Do estilo de Dilma governar

0

Todo mundo sabe que a eleição de Dilma Vana Rousseff para o cargo de presidente da República deveu-se, basicamente, ao apoio que lhe foi dado por Lula. Após o escândalo do mensalão, o líder sindical que se transformou em um dos maiores nomes da política brasileira em todos os tempos viu que os principais membros do PT que postulavam a candidatura à sua sucessão tinham sido tragados por um tsunami.

 

Assim sendo, figuras de proa como Antonio Palocci, José Dirceu e vários outros foram simplesmente defenestrados do processo eleitoral a ser desencadeado. Lula, em mais uma decisão inesperada, mostrou que é, de fato, um gênio da política. Além de desautorizar o movimento que se formava visando a propiciar, via Congresso Nacional, um terceiro mandato, o então presidente lançava o nome de Dilma para presidente.

 

Claro que houve uma reação dos petistas tradicionais, porque Dilma, com formação política no PDT de Brizola, não era, propriamente, o que os grandes nomes do partido (o PT) queriam. Lula afirma ter conhecido Dilma quando ela era, ainda, secretária de Minas e Energia do governo gaúcho. Ficou, então, impressionado com sua capacidade, com sua segurança, com sua firmeza, que, ali mesmo, pensou ter encontrado a pessoa ideal para sucedê-lo.

 

Algum tempo depois, Lula a convidava para comandar o Ministério das Minas e Energia. Daí para assumir a Casa Civil foi um pulo. Claro que Dilma elegeu-se por causa do apoio de Lula. Mas a nova presidente, possuidora de uma personalidade forte, em um mês, apenas, já mostrou ao país que não seguirá, docilmente, as instruções de seu antecessor.

 

São vários os assuntos em que a titular do novo governo tomou decisões divergentes do pensamento de Lula. Mostra, assim, que os brasileiros terão 4 anos de um governo que apresenta continuidade e, simultaneamente, novidade. Aquisição dos aviões à França, política externa como um todo, salário mínimo, medidas na área econômica, redução drástica dos gastos públicos, tudo aponta para uma predominante intervenção da presidência nas principais questões nacionais.

 

Discreta, a presidenta não gosta de aparecer em público e tem sido bastante econômica nas entrevistas à imprensa, setor, aliás, sobre o qual tem se manifestado em defesa da liberdade de expressão. Contra, portanto, qualquer medida restritiva à atuação da mídia, que considera um dos pilares do regime democrático. O plano de Lula no que diz respeito a 2014 pode ser alterado. Porque ninguém tem dúvida, a esta altura, de que Dilma fará um bom governo. O que, certamente, a credenciará a concorrer a um segundo mandato.

 

Ibama atua em invasão em Canindé

E depois que este espaço alertou para a invasão de dezenas de “barracos” na beira do rio São Francisco em Canindé o MPF e o Ibama começaram a atuar com firmeza na área. Ontem, 09, fiscais do Ibama destruíram cinco alicerces pronto em invasões. “Os “barracos”, são na verdade casas de veraneio construídas por pessoas que acham que podem tudo na região, principalmente invadir uma área de preservação ambiental como são as margens do rio São Francisco.

 

Ações judiciais para demolição

Quanto as cerca de 20 “barracos” que já estão prontos, o Ibama ingressará rapidamente na Justiça pedindo pressa para demolir todos eles. A medida foi recebida com entusiasmo pelos moradores da área que já estavam preocupados com a morosidade para acabar com as invasões. Se deixassem, as margens de toda extensão do rio na região se transformaria em áreas de lazer particular. Agora é esperar que a Justiça conceda rapidamente a ordem de demolição dos outros “barracos”.

 

Acessos

Para uma dúzia de leitores espalhar: o que alguns comemoram de acessos em suas colunas em um mês, este pequeno espaço, comemora em um dia. Quem sabe um dia o blog resolverá mostrar os dados aos leitores. Vai frustrar muita gente que torce contra. São dados reais, da Infonet, mensurados através do Google.

 

Edvaldo anuncia mudanças na segunda,14

O prefeito Edvaldo Nogueira em conversa com o titular deste espaço disse que na próxima segunda-feira, 14, à tarde anunciará as mudanças no secretariado para estes dois anos de governo. Ele confirmou que nas áreas da saúde, secom e finanças seus titulares, Silvio Santos, Marcos Cardoso e Jeferson Passos continuam.

 

Dulcival também fica

Em primeira mão o prefeito Edvaldo Nogueira disse ao blog que o secretário de Planejamento, Dulcival Santana continuará no cargo.  Dulcival faz parte da safra de técnicos da Caixa que nos últimos anos vêm prestando grande serviço a administração pública, tanto em nível estadual como municipal. São técnicos competentes e com visão, não só administrativa, mas política.

 

Dois coringas

Bosco Rolemberg (gabinete) e Lucimara Passos (Emsurb). O prefeito não confirmou a permanência dos dois, mas o blog tem a certeza que Bosco e Lucimara vão continuar na administração. Podem até ser remanejados, mas são uma espécie de coringas do prefeito Edvaldo Nogueira. Cotada também a ex-deputada Tânia Soares para assumir uma pasta importante.

 

Conversa com lideranças

Edvaldo disse que já conversou praticamente com todas as lideranças da coligação e terá outra conversa com o governador Marcelo Déda. “Nós conversamos rapidamente sobre as mudanças nos governos, trocando idéias”, disse. Sobre as pré-candidaturas a prefeito de Aracaju, Edvaldo disse que é legitimo qualquer partido lançar, mas que só discutirá as eleições no próximo ano. “Agora só penso em administrar e mostrar o trabalho que estamos fazendo”, disse, lembrando que em 2006 com o apoio da coligação e da população teve seu trabalho de 2 anos e 9 meses referendado com a reeleição.

 

Saúde

Edvaldo Nogueira estava ontem em Brasilia onde participou de audiências. Uma delas, ontem à tarde, foi acompanhado do senador Valadares e do deputado federal Valadares Filho, com o ministro da saúde, Alexandre Padilha. Mostraram o quadro atual de Aracaju, que tem pouco mais de 500 mil habitantes e 2 milhões de cartões do SUS, reivindicando o aumento do teto financeiro enviado pelo ministério. Pediram também que o hospital Nestor Piva seja transformado numa Unidade de Pronto Atendimento – UPA, para receber mais recursos.

 

Discussão sobre o SUS

Edvaldo disse que mostrou ao ministro a necessidade de discutir o SUS, que deu certo, mas precisa mudar alguns aspectos que já estão superados, como por exemplo, a modernização da gestão, dando uma especial atenção a remuneração das especialidades e as carreiras profissionais. “Mas isso tem que ser uma discussão nacional”, disse.

 

Resolutividade

Na audiência o deputado federal Valadares Filho (PSB) ressaltou que a preocupação maior de todos é buscar mais recursos para que o sistema de saúde de Aracaju tenha uma maior resolutividade, por conta do número grande de usuários do SUS. Para o deputado Aracaju precisa de mais recursos, porque mesmo sendo um exemplo de capital, que mais investe, cerca de quase 20% da receita corrente liquida, ainda necessita de investimentos para que a rede funcione perfeitamente.

 

Defesa

Ainda na audiência, como líder do PSB no Senado, Valadares colocou a bancada à disposição do ministro Padilha para defender as políticas do ministério, ajudar na aprovação de projetos e matérias legislativas de interesse da Saúde e elogiou as ações do ministério, como as de combate à dengue, de fortalecimento das farmácias populares e de melhoria de gestão para comprar medicamentos pelo menor preço e, com isso, ampliar os atendimentos.

 

10 milhões de reais

Uma auditoria que está sendo realizada em determinado setor de uma instituição pode chegar a bagatela de 10 milhões de reais, jogados, literalmente no ralo nos últimos anos. Tudo com a complacência de um gestor que tem, pasme, caro leitor, 32 anos cuidando do mesmo setor.

 

Ferro velho

É um absurdo a situação de boa vida que tem os ferros velhos em Sergipe. Há dois anos foi feito uma blitz, pela SSP, onde vários proprietários foram presos. Hoje estão todos soltos e reinando entre Aracaju, Feira de Santana e outras cidades. Aliás, sobre ferro velho há muito tempo, foi aprovada uma lei de autoria de Bosco Mendonça para cadastramento e regulamentação do setor. Ficou só no papel.

 

Vazamento consertado

A água que jorrava há meses em frente ao número 39 na rua Japaratuba, bairro Santo Antônio, em Aracaju, parou de jorrar. A divulgação do problema nesse espaço foi fundamental para alguém tomar uma providencia e estancar o desperdício.  Vitória dos leitores!

 

Reclamação

Moradores dos bairros São José e 13 de Julho voltam a reclamar da água entregue pela Deso. No bairro São José um morador está procurando meios para ingressar na Justiça porque perdeu diversas camisas brancas, por conta da cor da água.

 

Grande desvio

Enfim depois de quatro anos apurando o primeiro grande desvio.A partir de auditoria realizada pela CGE, o TJ/SE condenou os ex-gestores do DETRAN e do IPES a restituírem R$ 13,4 milhões aos cofres do Erário Estadual, em face das irregularidades cometidas na contratação da ONG – SASE – Saúde, no período de 2004 a 2005.Tal processo é decorrente de Ação Popular que fora de autoria do então Deputado Gilmar Carvalho, cujos autos haviam sido arquivados no MPE por falta de provas, mas o processo foi reaberto e teve seu desfecho no julgamento do último dia 19 de janeiro.

 

Clubes de Sergipe receberão milhões

Não tem outra explicação. Os clubes de Sergipe que participam do campeonato de futebol este ano vão receber milhões da emissora TV Atalaia, que transmitirá alguns jogos ao vivo. Por isso aceitaram os jogos no sábado à tarde, às 15h. Horário bom somente para quem vai receber milhões das transmissões, mas péssimo para o torcedor sergipano. Os torcedores fugiram dos estádios neste horário maluco, com certeza. 15h, no calor que está fazendo é sacrificar os jogadores.

 

Cadê as atrações?

Outro detalhe será que os novos dirigentes do futebol sergipano não percebem que precisam trazer atrações para os torcedores? Tem muito jogador bom de bola, famoso no mercado, que por conta da idade avançada, não tem espaço nos grandes públicos. Jogadores que seriam atrações para os torcedores. Com certeza!

 

Aterro: MP julga improcedente representação

O Ministério Público Estadual (MP) julgou Improcedente representação feita pelo Instituto Acauã e o Sindicato dos Jornalistas (Sindijor) contra a Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) por ter concedido licença ambiental prévia e de instalação a empresa Estre Ambiental S/A para construção de um aterro sanitário em Rosário do Catete. O parecer foi dado pelo promotor de justiça do MP na área ambiental, Gilton Feitosa Conceição.

 

Transparência

Em seu parecer, o promotor afirmou que não houve violação às normas ambientais ou mesmo de licitação pública por parte da Adema. Disse ainda que não houve nenhum ato ilícito referente a concessão da licença ambiental a Estre e mandou arquivar a representação sem dar consequência investigativa. Para o secretário de Estado do Meio Ambiente é presidente da Adema, Genival Nunes, o resultado do despacho não poderia ser diferente. “Trabalhamos com transparência e responsabilidade. Todos os empreendimentos, quer seja do Governo, quer seja de iniciativa privada, são tratados com o mesmo rigor ambiental que a constituição ambiental rege”, declarou o secretário.

 

TC: conselheiro inova com calendário I

Numa das últimas sessões do Pleno realizadas no ano de 2010, o colegiado do Tribunal de Contas do Estado (TCE) divulgou a nova tabela de composição das áreas sob responsabilidade de cada conselheiro. A redistribuição dos cerca de 300 jurisdicionados entre as Coordenadorias de Controle e Inspeção (CCI”s) foi obtida mediante o sorteio realizado bienalmente e passará a vigorar no próximo mês de março.

 

TC: conselheiro inova com calendário II

Responsável pela 5ª CCI, o conselheiro Clóvis Barbosa de Melo, por exemplo, divulgou uma tabela onde especifica o período exato em que os técnicos de controle externo irão inspecionar cada um dos 55 órgãos e entidades que lhe competem.”Estamos disponibilizando por entendermos que é importante esses órgãos terem um conhecimento prévio do momento no qual vai haver a inspeção. Acredito que também seja uma forma de transparência do Tribunal de Contas do Estado para com seus jurisdicionados”, afirmou o conselheiro.Entre os órgãos que serão inspecionados e terão suas contas referentes a 2010 analisadas pela equipe comandada por Clóvis Barbosa estão diversos municípios sergipanos e câmaras municipais, além do Tribunal de Justiça, Ministério Público e secretarias de Estado.

 

Esmese com nova direção

Na manhã de 8 de fevereiro de 2011, o vice-presidente do Tribunal de Justiça de Sergipe, Desembargador Osório de Araújo Ramos Filho, apresentou à Esmese a nova diretora da escola, a Desembargadora Maria Aparecida Gama da Silva. Na ocasião, a desembargadora assinou a ata de posse assumindo suas funções de Direção da Esmese para o biênio 2011/2013, conforme § 3º do artigo 21 da Lei nº 4.701 de 24 de dezembro de 2006.A Desembargadora Maria Aparecida Gama da Silva foi eleita por unanimidade na sessão administrativa do Pleno do Tribunal de Justiça de 2 de fevereiro.

 

Dr. Gonzaga vai cobrar conserto das calçadas

As péssimas condições das calçadas de Aracaju, em sua maioria, esburacadas, desniveladas e com obstáculos que dificultam o seu uso pelos pedestres, é um tema que o vereador Dr. Gonzaga vai continuar discutindo na volta dos trabalhos na Câmara Municipal, na próxima semana. “Essas péssimas condições oferecem risco constante de acidentes, especialmente aos idosos e deficientes”, explica o parlamentar.

 

Turismo

Pelo trabalho desenvolvido nos quatro anos do primeiro mandato, o deputado Valadares Filho (PSB) foi indicado pela bancada como titular da Comissão de Desporto e Turismo. Além dela Valadares Filho será titular também da Comissão de Defesa do Consumidor e vice-líder da bancada que tem hoje 34 parlamentares. A liderança ficou com Ana Arraes (PSB-PE), filha de Miguel Arraes e mãe do governador de Pernambuco, Eduardo Campos.

 

OAB/SE promove curso prático para advogados I

Esta gestão inovou ao incluir na solenidade de entrega de carteiras aos novos advogados a promoção de curso prático oferecido gratuitamente pela OAB/SE por meio da sua Escola Superior de Advocacia (ESA). Neste ano, a OAB/SE promove o primeiro Curso Prático gratuito nos dias 21 a 24 deste mês com aulas ministradas à noite, às 18h30, no auditório da OAB/SE, localizado à Travessa Martinho Garcez, 71 no Centro de Aracaju.

 

OAB/SE promove curso prático para advogados II

O presidente da ESA, Márcio Conrado, lembra que este é o terceiro curso prático oferecido gratuitamente pela OAB/SE aos advogados devidamente inscritos nesta Seccional. O curso é voltado para os novos advogados que receberão as credenciais da OAB/SE em solenidade que acontece no próximo dia 25, mas a diretoria estendeu o benefício a todos os advogados interessados em aperfeiçoar-se profissionalmente.

 

Adolescentes e o Sergipe Alfabetizado

Descobrir um mundo novo através da escrita, da educação e de atividades lúdicas, deixando no passado histórias tristes de envolvimento em atos infracionais. É com esse objetivo que os mais de 50 adolescentes, que estão na Unidade Socioeducativas de Internação Provisória (Usip) da Fundação Renascer, participam das atividades do Sergipe Alfabetizado. As aulas acontecem de segunda a sexta-feira, nos dois turnos, e são lecionadas por três professores.

 

Atendimento individualizado

Das aulas do Sergipe Alfabetizado na Usip também fazem parte a apresentação de filmes. “O atendimento é individualizado. O trabalho é desenvolvido a partir do nível de cada um”, ressalta a assistente social Lidiane Costa, acrescentando que nas atividades desenvolvidas outros profissionais, além dos professores, integram-se ao projeto. “Assistentes sociais e psicólogos também participam desse processo”, diz Lidiane.Segundo a pedagoga Cláudia Cardinale Nunes Menezes, nas aulas os adolescentes têm a oportunidade de perder a timidez e falar de si mesmo, além de expressar o lado família e emocional.

 

Intervalo de 15 minutos para bancários

O Sindicato dos Bancários de Sergipe entrou com ações no Tribunal Regional do Trabalho contra os Bancos em atividade no Estado de Sergipe, por descumprimento a determinações contidas na CLT – Consolidação das Leis do Trabalho. As ações dizem respeito ao intervalo de 15 minutos, antes de jornadas extras, que não estão sendo respeitados. No último dia 24, o juiz da 2ª Vara do Trabalho, Luiz Manoel Andrade Meneses, deu sentença favorável ao Sindicato contra o Bradesco.

 

Memória política

Eterno Secretário de Imprensa do Governo do Estado, o brilhante advogado João Marques Guimarães entrava governo, saía governo, mesmo na época das renhidas lutas entre o PSD e a UDN, mantinha-se, galhardamente, no cargo. A Secretaria de Imprensa, que era como se chamava a atual Secretaria de Comunicação Social, tinha um proprietário vitalício. Certa feita, um repórter dirige-se a Marques Guimarães, fazendo-lhe uma pergunta: – “Dr. Marques, como o senhor explica o fato de sempre conseguir permanecer no mesmo cargo durante tanto tempo?” – A resposta de Marques Guimarães, que era gago, veio, de chofre: – “Meu filho, eu não sou como o cão, que gosta do dono, mas sim como o gato, que gosta da casa.” Grande causídico, tinha larga experiência no júri. Sua permanência na chefia do setor de imprensa do governo estendeu-se até o governo Luiz Garcia. O seu sucessor foi o jornalista João Oliva Alves, em 1963, no governo Seixas Dória.

 

Figuras de Sergipe – Lourival Fontes

Natural de Riachão do Dantas, exerceu papel importante na política nacional. Em 1939, assume a chefia do DIP – Departamento de Imprensa e Propaganda – na ditadura Vargas. Após a morte de Getúlio Vargas, em agosto de 1954, Lopurival Fontes consegue eleger-se senador por Sergipe, através de uma coligação liderada pelo PTB e apoiada por vários partidos, dentre os quais a UDN – União Democrática Nacional. Ao final de sua vida, Lourival Fontes escreveu o livro “Os bilhetes de Getúlio”, obra que contribuiu bastante para a compreensão da Era Vargas. Faleceu em 06 de março de 1967, vitimado por um edema pulmonar. No fim de sua vida, Lourival Fontes, o temido chefe do DIP, teve como companheiros os livros e os animais. Fonte: Personalidades Sergipanas, de Luiz Antonio Barreto, pesquisador, jornalista e historiador.

 

Livro

“Brasil: uma História” – Autor – Eduardo Bueno. Editora – Leya, São Paulo, 2010. A obra apresenta um novo olhar sobre o Brasil. Eduardo Bueno é escritor, historiador, jornalista, tradutor e editor. Como jornalista, trabalhou nos principais órgãos de imprensa do país. Destaque para sua atuação no jornal Zero Hora, de Porto Alegre e O Estado de São Paulo.

 

Glossário

Eleição a bico de pena – Forma de eleição praticada na República Velha antes de 1930, cujo voto era aberto e não secreto, caracterizada pelo controle dos caciques políticos sobre os eleitores.

 

Salário mínimo X Imposto de Renda

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB), transmitiu um recado direto para a base aliada. O reajuste da tabela do IRPF só acontecerá após a aprovação do salário mínimo de 545 reais.

 

Presidente x Presidenta

Discussão travada entre Marta Suplicy e José Sarney, anteontem, no plenário do Senado Federal. O presidente do Congresso, José Sarney, referiu-se a Dilma como presidente da República. A senadora por São Paulo, que presidia a sessão, advertiu Sarney, dizendo: presidenta da República, senador. Ocorre que do outro lado estava um membro da Academia Brasileira de Letras – ABL, que retrucou: senadora, ambas as formas estão gramaticalmente corretas. Tem razão o político maranhense, que está na vida pública há quase 60 anos. Marta calou. Mas continua chamando a Dilma exclusivamente de Presidenta. Aliás, os órgãos de comunicação social do governo só usam a opção Presidenta.

 

Fantasma de volta?

A equipe econômica nega, mas está bastante preocupada. O monstro da inflação está voltando. O ministro Guido Mantega acalma os ânimos, dizendo que a partir de março haverá um recuo nos índices inflacionários. A meta para 2011 é 4,5 por cento.

 

Alexandre Porto toma posse na segunda, 14

O novo presidente da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese), o empresário Alexandre Porto, o mais jovem a ocupar o cargo na presidência da instituição centenária, toma posse segunda-feira, 14, às 19h30, no Hotel Mercure. Na cerimônia de posse também serão empossados Maurício Vasconcelos, Marco Aurélio Pinheiro, Miriam Nunes, Wladimir Torres, Juliano César Farias e Thiago Teixeira nas vice-presidências, bem como os novos conselheiros do Conselho Deliberativo para o biênio 2011/2013.

 

Sucesso esperado

Debates de assuntos internos e externo, sessões plenários, recepções, festas tradicionais sergipanas, comida típica e muita alegria para recepcionar a família maçônica de todo o país. Estes são alguns dos principais ingredientes da programação da XL Assembléia Geral Ordinária da Confederação da Maçonaria Simbólica do Brasil, que acontecerá em Aracaju de 2 a 7 de julho no Radisson Hotel Aracaju. Toda equipe da Grande Loja Maçônica de Aracaju vem trabalhando efusivamente para que o evento alcance o tradicional sucesso das edições anteriores. Além de toda programação, que está sendo cuidadosamente elaborada, Sergipe também espera a família maçônica de braços abertos com todas as maravilhas naturais que lhe são peculiar.

 

Elizabeth Bishop

 Está sendo comemorado o centenário de nascimento dessa grande poeta americana, que passou um bom tempo no Brasil, no Estado de Minas Gerais. Nasceu em 1911 e faleceu em 1979. Elizabeth viveu por cerca de duas décadas em nosso país. Nos Estados Unidos, seu nome é considerado uma das figuras mais importantes da literatura americana. Três obras da autora estão sendo lançadas, no momento: Novas antologias de poesia, de prosa e a correspondência da escritora com a revista “New Yorker”. .” Mesmo tendo vivido muito tempo no Brasil, Eliazabeth Bishop é, praticamente, desconhecida, em Pindorama. A casa em que a poeta viveu, em Ouro Preto (MG), está à venda. O preço é 3 milhões e 800 mil reais. A frase do Dia ao final da coluna é um trecho de um poema dela

 

Bibliotecas

O programa oficial de criação de bibliotecas não avança, em nosso país. A causa desse atraso do projeto é a falta de apoio dos municípios. Um dado espantoso – das 1.126 cidades que receberam kits com livros e estantes, só 215 comprovaram abertura de bibliotecas públicas.

 

Demissões

Direção da TV Cultura de São Paulo realiza cortes e demite 150 funcionários. O canal é administrado pela Fundação Padre Anchieta. Em abril, a emissora estreia nova programação.

 

Transmissão de jogos

A decisão do Clube dos 13 de vender os direitos de transmissão das próximas edições do Campeonato Brasileiro para apenas uma emissora não exclui a  possibilidade de as partidas serem sublocadas para outra rede de televisão, a exemplo do que ocorre hoje com a Globo, em relação à Band. A grande diferença é que agora o Clube dos 13 terá que autorizar o negócio.

 

Futebol sergipano

Resultados de ontem: São Domingos 1 X 0 Olímpico – Itabaiana 4 X 1 Socorrense – Sergipe 1 X 0 América.

 

Complemento da segunda rodada

Hoje, à tarde, na Vila Operária, em Estância – Estanciano X Confiança. À noite, no Batistão – River Plate X Guarani.

 

Taça Libertadores da América

O Fluminense estreou com um empate, no Engenhão (Rio de Janeiro), diante do Argentino Juniores, por 2 X 2. Rafael Moura fez os dois gols do tricolor carioca.

 

Amistoso internacional

A seleção brasileira de futebol foi derrotada, ontem, por 1 X 0, pela França. O gol dos franceses foi marcado por Benzema. O Brasil fez um bom primeiro tempo  e caiu muito de produção no tempo final. A partida foi realizada no Stade de France, em Paris.

 

DEBATE – Trânsito em Aracaju

 

Ações que precisam para os pedestres

Do leitor Pedro Dias: “Muita coisa precisa ser feita em Aracaju para que os pedestres tenham o seu direito reconhecido. Vc tocou em vários pontos, mas penso que ainda precisam ser explorados outros. Como exemplo, a falta de sinalização luminosa para pedestres, que se tem em todas as capitais brasileiras. Para se ter uma idéia, o pedestre aracajuano tem que estar olhando os sinais para, em alguns casos, adivinhar qual será o seu momento de passagem. Tem situações em que ele sequer tem visão dos dois semáforos para veículos (ex: o cruzamento detrás da Catedral; a depender da posição, o pedestre tem que “adivinhar às cegas” quando tem que se deslocar). Se ele tem prioridade, os semáforos para pedestres deveriam ter sido instalados antes dos radares de controle de velocidade.E essa situação é grave porque onde existe faixa de pedestre sem sinalização o pedestre tem prioridade. Se o semáforo fica escondido do pedestre (mas visível para os carros), o pedestre pode colocar a sua vida em risco pensando que teria a prioridade.Outra situação que merece atenção é o fato de que as construtoras, quando executam obras que adentram nas calçadas, não respeitam o Código de Trânsito Brasileiro, que determina que o caminho ocupado pela construção seja refeito para o pedestre e sinalizado para os carros; se necessário, adentrando na pista e com a devida sinalização. O que se vê é que, em Aracaju, o pedestre tem que lutar por espaço com os veículos quando é forçado a sair da calçada. Como sugestão, essa parte poderia ser objeto de um trabalho do MPSE junto às construtoras mediante Termo de Ajustamento de Conduta. O pedestre e o trânsito sairiam ganhando”.

 

Guardas são credenciados para atuar no trânsito

dos questionamentos acerca de legalidade da aplicação de multas por guardas municipais que atuam como agentes de trânsito em Aracaju, o município esclarece que está amparado pela lei e que não há qualquer decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que torne inconstitucional o exercício da função de agente de trânsito pelo guarda municipal.Segundo a Procuradoria Geral do Município (PGM), o Código de Trânsito Brasileiro (lei federal nº 9.503) afirma que a autoridade de trânsito – no caso de Aracaju, a SMTT – tem o poder de credenciar pessoa civil ou policial militar para o exercício das atividades de fiscalização, operação, policiamento ostensivo de trânsito ou patrulhamento.O artigo 24 do referido código diz ainda que compete aos órgãos e entidades executivos de trânsito dos municípios executar a fiscalização de trânsito, autuar e aplicar as medidas administrativas cabíveis. O artigo 280 acrescenta, em seu § 4º, que o agente competente para lavrar o auto de infração pode ser servidor civil, estatutário ou celetista, ou ainda policial militar.Além disso, a lei municipal nº 2.984, de 28 de dezembro de 2001, que cria o plano de carreira da Guarda Municipal de Aracaju, afirma ser uma das atribuições do guarda municipal a fiscalização do trânsito de veículos no município, desde que credenciado pela autoridade de trânsito. Nesses casos, ele recebe uma gratificação especial.

 

DO LEITOR

 

Esclarecimentos DER/SE rodovia Lourival Batista

De Antonio José de Vasconcelos, Diretor Presidente – DER/SE: “Em resposta ao leitor do seu Blog, que fez alguns questionamentos sobre as obras da  Rodovia Lourival Baptista informo que: “As obras de reconstrução da Rodovia, Lourival Baptista foram licitadas em dois lotes. O primeiro lote consiste na reconstrução da rodovia com alargamento ( a rodovia antiga tinha uma largura média  pavimentada de 6 metros passando para largura de 11 metros) dos trechos entre a rodovia BR 101 e a entrada da Colônia 13, e entre a saída da Colônia 13 para Lagarto e a divisa SE/BA, totalizando 69 km (obra praticamente concluída faltando apenas complementação da sinalização). O segundo lote que compreende o trecho urbano da Colônia 13, que  teve um tratamento especial, sendo a pista principal duplicada, com mais duas pistas frontais  aos imóveis, com iluminação e paisagismo nos dois canteiros entre a pista principal e as pistas em frente aos imóveis. Nestas obras o Governo de Sergipe está investindo R$ 43,5 milhões.  Como em qualquer outra obra de engenharia,houve a necessidade de se fazer pequenas alterações no projeto, principalmente na parte urbana, onde houve a necessidade de remoção de rede elétrica, rede de distribuição de água, rede de telefonia e a desapropriação de alguns imóveis que tinham interferência com a obra. Não faz sentido a crítica nas dimensões da rodovia  e conseqüente dificuldade na ultrapassagem de veículos, como também na qualidade do asfalto (todo asfalto utilizado em Sergipe é proveniente da mesma refinaria localizada na Bahia). Já acionamos a Empresa responsável pelo lote da Colônia 13 para agilizar a conclusão das obras. Hoje a obra de reconstrução da rodovia Lourival Batista, já está com 90% dos serviços executados, portanto não faz sentido alguém imaginar que as obras não serão integralmente executadas”.

 

Memória apagada em Aju, praias, esgoto, lixo e tudo mais

Israel Raimundo,de São Paulo: “Estive em Aracaju por duas vezes neste fim de 2010 e inicio de 2011. Muitas coisas observei nesta cidade, alem de fotografias que tirei, mas ainda não pude escrever nada por falta do valiosíssimo tempo.Observei que em bairros nobres e antigos o patrimônio histórico está dando lugar aos arranha céus, vários prédios antigos, casarões no bairro 13 de Julho, Jardins e São José, principalmente estão sendo demolidos e muitas obras já estão em andamento. A ânsia pelo dito progresso está apagando a memória da cidade. Aracaju é uma cidade para elite sergipana, os netos dos senhores dos engenhos, escravagistas, assassinos dos indígenas.Outra questão que precisa de um pouco de atenção são as praias sergipanas. O que esta acontecendo e não é de hoje é a posse indevida de toda orla de Sergipe pelos bares e hotéis a beira mar, esta privatização é resultado de uma mente capitalista que visa o lucro em detrimento do meio ambiente. Essa pratica de fechar a praia e tomar conta da praia com centenas de mesas e cadeiras é uma violação ao meio ambiente e a vida dos animais que diretamente são prejudicados, por exemplo, neste período que tartarugas marinhas vão desovar nas praias.Com o “desenvolvimento” imobiliário da cidade, outro problema gerado é o lixo e esgoto. Apesar de ser cobrado o tratamento do esgoto nas contas de água, os esgotos de Aracaju são jogados in natura nos canais, rios, riachos, córregos e mangues que cortam e ou contornam a cidade, que os munícipes apelidam de Coco Beatch. Isso é uma vergonha, uma cidade que se preza preserva seus recursos hídricos e tanto o estado como o município quando fazem algo é esconder o problema com obras de canalização e galerias subterrâneas, levando toda a merda direto para o rio Sergipe ou praias.Sem contar o monte de lixo que fica depositado ali no mangue da 13 de julho, uma vergonha, tanto para o poder publico, como para os moradores da cidade, que se já não bastasse o lixo provindo do descaso do governo municipal, ainda joga lixo de suas festinhas e entulhos de reformas da casa direto ali no mangue. Pessoas pagam milhões naqueles apartamentos, mas que não ligam para o lixão que se forma a do outro lado da avenida. Uma coisa que encontrei no lixo que me deixou contente e pode ser uma saída para o problema foi um grupo de criança e adolescente, que trabalham fazendo apresentações de circo nos semáforos da cidade. Eles fazem suas ferramentas de trabalho com o lixo do mangue, isso mesmo transformam o lixo em instrumentos de malabares, fantástico. A reciclagem é a saída que diversas famílias encontram para sua sobrevivência e é uma saída para a humanidade. Aquelas crianças e adolescentes é a saída para os problemas da cidade de Aracaju, por dois motivos: 1) a arte é um grande aliado no processo de educação, para alem disso é uma saída para o desemprego. 2) a soma da arte com a reciclagem do lixo é um avanço fantástico, poder envolver crianças neste processo é a garantia de um futuro e de solução dos problemas. Nos semáforos de Aracaju, você encontra essas crianças, a solução pro lixo, a solução pro desemprego, a solução para educação ambiental. Vou te mandar as fotografias que tiramos na cidade, que ilustra tudo isso: lixo nas ruas, lixo no mangue, esgoto sem tratamento, crianças reciclando o lixo, etc. etc”.

 

Ditadura no Egito

Do leitor Gilson Costa: “O “efeito manada” de vez em quando domina nossa imprensa, em especial aquela que se acha com poderes para impor sua visão ao resto do país.Até dia desses   não se ouvia falar que o Egito vivia sob uma ditadura. Agora quase tudo que se lê sobre aquele país o coloca como sob regime ditatorial , até sanguinário.    Dizem que são quase trinta anos de autoritarismo, comandado por Mubarak.Interessante é que só agora ficamos sabendo disso. A imprensa diz que são cerca de trinta anos e nada se leu ou se viu sobre o assunto até parte da população do país ir para as ruas exigindo democracia. A que se deveu tamanho silêncio? Será que nossa imprensa foi surpreendida por uma ditadura de 30 anos? Ou será que foi em razão da perda de prestígio do governo egípcio junto aos americanos que levou nossa imprensa a descobrir que aquele o povo, o egípcio, vivia tutelado por uma ditadura?Felizmente também ficamos sabendo que depois de Israel era exatamente o Egito o país mais beneficiado pelos dólares americanos. São bilhões de dólares nos últimos anos. Estamos assistindo a mais um processo em que os americanos, com medo de perder sua influência na região, tenta manter algum poder negociando uma saída para Mubarak , mas mantendo o controle sobre o processo eleitoral que se realizará em setembro. Tudo dentro do jogo traçado pelo governo americano.  Tentam apenas perder os anéis mas protegendo os dedos.E diante de tudo isso somos massacrados por informações manipuladas, produzidas nos Estados Unidos e espalhadas mundo afora. É o efeito manada”.

 

Área de reserva ambiental

Comentário de CCC: “É incrível o descaramento das autoridades deste Estado. Na Zona Norte, mais precisamente no Conjunto Bugio, os moradores da periferia (ou zona de expansão), foram obrigados a sair das casas que construíram com tanto sacrifício, sendo que as autoridades alegam estarem em área de reserva ambiental, para morar de favor ou até mesmo debaixo dos elevados, enquanto na Zona Sul, uma Construtora de “nome” (famosa no Estado), está construindo condomínio de luxo NA ÁREA DE RESERVA AMBIENTAL, próximo a ponte do Parque dos Cajueiros. Veja só como anda a desigualdade social no Estado de Sergipe, exatamente na capital, tudo isso por causa do CAPITAL (DINHEIRO) que rola entre as autoridades de merda do Estado. Mas as eleições vem aí..”

 

ARTIGO

 

Quando o Circo para (do “Panem et circenses” e não do “Circo Singular”)

Eduardo Menezes*

 

Sobre a interrupção do show da artista Patrícia Polayne, na praia da Caueira no último sábado, dia 05/02. Minha opinião.A atitude do profissional que o fez, está sendo de público contestada, quando deveria ser entendida e acatada. E nem vou dizer elogiada, pois sei que nenhum dos técnicos que conheço se sentiriam bem a fazer o que foi feito.

 

O fato é que o técnico foi contratado para fazer a organização e o gerenciamento do palco. E o fez.Ele não merece uma medalha por isso, mas merece respeito. E agora, após uma vaia, a organização do evento e a cobrança de culpados, o técnico virou bode expiatório. E até onde eu sei, a artista não aceitou as desculpas.

 

O referido técnico, agora acusado simplesmente por fazer o seu trabalho, é um profissional competente, e hoje bem situado na música popular brasileira. Tendo saído de Sergipe para trabalhar Brasil afora com grandes artistas nacionais. É um profissional gabaritado em diversos trabalhos aqui no Estado, a exemplo dos nossos festivais. Todas essas credenciais, com certeza, pesaram na hora de sua contratação.

 

Uma das suas incumbências no palco do festival era justamente a de manter os horários: o das passagens de som e também do início e término dos shows. E mesmo com atraso na passagem de som, se houve, não justifica esticar o show.

 

 A atitude de parar o show não foi solista. Se previamente foi dada a ele essa incumbência, foi acertada. Pode e deve ter sido uma atitude solitária e dolorosa, mas de muita personalidade.E não adianta alguém levantar a bandeira de que foi com um “artista da terra” (confesso que esse termo me da náusea), pois o artista seguinte era daqui também, só que num palco menor, na arena multicultural. Para só então, depois de volta ao palco grande, a atração pop.

 

 Poderia acontecer a qualquer um que extrapolasse o horário e estivesse sujeito às regras do festival. Desde que tivesse alguém com ponderação e carta branca, para resolver e assumir os pepinos. Tudo isso previsto em contrato. Aliás, ótima oportunidade para rever as cláusulas contratuais. O acertado não sai caro nem barato.

 

 Confesso que é engraçado ver gente twitando sobre o que não sabe, achando falta de educação e de respeito. Mas são essas, as mesmas pessoas que cobram que os shows funcionem bem, que comecem e terminem nos horários. Pessoas que como público, cobram em um show a beira mar, em um festival com varias atrações, a mesma pontualidade e qualidade de um show em um teatro.

 

Sempre questiono esses mecanismos que movem o que acontece nos bastidores. E sempre achei que faltava aqui a figura de um gerente de palco e quando possível, coloco isso de forma clara aos agentes públicos que estão nos eventos e que trabalham para sua realização. E eles sabem.

 

 Se eu fosse listar o que já aconteceu comigo em eventos públicos ou privados, começaria falando de passagens de som que não acontecem, ou de como tocar sem palco para bateria, ou tocar com teclados no palco sem ter tecladista e com percussão sem ter percussionista, e ainda ouvir que isso é bobagem e estrelismo e que deveríamos agradecer. Melhor não, a lista seria quilométrica. Quem é do meio sabe muito bem do que estou falando. Prefiro poupá-los. Mas só para completar, já toquei sem iluminação de efeitos por que a atração nacional disse que ninguém usava, só eles. Tendo a luz sido contratada e paga pelo contratante não pela banda.

 

 Tenho um exemplo a nível nacional do que aconteceu aqui sábado.Na ultima edição da Feira Brasil de Música, ocorrida em Minas Gerais, entre os dias 8 e 12 de dezembro de 2010, o show de um grande artista do Pará foi interrompido por ter excedido o tempo.  Houve vaias e protestos, mas de imediato o mestre de cerimônia entrou no palco e não deixou a bola cair. Explicou o que estava acontecendo e pronto. Cada artista tinha direito a 35 minutos de show e eles já estavam em mais de 40 minutos e anunciando a próxima música.Na noite anterior no mesmo palco um artista de Pernambuco teve o show interrompido pelo mesmo motivo. Depois do atraso de 10 minutos, o suficiente para três músicas, quem acredita que a próxima será a última?

 

 Melhoramos muito nos últimos anos, hoje os artistas tocam e são razoavelmente remunerados.O que faz as outras engrenagens funcionarem muito bem. A cadeia produtiva está a pleno vapor, mas…

 

 Precisamos ser cada vez mais profissionais e menos fãs. Vejo nos bastidores um brilho nos olhos de muitos que trabalham com os artistas e acho que às vezes essas pessoas esquecem que tem um show para acontecer e que alguém tem que estar pronto e consciente para agir. Show e diversão para quem assiste, não para quem trabalha.

 

O artista independente de ser local ou não, tem que ser tratado com respeito e atenção. Mas ele deve, sobretudo, cumprir bem o seu papel durante o entretenimento e respeitar tudo que está a sua volta, não só o publico, mas também seus companheiros de trabalho como músicos, técnicos, produtores e também outros artistas.

 

 Estamos falando aqui não da diferença de um artista nacionalmente reconhecido e de um artista local. Mas sim de uma grande artista local, em ascensão, que prolongou seu show cobrindo o horário de outro artista local, que se apresentaria em um palco menor. E de quebra, expôs um profissional dos bastidores ao julgamento e a ira popular. Isso antes de causar qualquer problema com o artista de fora. Estamos falando de nós.

 

 Gostaria de ver outro pedido de desculpas, o único que deveria ter sido feito e faria algum sentido, de quem hoje, alguns dias depois, tenha consciência do que fez. E que não deixe dúvida quando a culpa cair sobre alguém que não tem o microfone na mão e um público encantado com seu talento para seguir, mas apenas os horários e os egos para administrar.

 

 *Técnico operador de áudio.

 

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun

 

Frase do Dia

“A arte de perder não é nenhum mistério; / tantas coisas contêm em si o acidente / de perdê-las, que perder não é nada sério”. Elizabeth Bishop, no poema “One Art”.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários