Dezesseis motivos para viver o verão de Aracaju

0

Férias, calor, sol combinam com agito e muita diversão. Sergipe não pode ficar de fora e está preparado para quem quer visitar o Estado nesta temporada do ano. A estimativa é que 120 mil turistas conheçam praias, feiras, culinária, aquecendo o fluxo da rede hoteleira e trazendo dividendos para o Estado.

O fluxo de turistas aumentou 15% se comparado com o mesmo período do ano passado e para ajudar você que aqui chega e o leitor sergipano em dúvida do que fazer neste verão, a coluna Guia de Bolso publica dezesseis dicas que não podem faltar no destino “Verão Aracaju”. Na próxima semana serão publicadas dezesseis dicas, com opções do interior sergipano.

 

Bloco Caranguejo Elétrico – Vinte anos de Pré-caju

“Atrás do trio elétrico só não vai quem já morreu” já dizia Caetano Veloso e turista que é turista de

Pré-Caju 20 anos. Alegria toma conta da Beira Mar. Foto: ASBT
carteirinha e está em Sergipe não deve deixar de curtir o Pré-Caju Verão 2011, que inicia hoje (20) e prossegue até o dia 23 de janeiro, na Avenida Beira-Mar. A festa momesca embalada pelo axé traz também forró e frevo.  Mas o diferencial da avenida é sempre o bloco Caranguejo Elétrico, criado em 1994 pelo publicitário António Leite para alertar a sociedade e autoridades sergipanas, quanto a destruição dos manguezais.

O bloco sai puxado pela Spock Orquestra de Frevo do Recife no domingo e é bastante procurado por políticos, artistas, profissionais liberais e família, unindo conscientização e entretenimento.  Vale a pena entrar nesta causa.

 

Orla Pôr do Sol – Mosqueiro

Recém-construída, a Orla Pôr do Sol tem atraído visitantes de toda parte do país, por apresentar

Infraestrutura para ver o belo pôr do sol do Mosqueiro. Foto: Silvio Oliveira
uma boa infraestrutura em contato com a natureza. Região privilegiada por ser cortada por rios, mangue e mar, o Mosqueiro começa a ser desbravado turisticamente e figura no roteiro turístico do verão como um bom destino para contemplação do pôr do sol e contato com manguezais. Se tiver sorte, verá golfinhos pulando nas águas escuras do rio.

A orla também é ponto de partida para passeios de catamarãs entre bancos de areia e vem atraindo novos empreendimentos nos seus arredores, como restaurantes, bares e condomínios fechados.

 

Crôa do Viral – Mosqueiro

Incrustada no encontro do Rio Vaza-barris com o mar, o banco de areia denominada Crôa do Viral

Contato com a natureza bem pertinho de Aracaju. Foto: Silvio Oliveira
tem atraído cada vez mais adeptos do binômio “sol e água fresca”. A crôa fica na região do Mosqueiro e chega-se até ela através de embarcações aportadas na Orla Pôr do Sol ou com veículos de tração nas quatro rodas pela Rodovia José Sarney, quando a maré está baixa. O banho nas águas salobras entre manguezais é uma boa pedida para quem quer relaxar e conhecer uma região ainda pouco explorada turisticamente, mas não se engane! A região é bastante promissora para esse segmento e não demorará por muito tempo em mudar sua paisagem ainda bucólica.

 

Bar flutuante – Crôa do Goré – Mosqueiro

O retorno à ativa do bar flutuante na Crôa do Goré, também no Mosqueiro, deve ser um dos

Flutuante na Crôa do Goré. Foto: silvio Oliveira
principais atrativos da região neste verão, complementando os atrativos da região com a novíssima Orla Pôr do Sol.  A rusticidade em uníssona comunhão com o relax pode ser conferida nos quiosques onde o garçom serve-lhe petiscos e bebidas dentro d’água. Quando a maré sobe, é hora de despedir-se do local e embarcar para ver um dos pores do sol mais procurado por visitantes do Estado na Orla Pôr do Sol. Um pouco de Sergipe com certeza estará no albúm de recordação, através de um clique especial da máquina fotográfica.

 

Shows de Lulu Santos & Patrícia Polayne na praia da Caueira

O projeto Verão Sergipe encolheu, mas continua com uma vasta programação reunindo rock, pop,

Patrícia Polayne – cantora vem ganhando público e plateia. Foto: Infonet
samba, MPB e música eletrônica nos dias 4 e 5 de fevereiro, na Praia da Caueira, Itaporanga D’ajuda. Para quem visita Sergipe nesta temporada de verão, o festival apresenta um pouco do esporte, da cultura e da música sergipana. A principal atração deste ano está sendo considerada o cantor Lulu Santos, no dia 5, e a performática Patrícia Polayne, no mesmo di. Com voz suave e presenç marcante no palco, a cantora sergipana vem ganhando mídia e fazendo plateia por onde passa.

 

Rodovia litorânea José Sarney

Vai da Atalaia até o Mosqueiro e percorre as principais praias do Litoral Norte de Aracaju. Aruana,

Gente bonita e azaração nos bares da Sarney. Foto: Parati
Naúfragos, Robalo são as principais delas e estão na Zona de Expansão da capital. Nos finais de semana os bares são os mais movimentados e há estabelecimentos que possuem infraestrutura rústica de cabanas de praia e outros com total serviço de cozinha internacional. Um bom banho de mar regado a quitutes que vão desde o catado de aratu enrolado na palha da região de Estância ao pirão de caranguejo são uma boa pedida. A mangabarosca é criatividade sergipana com pastel de aratu e vinagrete.

 

Caranguejo & Cerveja Gelada

Passarela do caranguejo é o point do verão para quem quer o misto de caranguejo e cerveja gelada

Caranguejo é prato da culinária sergipana. Foto:Emsetur
sem estar na areia da praia. Trocar garfo e faca por martelo e tábua é um dos hobbys preferidos dos sergipanos e incorporado por quem visita a capital. Quer seja nos bairros Aeroporto, Centro, Porto D’Antas, Atalaia ou Getúlio Vargas sempre há comentários de que uma localidade possui o caranguejo bem melhor do que o outro. Mas é unanimidade que a famosa frase “Vamos comer um caranguejo” virou sinônimo de uma saidinha para os aracajuano, fazendo do hábito da degustação do crustáceo uma grande terapia. O caranguejo virou prato da culinária sergipana principalmente se for acompanhado de vinagrete e um bom pirão.

 

Sorvete de mangaba

Não deixe de apreciar o sorvete de mangaba de Sergipe. Fruta típica com gosto adocicado e

Fruta doce é matéria prima para sorvetes. Foto: sílvio Oliveira
travoso, a iguaria pode ser encontrada em qualquer sorveteria da cidade, mas prefira o sorvete que seja produzido da fruta. Como referência, a dica é procurar os sorvetes do Castelo Branco. A fruta nativa em Sergipe também é matéria prima para apreciados coquetéis, roscas, doces e sucos. A mangabarosca é feita com vodka e picados da fruta, no mesmo molde da caipirosca. A fruta in natura pode ser encontrada em qualquer feira livre da cidade ou nos mercados setorias, no centro de Aracaju, mas lembre-se: só deve come-lá se estiver bem madura, caso não seteja, tem um gosto amargo e travoso.

 

Fim de tarde no Bar do Venícios

O Bar do Venícios (com e) é um daqueles refúgios que começa a fica movimentado através da

Vista do mar cortado pelo colorido dos kitesurf. Foto: Silvio Oliveira
confraria de amigos. Situado no final da Passarela do Caranguejo para quem vai acessar a Praia de Aruana, o bar promete ser o point do fim de tarde do verão da galera que prefere uma boa visão do mar cortada pelo colorido do kitesurf.  A cerveja sempre gelada é acompanhada do bom pirão de caranguejo servido por Dona Rosa. A dica é pedir os caldos e a Amarela frita ou ensopada com pirão (tipo de peixe com pouca espinha bastante apreciado). Funciona somente nos finais de semana, de sexta a domingo

 

Região dos lagos – Orla da Atalaia

Feira de artesanato e gastronômica, ponto de encontro de gerações, passeios noturnos nos

Passeios de pedalinho, ocenário e várias atrações. Foto: Silvio Olivei
calçadões, vale apena conferi-la e observar também o Oceanário de Aracaju.  Conhecer espécies da fauna do Rio São Francisco e da costa sergipana, passear no Centro de Arte e Cultura J. Inácio (centro de artesanato onde concentra artesanto, escultuas, quadros de artisstas renomados do Estado) e degustar um bom beiju de tapioca com carne do sol na feirinha local. Se preferir, escolha um pedalinho e viva momentos de tranqüilidade, bem pertinho do mar. Nas proximidades também estão bons hotéis, restaurantes e bares com música ao vivo para àqueles que desejam prolongar na noite. As fontes luminosas também atraem turistas e dá uma boa foto de recordação.

 

Show de Kid Abelha – Projeto Verão Aracaju

O projeto Verão Aracaju deste ano acontece no período de 5 a 13

Verão Aracaju atrai grande público à Atalaia. Foto; Alejandro Zambrana
de fevereiro na orla da Praia de Atalaia e reúne esporte, competições de estátuas de areia e shows artísticos. É o quarto ano que a Prefeitura de Aracaju realiza o festival, com shows gratuitos e competições durante todo o dia do evento. O show esperado e comentado deste ano é a banda Kid Abelha, que se apresenta pela primeira vez no festival, mesmo não sendo considerado pelo público como uma atração adequada para o evento.  Pitty, NX zero, Nando Reis, Revelação e Alceu Valença também estão na programação.

 

 

Feira de Sergipe – Pense numa coisa boa!

A Feira de Sergipe entra na 10ª edição e acontece de 19 a 30 de janeiro, na praça de eventos da

Grupos musicais e folclóricos estão presentes. Foto: Divulgação
Orla da Atalaia. No mesmo espaço encontram-se artesanato, grupos folclóricos dos quatro cantos do Estado e muita cultura sergipana para que turistas e sergipanos apreciem o que há de melhor da terrinha dos Cajueiros e Papagaios. A gastronomia também está presente e os shows musicais também. Vale a pena conferir. Artesãos também levam para o espaço um pouco da arte, feita no próprio loca para que quiser apreciar a confecção. A dica é comprar uma peça em renda irlandesa, patrimônio imaterial conecionado na cidade sergipana de Divina Pastora, mas o artesanato possui diversas singularidadee riquezas. Veja a programação completa no site oficial www.feiradesergipe.com.br

 

Marinete do Forró

Ônibus jardineira decorado com bandeirinhas e temas juninos, ao som do trio de pé-de-serra que

Passeio pelos pontos turísticos. Foto: Funcaju
transporta visitantes para conhecer os pontos turísticos de Aracaju. O passeio começa na Orla de Atalaia, passa pelo Mirante da 13 de julho, Mercados Municipais, Orla do Bairro Industrial, Colina do Canto Antônio, praça Olímpio Campos e encerra na Feira de Sergipe.

A Marinete do Forró Verão 2011 de quinta a domingo, a partir das 14h, e vai até o dia 13 de fevereiro. Na semana do Pré-Caju, que começa hoje até dia 23 de janeiro, o ônibus jardineira circulará apenas pela manhã, das 9h às 13h. Informações na Diretoria de Turismo da Funcaju, através do tel: (79) 3179-3682.

 

Mercados Centrais

O cotidiano e as manifestações populares são revelados através de um passeio pelos mercados

Melhor da tradição de Sergipe em um só local. Foto:Sílvio Oliveira
Antônio Franco, Thales Ferraz e Albano Franco. Frutas da época, pimentas, temperos, artesanato em barro, palha, madeira, literatura de cordel; flores, ervas e serviços, como corte de cabelo e unha; tudo que se pode pensar há no complexo dos mercados centrais de Aracaju, expressão máxima dos sergipanos. Para lá converge feirantes de todo o Estado, transformando a localidade numa miscelânea de cheiros, cores, sons e sabores. Há também restaurantes populares e internacionais, além da boa gastronomia regional como tapiocas, doces e produtos derivados do coco.

 

Passeio de Catamarã pelo Rio Sergipe

Feito através de embarcações confortáveis, o passeio pelo Rio Sergipe começa no atracadouro próximo ao Iate Clube de Aracaju, onde embarca-se para um tour fluvial pelo rio. O passeio contempla a vista panorâmica de Aracaju, Barra dos Coqueiros, Atalaia Nova, passando pela Ponte do Imperador e por debaixo da ponte Construtor João Alves, considerada a terceira maior ponte do gênero do país. Também desfruta das belezas as Ilhas de Santa Luzia e a Ilha do Pomonga, cortada entre manguezais e coqueirais, com praias de águas calmas e mornas.

 

Mirante da 13 de Julho

O Mirante da 13 de Julho é o ponto de parada obrigatório para àqueles que desejam observar a

“Natureza urbana” – Encontro do mangue com prédios. Foto: Sílvio Oliveira
“natureza urbana”. Os manguezais às margens do Rio Sergipe vão ao encontro da barreira de prédios construídos ao logo da Avenida Beira Mar. O extenso manguezal, por vezes, fica coberto de garças brancas, mesmo assim, o calçadão é uma das áreas mais movimentadas da capital, freqüentada pela geração saúde. O espaço do calçadão conta com o mirante e na torre pode-se observar uma visão panorâmica de parte da cidade. Observe o horário de funcionamento com antecedência por conta da realização do Pré-Caju na área. Na temporada de verão, o mangue que ladeia o calçadão da 13 de Julho vira refúgio para espécies de garças, motivando um belo espetáculo da natureza.

 

Contato: silviooliveira@infonet.com.br

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais