revelou quem é o preferido de seu grupo político para suceder o governador Marcelo Déda (PT), porém todo mundo sabe que o nome é o do senador Eduardo Amorim (PSC).

Na Sudene

E quem participou ontem do Conselho Deliberativo da Sudene foi o vice-governador Jackson Barreto. Ele ficou satisfeito ao ouvir do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, que o governo federal lançará um programa que amplia a área de irrigação no semi-árido nordestino. Barreto não se manifestou sobre a recusa de Edvan Amorim em apoiá-lo numa disputa pelo governo estadual em 2014.

Atotô Baluaê

Umbandistas sergipanos se reúnem amanhã em Aracaju para festejar os 203 anos da Umbanda. Organizado pelo Centro Caboclo Tupy, Casa de Caridade Navegantes de Oxalá e Aldeia Espiritual Raio de Sol, o encontro vai acontecer no povoado Robalo. Estão previstas palestras e rituais umbandistas. Atotô babá!

Crime virtual

O secretário estadual da Educação, Belivaldo Chagas, decidiu retirar o seu perfil do Facebook após um hacker ter invadido a sua conta e postado informações contra a Prefeitura de Aracaju. Chagas, que prestou queixa na Polícia para identificar o culpado, disse que abriu um perfil no Facebook, mas praticamente não o alimentou.

Lixo caro

Tanto a Prefeitura de Aracaju quanto a de Socorro vão recorrer contra a decisão da Justiça Federal que as obriga a depositar o lixo urbano em um aterro sanitário e não mais em lixões como acontece hoje. Ontem, o prefeito da capital, Edvaldo Nogueira (PC do B), disse que não há como cumprir a decisão judicial, pois haveria um acréscimo de 70% do que é gasto hoje pela Prefeitura com a coleta do lixo.

Sem resposta

A ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Carmén Lúcia Antunes Rocha determinou o arquivamento de uma consulta formulada pelo ex-prefeito de Neópolis, Carlos Roberto Guedes de Souza. Ele queria saber se pode disputar as próximas eleições mesmo tendo sido cassado por abuso do poder econômico. A ministra decidiu pelo arquivamento da consulta porque o ex-prefeito não é autoridade com jurisdição federal e porque o questionamento teve como base um caso concreto, evidenciado em detalhes.

Visita

A presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe, deputada Angélica Guimarães (PSC), acompanhada de outros parlamentares, visitou ontem o Parlamento mineiro. Os 19 deputados sergipanos foram a Belo Horizonte prestigiar a entrada da Medalha do Mérito Parlamentar ao empresário e político Edvan Amorim. Na visita à Assembléia de Minas, os parlamentares de Sergipe conheceram o funcionamento da televisão daquele Legislativo.

No Correio

O trabalho do deputado federal Márcio Macêdo (PT) como relator da Comissão Mista de Mudanças Climáticas do Congresso foi destaque no jornal Correio Braziliense. Em sua coluna "Visto, Lido e Ouvido", o jornalista Ari Cunha informa que Macedo apresentará um relatório sobre as mudanças climáticas no país, com garantias de que "o Brasil terá condições de cumprir as metas internacionais de redução do efeito estufa e contribuir para a melhoria da qualidade de vida no planeta".

Do baú político

Durante o regime militar, o bispo de Propriá, dom José Brandão de Castro, foi chamado várias vezes à Polícia Federal por causa do jornal “A Defesa”, criado pela Diocese e que incomodava os políticos e os grandes proprietários de terra do Baixo São Francisco. O religioso sempre ouvia dos policiais federais que os militares estavam “por aqui com este jornaleco vermelho”. Calmo, dom Brandão escutava as queixas, mas ao retornar para Propriá, não fazia qualquer reprimenda ao corpo editorial do periódico. Certo dia, porém, o religioso se irritou com o superintendente da PF, pois esse queria obrigá-lo a nomear um editor para “A defesa”. A exigência tinha uma absurda explicação: como a Polícia Federal não podia prender um bispo, pois causaria comoção social, era preciso que se nomeasse um jornalista para ser preso de imediato, visando dar uma satisfação aos políticos e latifundiários da região que apoiavam o regime militar. Naturalmente, dom Brandão não atendeu o desejo do ‘capa preta’ da PF e o jornal editado por ele permaneceu circulando e incomodado por muito tempo.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais