Deputado não quer saber de palestras

0

Fato interessante e corriqueiro: todas as vezes que a Assembleia Legislativa programa palestras e audiências públicas em seu grande expediente, a permanência de deputados em plenário tem uma grande queda. Os parlamentares nem esperam a palestra acabar e vão se retirando do plenário à proporção que o assunto em pauta vai sendo desfiado pelos oradores. Mesmo que os assuntos em debate sejam interessantes e propícios à perguntas logo em seguida os deputados não querem saber de esperar mais um pouquinhos e se retiram antes dos relógios cruzarem o meio-dia. Esta semana, o fato voltou a se repetir quando na quinta-feira discutiu-se a possível privatização da DESO. É bem verdade que este já é um assunto velho, repetido,  que parece estar entrando na linha do esquecimento no governo federal, mas os convidados eram pessoas que tinham o que dizer, como o presidente do Sindicato dos servidores da empresa, o dirigente do sindicato da empresa baiana de água, o presidente da OAB-Sergipe e outros do mesmo nível. Depois das 11h30, e menos de hora e meia de palestras, os deputados presentes na Casa foram deixando o plenário e a sessão quase termina sem a presença de um só parlamentar.

Vendas de veículos subiram em março

As vendas de veículos subiram em 5,5% em março deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado, atingindo o maior índice dos últimos dois anos no Brasil, segundo a Fenabrave. Antes de fazer uma aquisição tão importante, o consumidor deve considerar que os custos de ter um carro vão além das parcelas e da gasolina. Sonho de consumo de muitas pessoas, especialmente dos jovens, o carro é comumente associado a liberdade e autonomia. Muita gente fala que é ótimo ter um filho, algo que não se pode comprar em relação ao afeto, mas sim em relação as despesas. Portanto, antes de comprar é importante considerar o custo de manter um veículo. Muitos dos que ainda não têm pensam na prestação a ser paga, enquanto muitos dos que já têm pensam que o gasto se resume ao combustível. Aí estão as armadilhas, é preciso ter consciência sobre as diversas despesas envolvidas. As básicas são: prestações, seguro, combustível, manutenção, IPVA, licenciamento, lavagens e possíveis multas.  Quem já possui um carro quitado, só deve tirar dessa lista as prestações. Mesmo assim, verá que a despesa total chegará, em média,  2% do valor do carro. Dessa forma a manutençãp de um veículo de 20 mil reais, por exemplo, tem um custo de aproximadamente 400 reais mensais. . Muitos mantém o carro apenas por status e o resultado é o endividamento ou a necessidade de devolver o bem. Há famílias que possuem mais de um carro e deixam um deles parado na garage, sem perceber que estão perdendo dinheiro. Outras o trocam pelo transporte público ou por táxi ou uber e obtém grande economia, sem piorar sua qualidade de vida. Enfim, ter ou não ter um carro é escolha de cada um, mas é preciso levar em conta a real necessidade e a capacidade de arcar com os custos mensalmente, algo que, na maioria das vezes, não é considerado pelos compradores.

Os novos nomes de escolas públicas

A deputada Goretti Reis deu a largada. Ao saber que nomes de pessoas vivas não mais seriam permitidas em órgãos públicos, ela apresentou projetos de lei, em número de dois, substituindo as denominações de escolas públicas estaduais no município de Lagarto. Assim, a Escola Estadual Dom Mário Rino Sivieri, na Avenida Brasília, passaria a ser denominada de José Claudio Monteiro Santos, que nascido em maio de 1954, foi renomado professor na comunidade lagartense. Já o Colégio Estadual Senadora Maria do Carmo Alves, localizada no povoado Jenipapo, poderá ganhar o nome de Joaquim Prata Souza, que foi advogado na comarca de Lagarto. Foi depois Defensor Público, inicialmente em Lagarto, depois em Simão Dias e Poço Verde. Os projetos tramitam na Assembleia Legislativa.

Morre o dr. Joãozinho Barreto

A medicina sergipana está de luto. Faleceu na quinta-feira, aos 67 anos de idade, o Dr. João Barreto Souza, pediatra muito conhecido, mas que estava em coma há dois anos. Filho do dr. José Machado de Souza, que foi vice-governador do Estado nos anos 50, o dr. Joãozinho, como era conhecida, era um figura impar, com excelente bom humor e um profundo conhecimento da profissão. Ele foi sepultado na tarde de 5ª feira.                                                                                                                                               

                      …e para encerrar…

Plano – Nem bem sentou na cadeira da Secretaria de Cultura, o Sr. João Augusto Gama da Silva já está sendo cobrado pela falta de um Plano Estadual de Cultura. É a deputada Ana Lúcia quem leva para a Assembleia tal cobrança, através de requerimento. O interessante é que ninguém cobrou um Plano Estadual de Cultura a nenhum dos últimos cinco ou seis secretários da Pasta.

Título – O sergipano Paulo Nunes, da empresa de construção civil J. Nunes recebeu o título de Cidadão de Alagoinhas, no Estado da Bahia, na semana que passou. Há 16 anos, a empresa lidera o ramo da construção civil naquele município.

Ticket – O deputado Georgeo Passos apresentou requerimento à Assembleia Legislativa visando sensibilizar o governo do Estado a aumentar o valor do ticket alimentação para Policiiais Militares, hoje em R$ 8, e militares do Corpo de Bombeiros (hoje em R$ 10).

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários