Do leitor e do compromisso histórico

0

O leitor que acompanha este espaço há muito tempo sabe que este jornalista não foge à luta nem a qualquer embate (no sentido democrático da palavra). E tem a humildade suficiente para reconhecer quando erra e pedir desculpas publicamente, mas também de continuar na luta, quanto tem não só certeza de sua análise, mas também provas concretas.

E mais do que isso: qualquer um jornalista que tem um espaço diário para expor seus pontos de vistas, principalmente na área política, sabe que não é apenas mais um formador de opinião, mas principalmente pode levar uma mensagem que ficará guardada para ser cobrada ou enaltecida futuramente. É o compromisso histórico com a verdade.

O blog agradece humildemente os vários e-mails, comentários e telefonemas que recebeu por conta do último artigo publicado (antes do descanso carnavalesco) com o título “Da fragilidade da “coalização” dedista”. O blog tem a certeza que a responsabilidade aumentou por conta de vários telefonemas de pessoas do chamado circulo intelectual do Estado de Sergipe.

O artigo mostrou que a “coalização” de Déda não resistirá muito tempo e que o empresário Edvan Amorim lançará o nome do senador Eduardo Amorim como candidato ao governo de qualquer forma. Com base em declarações de um petista histórico, foi publicado que “ele representa um retrocesso maior do que o retorno da direita ao poder devido ao modo “novo” de fazer política, sem qualquer vestígio de ideologia, baseado na mercantilização completa do processo eleitoral”. Foi lembrando também que “a trajetória do líder maior do agrupamento, Edvan Amorim, não resiste a uma análise mais minuciosa: de empresário falido e envolvido em financiamentos sob suspeita, em pouco tempo tornou-se abastado, dono de emissoras de rádio e de latifúndios em outros Estados. E nos bastidores os petistas lembram que por coincidência nos dois primeiros anos do último governo João Alves (2003 e 2004) Edvan comandava os DAFs da saúde e educação. Isso sem falar no patrimônio político-eleitoral crescente, em Sergipe e fora, onde podem ser contabilizados dezenas de prefeitos, deputados federais e estaduais e senador”.

Pela repercussão do artigo é notório que muita gente não esperava tamanho resultado e fenômeno eleitoral em tão pouco tempo na política de Sergipe. E que o governador Marcelo Déda certamente vai pagar eleitoralmente caro o descarte de “antigos” novos aliados. É daí que vem o adágio popular “quem tudo quer nada tem”. A mercantilização e o poderio econômico no processo eleitoral foram público e notorial, parecia logística do show business, deixou atônitos eleitores, lideranças e até mesmo autoridades.

 É um “novo” mais “velho” jeito de se fazer política, onde a palavra e os acordos são seguidos à risca. E como diz a letra daquele samba “…está nascendo um novo líder, no morro do pau da bandeira…lê lê lê lê, lê lê lê lê lê lê lê lê”

E o compromisso com o leitor é analisar para que ele possa refletir todo o processo político que se avizinha. Com humildade, mas com o compromisso não só com o leitor, mas com a história. A mensagem foi dada, cabe a cada um assimilar da melhor maneira…

Liberação de atletas I

No esporte quando há extinção de uma federação, os atletas pertencentes às equipes filiadas ficam liberados, podendo assim ingressar sem problemas em outras agremiações. É exatamente isso o que alguns políticos pretendem com a formação de novos partidos que, logo depois passariam por um processo de fusão ou de incorporação. Aí então, a farra passa a ser geral, livrando-se os seus participantes do princípio da chamada “fidelidade partidária”.

 

Liberação de atletas II

É o caso específico do PDB, liderado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM). Dos planos dele constam dentre outros aspectos a fusão do novo partido político com o PSB – Partido Socialista Brasileiro, que cresceu bastante no último pleito e que tenciona emplacar o nome de Eduardo Campos, neto de Arraes, como candidato a vice-presidente, em 2014. Durma-se com um barulho desse tipo.

 

PDB

Com a perspectiva de seu novo partido conquistar 35 deputados federais em médio prazo, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, já pensa duas vezes antes de falar em fusão com o PSB. Fontes do Planalto deixam transparecer que a nova sigla será mais útil solteira do que casada.

 

Reforma política

Alguns nomes que integram a comissão especial constituída pela Câmara dos Deputados para tratar da reforma política deixam de cabelo em pé os observadores da cena política. Muitos deles respondem a processos. A referida comissão especial tem na presidência a figura conspícua do sergipano Almeida Lima (PMDB), ex-deputado estadual, ex-prefeito de Aracaju, ex-Senador da República e atualmente exercendo mandato de deputado federal. Sua indicação contou com o respaldo da ala do PMDB liderada pelo político alagoano Renan Calheiros.

 

Eduardo Dutra

Segundo nota publicada na coluna Painel, do jornal Folha de São Paulo, em sua edição impressa de 07.03, o ex-presidente Lula, em conversa recente com um cardeal petista, foi só elogios ao desempenho de Dilma Rousseff, mas se mostrou apreensivo em relação ao comando do partido, hoje nas mãos de José Eduardo Dutra. No entender de Lula, Dutra deveria entrar de maneira mais firme no debate sobre a reforma política, entre outros motivos para fazer um contraponto a Michel Temer (PMDB). Como se sabe, o vice de Dilma é o mais ilustre defensor do sistema chamado “distritão” – do qual o PT não quer ouvir falar.

 

Anderson Gois com um pé no PEN

O suplente de deputado estadual, professor Anderson Gois (PV), vai ajudar na coleta de assinaturas para a legalização do PEN.O Partido Ecológico Nacional está faltando apenas legalizar dois estados para ter o seu registro definitivo e poder concorrer nas eleições 2012, a nova sigla já tem inclusive número, 51. Anderson Gois tem mantido contato com o presidente nacional do novo partido, ex-deputado paulista Adilson Barroso.

 

Boato contra o Viva Esporte I

E dentro da TV Sergipe o comentário é que a nova direção quer acabar com o programa local, Viva Esporte, que completa 10 anos este ano. Um programa que foi conquistado com muito trabalho e uma conquista nacional com a rede Globo liberando a grade de programação. Segundo informações de bastidores a desculpa é que o programa é ruim e não tem os padrões dos noticiários da rede Globo. Então pergunta-se – por que este senhor veio pra cá? Se é que detectou o problema, porque não resolver a invés de acabar.

 

Boato contra o Viva Esporte II

Vale ressaltar que se caso a idéia vá a frente além de ser um golpe duro, principalmente para o esporte amador sergipano, vai resultar na demissão de no mínimo, o apresentador, um editor de texto, um de imagens, um cinegrafista, um motorista, um repórter e um produtor. Na verdade a desculpa do programa não ter um bom nível esconde o desejo da direção geral realizar uma demissão em massa no jornalismo.

 

Ainda a TV Sergipe

No último sábado, 05, que estava ligado na TV Sergipe, pela manhã, para assistir o programa local Terra Serigy (por sinal, excelente programa), percebeu que alguém passou batido na edição porque foi repetido o primeiro bloco duas vezes sobre a história da Somese e uma entrevista com o ex-presidente da entidade, Lúcio Prado. E logo após, antes de iniciar o telejornal SETV 1ª Edição, o apresentador foi colocado no ar de repente e dizia a alguém “…você está brincando comigo”. É sei não, estão querendo “queimar” os profissionais sérios que ficaram na emissora.

 

Déda no Rio de Janeiro

Desde a última terça-feira o governador Marcelo Déda encontra-se no Rio de Janeiro. Nesta quinta ele tem ainda pela manhã, audiência com Roger Agnelli, na sede da Vale. A tarde tem audiência na Petrobras com o diretor de exploração e produção, Guilherme Estrela e depois com Élvio Gaspar, no BNDES.  Amanhã, 11, é o aniversário do governador e ele deve retornar do Rio de Janeiro no domingo.

 

Quebra de hierarquia

Há alguns dias esta coluna publicou uma quebra de hierarquia na Polícia Militar, onde tenentes coronéis assumiram funções de coronéis. O mais grave ainda é que existem coronéis subordinados a estes tenentes coronéis. Pois bem, segundo inmformações o comandante geral determinou a um coronel assumir o comando de policiamento militar do interior. Não é que esse coronel não apenas disse que não iria assumir, como efetivamente não assumiu, permanecendo subordinado a um tenente coronel.  Duas transgressões graves. Entre os oficiais o burburinho é grande. É hora de começar as punições aos coronéis que não querem trabalhar.

 

Saúde e saneamento básico

O professor Fernando Leite, filiado ao PV, realizou no ano passado uma  pesquisa sobre o nível de parasitoses dos alunos do baiiro Santa Maria. Com o apoio do laboratório privado Lamac a pesquisa constatou que 40% dos estudantes estão doentes, agredidos por amebas, lombrigas, esquistossomos. O professor e toda equipe fez o devido tratamento e o trabalho de educação e saúde. O problema é que não adianta ações deste tipo enquanto o saneamento básico não chegar a toda comunidade.

 

Travessia Estância/Indiaroba

E quem precisou utilizar a balsa que faz a travessia Estância/Indiaroba passou por longas filas no feriadão de carnaval. A empresa responsável pela travessia colocou apenas uma balsa, talvez porque não espera muito com a ponte que está em construção. O problema é que o Governo do Estado deveria fiscalizar essa travessia e obrigar que não apenas tivesse  outra balsa nos feriados e finais de semana, mas também deixasse de parar às 17hs.

 

Novidades no blog do Clóvis

Vejam agora em http://clovisbarbosa.blogspot.com/: Prefácio do jornalista Orlando Dantas, da antiga Gazeta de Sergipe, sobre o livro de Acrísio Tôrres, “Sergipe/Crimes Políticos, I, de 1906 a 1930”, reproduzido em série no blog.  Conheça um dos maiores poemas do poeta português Fernando Pessoa, Tabacaria. Conheça Pagu, ou Patrícia Galvão. Ela tem lugar garantido na lista das figuras femininas mais importantes do século passado. De aparência e personalidade marcantes, era a “nova mulher brasileira”, segundo o poeta Augusto de Campos. Além de causar burburinho entre o grupo de modernistas, do qual foi proclamada musa, entregou-se à vida de corpo e alma.

 

Obra na Coroa do Meio

A Prefeitura de Aracaju está concluindo as obras na Avenida Desembargador Antônio Gois (que

Aos poucos, entulhos estão sendo usados para aterrar o mangue.
margeia o mangue), na Coroa do Meio. Estão sendo construídos o museu do mangue, duas quadras, dois parques infantis, um espaço para saúde e toda infra-estrutura. O local está ficando bonito, mas é preciso que a Prefeitura chamem os moradores do local – através de suas associações – para que o espaço seja preservado. Do contrário em poucos meses tudo estará depredado.

 

Mangue sendo aterrado aos poucos

O blog diz isso não por preconceito, mas por passar quase que diariamente pela avenida e notar que em vários locais, próximo a ciclovia, o mangue está sendo aterrado, com a colocação de entulhos pelos moradores. Começam aos poucos a invadirem o mangue, como na foto ao lado, onde um morador, já tomou conta de um espaço em frente a sua residência (após a avenida) e jogou aterro, fazendo de garagem para dois veículos. A Kombi, por sinal, não saí do local. Daqui há pouco coloca uma lona para cobrir os veículos, depois madeira e está feito o “puxadinho” dentro do mangue. É preciso que a PMA fiscalize o local retire todo o entulho que foram jogados em vários locais. Antes que seja tarde…

 

Será uma racha em Itabaiana?

Em Itabaiana partidários de Machado e Luciano Bispo, estão batendo boca diariamente desde que o radialista Marcos Aurélio, secretário municipal da Prefeitura, foi demitido da rádio do ex-deputado federal. Alguns dizem que é problema administrativo, mas outros dizem que passa pelas eleições 2012.

 

Campeonato sergipano

Aberta a oitava rodada. No Batistão, empate de 1 X 1 entre Confiança e River Plate. No primeiro tempo, aos 14 minutos, Raulino marcou para o Confiança. Élder empatou para o River, aos 43 do segundo tempo. Cláudio Francisco Lima e Silva foi o árbitro. Público pagante: 986 espectadores. No grupo A – liderança do Confiança, com 12 pontos ganhos. No B, o River Plate lidera, com 14 pontos positivos. A oitava rodada será complementada hoje, com 4 jogos. À tarde – América X Estanciano; São Domingos X Sergipe e Guarani X Socorrense. À noite, no Presidente Médici, em Itabaiana – Itabaiana X Olímpico.

 

Nas rodovias estaduais

De parabéns a atuação da Polícia Militar, através da CPRv, atuando de forma preventiva e educativa, montou vários pontos nas rodovias estaduais com radares móveis, orientando os motoristas quanto ao excesso de velocidade. Número zero de mortes em rodovias estaduais.

 

Nas cidades do interior

A presença da PM em todos os municípios sergipanos, promovendo a segurança dos cidadãos. O ponto negativo foi a grande maioria das delegacias do interior fechada, dificultando o trabalho da PM, tendo que se deslocar para outros municípios a fim de registrar ocorrências.

 

Na capital

Como sempre, apenas uma delegacia plantonista.

 

Programa do leite

Os pequenos fornecedores de leite do programa estadual vinculado a Secretaria da Agricultura estão há cinco meses sem receber nada. Alguns pequenos proprietários da região de Poço Verde estão desesperados. E não tem resposta alguma da autoridade responsável.

 

Cinefilia

O fechamento do cine Belas Artes, em São Paulo, trouxe à tona um movimento do qual há muito tempo não se ouvia falar. O vocábulo “cinefilia” significa, de acordo com os dicionários, entusiasmo ou paixão pelo cinema. É essa a definição dada pelo Houaiss, um dos mais conceituados da língua portuguesa. De cinefilia, que é substantivo, deriva-se o adjetivo cinéfilo, que significa “aquele que ama o cinema como arte ou forma de lazer, que se interessa por sua evolução e suas realizações”, ainda segundo o Dicionário Houaiss.

 

Antigos cinemas de Aracaju

Como nos últimos anos tem sido acentuado o fechamento das salas de cinema, atualmente restritas àquelas situadas nos Shopping Centers, como ocorre, por exemplo, em Aracaju, é natural que também tenha diminuído o número de cinéfilos, ou, numa linguagem popular, de amigos ou amantes da chamada sétima arte. Houve época, em nossa capital, em que existiam vários cinemas. Isso ocorreu até o final dos anos 80. De 1930 até os anos 80, tínhamos várias salas, quer no centro, quer nos bairros. Os mais antigos contam e lembram-se do Rio Branco, Vitória, Rex, Palace e Aracaju, que, paulatinamente, foram desaparecendo do cenário. Nos bairros, havia o Guarani, no Cirurgia; o Tupi, no Getúlio Vargas e mais o Bomfim, o São Francisco e o Plaza, no Siqueira Campos. Velhos e bons tempos em que ir ao cinema era a principal diversão do aracajuano.

 

Cineclube de Aracaju I

Por muitos anos, funcionou o CICLA (Cineclube de Aracaju), cujos principais líderes eram Alberto Carvalho e Bonifácio Fortes, com sessões freqüentes, de debates e de exibição de filmes de arte, em sua maioria. Isso foi nos anos 50 e começo dos 60. Era, também, a época de Ivan Valença (em atividade até hoje como crítico cinematográfico) e José Carlos Monteiro, que depois foi para o Rio de Janeiro, onde se tornou grande jornalista de “O Globo”. Djaldino Mota Moreno e outros ainda conseguiram manter, durante algum tempo, a chama da cinefilia. E, mais recentemente, foi a vez da turma mais jovem, ligada no super 8 e que foi precursora do CURTA-SE. Numa definição mais moderna, cinefilia abarca a difusão, a crítica e a discussão do cinema.

 

Cineclube de AracaJu II

 As mostras, os debates públicos, as publicações especializadas. Nesse último item, quem não se lembra dos famosos “Cahiers Du Cinéma”? Alberto Carvalho, itabaianense, grande cinéfilo e crítico literário, já falecido, recebeu, nos últimos anos, sincera e justa homenagem da Prefeitura de Aracaju, que batizou com o seu nome uma praça localizada no bairro Jardins. Enquanto isso, o campus avançado da UFS em Itabaiana também leva o nome do grande intelectual sergipano, uma das maiores culturas de nosso Estado, em todos os tempos. Voltando à cinefilia, esse movimento restringe-se, na atualidade, a um pequeno número de participantes. Mas no sentido apenas de freqüentador assíduo dos nossos cinemas, por sinal apenas dois, conta-se com milhares de cinéfilos, para satisfação do Cinemark, rede que monopoliza o setor. E agora oferecendo a grande novidade que é o sistema 3D, embora com preços muito caros. E, por incrível que pareça, cobrando preços diferentes, no Rio Mar e no Jardins.

 

Curiosidade

E muita gente ficou curiosa para saber quem foi o candidato em 2010 que tinha como principal “assessor financeiro” um funcionário de uma estatal federal que viajava para os municípios resolvendo “pendências”. O blog jura que não sabe, mas está investigando. Será que alguém acredita que nas eleições alguém tem coragem de fazer caixa 2 ou mesmo receber doação e não declarar? No Brasil não existe isso não. Todos os políticos são sérios…

 

Comissão de Segurança da Câmara

O Programa Fala Segurança – programa da Caixa Beneficente e vai ao ar todos os sábados de 9h às 12h na Rádio Jornal AM 540 – do último sábado, 5, contou com a presença do deputado federal Mendonça Prado e dos representantes dos conselhos de segurança pública do estado de Sergipe. Convidado pelos gestores da Caixa Beneficente, o deputado federal Mendonça Prado falou sobre a importância de ter sido eleito Presidente da Comissão de Segurança Pública na Câmara dos deputados em Brasília. O deputado federal agradeceu a todos os policiais militares, civis, federais, bombeiros militares que me deram atenção especial e torceram muito pela sua indicação. Agradeceu principalmente ao povo sergipano, a quem tem grande carinho e que o elegeu deputado federal.

 

Pré-julgamento

A entrevista com Mendonça Prado rendeu muitos telefonemas para a produção do programa de ouvintes que ligavam para parabenizar, fazer perguntas e conversar o com parlamentar. A participação da presidente da Federação dos Conselhos de Segurança do Estado de Sergipe, Edvan no Fala Segurança foi essencial para a interação com o tema levantado pelo programa quando lamentou a atitude do vereador Elber Batalha em prejulgar o policial militar que deu voz de prisão ao cantor André Lelis num episódio ocorrido na semana passada.

 

Poluição sonora

A presidente do conselho de segurança pública do bairro Coroa do Meio e Atalaia,  Lívia, participou do programa e denunciou que os moradores do bairro citado sofrem demais com a poluição sonora provocada pelo funcionamento de bares e eventos que não tem um controle de horário e termina ferindo o direito e a liberdade dos moradores. Vários ouvintes participaram do programa parabenizando o papel da Pelotão Ambiental que simplesmente cumpriu o seu papel, atendendo o pedido da sociedade através de uma denúncia telefônica.

Planos de Saúde

Agrava-se, a cada dia que passa, a situação dos usuários dos planos de saúde, quer sejam eles de autogestão ou planos abertos. A evasão de médicos das mais diversas especialidades é preocupante. O motivo principal é o baixo valor pago por uma consulta médica, atualmente 45 reais, em média. A Petrobras, que passou a pagar 80 reais, de forma isolada, contribuiu decisivamente para a crise dos planos de autogestão que integram a UNIDAS, entidade que os congrega e os representa, oficialmente.

 

Segundo escalão

Dos 170 cargos que integram a equipe do segundo escalão, 124 ficaram com o PT. O PMDB indicou 13, embora tenha a vice-presidência e controle 6 ministérios.

 

Aeroportos

O governo vai enviar ao Congresso, nos próximos dias, projeto que trata da abertura dos aeroportos brasileiros para a iniciativa privada.

 

Marco regulatório

Gilberto Carvalho, secretário-geral da presidência, trabalha na elaboração de um marco regulatório para a relação entre governo e ONGs – (organizações não-governamentais).

 

Pesquisa

Segundo pesquisa do DIEESE, as mulheres recebem, de salário, no Brasil, em média, 76 por cento do que é pago aos homens.

 

Superávit

1 bilhão e 200 milhões de dólares foi o superávit da balança comercial brasileira, no mês de fevereiro. O resultado apurado representa o triplo do valor registrado em fevereiro de 2010.

 

Com atraso

Somente 40 anos depois os Estados Unidos descobriram que Kadaffi é ditador. Esse chamado “efeito dominó” que sepultou vários regimes diatatoriais têm, de forma enfática, o dedo de Tio Sam. No centro da estratégia geopolítica está o petróleo dos árabes. O Irã que se cuide.

 

Petrobras

A Petrobras confirma que não está em seus planos aumentar o preço da gasolina e de outros combustíveis.

 

Usineiros

Cobram mais incentivos à produção de etanol.

 

Atrito

Dívida de quase 4 bilhões de reais gera atrito entre a União e a Vale.

 

Seguro desemprego

24 por cento foi quanto aumentou a despesa do governo federal com o seguro-desemprego e o abono, nos meses de janeiro e fevereiro.

Campanha da Fraternidade

Será lançada, oficialmente, na próxima sexta-feira, pelo arcebispo de Aracaju, Dom José Palmeira Lessa. O tema da campanha, liderada pela CNBB, este ano é “Fraternidade e vida no planeta”. É a Igreja Católica também preocupada com o meio-ambiente.

 

Colégio de Líderes

Da Câmara Federal tem entre seus membros a parlamentar Jaqueline Roriz, do PMN (DF).

 

Propriá: vereador quer Comissão acompanhando leis

O vereador Antídio Costa Filho, o Costinha, (PMDB) solicitou da mesa diretora da Câmara de Propriá a criação, através de resolução, da Comissão de Fiscalização de Execução das Leis. “Essa Comissão é necessária porque temos inúmeras leis aprovadas e quase nenhuma é efetivamente executada. Não sabemos se a comunidade está sendo realmente beneficiada por essas leis que, ao que parece, não saem do papel”, justificou Costinha.

 

Falta de atenção da SSP com Propriá

Já o vereador de Propriá, Aelson Santos (PDT), considerou o tratamento que a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) dá aos assuntos referentes ao município numa total falta de atenção. Como prova, ele citou a audiência que foi desmarcada entre os vereadores e o secretário João Eloy. “O secretário preferiu receber na quarta, 02, os representantes da cidade de Lagarto e, no mesmo dia, já estava encaminhando equipes da polícia para aquele município, enquanto que a reunião de Propriá foi remarcada para o dia 15”, reclamou.

 

Caixa está emitindo CPF gratuito para mulheres

A Caixa Econômica Federal está oferecendo,de ontem, 09 até amanhã, 11 de março, o serviço de inscrição gratuita no Cadastro de Pessoa Física (CPF). Todas as agências da Caixa estão disponibilizando o benefício em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. O objetivo da CAIXA é possibilitar o acesso das mulheres às políticas públicas do Governo Federal: Programa Fome Zero, Bolsa Família e o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF), além de facilitar o acesso à inclusão bancária e ao microcrédito.A iniciativa ajuda a “Promover a Igualdade de Gênero e a Autonomia das Mulheres”, conforme previsto no terceiro Objetivo de Desenvolvimento do Milênio (ODM). O compromisso foi assumido pela CAIXA junto ao Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

 

USES: Calendário para o1º Semestre I

Em Reunião da Diretoria realizada na semana passada no Auditório do Colégio Estadual Dom Luciano ficou definido o Calendário da Entidade para os proximos 04 Meses. Para o Tesoureiro Geral da USES o estudante Jorielton Oliveira neste Semestre a prioridade deve ser os temas Educação e a Juventude. A reunião Convocou a Jornada Estadual de Lutas que será de 28 de março a Primeiro de Abril e que dentre outras atividades contará com uma grande Passeata pelas Ruas da Capital Sergipana que reunirá Estudantes da Capital e do Interior com a Pauta: Por 10% do PIB para a Educação, por 50% dos Recursos do Pré Sal para a Educação, pela Criação da Universidade Estadual, Pela Meia Passagem Intermunicipal, Pela Expanção da UFS, Por uma Sistemico Plano Estadual de Educação, Por um Transporte Público de qualidade entre outras pautas.

 

USES: Calendário para o1º Semestre II

Segundo o Presidente da USES Aby Custódio o momento é de apreensão pela aprovação do Novo Plano Nacional de Educação que irá vigorar ate 2020. O Estado de Sergipe terá, assim como os outros Estados, a missão de Formular os Seus Planos Estaduais de Educação e a USES não irá se abster deste debate. A ideia é a Entidade Realizar, em Abril, um Grande Seminário que envolverá seguimentos Importantes mais que geralmente nunca são ouvidos nos Debates de Educação que são os Alunos, os Pais e Mães e os Funcionários das escolas para debater uma Proposta de uma Nova Escola Pública que se tornará subsídio para a Formulação do Plano Estadual de Educação. No dia 08 de Abril Realização na Praça Fausto Cardoso o Centro Estudantil de Cultura e Arte que terá grupo de Teatro, de Dança, de Capoeira, Memoriais, Cantinho da Prevenção e muito mais. no Dia 14 de Abril Forum Por uma Nova Escola Pública. No dia 14 de Maio Seminário de Políticas Públicas de Juventude com a provável presença do Presidente do Conselho Nacional de Juventude Rafael Medina e em junho a Segunda Edição do Projeto Se Liga 16 em Parceria com o T.R.E finalizando as Atividades do Semestre.

 

V Festival Banco do Nordeste das Artes Cênicas

O V Festival Banco do Nordeste das Artes Cênicas apresentará ao público, no período de 13 a 27 (Dia Mundial do Teatro) deste mês, um elenco diversificado de atividades orientadas para o teatro, o circo e a dança. Com entrada franca, o Festival acontecerá nos três Centros Culturais Banco do Nordeste (Fortaleza; Cariri, em Juazeiro do Norte, no sul do Ceará; e Sousa, no alto sertão paraibano).Nesta quinta edição, serão realizadas quatro mostras (Palco, Infantil, Rua e Dança), totalizando 32 espetáculos de companhias de seis estados nordestinos (Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Bahia e Sergipe), além de outros três brasileiros (Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná) e um espetáculo internacional, fruto de uma parceria ítalo-pernambucana.Informações completas em: www.bnb.gov.br

 

DO LEITOR

 

Negligência: Curso de Engenharia Civil da Pio Décimo

E-mail de um aluno do curso, devidamente identificado: “A faculdade Pio X é pouco criteriosa em seus procedimentos administrativos e negligente com a qualidade de ensino, uma frustração para eu que apostei na qualidade de ensino desse estabelecimento para a formação de um dos membros da minha família. É comum ver esse meu familiar reclamar que a faculdade não possui bons professores, que professores não comparecem para ministrar as aulas e que a coordenação do curso é inerte. As reclamações recaem sobre o curso de Engenharia Civil, 6º período, o qual possui professores de nível baixíssimo, a maioria deles graduados apenas, “é mais fácil um camelo passar pelo fundo de uma agulha” do que encontrar um professor mestre ou doutor no curso de engenharia civil da Faculdade Pio Décimo, mais precisamente no 6º período. Exemplo do descaso da faculdade é o que ocorre nas aulas de quinta-feira à noite os alunos reiteradamente ficam sem aulas de Análise de estruturas e de Concreto armado porque o professor, que trabalha na empresa Cosil, tem que sair porque “o carro da concretagem chegou na obra”, porque “houve um problema e ele terá de sair urgente”, já se chegou ao cúmulo de ele ter de acompanhar a concretagem e marcar com a turma para receber “aula prática” no canteiro de obras”, nada contra as aulas práticas desde que antes se planeje e de ministre o conteúdo teórico previamente, agora usar a desculpa da aula prática para tentar ludibriar o aluno é no mínimo a zombar da capacidade cognitiva dos discentes, para não se falar em falta de ética. Com base nisso já existe uma movimentação dos alunos para que a turma toda migre para outra faculdade que possui o curso de engenharia civil e que estaria disposta a fazer adequações à grade curricular para receber os frustrados alunos do 6º período de Engenharia Civil da Pio X”.

 

Reajuste tarifa da Deso

E-mail de Carlos Martins: “A DESO anunciou um reajuste de 5,2% nas contas de água a partir de 01/03. Eis que recebi minha conta, leitura executada em 03/03, trinta dias de consumo, corrigida integralmente em 5,2 %. Embora o valor monetário seja, no meu caso, irrisório, este valor multiplicado por milhares de clientes dá um bom lucro indevido à DESO. Verifique a sua conta de água e veja se você também não foi tungado pela DESO”.

 

Carnaval de Neópolis e humilhação do Policial Militar

De um PM devidamente identificado: Às dezessete horas do dia 04 de Março (sexta feira), do corrente ano, apresentei-me para a escala extra-ordinária conforme a “escala de serviço 002/2011” no CFAP – Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças. O que, aparentemente seria mais um dia em que iria cumprir o serviço “voluntário” na cidade de Neópolis, foi o início da apresentação de sucessivos eventos que só mostraram o grau de desrespeito dos políticos e dos dirigentes da segurança pública em relação aos Policiais.Como já disse antes, a escala previa o início do serviço para 17 horas… Para um evento que só começou às 23 horas. E não para por aí. Logo que chegamos também fomos informados que a orientação era que nós fôssemos liberados apenas às oito horas do dia seguinte. Façam as contas: cinco da tarde até as oito da manhã. Isso mesmo. 15 horas de serviço ininterrupto. E se adicionar duas horas de viagem que é o tempo que o microônibus levou de Aracaju a Neópolis, completaria cerca de 18 horas ininterruptas. Por isso que é essencial, urgente, lutarmos pela definição da nossa carga horária. Será que tal anomalia aconteceria se a tivéssemos? Será que o Estado faria isso se tivesse que pagar pela hora adicional do profissional militar? Com certeza não.É… Mas o grau de desrespeito para com os policiais militares não se resume à carga horária. Ao chegarmos ao local flagramos a comida que seria destinada para o lanche dos policiais militares no chão, com baratas passando tranquilamente, conforme foto que segue em anexo. Como se não bastasse não havia banheiro para as policiais femininas, pois a porta do banheiro feminino estava trancada e ninguém sabia onde estava a chave. O banheiro masculino também estava deplorável, não servia nem para vira-lata usar. O descaso para com os militares não parou por aí. Não havia nem água.Contudo, em meio ao caos houve um acontecimento inesperado e que achei por bem divulgar para servir de exemplo… Em nove anos de polícia militar, pela primeira vez vi um oficial se impor contra o desrespeito e descaso com os valorosos policiais militares, o capitão Cavalcante alertou à organização que se os itens básicos comida e água não fossem liberados que retiraria os policiais militares do evento. Uma secretária cara-de-pau do prefeito megalomaníaco que acha que a sua família é dona de Neópolis falou: “É o primeiro dia, amanhã a gente resolve”. Pode? O oficial numa postura digna de aplausos disse: “amanhã é outro dia, quero a solução pra hoje.” Pois… Como seria bom se tivéssemos na popó pelo menos mais quatro oficiais com essa postura, já que a maioria só sabe babar o ovo dos políticos e não estão nem aí para o bem estar da tropa. Parabéns Capitão Cavalcante, tive orgulho de trabalho sob o seu comando. Companheiros vamos  nos unir para convencer a sociedade civil de que é inadmissível ter um profissional de segurança pública sem carga horária definida. Essa é a nossa luta. Vamos seguir em frente, unidos ombro a ombro com a ajuda de Deus. Não é sonho. É palpável… É possível!”

 

ARTIGO

 

Não importa a paternidade, o que importa é a adoção – Eduardo Amorim*

 

A polêmica sobre a ‘paternidade’ da ideia para a construção do Hospital do Câncer de Sergipe – HC – me motivou a opinar e expor claramente minha participação nesse caso. Sou servidor licenciado da Oncologia de Sergipe, com muito orgulho. Desde o início dos anos 2000 faço parte dessa área da saúde de nosso Estado. E a verdade é que agora temos a primeira emenda de bancada para o HC e ela foi, sim, de nossa autoria.

 

Emendas coletivas existem há décadas, mas a nossa foi a primeira nesse sentido. Desde o início do mandato de deputado federal tentei alocar esses recursos. Mas a experiência foi fator determinante para que alcançasse o intento em 2010, quando busquei a Lei de Diretrizes Orçamentárias e a Lei Orçamentária Anual. Muitos gabinetes percorri em busca de apoio. Mas disso extraio apenas uma coisa: estive cumprindo o papel que me foi confiado pelo povo, algo que sigo fazendo, agora como senador.

 

Sugiro, então, alguns caminhos para os que insistem, a qualquer custo, em achar um ‘pai’ para a ideia. Entreguemos a ‘criança’ aos cuidados dos ‘pais’ Osvaldo Leite, Régis Meira, Carlos Alberto Barreto de Mendonça, Antônio Carlos de Freitas Moura, Márcio Botelho, Roberto Gurgel, Edvan Fonseca, Carlos Anselmo e Libânia Santos Silva de Oliveira, dentre outros.

 

Todos sob a supervisão do ‘avô’ Geraldo Bezerra, que é quem melhor conhece essa história. Esses são nomes de alguns dos profissionais da Medicina que, no início dos anos 1980, labutavam no Hospital de Cirurgia, único autorizado à época para o tratamento oncológico em Sergipe. E esse grupo encaminhou, no final daquela década, um documento ao então governador Antônio Carlos Valadares pedindo a construção do HC.

 

E o exame de DNA também pode ser feito com todos os secretários de Saúde desde então, onde me incluo, com uma deferência especial minha para Ivan Paixão e Marta Barreto. O primeiro criou a Oncologia do Huse, que aí está. A segunda me nomeou coordenador dessa área, o que reforçou a nossa luta por um setor oncológico forte e cada vez mais eficiente. Será que nenhum governo sonhou em realizar tão importante obra? Claro que todos se esforçaram, mas esbarraram em um problema até então intransponível: como financiar o hospital.

 

A previsão do orçamento da Saúde para 2011 está em torno de R$ 75 bilhões e não pode, pela Constituição, sofrer cortes. E R$ 20 milhões, valor da emenda proposta, nesse montante, é uma gota. Mas R$ 20 milhões, como parte do total da obra, para nós representa um oceano.

E com a sensibilidade da presidenta Dilma Roussef e do governador Marcelo Deda, sabedores da importância da precocidade na detecção do problema e da continuidade no tratamento de forma qualificada e específica, vamos ajudar a inundar com mais saúde e dignidade a vida de sergipanos, baianos e alagoanos, que cruzam as nossas fronteiras em busca de atendimento. Afinal, os últimos levantamentos indicam mais de 4 mil novos casos de câncer somente entre os sergipanos a cada ano.

 

A tal ‘paternidade’ defendida por aí, portanto, pode ser ampla. Mas de quê isso importa? Quando iniciamos o abaixo assinado em favor do hospital, em momento algum vislumbrei ser dono dele. O que vale é recolhermos dezenas de milhares de assinaturas dos cidadãos para sensibilizarmos as autoridades e, em especial, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, garantindo à emenda o reforço do povo.

 

Um pleito apresentado pela bancada, em bloco, tem força. Mas se ele for fundamentado pelo clamor popular, essa força cresce exponencialmente. E essa é a hora, sendo que caberá ao governador Marcelo Déda ser o grande adotante dessa obra.

 

Mobilizar a sociedade será decisivo na hora da liberação dos recursos, que tem que ocorrer esse ano, já que a emenda tem a validade justamente de um ano. E o tempo urge! Mas se alguém, em sã consciência, vê mesmo alguma importância em encontrar o ‘pai’ da ideia, deixo outra humilde sugestão: sejamos generosos oferecendo logo a família completa.  Que o ‘pai’ seja o sofrimento dos doentes. E a ‘mãe’ seja a necessidade de todos. No mais, juntemos forças e façamos do HC de Sergipe uma realidade.

 

*Senador da República

 

 

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun

 

Frase do Dia

“Se a única coisa que de o homem terá certeza é a morte; a única certeza do brasileiro é o carnaval no próximo ano”. Trecho do livro “Em Liberdade” de Graciliano Ramos.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários