Desprivatização do Banese

0

O leitor que acompanha esta coluna desde o ano passado já percebeu que este jornalista procura escrever sobre alguns temas polêmicos e que, muitas vezes, passam despercebidos por outros setores da imprensa.. Alguns destes temas são, diga-se assim, “delicados” demais para que sejam feitas análises porque as mesmas tendem a contrariar alguns segmentos.  O Banese é um deles. Desde o ano passado à coluna alertou para o processo de sucateamento que vinha ocorrendo. Agora, com a nova direção, o Banese – que estava andando na contramão – retornou ao rumo de origem. Alguns sacrifícios vêm sendo feitos por grande parte dos banesianos para que o banco volte a ser forte. Porém, o sacrifício poderia ser pior: o Banese não agüentaria mais um governo João Alves. Seria privatizado.  

  Porém o problema maior neste momento é que as eleições para o Sindicato dos Bancários, que há muito tempo vem sendo realizadas sem disputa de chapas, tomou conotação política-partidária (e mais, de partidos aliados ao governo estadual) e, por conta do acirramento, essas discussões começam a se misturar  com a política que vem sendo implantada pela nova diretoria. Sem falar da eleição para o representante dos banesianos no Conselho Administrativo. Como a coluna tem amigos dos dois lados, ouviu a todos, mas formou sua opinião bastante cristalina.

Um exemplo claro do que vem ocorrendo nos bastidores. O representante dos funcionários no Conselho Administrativo, conhecido como Lula, em  momento algum da administração anterior foi enfático e foi para a imprensa contestar juntos aos órgãos de controle do Banese – como Bacen, MPF e a própria Bovespa –  as decisões tomadas pelos gestores anteriores, limitando-se a ser contra e registrar seu voto, sempre vencido, em ata. Nunca teve a coragem de externar numa via com possibilidade de mais conseqüências a sua discordância. Ou seja, preferiu sempre a política da boa vizinhança com os gestores anteriores. Este coluna é prova. Jamais Lula foi solidário ao que foi denunciado neste espaço.

  No último mês Lula enviou e-mail para os banesianos questionando o pagamento da PLR aos administradores. Porém, como membro do conselho ele recebeu e ficou calado. Porque não devolveu os valores recebidos? Porque não propôs formalmente a redução nas despesas com patrocínios, publicidades e doações e a extinção dos conselhos diretivos, como esta coluna criticou tanto nos anos anteriores?  Porque não propôs alteração na política de remuneração variável pelo atingimento de metas? Porque está cobrando agora dessa nova diretoria que tem apenas poucas semanas no comando do Banco, sabendo  ele (qualquer leigo também sabe) que a maioria dessas questões são de alçada do Conselho de Administração e até da Assembléia de Acionistas?

 Este espaço tem a consciência que vai contrariar muitos setores, alguns deles ligados ao próprio governo. Mas o que vem ocorrendo nos bastidores do Banese é preciso ser informado a sociedade sergipana. Aliás, o leitor não imagina o quanto destruído deixaram o Banese. A atual diretoria vem sendo ética ao preservar o banco de um desgaste junto ao público.

   A nova diretoria tem uma missão bastante espinhosa pela frente – corrigir todos os desmandos da administração anterior, sem fazer barulho e descontentando ao mínimo o quadro de funcionários. Essa missão não pode ser atrapalhada por uma briga política-partidária por disputa por espaço num sindicato ou até mesmo no conselho administrativo do banco. O desgaste será inevitável, principalmente porque boa parte da mídia estava acostumada com contratos generosos com o banco.  O apoio do governador, avalizando as ações da nova diretoria, será fundamental para que este processo de desgaste seja superado, onde os grandes vencedores serão os banesianos e todos os sergipanos com o fortalecimento do banco estatal.

 

 

Leitor sugere que Gualberto peça extinção de jetons

De um leitor:  “Estou me reportando para comentar sobre o pronunciamento do deputado Francisco Gualberto solicitando que o ex-governador abrisse mão dos seguranças para economia do Estado. Gostaria de poder lembrar ao nobre deputado que pior é o absurdo no meu ponto de vista dos jetons pagos aos conselheiros das autarquias estaduais que é no valor médio de R$ 3.000,00. Como deve ser do conhecimento do conceituado jornalista estes senhores comparecem uma vez por mês para as tais reuniões, chegando aLguns deles a fazer parte de até cinco conselhos. Sugiro ao deputado que solicite ao Sr. Governador Marcelo Déda a extinção dos jetons, aí sim faria uma grande economia para o Estado”. Com a palavra o líder do governo, Gualberto.

 

Nomes acusados de abuso sexual em Simão Dias

A coluna publicou ontem que os jovens envolvidos no abuso sexual em Simão Dias são filhos do ex-prefeito Luis Alberico e Caculo. O primeiro nome está correto, mas o segundo não é pai, é avô. Dois dos acusados são filhos do vereador Marcelo de Caçulo. Os nomes dos acusados divulgados também pela TV Sergipe ontem: Max e Michel Matos (filhos de Marcelo) e netos do ex-prefeito Caçulo e Luis Manuel, conhecido como Binho, filho do ex-prefeito Luiz Albérico.

 

Kércio garante posição firme da SSP

Ao conceder entrevista ontem o secretário da Segurança Pública, Kércio Pinto, garantiu uma posição firme da SSP no caso do abuso sexual a menores em Simão Dias envolvendo filhos de políticos do município. Kércio disse, pela manhã, que iria orientar ao delegado pedir a prisão preventiva dos três rapazes. “O governo mudou”, disse. No final da tarde a Justiça concedeu a prisão preventiva dos três jovens envolvidos, que até o fechamento desta coluna estavam foragidos. Parabéns a cúpula da SSP, o promotor Ricardo Sobral Souza, o delegado local cujo laudo comprovou o estupro em uma das menores e, principalmente a mobilização da população de Simão Dias. Ontem a coluna recebeu dezenas de e-mails do município elogiando o artigo “E se fossem filhos de pobres?”.

 

Esclarecimentos sobre informações divulgadas sobre a Seed

Através de informações de um servidor da Seed coluna publicou esta semana que a servidora Luciana fez parte das compras de carteiras no governo passado. A coluna foi induzida ao erro pelo servidor que passou o e-mail. A senhora Luciana Ramos não trabalha no setor mencionado na nota. Ela é diretora do Serviços Auxiliares, que é responsável pelas divisões de Protocolo e Zeladoria. Ou seja, não tem nenhum poder sobre compra e distribuição de material. Por confiar na “fonte’ a coluna publicou o cargo de maneira equivocada. Este jornalista agradece a maneira educada e cordial como à senhora Luciana Ramos pediu os esclarecimentos, mostrando que entende o papel da imprensa, que também erra. O espaço continuará aberto para a senhora Luciana se desejar maiores esclarecimentos.

 

Os cães ladram e a caravana passa…

Este colunista recebeu ontem dois telefonemas de amigos criticando um texto enviado por um radialista  (que é frustrado por não ser jornalista) através de e-mail. No texto, o frustrado radialista (que ainda não assimilou a derrota de João Alves, onde tinha um cargo de adjunto e vivia com o carro locado pelo Estado cheio de “sobrinhos”) faz criticas a este colunista. A coluna não responderá, até porque não leu o texto, porque tem o costume de ler apenas o que gosta. Não é masoquista como o frustrado radialista que lê diariamente esta coluna, mesmo sem gostar do que está escrito. Este jornalista tem a consciência de que esta coluna incomodou muito durante o período eleitoral os chamados “donos de Sergipe” e, por não ter mudado sua linha, deixou alguns “profissionais” da imprensa aperriados. Como bem disse Ibrahim Sued…os cães ladram e a caravana passa…e obrigado pela leitura da coluna. A frase do Dia de ontem é a resposta mais certa: “Raros são os homens dotados de bastante caráter para se regozijarem com os sucessos de um amigo sem uma sombra de inveja”, Ésquilo.

 

Leitor cobra melhoria do trânsito

De um leitor: “Na qualidade de cidadão brasileiro, sergipano e aracajuano, com muita alegria, deparo-me diariamente com uma distorção monstruosa nessa terra. Vejamos: desloco-me pela avenida Tancredo Neves no sentido, Tribunal de Justiça/Distrito Industrial de Aracaju (DIA) por volta das 17h30. Já deu para perceber do que se trata: congestionamento.É incrível como o descaso do poder público agrava o que já estar pior. Por favor, senhores gestores da SMTT, ajudem-nos!!!!! Um fluxo de automóvel/ônibus/caminhão/ambulância/carro na avenida Tancredo, saída de carro/ônibus do conjunto Sol Nascente e retorno de quem vem da avenida Rio de Janeiro/Augusto Franco. E ainda, um desvio irregular dos apressadinhos por detrás das fábricas de placas em frente ao Detran. Isso mesmo, irregularidade de trânsito em frete ao Detran. Ponham agentes de trânsitos nestes pontos….ajudem-nos, senão como pensar em reeleição…”

 

 

Modernização na Fundação Aperipe I

O governador de Sergipe, Marcelo Déda, recebeu ontem, 21, a presidente da Fundação Aperipê, Indira Amaral, em audiência no Palácio dos Despachos. Na reunião, ficou decidido que todo o sistema da Fundação, que inclui duas rádios, AM e FM, e Aperipê TV, passará por um processo de modernização tanto do ponto de vista técnico quanto da programação.“O governador demonstrou saber a importância que a Fundação exerce dentro do seu projeto de governo e o papel fundamental que ela tem para o Estado. A Aperipê oferece a possibilidade do Governo do Estado se comunicar com a população e de ser também um serviço de produção de uma programação de qualidade e ainda dar acesso a informações que o público não tem via outros canais comerciais”, disse Indira.

 

Modernização na Fundação Aperipe II

A Aperipê e a Fundação de Cultura, Turismo e Esporte de Aracaju (Funcaju) assinaram ontem, 21, um acordo de cooperação entre as entidades que tem como objetivo principal fomentar a produção de audiovisual na capital. A solenidade, que aconteceu no Centro Administrativo Aloísio Campos, faz parte das comemorações do aniversário de 152 anos de Aracaju, comemorado no último dia 17.

 

Kércio preocupado com festas na Sarney

O secretário da Segurança Pública, Kércio Pinto também está preocupado com as festas realizadas em bares na rodovia José Sarney. Para ele os pais de família devem se preocupar com a ida dos seus filhos para estas festas onde ocorre o uso excessivo de bebidas e drogas. A verdade é que depois da festa as brigas são muitas e os acidentes de trânsito também.  Para resolver o problema dos acidentes, é só colocar uma blitz com policiais e bafômetros. Dia primeiro de abril tem mais uma…

 

Folião não passou por vistoria na festa

De um leitor:Sobre os esclarecimentos dados pela produção da festa no quesito vistoria  com detectores de metais, eu discordo, uma pessoa da minha família foi para essa festa e  não passou por nenhum tipo de vistoria muito menos por detectores de metais. Outra coisa  que chamou a atenção dessa pessoa foi à inércia dos seguranças diante das brigas”.

 

Mais uma reclamação do show realizado na Sarney

Do leitor Tenisson:Gostaria de relatar acontecimento ocorrido no ultimo domingo dia 18 de março de 2007 no evento denominado Com Amor By Beach, realizado no Pablos Bar na rodovia José Sarney onde na qualidade de consumidor adquirir ingresso deste denominado evento ao ingressar no evento fui impedido de adentrar no show de forma truculenta pelo simples motivo de estar portando uma mochila de hidratação com liquido não comercializado pelo evento, sob alegação de que só poderia ser consumidos líquidos adquiridos dentro do evento configurando assim “venda casada” infligindo dessa forma os preceitos contidos no código de defesa do consumidor, assemelhando-se assim ao caso do Cinemark”.

 

Aldo Rebelo receberá Medalha da Ordem do Mérito Serigy

O prefeito Edvaldo Nogueira fará a entrega hoje da Medalha de Ordem do Mérito Serigy ao ex-presidente da Câmara Federal, Aldo Rebelo. Será às 14h30, no Palácio Ignácio Barbosa, sede da Prefeitura Municipal de Aracaju. Após a solenidade, Edvaldo Nogueira e Aldo Rebelo concedem uma entrevista coletiva à imprensa. “A Comenda de Ordem do Mérito Serigy é o mais alto grau de homenagem oferecido pelo município de Aracaju. O deputado Aldo Rebelo, ex-presidente da Câmara, é uma das personalidades que merece essa homenagem pelo trabalho que tem dedicado à nação brasileira”, comentou Edvaldo.

 

3 anos de luta para liberação de terras

E-mail enviado por José Carlos Rabelo: “Venho através deste e-mail, relatar o sofrimento de 27 famílias que pleiteiam duas áreas de terra chamadas Fazenda Faveira e Fazenda Jacuruci no Município de Poço Verde – SE. Pois são mais de 3 anos que estas famílias de agricultores  vem lutado e que  estão esperando um laudo técnico de liberação do Incra para aquisição de compra pelo programa de Credito Fundiário (CAF). Nos agricultores pedimos ao Sr, Dr Fontineli juntamente com o presidente da Pronese um entendimento referente estas duas áreas já citadas acima, pois nos recebemos um e-mail que foi enviado no dia 6 do corrente mês e ano do diretor de operações da Pronese conforme abaixo: Prezados Companheiros de Simão Dias – Encaminhamos para o INCRA um documento com todas as propriedades que necessitam do aval por parte do desta  para  que possamos encaminhar o processo de aquisição de terra via o crédito fundiário. Já solicitei a gerência a maior urgência possível – César Valadares- Dirope-Pronese”.

 

 

Mesa Redonda estreou na 103 FM I

Estreou na sexta-feira, dia 16, Mesa Redonda, o programa de debate e entrevista da 103 FM. O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira foi o primeiro entrevistado do programa. Durante a sabatina, o prefeito adiantou que poderá ser candidato a reeleição. Edvaldo afirmou no Mesa Redonda que o apoio declarado de Déda a sua reeleição o deixa mais tranqüilo. Edvaldo Nogueira também informou em primeira mão que a invasão do Coqueiral, hoje bairro Coqueiral, será completamente urbanizado em sua administração. Ele garantiu que já conta com a aprovação de verbas federais para a realização da obra. Edvaldo disse que o Coqueiral é a menina dos olhos azuis da sua administração.

 

Mesa Redonda estreou na 103 FM II

O programa Mesa Redonda, que tem o comando do jornalista Paulo Sousa, é apresentado na 103 FM, todas as sextas-feiras, das 12h às 13h. O programa conta sempre com a participação da equipe de jornalismo da emissora e de jornalista convidado. E para esta sexta-feira, dia 23, o entrevistado será o superintendente da SMTT, Antônio Samarone. Ele vai falar entre outras coisas, do possível aumento dos pardais. E para fechar o mês, dia 30, é a vez do médico cardiologista Antônio Carlos Sousa. Ele responderá a perguntas dos jornalistas e dos ouvintes.No programa de estréia, o Mesa Redonda bateu recorde de ligações. Em uma hora, foram mais de 180 participações.

 

 Frase do Dia

“Quem quiser ser líder deve ser primeiro servidor. Se você quiser liderar, deve servir”. Jesus Cristo.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais