Dia de cão

0

Sergipe viveu ontem um daqueles dias que todos querem esquecer. A violência começou a fazer vítima logo cedinho quando três assaltantes promoveram um “arrastão” dentro de um ônibus e mataram uma passageira com um tiro no coração. Ainda pela manhã, um sargento da Polícia Militar foi executado no interior do Estado com uma saraivada de tiros disparada por pistoleiros. Enquanto policiais tentavam chegar aos criminosos da jovem e do PM, a população penava nas filas dos caixas eletrônicos. O primeiro dia da greve dos bancários deixou os terminais sem dinheiro disponível para saque, causando grande revolta dos contribuintes. Quando se pensava que o pior já havia passado, um adolescente vendedor de balas foi covardemente assassinado com seis tiros em pleno centro de Aracaju. O único registro positivo neste verdadeiro dia de cão foi a prisão, no início da noite, dos três suspeitos pelo fuzilamento do policial militar. Ufa!

São contra

E o presidente da Assembleia, Luciano Bispo (PMDB), reúne hoje os deputados para avaliar se a Casa deve recorrer contra a decisão judicial proibindo a contratação do advogado Carlos Alberto Menezes. Alguns parlamentares são contra o contrato. Eles entendem que o Legislativo não faz parte do processo que apura o vergonhoso repasse das verbas de subvenção para suspeitas associações comunitárias.

Está de volta

O desembargador federal Ivan Lira de Carvalho concedeu liminar permitindo que o engenheiro Roberto Bispo reassuma suas funções públicas. Ele havia sido afastado da direção geral da Assembleia e do emprego no Estado após ter sido condenado por improbidade administrativa. Diante da liminar, Bispo deve reassumir a qualquer momento o cargo no Legislativo sergipano.

Corda bamba

Enquanto isso, o deputado federal André Moura (PSC) passou a correr risco de perder o mandato. É que o Superior Tribunal de Justiça negou seguimento a um recurso especial do parlamentar. Ele ainda pode recorrer, porém há quem entenda que, caso todas as instâncias sejam superadas neste processo, André corre o risco de perder o mandato. Após a notícia se espalhar nas redes sociais, o deputado se apressou em tranqüilizar o eleitorado: “A negativa do agravo regimental não é uma ameaça de cassação”. Então, tá!

Não é blefe

O senador Eduardo Amorim (PSC) não gostou de ouvir o governador em exercício Belivaldo Chagas (PSB) dizer que a possível candidatura dele a prefeito de Aracaju não passa de um blefe. Em nota, Amorim garantiu que o nome dele continua sim à disposição do grupo para disputar as eleições do próximo ano. “Blefe é o que o governo de Sergipe vem praticando diariamente, seja fatiando os salários ou endividando ainda mais o Estado”. Misericórdia!

Crise preocupa

E quem anda muito preocupado com a política externa brasileira é o senador Antônio Carlos Valadares (PSB). Segundo ele, o Acordo de Parceria Transpacífico, firmado entre 12 países, deixou o Brasil numa situação incômoda e preocupante. Valadares apresentou dados da Fundação Getúlio Vargas mostrando que as exportações do país podem encolher 2,7% depois deste acordo. “Os produtos mais afetados serão carne, açúcar refinado, carros e máquinas”, alertou.

Exagerado

O crescimento da violência em Sergipe foi tema do discurso feito ontem na Assembleia pelo deputado estadual capitão Samuel Barreto (PSL). Em tom exagerado, o parlamentar disse que os investimentos feitos até agora na Segurança Pública não surtiram qualquer efeito prático: “Não tem dinheiro que chegue para este governo. Mesmo assim, Sergipe está totalmente parado. Quando será que vão começar a governar o Estado?”, indagou. Menos, capitão, menos!

Menos cara

Aracaju teve em setembro a cesta básica menos cara em relação às outras capitais. Levantamento feito pelo Dieese mostra que os menores valores médios dos alimentos essenciais foram observados em Aracaju (R$ 280,26) e Natal (R$ 282,72). O valor ideal do salário mínimo estimado pelo Dieese para uma família de quatro pessoas ficou em R$ 3.240,27 em setembro, 4,11 vezes a mais do que o mínimo de R$ 788.

Fique atento

A Reforma Eleitoral 2015 promoveu mudanças na Lei das Eleições, que já passam a valer a partir do pleito municipal de 2016. Pela nova redação, o candidato que quiser concorrer deverá estar com a filiação partidária deferida pela legenda no mínimo seis meses antes da data da eleição. Os prazos para registro de partido político e transferência do domicílio eleitoral continuam um ano antes da votação. Fique ligado!

Pau no lombo

Quem levou ontem umas bordoadas no lombo foi o empresário Célio França. Ele foi a Capela fiscalizar o estoque de merenda escolar da Prefeitura. Inicialmente, bateu boca com o prefeito Ezequiel Leite (PSC), a quem acusou de comprar cestas básicas sem licitação. Quando se dirigiu ao deposito da merenda escolar, foi agredido a cacetadas e arrastado pela rua. Socorrido, Célio foi conduzido para Aracaju e internado no Hospital Primavera. Adquiriu alguns galos na cabeça!

Recorte de jornal

Resumo dos Jornais

Publicado no Correio de Aracaju em 30 de setembro de 1919

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários