Deu, é amor!

0

 

 

 

 

Lisboa, 15 de junho de 2008

 

Caros amigos dce Sergipe:

 

Soube que Aracaju terá a sua primeira igreja gay e que o Araripe Coutinho já está se candidatando a pastor.

Também pudera. Depois que o Cleomar Brandi fundou a Igreja Deu, é Amor e começou a faturar uma nota, quem não quer meter a mão na bufunfa das bibas?

Os gays são um dos segmentos mais endinheirados da sociedade, pois não tem filhos pra sustentar nem dão pensão à ex-mulher. Em compensação, têm de dar boa vida a cada marmanjão que Deus benza!

E é justamente pensando nas graças divinas que as meninas estão em polvorosa. Andam loucas pra pegar num turíbulo.

Há as que juram que vão chover gatos no pedaço por obra e graça do Divino. Outras acreditam que o preconceito em relação aos gays vai diminuir, já que muitos padres deixarão a Igreja Católica, em favor do templo rosa choque, levando conseqüentemente, muitos dos seus fiéis.

Já há até quem defenda a canonização de Barrinhos, o homem da Ação Solidária Santo Antônio, baseado no lendário milagre da água benta.

Certa feita Barrinhos foi procurado por um velho morador do Conjunto Rosa Elze queixando-se de uma incômoda atração pelos rapazes marombados de uma academia que ficava em frente à sua casa.

Matreiro, o colunista ofereceu-lhe um litro d’água dizendo que tinha trazido da sua última visita ao papa no Vaticano.

Recomendou que à primeira manifestação do desejo homoerótico, o pobre homem tomasse três goles da água santa e rezasse um Pai Nosso e três Ave Marias, que a tentação logo ia embora.

E não é que deu certo? O homem, sugestionado pelas recomendações do colunista logo tratou de espalhar que estava curado das provocações do demo e que Barrinhos só podia ser um santo, pasmem os senhores!  

Exageros à parte, acho que a religião é para todos. Realmente é preciso preservar o direito do cidadão entrar e sair, entrar e sair, entrar e sair livremente de todos os lugares e situações. Ronaldinho que o diga.  

 

 

Até semana que vem.

 

Um abraço do

 

Apolônio Lisboa.

   

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais