Dez anos de criatividade (*)

0

Afinal, criatividade não é dom, é vida!
Fernando Viana

Em novembro de 1996 encontrei o novo gerente geral da Petrobras/Unidade de Negócios de Sergipe e Alagoas no corredor central da empresa e num ímpeto de ousadia o chamei e disse que havia desenvolvido um trabalho que iria revolucionar a motivação e a capacidade de resolver problemas da equipe de empregados da UN.

Muito atencioso ele me pergunta se eu havia elaborado um projeto e eu confirmei. Então ele me disse: “Por favor, deixe com a minha secretaria que depois irei analisá-lo”.

Enquanto eu me afastava, pensava, com os meus botões: “Sabe quando ele vai ler isso? Nunca!” Apanhei o projeto e deixei com a sua secretaria.

Passado uns dez dias atendo ao telefone na minha sala e a secretaria do gerente geral me diz: “Fernando, o Doutor Monte pede para você apresentar o seu projeto hoje na reunião do Comitê de Gestão, a partir das 15 horas”.Na hora agendada fui para a reunião. Resolvi jogar toda a minha sorte. Comecei a falar às 15 horas, terminei às 19 horas. Mas terminei com a aprovação de um programa piloto de um projeto chamado “Criatividade não é dom!” Tímido, sem muitos recursos, com muita garra minha e do então Gerente de Desenvolvimento de RH, Jorge Arce, começamos no dia 20/05/1996 o piloto do projeto.

Foram cinco dias de trabalho intenso, sem conseguir dormir e com muitas expectativas, já que os participantes daquele programa estavam, simultaneamente, avaliando-o para ver a sua viabilidade de aplicação na Unidade. Dos 20 participantes, que haviam sido rigorosamente escolhidos pela Unidade, 19 deram a sua aprovação para a continuidade do projeto, que trabalhava principalmente o resgate do potencial criativo dos participantes.

O projeto “Criatividade não é dom, tinha por objetivos, dentre outras coisas, mostrar às pessoas o que significa realmente ser um indivíduo criativo, pois criatividade é basicamente um estilo de vida e não uma caixa de ferramentas, nem muito menos e necessariamente ser um artista

Já em 1998, face ao seu sucesso interno na Petrobas, fui agraciado com o Prêmio Ser Humano 98,- Oswaldo Checchia, se inicia um vigoroso trabalho de divulgação dessa idéia. Assim sendo os voluntários que trabalhavam para ajudar o projeto começaram a fazer eventos beneficentes de muito sucesso, ajudando instituições carentes como: Avosos, Casa do Pequenino, Creche do Menino Jesus, dentre outras.

O movimento cresceu de intensidade e os “encontrões[1]” realizados pelos participantes do processo e os voluntários do projeto “Criatividade não é dom” foram transformadas no maior evento no maior evento do Brasil, abordado os conceitos sobre criatividade, processo criativo, inovação e Cidadania.

Este ano, por uma incrível coincidência o VIII FIPC termina exatamente no dia em que o movimento “Criatividade não é dom” foi iniciado em Aracaju: 20/05/1996. Dez anos se passaram! Muita coisa aconteceu nesses dez anos, entre elas a que Aracaju, uma pequena capital nordestina há oito anos vem sendo reconhecida por se tornar durante três dias a capital brasileira da criatividade”.
E, estamos falando de criatividade cidadã, criatividade para resolver problemas, criatividade para construir times, criatividade para gerir estrategicamente empresas, criatividade para transformar jovens e adultos, criatividade para integrar pessoas, organizações e a sociedade. Isso sim é criatividade! Criatividade Cidadã com ética e respeito. Criatividade que transforma pensamentos e atitudes.

Logo, ao realizarmos o nosso VIII FIPC, como é de se esperar de uma instituição que fala de criatividade, resolvemos reformulá-lo integralmente, sempre atendendo às solicitações e anseios dos nossos queridos participantes dos anos anteriores.

Portanto, o VIII FIPC, está construido em cima de três pilastras fundamentais: conhecimento de vanguarda, aprendizagem e encantamento. Com certeza aqueles que dele participarem constatarão essa realidade e, pode se preparar, não dá para ficar fora deste grande evento. Venha você também.

Afinal estaremos completando dez anos de criatividade!

——————————————————————————–

[1] Encontros dos participantes do projeto Criatividade não é dom  realizados semestralmente e custeados pela própria equipe.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários