DIA DE FAZER A DIFERENÇA

0

Amanhã, dia 31 de agosto, será o dia de fazer a diferença. Amanhã todos nós podemos oferecer a nossa contribuição e, assim fazendo, vamos descobrir ou redescobrir o quanto é bom fazer o bem, o quanto é bom ceder um pouco. É o momento perfeito para se construir o que foi destruído, levar luz onde há trevas, ensinar a quem não sabe, levar esperança ao desesperado, dar a quem não tem.

 

Convido-o, pois a refletir bem sobre esta oportunidade. A data não foi criada à toa. Ela tem um significado muito importante e pode ser o dia em que você, eu ou todos nós temos para mudar toda uma trajetória de vida.

 

Nesta data, que já é amanhã, vamos fazer a diferença? Vamos fazer mais do que aquilo que esperam de nós? Vamos surpreender as pessoas? Vamos criar situações boas, realmente inesperadas, imaginadas? Vamos quebrar paradigmas, os nossos paradigmas. Vamos vencer o orgulho, a timidez e vamos, enfim, SURPREENDER?

 

Como fazer? Muito fácil. Comece em casa, com os seus, no relacionamento familiar.

 

Faça a diferença aí. Surpreenda o seu cônjuge, seus filhos, seus pais. Atreva-se, tome a iniciativa, aprenda a somar, em vez de subtrair; multiplicar, em vez de dividir.

 

Uma declaração de amor, uma rosa, uma lembrancinha, uma bala de chocolate, uma conversa amistosa, um elogio, um beijo, uma declaração de amor, um incentivo: “você sabia que eu te amo?”. Leve uma rosa, dê um presente, elogie, fale de coisas boas que a pessoa tem feito para você e sobre você. Diga sem medo EU TE AMO. Fale diferente com os seus filhos, com os seus pais. Tenha a coragem de se achegar perto deles, beijá-los, acariciá-los, engrandecê-los.

 

Transforme as arengas em diálogos, as discordâncias em harmonia, os debates em conversas amistosas, o monólogo em bate-papo, a raiva em amor.

 

Tudo isso pode ser feito com simplicidade, sem gerar nenhum prejuízo ou estresse, ao contrário, com a certeza de que serão momentos de eterno prazer, de muitas alegrias, de muitas superações. Experimente.

 

Amanhã é o dia em que podemos despertar para uma nova existência mais harmônica, mais feliz, mais proveitosa, mais sincera, menos volúvel, menos fantasiosa, mais realidade, menos traição e mais amor.

 

É o dia de pedir e dar perdão, prometer e cumprir as mudanças necessárias, transformar-se e transformar para melhor.

 

Não tenho dúvidas. Amanhã poderá ser o melhor dia de todas este ano. O dia em que acordamos para uma realidade que, mesmo existente, não era percebida.

 

Com um pouco de boa vontade, iremos descobrir o quanto é bom viver em harmonia, na paz, no amor.

 

Experimente. Você vai se surpreender, acredite. Certamente você vai dizer: eu não sabia que isso dependia apenas de mim. É, dependia e depende de cada um de nós: de você, inclusive.

 

Fazer a diferença só depende de nós mesmos. E, embora seja necessário acontecer todos os dias, amanhã é uma data especial para chamar a atenção, para lembrar ao esquecido e estimular o desestimulado. Amanhã é o dia da descoberta, da concordância, da aceitação; dia do amor, dia da doação, dia de fazer a diferença.

 

Aproveitemos então esta data e façamos, com muito apego, aquilo que durante tanto tempo negamos, sem perceber.

 

É o dia da reflexão: o que é que eu estou fazendo? Está certo? Eu gostaria que fizessem isso comigo?

 

Posso mudar tudo isso, está em minhas mãos. É a oportunidade de ouro. Tenho que aproveitá-la e fazer a diferença.

 

Tenho que ser mais emoção e menos razão, mais humano e menos animal, mais amigo e menos fingido, mais companheiro e menos estranho.

 

É a minha felicidade que está em jogo. A nossa felicidade é que está em discussão e, a partir de hoje, ela poderá ser muito bem construída. Só depende de nós.

 

Isso tem que ser feito agora, pois se não tivermos a coragem para começar, é porque já entregamos os pontos e estamos por conta do “quanto pior, melhor”. VAMOS FAZER A DIFERENÇA?

 

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários