Deu padre na cabeça

0

A maioria dos eleitores de Japaratuba soltou ontem à noite o grito de vitória, após a Justiça Eleitoral ter rejeitado o pedido de cassação da candidatura a prefeito de padre Gerard Olivier (PT). Por maioria de votos, o Tribunal Superior Eleitoral entendeu que somente a rejeição das contas pelo TCE não é suficiente para tornar alguém inelegível. Em seu voto a favor do religioso, o ministro Castro Meira disse ser “preciso prestigiar a manifestação popular ocorrida nas urnas”. Eleito com 5.185 votos, contra 5.023 da atual prefeita Lara Moura (PR), padre Gerard será diplomado agora em dezembro e empossado em 1º de janeiro para administrar Japaratuba pela quarta vez.

Apitaço

Lideranças sindicais, estudantes, consumidores e empregados do comércio promoveram ontem um barulhento apitaço no Shopping Riomar. O objetivo foi protestar contra a cobrança de R$ 4 para usar o estacionamento daquele centro de compras. Protesto idêntico também será feito no Jardins. O dono dos dois shoppings, João Carlos Paes Mendonça, disse ontem que não recuará na decisão de cobrar pelo estacionamento. Ou seja, pensa em ganhar pelo cansaço. Veremos!

Cor da pele

Enquanto a taxa de homicídios de brancos no país caiu 24,8% de 2002 a 2010, a da população negra cresceu 5,6% no mesmo período. Em 2002, morriam assassinados, proporcionalmente, 65,4% mais negros do que brancos. Oito anos depois, foram vítimas de homicídio no Brasil 132,3% mais negros do que brancos. Os dados do Mapa da Violência 2012: A Cor dos Homicídios no Brasil revelam que em 2010 foram assassinados em Aracaju 209 negros e apenas 13 brancos.

Emendas

As emendas de bancada do estado de Sergipe para o Orçamento da União de 2013 somam juntas R$ 645 milhões. Caso o governo federal libere toda essa dinheirama, os sergipanos serão beneficiados nas áreas de transporte, saneamento básico, infraestrutura urbana e hídrica, regulamentação fundiária, segurança, saúde, turismo e expansão da Universidade Federal de Sergipe.

Tá na fita

Pronto para deixar o cargo em 1º de janeiro, o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PC do B), já está de olho em 2014. Entrevistado pelo radialista Gilmar Carvalho, o comunista disse que pode ser candidato a vice-governador ou a deputado federal. Segundo ele, no primeiro caso tudo vai depender da coligação partidária que o PC do B participar.

Pouco tempo

O eleitor que deixou de votar no primeiro turno das eleições deste ano tem até a próxima quinta-feira (6) para justificar a ausência nas urnas. A justificativa deve ser apresentada em qualquer cartório eleitoral. Para tanto, é preciso preencher o Requerimento de Justificativa Eleitoral, obtido gratuitamente em qualquer cartório. Você tá nessa?

Poluição

Interessado em comprar um imóvel em Aracaju, um cidadão pergunta a outro se nos bairros 13 de Julho e Jardins o ar é puro. Resposta: “É, puro esgoto”. Misericórdia!

Vida longa

A expectativa de vida dos brasileiros chegou a 74 anos e 29 dias em 2011. Segundo o IBGE, nos últimos 11 anos, a taxa avançou em média quatro meses por ano. Com base no Censo, o órgão constatou que o brasileiro ganhou três meses e 21 dias de esperança de vida em 2011, em relação à taxa verificada no ano anterior, de 73,76 anos. Na comparação com 2000, o ganho foi de três anos, sete meses e 29 dias.

Dengue

O prefeito Edvaldo Nogueira vai divulgar os resultados do último Levantamento do Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) em Aracaju. O anúncio dos dados mais recentes relativos à dengue na capital será feito às 10h da próxima segunda-feira, no auditório do Centro Administrativo Prefeito Aloísio Campos, sede da Prefeitura.

Do baú político

Na década de 70, quando era responsável pelas eleições em Aquidabã, o saudoso juiz de Direito José Emídio Nascimento resolveu passar a véspera do pleito recolhido no fórum. No final da tarde, seu auxiliar entrou no gabinete para informar que o candidato a vereador João Araújo Monteiro, o "João de Nobrinha", queria lhe falar. Emídio mandou entrar. "O senhor vota em Aquidabã?", perguntou o rapaz, para ouvir a seca indagação do magistrado: ‘Claro, mas qual o seu interesse nisso?’ Foi ai que Emídio quase caiu da cadeira: "É que sou candidato e gostaria de contar com o seu voto". Diante da cara de pau de Nobrinha, o juiz prometeu o voto. "Posso dizer ao povo que o senhor vai votar em mim?". Emídio concordou e o ousado candidato saiu espalhando que o magistrado era seu eleitor. "João de Nobrinha" não se elegeu, mas ainda hoje afirma que teve o voto mais qualificado daquela eleição.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais