Deputados querem retirar da pauta projeto que desagrega MPE/SE

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Após uma eleição traumática no ano passado, onde quem teve cerca de 70% dos votos para procurador-geral não levou, porque a legislação permite a escolha dos nomes em uma lista tríplice, os ânimos no Ministério Público de Sergipe estavam acalmados até a semana passada, quando foi aprovado pelo Colégio de Procuradores e encaminhado à ALESE, um projeto que restringirá a candidatura a procurador-geral de quase 80% dos promotores. Pelo projeto, dos 138 promotores apenas 31, poderão ser candidatos ao cargo máximo do MPE.

104 promotores já assinaram um manifesto contra o projeto de lei. E a revolta no MPE é maior porque o atual procurador-geral, Eduardo D`Avila Fontes, na campanha, deu a palavra, através do plano de gestão, que não mexeria no atual processo: “conseguimos que o Colégio de Procuradores de Justiça aprovasse anteprojeto de lei com o texto que temos hoje, e que trabalharei sempre para ser mantido” (Ver print ao lado).

A Associação Nacional dos Membros do Ministério Público – CONAMP, que representa cerca de 14 mil membros do Ministério Público publicou nota pública e enviou ofício ao presidente da ALESE e ao governador contra o projeto de lei enviado pelo procurador-geral do MPE/SE à Assembleia. “Diante do exposto, a CONAMP manifesta preocupação e irrestrita discordância a qualquer tentativa que restrinja o exercício da capacidade eleitoral passiva por todos os integrantes da carreira no processo de formação de lista tríplice destinado ao preenchimento do cargo de Procurador-Geral de Justiça”’, diz o último parágrafo da nota.

E o pior, o projeto está tramitando na Assembleia em regime de urgência e deve entrar na pauta para votação na próxima quarta-feira, 30. Alguns deputados, que pregam a unidade no MPE, estão defendendo a retirada da propositura da pauta.

Vários deputados não estão querendo apenas abrir uma ferida com a maioria dos promotores, mas também não aprovar uma matéria que já é considerada inconstitucional pelo Supremo, através de ADI de lei semelhante no Amapá que já foi julgada em definitivo pelo STF e só falta a publicação do acórdão, ou seja, vai virar jurisprudência. Em outras ações, como, por exemplo, dos estados de Minas Gerais,, Rondônia e Piauí, os pareceres também são de inconstitucionalidade.

Em “off”, um assessor do governador Belivaldo, disse que ele já tem problemas demais no momento e não quer nem saber deste projeto. O deputado da situação que consultá-lo vai ouvir que vote com sua consciência.

A verdade é que não é o momento oportuno para este projeto. Retirar da pauta é o bom senso. Deixar para votar, ganhando ou perdendo as feridas ficarão abertas para sempre.

 

Será a famosa “rachadinha” em um órgão importante? E o blog foi informado que a PF recebeu uma denúncia com documentos que uma autoridade federal de Sergipe tem um vínculo forte num órgão público indicando alguns cargos comissionados de alto valor (média de R$ 20 mil) que são revertidos para ela (a autoridade). O bicho pode pegar não só para a autoridade federal, mas para o parente responsável pelas nomeações.

Perguntar não ofende Em 2007, um dos primeiro atos de Déda como governador foi acabar com a participação acionária da Codise em hotéis e empreendimentos. Quem não queria um “sócio” destes? Se tivesse lucro não cobrava, se tivesse prejuízo ia diminuindo a participação acionária. A pergunta é: os hotéis antigos, que tiveram participação acionária da Codise quando são vendidos como saber se o governo tem dinheiro a receber? Ou só teve prejuízo durante todo este tempo? Perguntar não ofende…

Esclarecimentos vice-prefeita de Itabaiana Em resposta à matéria publicada pelo blog do Sr. Cláudio Nunes, a vice-prefeita Carminha Mendonça esclarece que em sua gestão houve a valorização dos servidores efetivos e a redução dos cargos comissionados, que oneram verdadeiramente a folha de pagamento, bem como é inverdade que o TJ e/ou o TCE alertaram ao município por conta dos aumentos dados pela Prefeita Interina e aprovados por unanimidade pela Câmara de Vereadores.

Esclarecimentos vice-prefeita de Itabaiana II Ademais, a LRF não se restringe aos servidores efetivos (concursados), mas também e principalmente aos comissionados, colocados pelo gestor a título de indicação. Em verdade, importante ressaltar que o Prefeito de Itabaiana aumentou em 65% o valor de comissionados e em 143% o valor de contratados, enquanto que o valor pago aos efetivos teve uma redução de 8,58%, dados obtidos do portal da transparência. A título de exemplo, houve dos comissionados um aumento de R$ 484.255,34, ou seja, 64,83% de aumento e dos contratados um aumento de R$ 342.887,62, ou seja, 143,17% de aumento, todos dados pelo Sr. Prefeito de Itabaiana. Por outro lado, o salário dos efetivos, no qual os auditores estão incluídos, teve uma redução de 8,58%.

Esclarecimentos vice-prefeita de Itabaiana III Assim, realmente o Município ultrapassou o limite da LRF, mas por conta dos aumentos dados pelo Prefeito aos cargos comissionados, inclusive sendo chamado pelo MP de Itabaiana por conta da quantidade de gratificações 100% dadas aos seus comissionados. Dessa forma, com o compromisso de sempre informar a verdade e exercendo seu direito constitucional de resposta proporcional ao agravo, o presente esclarecimento tem o papel de controverter a malfadada notícia. Atenciosamente, Carminha Mendonça.

Sábias palavras de um leitor: “ Veja que interessante. As duas maiores campanhas publicitárias do turismo de Sergipe, da última década, foram realizadas nem pelo Estado e tão pouco pelos municípios; a primeira com o nu de Araripe Coutinho no palácio Olímpio Campos, o segundo com o apresentador Lyderwan, no jornal nacional. Ambos tornaram o estado conhecido. Cada na sua proporção e público. Nos dias que antecederam a sua apresentação, o apresentador Lyderwan fez aquilo que os gestores do turismo são incapazes de fazer – falar das coisas boas do estado, propagar, difundir -, e assim caminhamos com a inércia de secretários de turismo que não sabem de nada.”                                                                         

Dupla Laércio e Alessandro Desde a semana passada estão espalhados por todo o Estado de Sergipe outdoors patrocinado pelo movimento Brasil 200 com as fotos do deputado federal Laércio Oliveira e o senador Alessandro Vieira com a frase “Únicos de Sergipe que votaram pelo combate à corrupção”, se referindo a votação favorável ao veto a PL 7596/2017 que trata da lei sobre o crime de abuso de autoridade.

Política Nacional de Resíduos Sólidos. Lei foi de um sergipano Hoje em dia a Política Nacional de Resíduos Sólidos está na pauta quando se fala em meio ambiente no Brasil. O que muitos sergipanos não sabem que a lei, que passou muitos anos para ser aprovada no Congresso Nacional foi de autoria de um sergipano: o então senador Francisco Rolemberg, em 1989 (PL 354/89). Quando da aprovação o relator fez Justiça a autoria. No Brasil é assim quando algo dá certo aparecem dezenas de pais da “criança.”

Ilha das Flores: prefeito é cassado e presidente da Câmara espera notificação eleitoral para assumir e realizar eleição suplementar O Jornal da Cidade do fim de semana publicou uma ampla matéria sobre a decisão do pleno do TRE/SE que cassou os mandatos do prefeito e da vice-prefeita de Ilha das Flores, respectivamente Cristiano Cavalcante e Eleni Lisboa, como também a informação que a 15ª Zona Eleitoral espera apenas a notificação do TRE para encaminhar a Câmara de vereadores.

Eleição suplementar Na matéria, o presidente da Câmara, José Sérgio Filho, conhecido como Serginho, disse que não só dará continuidade a gestão nos 90 dias que pode ficar, conforme a legislação ou até a realização da eleição suplementar. O prefeito e a vice foram cassados por abuso do poder econômico e político e o TRE determinou também a inelegibilidade por oito anos e o afastamento imediato da gestão.

Gestão de Hilda e Gustinho quer impedir água encanada no povoado Quilombo Deu no site O Bolo é Grande: Em um deslize em um grupo de WhatsApp, o deputado federal Gustinho Ribeiro insinuou que a gestão da sua esposa, Hilda Ribeiro, não autoriza que o povoado Quilombo, no município de Lagarto, tenha acesso a água encanada.Ele questionou na rede social a ação feita pela Cohidro, em parceria com a Deso, de instalar os tubos para que a água chegue às torneiras de dezenas de famílias da comunidade. A iniciativa foi do ex-deputado Sérgio Reis e de seu irmão, o deputado federal Fábio Reis, que articularam a obra junto ao Governo do Estado.Procurada pela redação de O Bolo é Grande, a assessoria de comunicação do deputado Gustinho não atendeu aos chamados para explicar a posição contrária à implantação do benefício para a população do Quilombo.”

Laranjeiras: Prefeitura realiza projeto secretarias itinerantes no conjunto Pedro Diniz No último sábado, 26, a Prefeitura de Laranjeiras realizou mais uma ação do projeto Secretarias Itinerantes” desta vez no conjunto Pedro Diniz. Além das ações, o prefeito Paulão das Varzinhas, apresentou à comunidade, um micro-ônibus para 23 lugares com acessibilidade, doado pelo Governo Federal através do Ministério da Cidadania e inaugurou as reformas do

Ônibus com acessibilidade, doado pelo governo federal, dará mais conforto e mobilidade para os portadores de necessidades especiais em Laranjeiras.

Colégio Municipal Edite Vinhas.

Diversas ações O projeto, que uma espécie de “SAC Móvel Municipal” teve a participação maciça da comunidade com várias ações realizadas nas áreas da saúde, não só com exames, mas visitas dos agentes de endemias nas casas; na área da cidadania, com cadastramentos e serviços de convivência para toda família, com exposições e oficinas e recreações para a criançada.

Benefícios para a comunidade O Prefeito Paulão, explica que o projeto estar sendo levado às localidades uma vez por mês. “Estamos oferecendo os serviços para atender a maior parte possível da população e permitir que à comunidade conheça melhor os benefícios que tem direito sem precisar sair da localidade,” explicou.

 

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

*A Autoestima dos Sergipanos. Por Antônio Samarone: “Em 1696, por decisão da Coroa portuguesa, a Capitania de Sergipe alçou a condição de Comarca. Continuou tendo Capitão Mor, Provedor de Fazenda, Guarnição de Infantaria e Ouvidor. O Soberano, para dividir as duas Comarcas (Bahia e Sergipe), estabeleceu as fronteiras de Sergipe até a Praia de Itapuã.Contudo, na prática, a Bahia foi invadindo, tomando território, restringindo competências da Comarca de Sergipe, e em pouco tempo tornando Sergipe uma sub Capitania subordinada à Bahia. Foi disso que nos libertamos em 1820. Continua a leitura aqui.

Começa nessa sexta o XV Eneva Sabe aquela máxima que diz que recordar e viver, pois é, a Praça de Eventos da Orla, vai ficar pequena no próximo final de semana (de 1° a 3 de novembro) para receber o XV Eneva (Encontro Nordestino de Veículos Antigos).Promovido pelo Clube de Veículos Antigos do Farol, o evento deve contar com a participação de mais de 250 carros antigos dos anos 20, 30, 40, 50, 60, 70, 80 e 90, de todo o Nordeste e parte das regiões Sul e Sudeste. A abertura do evento está prevista para às 18:30 horas da sexta-feira, seguido de show artístico.”Estamos esperando de braços abertos todos os Clubes do Norte e Nordeste para que possam participar do XV Eneva um dos maiores encontros de carros antigos do Brasil, e que vem consolidar mais uma vez o envolvimento e a participação direta de Sergipe nesse seguimento”, disse Naelson Resende presidente do Clube de Veículos Antigos de Sergipe – Antigos do Farol – CAF.

Espetinho da Rosa Estamos aguardando você, a partir das 16 horas, a Praça do Final de Linha do Conjunto Augusto Franco, Rua: H4 – Farolândia, Aracaju – SE, 49030-513. Funciona de terça a sábado. (79) 99893-4741.

 

PELO E-MAIL E FACEBOOK

Festival da Sergipanidade? Por Antônio Samarone: “Luiz Antônio Barreto está fazendo muita falta. Ele falava muito em Sergipanidade. Com a sua ausência, cada um entende Sergipanidade ao seu modo. O conhecido SEBRAE está realizando (acabou domingo) um festival de Sergipanidade na Sementeira. Procurei saber do que se tratava. Veja esse texto que li na INFONET: “O Festival contará com uma feira gastronômica, local onde catorze empreendimentos que integram o Polo Gastronômico Sergipe comercializarão pratos inovadores produzidos com insumos regionais.”“O Festival da Sergipanidade contará ainda com uma área para a realização de aulas shows com chefes de cozinha locais e nacionais, como Jimmy McManis, conhecido como “Jimmy, o ogro, Chef Val e Márcia Barbosa, integrantes do Programa Mais Você, da TV Globo, Ciça Roxo, Toninho do Momo, Ana Bueno, Claudemir Barros, Andrea Panzacchi.” Não entendi nada… Sergipanidade é isso mesmo?” Detalhe do blog; quem foi ao evento e precisou beber água teve que pagar R$ 5,00 por uma água mineral que em todo local é vendida por R$ 1,50. Palmas para a Sergipanidade…

 

 

Estadão: Dez livros essenciais recomendados pela equipe do ‘Aliás’ em outubro um sergipano
Entre os dez livros recomendados pela equipe do caderno “Aliás” do Estadão está o livro “uma jornada como tantas” do sergipano Francisco Dantas. A sinopse sobre o livro: “Romance de grande humanidade, Francisco J.C. Dantas o constrói com um lirismo delicado e tocante, o que aprofunda a ironia diante da crueza das vicissitudes, mas que, por isso mesmo, lança um bote certeiro, a ponto de desarranjar a memória coletiva e pedir respostas. Durante os preparativos para a Festa da Padroeira num lugarejo do interior do Sergipe, Madrinha se acidenta na igreja e desencaminha a gravidez do quarto filho. Sinha Amália, parteira titular da região, é buscada às pressas, mas mãe e criança precisam de cuidados urgentes, quem sabe disponíveis na cidade mais próxima, ou só em Aracaju. O ano é 1954. A condição das estradas é deficiente e são escassos os meios de transporte. Resta apenas a Teodoro, o devotado marido, contar com os préstimos de Zé Carreiro para transportar, até lá, a gestante no seu carro-de-boi.A peregrinação dá à luz um saber sobre um mundo ainda ignorado, que se abre e fecha em armadilhas, em trancos, em pequenas lindezas. E em árdua lição para Valdomiro ― o menino que, a cavalo, acompanha o carro-de-boi e que relata, com toda a inocência, os terríveis percalços da jornada. Ao seguir a comitiva, o leitor conhece o quanto esse universo é, em verdade, distante do seu. Mas apenas em aparência.”

PELO TWITTER

www.twitter.com/BlogdoNoblat Ao encerrar sínodo, Papa denuncia pilhagem na Amazônia. Em missa, Francisco criticou aqueles que consideram os povos indígenas atrasados e de pouco valor.

 

www.twitter.com/folha País também não assinou convenção internacional que funciona como um seguro para vazamentos.

 

www.twitter.com/ClovisCBMelo Dia da Sergipanidade? Me poupem! Sergipanos esquecidos no labirinto do tempo: ALINA PAIM, nascida em Estância, com obras traduzidas em vários idiomas. “Estrada da Liberdade”, “Simão Dias” e “A sombra do patriarca”, são alguns dos seus romances. 2019 é o ano do seu centenário. Nenhuma homenagem. Pobre Sergipe!

www.twitter.com/frednavarro Em baixa no Twitter: especialistas em queimadas na floresta e aquecimento global. Em alta: especialistas em economia chilena. O Twitter é a tonga da mironga do kabuletê.

Siga Blog Cláudio Nunes:

Instragram

 Facebook

 Twitter

Frase do Dia
“O sujeito que não for pelo menos um dia Flamengo não viveu. O Flamengo é uma força da natureza. Quando o Flamengo espirra, é o futebol brasileiro que fica resfriado.” Nelson Rodrigues. 28 de Outubro dia do Flamenguista e dia do padroeiro do time, São Judas Tadeu.

Comentários