Divisão do bolo

0

Divisão do bolo

 

As informações sobre quem sai e quem fica no governo não passam de meras especulações, pois a divisão do bolo entre o governador reeleito Marcelo Déda (PT) e seus aliados só acontece depois do 2º turno da eleição presidencial. Primeiro porque todos estão envolvidos com a campanha de Dilma Rousseff (PT). Depois porque a distribuição de cargos por partidos passa pela vitória da petista. Caso o PT vença a disputa nacional, como tudo faz crer, o volume de funções públicas a ser repartido pelos vitoriosos das eleições em Sergipe cresce consideravelmente. Portando, Déda só vai sentar mesmo com seus aliados políticos após o 2º turno. Até lá, tudo que se disser não passa de conversa mole para boi dormir, ou de exercício de futurologia.

 

Pré-Sal em debate

 

Quem estará em Aracaju esta semana é o presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli. Vem participar, quarta-feira próxima, do Seminário sobre Pré-Sal e o Futuro do Brasil. O evento acontecerá no Campus da Universidade Federal de Sergipe. Um dia antes, a Petrobras promove o Curso de Energia, das 13 às 16 h, no Hotel Mercure, na Orla de Atalaia. O seminário sobre Pré-Sal vem sendo realizado em todas as capitais do país.

 

Caça aos traíras

 

Entrevistado por Chico Freire no Jornal do Dia, o deputado federal e vice-governador eleito Jackson Barreto (PMDB) mandou um recado aos ocupantes de cargos em comissão que fizeram corpo mole na campanha, ou não apoiaram Déda. Segundo ele, quem agiu assim é melhor pedir demissão e ir servir a quem quiser, pois não é correto permitir que pessoas contra o governo continuem ocupando cargos comissionados. Pelo visto a limpeza vai ser grande.

 

Dinheiro a rodo

 

É impressionante o volume de crédito colocado à disposição dos empresários. Reunido com na Câmara de Diretores Lojistas/Aracaju, o superintendente do Banco do Nordeste em Sergipe, Antônio César de Santana, anunciou que a instituição tem R$ 20 milhões para emprestar aos comerciantes. Segundo ele, os juros praticados pelo BNB são os mais baixos do mercado. Na mesma reunião estavam o superintendente do Banco do Brasil em Sergipe, Rubem Hansen, e um representante da Caixa Econômica Federal. Ambos tinham o mesmo objetivo de Santana.

 

Pré-Caju

 

O prefeito Edvaldo Nogueira assina às 10h de hoje, o decreto autorizando a
liberação do uso do espaço público para o desfile de blocos e trios elétricos durante a 20ª edição do Pré-Caju, que acontece de 20 a 23 de janeiro de 2011. Conhecida como a
maior prévia carnavalesca do Brasil, o Pré-Caju gera cerca de 10 mil empregos diretos e
indiretos, dinamiza diversos setores da economia e garante uma ocupação de quase 100% da rede hoteleira.

 

Dilma preferida

 

A candidata Dilma Rousseff (PT) é vista como a melhor para “dar atenção à população mais pobre” e “manter o crescimento do poder de compra da população”. Pesquisa do Ibope revela que a petista também lidera as respostas em relação a qual candidato seria o melhor para “manter a economia forte e o crescimento do poder de compra da população”. Ela obteve 51% das respostas, contra 36% de Serra. O tucano é visto como o mais preparado para “melhorar a qualidade da saúde e dos hospitais”.

 

Eleição no MP

 

Procuradores e promotores de justiça vão ás urnas nesta segunda-feira para eleger a lista tríplice da qual sairá o novo procurador geral do Ministério Público Estadual. A eleição acontecerá durante o período da manhã e cinco candidatos estão na disputa: os procuradores Maria Creuza Figueredo e Moacyr Soares da Mota e os promotores Elias Pinho, Euza Missano, Deijaniro Jonas e Orlando Rochadel. Caberá ao governador Marcelo Déda (PT) escolher quem vai substituir a procuradora geral Maria Cristina Foz e Silva Mendonça.

 

Varejo reunido

 

No começo de novembro, o presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, Roque Pellizaro, se reunirá com os empresários do varejo sergipano. Será durante o 6º Encontro Nacional das Federações de Câmaras de Dirigentes Lojistas do Brasil, que acontecerá de 4 a 6 próximo em Aracaju. “Esta é uma grande oportunidade para divulgar Sergipe, além das questões que serão debatidas na plenária nacional”, afirma Gilson Figueiredo, presidente da FCDL/Sergipe e coordenador do Encontro.

 

Medo do feriadão

 

Tanto Dilma Rousseff (PT) quanto José Serra (PSDB) estão cortando um prego danado por conta do feriadão que se avizinha. Os dois temem que a maior parte dos que vão viajar e, portanto, deixar de votar no domingo, seja de eleitores seus. Analistas políticos acreditam que o feriadão vai aumentar a abstenção em cerca de 10%, sendo que boa parte desse eleitorado é composta por servidores públicos e integrantes da classe média. Os primeiros são votos de Dilma, enquanto os outros preferem Serra.

 

Do baú político

 

De 1946 a 1947, Sergipe foi governado pelo interventor federal e coronel do Exército Antônio Freitas Brandão. Na divisão dos cargos entre as lideranças políticas locais, coube ao Partido Republicano indicar o Chefe de Polícia, tendo sido escolhido o jovem advogado Armando Rollemberg. Ao assumir, ele proibiu que se batesse em presos, decisão que foi cumprida quase à risca. Claro que aqui e acolá o sujeito levava um ‘sapeca Iaiá’ daqueles. A novidade foi se espalhando e cruzou as divisas de Sergipe. Certo dia, estava Armando Rollemberg em seu gabinete, quando um policial entra para informá-lo sobre a prisão de quase uma dezena de ladrões, que vinham aterrorizando os sergipanos. Ele pede para falar com os marginais e começa perguntando sobre suas origens. Foi então que um deles disse serem da Paraíba: “Soubemos que aqui não se bate mais em preso e resolvemos mudar pra cá”. O chefe de Polícia manteve a ordem de não bater, porém, desde aquele dia, todo bandido de outro Estado era colocado no trem e liberado em Salvador, onde a Polícia descia a madeira sem dó nem piedade.

 

Resumo dos jornais

Clique aqui para ler os destaques de capa dos principais jornais do Brasil

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários