DNIT/SE: Ismael Silva tapará o buraco da BR-101?/

0

   “O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Em ofício enviado ao Fórum Empresarial, o DNIT/SE não esclareceu os questionamentos que foram feitos em relação ao início e conclusão das obras do trecho da BR-101 na saída de Aracaju, apenas disse que está dando as providências de forma emergencial, uma resposta vaga e criticada pelo Coordenador do Fórum, Alexandre Porto.

Agora com a mudança no DNIT e a ida de Ismael Silva para  assumir o órgão, será que ele conseguira resolver o problema do buraco na BR-101?

Ou será que vai sair aquele velho discurso dos políticos dizendo que está chegando agora, ainda vai analisar o assunto e dará também que dará as providências?

Essa é a pergunta que todos do Fórum Empresarial tem feito. "Espero que o novo Superintendente do DNIT tenha agilidade pra resolver essa questão de forma imediata, assim como agilizar também a duplicação da BR-101" afirma Alexandre Porto.

Um detalhe: Ah sim! Diga-se de passagem o ofício foi respondido mais de uma semana depois do envio e somente após a publicação deste blog criticando a demora na resposta.

Ricardo Roriz como diretor da Segrase. O governo perdeu o fio da meada
O ex-prefeito de Santana do São Francisco, Ricardo Roriz, foi empossado como novo diretor administrativo-financeiro da Segrase, Ricardo, como prefeito responde a diversos processos pelo pagamento irregular de verbas, inclusive na área da educação. O governo perdeu o fio da meada.

CdoB-SE participará da Construção da Frente Nacional Popular e Democrática
Seguindo orientação do Comitê Central, o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) em Sergipe realizará um a ampla mobilização em prol da Democracia. Para tanto, a sigla comporá, no estado, a Frente Nacional Popular e Democrática, protagonizando junto a outros partidos a organização dos Atos.

Conquistas
O objetivo da frente te como foco a defesa das conquistas dos trabalhadores, alcançadas nos últimos 12 anos, e o respaldo ao governo Dilma Rousseff, mesmo com a construção de abordagens críticas aos planos de ajuste econômico.Segundo Dayvid Souza, secretário de Movimentos Sociais do PCdoB-SE, “a frente tem um caráter claro de unir forças democráticas a fim de evitar que o país ceda às forças conservadoras e retroceda em avanços e conquistas históricas da jovem democracia brasileira”.

União
Para Dayvid, este é o momento para a união das forças de esquerda para o enfrentamento da intentona golpista da direita, que, segundo ele, tenta derrubar a presidenta eleita democraticamente pela maioria dos brasileiros. “Precisamos estabelecer a ordem democrática que está ameaçada em nosso país. Além disso, necessitamos defender a Petrobrás, já que o golpe tem o claro dever de acabar com este que é o maior patrimônio do brasileiro”, ressaltou.

Ato dia 20
Em Sergipe, vários movimentos sociais já garantiram participação na Frente. Entre eles estão a UNE, UBES, MLT, MST, CTB, CUT  e o Partido dos Trabalhadores (PT), além de outros partidos políticos.O primeiro grande ato está previsto para acontecer no próximo dia 20 de agosto a nível nacional.

Arbitro assistente Cleriston Rios não passa em teste físico da FIFA
Foram realizados na última quinta-feira, 06, no Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN), no Rio de Janeiro, os  testes físicos de Arbitragem da FIFA, para os árbitros e assistentes que fizeram parte do Curso Futuro III do RAP,
O teste foi feito por 38 árbitros e assistentes – homens e mulheres – e destes 36 foram aprovados, ou seja, 95%.

Nova oportunidade
O árbitro Heber Roberto Lopes (SC), lesionado, não passou no teste; e Cleriston Clay Rios (SE), árbitro assistente, também não foi aprovado. Os dois terão, ainda neste ano, uma nova oportunidade para realizar o teste físico.

Tocha

O prefeito de Canindé, Heleno Silva, , acompanhado da equipe que irá coordenar o evento da passagem da Tocha Olímpica, em maio de 2016, pela cidade, esteve participando de uma reunião na sexta-feira, 07, Palácio Olímpio Campos, com o ministro do turismo, o vice-governador, representantes do Comitê Olímpico Nacional, prefeitos e diversas autoridades. “Escolhida como uma das cidades, vamos trabalhar para mostrar o nosso turismo, a nossa cultura, o nosso esporte”, disse o prefeito.

Albano presta solidariedade e confia em Temer para liderar entendimento
O empresário Albano Franco prestou solidariedade pessoal e expressou confiança na capacidade, credibilidade e liderança do vice-presidente da República, Michel Temer para propor e conduzir o entendimento nacional neste momento de crise político-administrativa e de dificuldades econômicas que enfrenta o Brasil.

Gravidade
O ex-governador e ex-presidente da Confederação Nacional da Indústria, Albano Franco reconhecendo a gravidade da situação nacional e sensível ao apelo feito esta semana por Michel Temer, tomou a iniciativa de manter contato telefônico com o mesmo para registrar o seu apoio como amigo, empresário e político.

Entendimento nacional
Temer agradeceu o gesto de Albano e reafirmou a sua convicção de que só através do entendimento nacional e com a participação de todas as lideranças dos diversos segmentos, será possível o Brasil superar as adversidades momentâneas para manutenção da estabilidade institucional. Ele falou da sua satisfação também pelas manifestações de apoio já recebidas de importantes lideranças do empresariado.

Membro do conselho da FIESP
Albano Franco, que atualmente é membro do Conselho de Economia da FIESP e conselheiro emérito da CNI, defendeu também a união de todas as lideranças nacionais para o enfrentamento da crise. Nesse sentido, ele elogiou o posicionamento dos presidentes da Federação das Indústrias de São Paulo, Paulo Skaf e do Rio de Janeiro, Eduardo Gouveia Vieira, que publicamente manifestaram apoio à proposta de Michel Temer de entendimento nacional para a manutenção da estabilidade política e econômica.

Terreno de Marinha
O requerimento do deputado federal Laércio Oliveira solicitando a realização em Aracaju de um Fórum de Debates da Comissão Especial do Terreno de Marinha foi aprovado em reunião na, 6. O evento terá a participação de representantes da Prefeitura Municipal e do escritório local da Secretaria de Patrimônio da União. Na justificativa, o parlamentar defendeu que o tema é de grande relevância para os aracajuanos. “Onze bairros da cidade são constituídos por terrenos de marinha. O que for decidido por nos afetará diretamente”, informou Laércio.

Unit no almoço da Acese
Na próxima sexta-feira, 14, no Hotel Radisson, a partir do meio-dia, o superintendente da Universidade Tiradentes – Unit -, Ihanmarck Damasceno, será o palestrante da 5ª Edição do Almoço com Negócios da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe – Acese. O Almoço com Negócios da Acese será uma excelente oportunidade de aproximação do setor produtivo e também de demonstrar, através de números, a intensidade da presença desse grande grupo para a economia sergipana.

Reunião procuradores
A Associação dos Procuradores do Estado de Sergipe – APESE, através do presidente Mário Rômulo de Melo Marroquim promoveu uma reunião, acompanhada de um café da manhã, com a procuradora-geral do estado, Maria Aparecida Gama e os Procuradores do Estado para tratar das principais ações realizadas pela PGE na nova gestão e diretrizes a serem tomadas por meio de parceria de ambas as instituições.

Gestão do conhecimento é tema de encontro no Banese
O “I Encontro de Gestão de Conhecimento Banese”, promovido pela Área de Desenvolvimento Humano e Organizacional (ARDHO) do banco, teve início esta semana com a apresentação da monografia que o funcionário Clinger Santana Santos fez para a conclusão do seu curso de pós-graduação em Gerenciamento de Projetos, no final do ano passado. A monografia teve como tema “A Importância do Gerenciamento da Mudança na Implantação de um Sistema ERP em um Banco Público Estadual”.

Implantação
O estudo trata da primeira etapa do projeto de implantação de um sistema de Gestão Integrada (ERP SAP) realizado pelo Banese entre 2008 e 2009, e do qual Clinger foi um dos participantes. “As mudanças, para que aconteçam, dependem fundamentalmente das pessoas”, disse Clinger ao relatar que na sua monografia procurou destacar o lado humano entre os principais fatores de sucesso da grande mudança organizacional realizada pelo banco com o ERP SAP.

Seminário
Sobre empreendedorismo online e gratuito reúne GUGA  e JORGE PAULO LEMANN.

Repercussão
Foi grande a repercussão do pronunciamento feito pela presidente DILMA ROUSSEF.

Dólar cai
Após intervenção do Banco Central. Série de seis altas da moeda americana é interrompida.

Transexual
Venezuela tem primeira candidata transexual de sua história.

Dilma anunciará Janot
Na próxima segunda-feira, a presidente da República vai confirmar JANOT para um segundo mandato à frente do Ministério Público Federal – MPF.

Acusação
O presidente da Câmara, José Eduardo Cunha, acusa o procurador-geral de sonegar, do STF, coleta de provas.

Panelaço
Das elites obtém êxito, mas sem contar com o apoio dos habitantes da periferia.

Manifesto
O manifesto publicado pelas federações das indústrias – FIES (São Paulo) e FIERJ (Rio de Janeiro) recebeu adesão de várias outras entidades representativas das classes produtoras.

UM POUCO DE HISTÓRIA – O João sem terra assina a Magna Carta
O rei João I, da Inglaterra,  é obrigado pelos nobres a assinar a Magna Carta, que limita os poderes reais. Ela proíbe o rei de criar impostos e alterar leis sem consultar o Grande Conselho, formado por representantes do clero e da nobreza. É o primeiro documento da História a limitar o poder da monarquia. A assinatura desse importante documento, em vigor até os dias de hoje, é o primeiro que limita os poderes monárquicos e fixa os direitos dos vassalos.

Giro esportivo
Raulino e Wallace Sergipano já estão confirmados no Dragão na partida de domingo, contra o Cuiabá, pela série C. /// Continua a novela da liberação do Estádio Augusto Franco, em Estância. /// 4 bilhões em dívidas dos clubes brasileiros. Para pagamento em 20 anos = 240 meses. É muita benevolência com os clubes, que são empresas e cujos dirigentes gastaram uma fortuna, sem qualquer planejamento. /// A FSF já poderia estar pensando nos campeonatos de 2016. /// Desportistas que comandam o COI – Comitê Olímpico Internacional – estão supersatisfeitos com o andamento das obras da Rio/2016. /// Torcida corintiana pede a volta de Pato. /// Pela série D, o Estanciano enfrentará, hoje, o Goianésia, de Goiás. /// Nenê é o mis novo reforço do Vasco.

NOTA SINTRASE  – SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DIVULGA INFORMAÇÃO EQUIVOCADA

        O Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Públicos do Estado de Sergipe (SINTRASE) informa que a nota divulgada pela Secretaria de Estado da Educação (Seed) ontem, 6, à imprensa, a qual afirma que a greve dos servidores "não foi oficializada" e "não é autorizada" está EQUIVOCADA. A greve dos servidores públicos do estado, que engloba as merendeiras, vigilantes, oficiais administrativos e executores de serviços básicos das unidades escolares estaduais, além de servidores dos Centros de Atendimento ao Cidadão (Ceac´s) e demais secretarias estaduais, teve início no último dia 25 de junho e é reconhecidamente LEGAL e OFICIAL. Um ofício foi encaminhado ao Governo no último dia 18 de junho, informando que a categoria da Administração Geral decidiu em assembleia, por unanimidade, pela aprovação do indicativo de greve por tempo indeterminado, e que as atividades seriam paralisadas a partir do dia 25 de junho (como consta em anexo).
        O SINTRASE acredita que a informação, enviada pela Seed para os veículos de comunicação, tenha sido repassada de má-fé, para tentar desestabilizar e enfraquecer o movimento grevista. Cerca de 8 mil servidores em todo o estado, representados pelo SINTRASE, aderiram à greve da categoria, que vem lutando, especialmente, pela implantação do Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos (PCCV) em sua totalidade.
            A greve completa hoje, 7 de agosto, 44 dias, e segue por tempo indeterminado.

NOTA PÚBLICA

Subvenção – ALESE – PSTU defende devolução do dinheiro e prisão dos envolvidos nos esquemas de corrupção

Está comprovado o desvio de verbas da subvenção da Assembleia Legislativa de Sergipe. O ex-deputado Mundinho da Comase, após firmar um acordo de deleção premiada, entregou todo o esquema. O dinheiro era repassado à associações ligadas aos deputados, em seguida, em média de 70% do valor voltava ao deputado por meio de transferência bancária, cheque ou dinheiro.

Os envolvidos não podem seguir impunes. O PSTU defende que o Ministério Público Estadual siga com a apuração, que o dinheiro desviado seja devolvido aos cofres públicos, que os deputados envolvidos sejam cassados e presos.

É hora de dar um basta na impunidade. Não podemos aceitar que os ditos “representantes do povo” sigam fazendo farra com o dinheiro público. Estes mesmo senhores têm a cara de pau de fazer coro ao discurso do governo estadual de que há uma crise no Estado. Crise pra quem? Para pagar o piso dos professores e o reajuste salarial dos servidores públicos o governador Jackson Barreto (PMDB) diz não que tem dinheiro. Para solucionar o caos da saúde não tem dinheiro. Mas, como podemos ver, para farra da corrupção tem.

O escândalo na Assembleia Legislativa de Sergipe mostra a decadência do sistema político brasileiro. Até quando seguiremos acompanhando pelos noticiários esquemas de corrupção como Mensalão, Lava jato, Sanguessuga, Subvenção envolvendo partidos como PT, PSDB, DEM, PP e PMDB? Todos esses esquemas são feitos para que os parlamentares sigam com seus privilégios e as mordomias garantidas com o dinheiro público.

Defendemos o fim dos privilégios e das mordomias dos políticos, a começar pela redução dos salários. Todos os parlamentares devem receber o mesmo salário de um professor da rede estadual de ensino. Defendemos os mandatos revogáveis, para que em caso de corrupção como este das verbas de subvenção os deputados sejam imediatamente cassados. Fim da imunidade parlamentar, os políticos devem ser julgados e condenados pelos seus crimes como os demais cidadãos.

O PSTU vai convocar uma reunião ampliada com outros partidos da esquerda socialista e com entidades dos movimentos sociais para organizar uma manifestação em frente à Assembleia Legislativa. Vamos exigir nas ruas a devolução do dinheiro desviado e a prisão de todos os envolvidos. Os trabalhadores precisam ir às ruas derrotar os deputados corruptos, que atacam nossos direitos. Só assim poderemos ter mudança de verdade e construir um governo dos trabalhadores, sem corruptos e sem patrões. Basta de corrupção! Chega de farra com o dinheiro público!

Aracaju, 07 de agosto de 2015

Vera Lúcia

Presidente Estadual do PSTU Sergipe

HOMENAGEM

América FC: 73 anos, uma epopeia. Glórias conquistadas, por abnegação e paixão  por Joseilton Nery Rocha 

Neste 08 de agosto de 2015, o América FC completou 73 anos de fundação. A sua criação, em Propriá, foi fruto da idéia de um grupo de iluminados abnegados liderado por Durval Feitosa, Pedro Cardoso, Gerdiel Graça, José Rodrigues, Miguel Apolônio, Normando Lima, Eugênio Amaral e José Coutinho. Nenhum possuidor de grandes posses ou afortunados. Outro fato comum entre eles, apenas a vontade de formar uma agremiação de futebol vencedora, nas terras sergipanas.

Entretanto, a instituição do América se originou de uma cisão na Diretoria do EC Propriá, aquele que viria a ser o principal rival do novo clube, desde o início, mas que teve o apogeu principalmente nas décadas de 50 e 60, nas disputas das competições, regionais, estaduais e nacionais, quando o municio de Propriá protagonizou uma significativa parcela do poderio futebolístico, em Sergipe. Tempos de atividades políticas e econômicas vigorosas do município ribeirinho do Velho Chico.

Portanto, das divergências nos destinos do avoengo Propriá (nascido em 1913, o terceiro clube de futebol mais antigo sergipano), o supramencionado grupo de insurgentes fundou o América, sob as cores vermelha, verde e branca. Logo, o Tricolor da Ribeirinha foi adquirindo a simpatia e a receptividade dos propriaenses e demais moradores da região do Baixo São Francisco. Isso fez crescê-lo e alçá-lo à condição de uma potente agremiação não somente no norte, porém em todo o território de Sergipe, pela abnegação dos seus dirigentes, pelo talento dos atletas que possuía e pelo brio dos torcedores. Destaco os idos 50 e 60, novamente, quando conquistou títulos regionais e estaduais, no âmbito de aspirantes, amadores e profissionais, e representou com galhardia todos os sergipanos na Taça Brasil, em 67.

Ao longo da sua bela trajetória setentona, foi notável a participação dos fundadores e dirigentes citados, bem como dos seus sucessores, patronos e conselheiros, tais como José Neto, Hidelbrando Lubambo, Hermes Oliveira, Luiz Tavares, João Batista de Melo (João do SAPS), Ermínio Cardoso, Joaquim Feitosa, Rivalfredo Torres, Isaías Aragão,  Anselmo Ramos, José Manuel Freire, além dos demais abnegados anônimos, nos feitos e grandes campanhas do Tricolor. Com eles, os títulos sergipanos de campeão da Zona Norte, em 48, 54, 55, 56, 57, 58 e 59. Os troféus de campeão estadual em 66 e 2007. O de vice-campeão estadual, em 65. As taças de campeão da Série A-2, em 2006 e 2012. O triunfo da Copa dos Campeões, em 2007. As honrosas participações em certames nacionais, tais como a Taça Brasil, em 67; a Copa do Brasil, em 2008; e o Brasileirão, Série C, em 2008.

No seu percurso, o América revelou inúmeros atletas talentosos para o futebol sergipano, nacional e internacional, transformados em heróis por sua apaixonada torcida. Craques fabulosos e atletas vigorosos foram decisivos, em todas as conquistas. Ouso mencionar Enário, Bobô, Dequinha, França, Geraldo, Vilson e Tiquinho, no título de campeão em 66. Cito Mica, Carlinhos Propriá, Ednaldo, Josa, Alan Dinamite, Marcos Teles e Neném, em 2007. Não poderia deixar de reconhecer aqueles talentosos que não alcançaram o título de campeão estadual, contudo conquistaram o vice-campeonato, em 65, ou triunfaram em certames regionais importantes, ao longo das décadas de 50 e 60, bem como aqueles que propiciaram grandes campanhas nos estaduais, nos idos 70. Cito Dão, Pedro Babu, Abílio, Carlos Silva e Zé Silva (meus primos, ora bolas!), Edmilson e Geofonso, anos 60; Manga, Thenisson, Gileno, Samuca, Furiba, Pereirinha, Evangelista e Pedrinho, anos 70; Quinha, Carlos Alberto, Romero, Celso, Ronaldo, Nenê Moreira, Cassinho e Isaías, anos 80.

Mais um capítulo especial, em duas partes. Primeiro, ainda tive o prazer de assistir os renomados Jurinha e Maromba, que haviam brilhado na Bahia e em Alagoas. Jurinha, inclusive, campeão do único título estadual do Fluminense de Feira de Santana e com breve passagem pelo Flamengo e Palmeiras, muitos não sabem. Maromba, no potente Ypiranga do final de 60. Já em final de carreira, cada um desfilou o seu talento pelo meu Mequinha, o melhor esquadrão de futebol do norte sergipano, em todos os tempos. E, segundo, revelo uma grande frustração: não alcancei Miro, outro genial atleta, que morava numa rua bem vizinha, a Getúlio Vargas, com amigos na sua família, no entanto jamais imaginei, na minha infância, ter sido tão célebre, o quanto repassam torcedores de outros clubes sergipanos e a nossa imprensa. Deixou o futebol cedo, por conta de lesões e não haver as condições tecnológicas para a recuperação que os clubes dispõem hoje. Pelo menos, hoje, me ameniza conhecer a retidão do caráter do cidadão Miro, aqui em Aracaju.

Todavia, caro leitor desta improvisada manifestação, o América FC deve bastante a sua amada torcida formada por ilustres conhecidos e muitíssimos anônimos. Sem a participação intensa e contagiante dos seus torcedores, ao longo de todo a sua caminhada, ouso afirmar que talvez não tivéssemos alcançadas as glórias que nos conduziu ao seleto grupo de clubes vitoriosos e tradicionais do futebol sergipano. Digo influência vital na obtenção dos títulos de campeão, em 1966 e 2007, bem como nos acessos à Primeira Divisão, pela presença entusiasmada em todos os estádios, naqueles períodos. Outrora, o Tricolor da Ribeirinha cresceu embalado pelos gritos de guerra ecoados pelos inflamados americanos, durante as pelejas memoráveis na Passagem, na Vila Operária, no Etelvino Mendonça, no Sabino Ribeiro, no Jackson de Carvalho e no velho Estadual de Aracaju. Algumas vezes sob o rigoroso controle e a coação de aparato policial, em particular, nos idos 60, quando enfrentava os “poderosíssimos” Confiança e Sergipe. Não interessava, desde aquele tempo, ter o futebol propriaense e também o estanciano dominando o cenário.

Um dia, o América, através dos seus dirigentes, deve reconhecer formal e institucionalmente as pujantes figuras como Roque, os irmãos Agnaldo e Nadinho, Vadinho (que também foi um voluntario atleta) e sua barulhenta buzina, a família Almeida – os irmãos Pombo e Ném e a sua esposa Aparecida, Galego, João Cruz, D. Glorinha, além de uma senhora que hoje não recordo o nome, sempre presente com seus gritos de incentivo aos atletas e xingamentos aos árbitros e adversários (risos!), no alambrado do nosso alçapão José Neto, incendiando mais ainda toda a nação tricolor.

Que agora venha logo 12 de setembro, o reencontro físico com a minha paixão tricolor e a sua calorosa torcida, durante a arrancada para a primeirona contra o rival Avoengo. E juntos celebrarmos o recomeço e os seus 73 anos de glórias. Haja mais emoção! Que alcancemos a vitória contra os frita-bolinhos, para homenagearmos o velho Zé de Juca, hoje frágil, pelos seus 82 anos de idade naquele dia.                                                        

                                                        
“Somos ribeirinhos. Um povo lutador. Trazemos no peito o amor ao Tricolor. América, eu sou. Sou tricolor”

*Dedico a Pedro Cardoso, fundador, e Bobô, meu primeiro ídolo, in memoriam. A Lauro Soares, técnico e descobridor de talentos, e Zé de Juca, meu pai, que ainda resistem. Todos me ensinaram a ter uma grande paixão chamada América Futebol Clube.

Blog no twitter: http://www.twitter.com/BlogClaudioNun
 
Frase do Dia
“A sabedoria é buscar os melhores fins de semana com os melhores meios" Francis Hutcheson, teólogo, poeta, escritor e filósofo irlandês, nasceu em 08 de Agosto de 1694 e morreu em 1746.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários