Deputado dá pra trás

0

Foi desfeito na última hora o acordo entre o governador Jackson Barreto (PMDB) e o deputado estadual Augusto Bezerra (DEM) para que este virasse um governista disfarçado de independente. O fracasso do entendimento não pode ser atribuído ao governador, político que não corre do pau depois de empenhar a palavra. Foi Bezerra quem tirou o braço da seringa, sustando a posse da irmã Ada Augusto Celestino como secretária estadual. Encabulado, o demista justificou o recuo alegando ter sido aconselhado pelo prefeito João Alves Filho (DEM) a repensar o pretendido voo solo. Também se queixou da reação petista contra a sua metamorfose e disse ter sofrido fortes pressões de bases políticas no interior. Os argumentos mostram que o deputado deu pra trás na hora H ao perceber que estava fechando um acordo Caracu, onde Jackson entrava com a cara e ele com o resto.

Não desiste

Ao empossar ontem o secretário do Trabalho, Fábio Mitidieri, e o presidente do Ipesaúde, Lauro Seixas, o governador Jackson Barreto disse que não descansa enquanto não conseguir a maioria na Assembleia. Promete conversar com outros deputados da oposição, pois entende que com minoria no Parlamento é muito difícil governar.

Latas velhas

O Movimento Não Pago promove hoje à tarde uma manifestação contra a decisão da Justiça de manter o reajuste da tarifa dos ônibus da grande Aracaju. O ato vai acontecer no terminal do Distrito Industrial a partir das 15h30. Os integrantes do Movimento entendem que o reajuste de R$ 0,10 é um absurdo, pois as empresas oferecem um péssimo serviço à população. Estão certíssimos!

Borrachudos

Sergipe foi o quarto estado brasileiro com maior volume de cheques sem fundos no primeiro semestre deste ano. Segundo levantamento da Serasa, 9,11% dos cheques emitidos no período em Sergipe eram “borrachudos”. Segundo economistas, este fato decorre do alto comprometimento da renda do consumidor com prestações e da falta de planejamento nos financiamentos e nas compras parceladas com cheques pré-datados.

Pelo pessoal

O PMDB, PC do B, PP e PR vão ter que explicar à Justiça porque usaram o horário da propaganda eleitoral para levantar a bola de suas lideranças. A Procuradoria Regional Eleitoral em Sergipe acusa os quatro partidos de terem usado o horário que dispõem no rádio e na televisão para fazer propaganda pessoal de Edvaldo Nogueira (PC do B), Jackson Barreto (PMDB), Venâncio Fonseca (PP) e Laércio Oliveira (PR).

Muita água

Dois meses após o fechamento das comportas, a barragem situada no rio Poxim, em São Cristóvão, já atinge 65% da capacidade de inundação, tendo atingido 17 metros de profundidade. Segundo a Deso, no próximo verão, a barragem estará completamente cheia, mantendo o equilíbrio da vazão do rio. A área inundável possui capacidade para acumular 32 milhões de metros cúbicos de água.

Luto

O Brasil está de luto com a morte do sanfoneiro, compositor e cantor Dominguinhos. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês desde o dia 13 de janeiro. Entre suas composições mais conhecidas estão De Volta pro Aconchego, Isto Aqui Tá Bom Demais, Gostoso Demais, Abri a Porta, Quem Me Levará Sou Eu, Eu Só Quero Um Xodó e Tenho Sede.

Semiárido

Quem esteve ontem em Sergipe foi o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas. Veio entregar 13 máquinas agrícolas a municípios sergipanos e lançar o Plano Safra do semiárido. Durante a solenidade, o ministro e o governador Jackson Barreto (PMDB) assinaram o acordo de Cooperação Técnica para o Programa Territórios da Cidadania.

Oráculo

De uma famosa cartomante: Jackson tem que escolher outro dia para empossar auxiliares. Ela tem razão. Na terça, 16, o governador licenciado Marcelo Déda (PT) reagiu contra a posse de Roberto Bispo na presidência da Codise, e ontem Augusto Bezerra desistiu que Jackson empossasse Ada Celestino numa Secretaria. Que tal às quartas?

Do baú político

Quando carro era um luxo extremado e existiam pouquíssimos em Sergipe, o mais requisitado para transportar autoridades de passagem por Aracaju era o Buick amarelo, placa 15, pertencente ao ruralista Juce Faro. Produzido nos Estados Unidos pela General Motors, o veículo chegou ao estado de navio para ficar maior parte do tempo guardado na garagem, pois seu proprietário quase não usava. Por ser conversível, era o preferido dos partidos políticos e do governo para transportar autoridades ou candidatos. Quando esteve em Aracaju em suas duas campanhas para a Presidência da República (1945 e 1950), o brigadeiro Eduardo Gomes (UDN) desfilou pelas ruas da cidade acenando o lenço branco de cima do Buick amarelo de Juce Faro. Anos depois, em 1962, o carrão foi novamente emprestado para conduzir o ex-presidente Jucelino Kubitschek (PSD), que veio a Sergipe batizar o filho do então deputado estadual Fernando Leite, Otávio Leite, hoje deputado federal pelo PSDB do Rio de Janeiro.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais