Dia do fico

0

O prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM), anunciou hoje que não vai se desincompatibilizar do cargo para disputar o governo de Sergipe. Durante entrevista coletiva, argumentou que preferiu seguir administrando a capital para colocar em prática tudo que prometeu na campanha eleitoral de 2012, como a ocupação urbana do Mosqueiro, as ações para mobilidade urbana e a requalificação do Parque da Sementeira. Na verdade, João Alves levou em consideração a queda de sua popularidade em função do forte desgaste causado pelo não cumprimento de boa parte das promessas que fez enquanto candidato. Também pesou na decisão o fato de – caso renunciasse -, a Prefeitura não contar com o grande volume de recursos já pactuados com o governo de Sergipe, pois o governador Jackson Barreto (PMDB) não iria ‘adubar’ a campanha de João Alves.

Vergonha

O desembargador Ricardo Múcio determinou ontem que a Mesa Diretora da Assembleia leia e coloque em tramitação imediatamente o projeto autorizando o governo de Sergipe contrair empréstimo de R$ 250 milhões. No Legislativo desde agosto do ano passado, a matéria não tramitou mesmo após 14 deputados – a maioria da Casa – terem pedido isso formalmente. Sem alternativa, o governo foi à Justiça e agora a Assembleia terá que aprovar o projeto. Que vergonha para o Parlamento!

Toque de caixa

O Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos (PCCV) dos servidores estaduais será aprovado hoje pela Assembleia de qualquer maneira. É que se ficar para a próxima semana contraria a legislação eleitoral, que proíbe a concessão de benefícios ao funcionalismo depois de amanhã, 5 de abril. Como estão votando a toque de caixa e repique de sino, os deputados não tiveram como mexer no projeto.

Plenária

O Partido Humanista da Solidariedade (PHS) promove na tarde desta sexta-feira na Assembleia Legislativa sua plenária estadual para discutir sobre as eleições deste ano. O evento será prestigiado pelo presidente nacional do partido, Eduardo Machado. Segundo o presidente da legenda em Sergipe, professor Adelson Alves, o PHS ainda não definiu se lança candidatos majoritários ou se faz coligação com outras agremiações: “Poderemos até reeditar o projeto de dizer não a todos eles”, ameaça.

Despediu-se

Bastante emocionada, a vereadora Emília Correia (DEM) se despediu ontem da Câmara Municipal de Aracaju. Ela explicou que, por ser suplente, preferiu antecipar a despedida, pois o titular da cadeira, vereador Josenito Vitale (DEM) não definiu ainda se deixará a Secretaria Municipal da Cultura. Caso ele pretenda disputar uma cadeira na Assembleia terá que se desincompatibilizar até amanhã e retornar ao Legislativo.

Mais cara

Prepare o bolso, pois a conta de luz será reajustada em 8% a 9% a partir de 2015 para bancar parte do pacote de socorro às distribuidoras de energia. Pelo menos é o que informa o jornal Estadão. Setores do governo queriam reajustar o valor da tarifa ainda este ano, mas outros preferiram empurrar o aumento com a barriga para não contrariar os eleitores da presidente Dilma Rousseff (PT).

Braços cruzados

Os servidores da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) entram em greve por tempo indeterminado a partir desta sexta-feira. Eles cobram o reajuste salarial que não recebem desde o ano passado, redução da carga horária, incorporação dos 25% do Plano de Emprego e Remuneração e melhores condições de trabalho. Durante a greve, apenas 30% dos servidores darão plantão.

Dia de posses

O prefeito de Socorro, Fábio Henrique (PDT), empossa daqui a pouco o procurador geral do município, Dan D’Avila, e o secretário de Assistência Jurídica, Clay Anderson.  O primeiro substitui Carlos Krauss, que permanece fazendo a assessoria jurídica ao gabinete do prefeito. Já Clay Anderson assume no lugar de Wellington Mangueira, que agora é adjunto da Secretaria Estadual da Cultura.

Férias prorrogadas

Por conta da greve dos servidores técnico-administrativos os estudantes da Universidade Federal de Sergipe terão mais alguns dias de férias. Como os grevistas estão acampados no prédio do Centro de Processamento de Dados (CPD) da UFS, foi impossível efetuar o processo de matrícula dos universitários. A reitoria da Universidade segue negociando com os grevistas para tentar por um fim ao movimento. Aguardemos, portanto!

Grana de volta

Caso o passageiro desistir de viajar até três horas antes de embarcar no ônibus, o valor a ser devolvido pela empresa não poderá sofrer desconto superior a 5% da quantia paga. É o que determina resolução da Agência Nacional de Transportes Terrestres. E mais: cada bilhete vale por até um ano e, durante o prazo, podem ser remarcados para a mesma linha, seção e sentido.

Último dia

Magistrados, secretários estaduais e ministros de Estado que pretendem concorrer nas Eleições Gerais de 2014 devem deixar as suas funções até amanhã, 5 de abril. Caso contrário, serão considerados inelegíveis. Esse mesmo prazo é válido para membros do Tribunal de Contas da União, e dos Estados, de empresas públicas e entidades mantidas pelo poder público, além de dirigentes de fundações públicas em geral. Você tá nessa?

Recorte de jornal

Publicado no Jornal do Aracaju em 7 de março de 1874

Resumo dos Jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais