Do Mais Médicos e a elite mafiosa

0

  “O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Plagiando o ex-presidente Lula, nunca antes neste país entidades médicas foram transformadas em quartéis generais da campanha de um candidato. Em todo país várias entidades médicas saíram às ruas pedindo votos para Aécio Neves. E alguns poucos médicos, que fazem parte de uma elite mafiosa, chegaram a intimidar pacientes do SUS que votaram em Dilma.

Após a vitória de Dilma, alguns membros desta elite mafiosa destilaram seus venenos pelas redes sociais contra a maioria dos brasileiros.

Na semana passada, até a rede Globo, através do programa Globo Rural, se curvou ao sucesso do programa. Exibiu uma matéria do município de  Calçoene que fica ao norte de Macapá, capital do Amapá, o segundo estado brasileiro com menos médico por habitante, atrás apenas do Maranhão. No município o povo vive do comércio, da pesca e principalmente da agricultura familiar. Só tinha três médicos, numa média de 03, para cada mil habitantes. Calçoene recebeu duas profissionais de Cuba.Essas médicas vem atuando na prevenção de doenças, reduzindo problemas de saúde como malária, verminose, leishmaniose, mortalidade infantil elevada.

Essa mudança está ocorrendo em várias localidades esquecidas do país.Ao todo, o Ministério da Saúde contratou 14.462 médicos que atenderam em um ano milhares de brasileiros. Em sua maioria, muitos que só conheciam médicos pela televisão.

É mais do que preconceito corporativo, é uma elite mafiosa que prefere tratar da doença e não na prevenção, beneficiando, principalmente laboratórios.

Quando Dilma foi reeleita essa elite mafiosa esgotou os estoques de rivotril em todo país. Sabem que o Mais Médicos com especialidades e realização de exames.

Ao invés de criticar o programa a elite mafiosa deveria pedir desculpas e buscar uma relação mais humana com os pacientes.

Fundo Estadual de Saúde: R$ 32 milhões com a Somese de 2003 a 2006
O blog recebeu a relação dos valores que foram pagos, pelo Fundo Estadual de Saúde, à Somese no período de 2003 a 2006, que superam R$ 32.000.000,00.Então ficam as perguntas: teria a Somese 32 milhões de motivos para esclarecer à sociedade sergipana o destino de tais valores? O que foi feito pelo Tribunal de Contas do Estado? O blog vai à fundo na questão.

Atenção propriaenses: Primeira-dama defende Volta da Ditadura
Lamentável. Propriá, berço de grandes nomes sergipanos, de grandes jornais, hoje vive administrada por um prefeito, José

Primeira-dama de Propriá sendo pintada no rosto por uma das filhas na Av. Paulista em SP. (FSP/Eduardo Anizelli)

Américo e a primeira-dama, Rosangela Lima que defende o retorno da Ditadura, aquele que torturou e matou milhares de brasileiros, inclusive muitos sergipanos. Rosangela foi candidata a deputada estadual obtendo menos de 2,5 mil votos no município.

Em Propriá, Dilma teve quase 10 mil votos
Um desrespeito da primeira-dama com os eleitores de Propriá que votaram em Dilma, quase 10 mil. Será que ela e o marido não querem os votos deles em 2016?  E o pior é que ela é evangélica. A foto saiu no jornal FSP. Aliás, a Câmara de Propriá tem que questionar se a primeira-dama viajou com dinheiro público para participar da manifestação.

Concurso Literário Centenário da Professora Ofenísia Freire. Cadê o resultado?
Mais uma vez este espaço questiona o governo do Estado, leia-se Secretaria de Cultura, Secretaria da Educação e agora, dizem até a Secretaria da Fazenda. Lançaram o Concurso Literário Ofenísia Freire e o resultado deveria ter sido publicado em 17 de março ate agora na apareceu. O concurso é para homenagear os 100 anos de Ofenísia Freire, mês que vem ela completaria 101 anos.

Relançamento do livro Cachaça, Moça Branca, de José Calasans, Amanhã, 04 no Museu da Gente Sergipana
Nesta terça-feira, 04, das 18h às 19h, no Museu da Gente Sergipana será relançado o livro “Cachaça, Moca Branca”, do professor José Calazans. O livro é considerado um clássico na sua especialidade, está sendo lançado em terceira edição pela Universidade Federal da Bahia (Editora da UFBA/Edufba).

Década de 1950
O livro foi escrito na década de 1950 e é tido como uma das mais completas e originais pesquisas sobre a cachaça, produto genuinamente brasileiro que remonta aos tempos da colonização do país, impulsionada pelos engenhos de cana de açúcar do Nordeste. Essa nova edição tem o propósito, sobretudo, de homenagear José Calasans, professor emérito da UFBA e reconhecido pesquisador baiano.

Pesquisa nos anos 40
O livro "Cachaça, Moça Branca" é fruto de pesquisas realizadas por José Calasans durante a década de 1940, tendo sido publicado em duas edições durante o ano de 1951. Na época, suas investigações sobre a cachaça na poética e oralidade popular mereceram observações criteriosas de Luís da Camara Cascudo, Gilberto Freyre, Sodré Viana, Veríssimo de Melo, Manuelito Campos, Ivan de Andrade e Théo Brandão.

Reforma política: amanhã, 04, entidades voltam às ruas de Aracaju
Após coletarem quase 200 mil votos em todo o estado, entre 1 e 7 de setembro, durante o Plebiscito Popular a favor da Constituinte do Sistema Político, entidades sindicais, movimentos sociais e organizações populares de Sergipe voltam às ruas para defender a Reforma Política por meio de uma Constituinte Exclusiva e Soberana.

Necessidade
A atividade acontecerá na próxima terça-feira, dia 4/11, no Calçadão da João Pessoa, a partir das 13h, quando as entidades dialogarão com a população sobre a necessidade da reforma do sistema político para a democracia brasileira.

Plebiscito
Durante as campanhas eleitorais deste ano, o tema da Reforma Política esteve no centro dos debates e agora, após as eleições, a discussão permanece como uma das de maior interesse da sociedade. Nesse sentido, na última semana os deputados Renato Simões (PT/SP) e Luiza Erundina (PSB/SP) protocolaram na Câmara Federal um Projeto de Decreto Legislativo que convoca um Plebiscito de caráter oficial para decidir sobre a Assembleia Nacional Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político.

Agenda pública
Para as entidades que organizaram o Plebiscito Popular em setembro, o momento é de recolocar a luta pela Constituinte no centro da agenda pública de debates. “Aproximadamente oito milhões de pessoas em todo o país se manifestaram a favor da reforma política e aqui em Sergipe foram quase duzentas mil pessoas. Essa é uma mudança que a população deseja há anos e que o Brasil precisa. Por isso, agora precisamos defender a realização de um plebiscito oficial”, afirma Lídia Anjos, do Movimento Nacional de Direitos Humanos.

Ivânia Pereira assume presidência do Sindicato dos Bancários
Por unanimidade, os 36 membros do Sistema Diretivo do Sindicato dos Bancários de Sergipe (SEEB/SE) indicaram o nome da líder sindical Ivânia Pereira para o cargo de presidente do SEEB/SE. No SEEB/SE, o cargo está vago desde o dia 21 de outubro, dia da morte precoce do presidente da entidade, José Souza de Jesus, 56. A deliberação aconteceu na manhã deste sábado, dia 01.

Assembleia extraordinária
A decisão do Sistema Diretivo do SEEB/SE será apreciada pelos associados durante a assembleia geral extraordinária marcada para a próxima quarta-feira, dia 5, às 18h30, na sede da entidade.

Estatutos e vacância
No estatuto do SEEB/SE não existe o cargo de vice-presidente bem como não prevê a substituição automática por nenhum dos demais membros da diretoria. Como consta no estatuto da entidade, para o preenchimento da vacância, o nome é indicado pelo Sistema Diretivo da entidade e deve ser homologado por Assembleia Geral Extraordinária da categoria, em prazo de até 60 dias a partir da vacância.

Diretoria executiva
Sem estabelecimento de hierarquia entre os membros, a administração do Sindicato dos Bancários de Sergipe é exercida por uma Diretoria Executiva composta por 11 membros. Em Sergipe, a Diretoria Executiva do SEEB se reúne regularmente uma vez por semana.

Mutirão Combate do Diabetes foi sucesso no mercado de Aracaju
A Secretaria Municipal da Saúde de Aracaju, através do Secretario Dr.Luciano Paz, juntamente com o Centro de Diabetes de

 Sergipe,realizou o mutirão em homenagem aos Trabalhadores dos Mercados Albano Franco e Tales Ferraz,no dia 25 de outubro de 2014 das 8 às 12 horas,sendo que  as atividades ocorreram na Praça Principal do Mercado Municipal,na Cidade de Aracaju,Sergipe.

Coordenação
Importante salientar que o Mercado Municipal foi o palco desse Mutirão de Diabetes,que teve suas ações Coordenadas pela Associação Sergipana de Proteção ao Diabético ( ASPAD ), entidade ligada à uma das suas apoiadoras Nacionais, a FENAD ( Federação Nacional de Associações e Entidades de Diabetes ), contando com o grande apoio da Prefeitura Municipal de Aracaju,que tem à frente de Suas atividades o prefeito  João Alves Filho.

Apoio
A secretaria Municipal de Saúde forneceu a infraestrutura para a realização do evento,e desta vez contamos com o apoio de 14 voluntários originários do Lions Clube Aracaju/Jardins,além da Equipe de Saúde da UNIT e dos acadêmicos de enfermagem da UFS, sem os quais o trabalho dificilmente sairia a contento em sua plenitude.

Agenda
03 de novembro, segunda-feira.

Começou a valer no último sábado o novo bônus por economia de água em São Paulo. TSE pretende discutir com o Congresso a questão das doações de campanhas eleitorais, segundo seu presidente, Dias Toffoli. /// Multas de trânsito sobem até 900 por cento. Déficit nas contas públicas exigirá ajuste para a meta fiscal. Governo segura repasses de 1,2 bilhão de reais para o setor elétrico. Reunião na Petrobras para tratar de aumento dos combustíveis será retomada amanhã, terça-feira. Metalúrgicas puxam demissão em São Paulo. Fundo cambial, a melhor aplicação do mês de outubro. Montadoras de automóveis guardam mudanças discretas para agradar ao público. Principais lançamentos das marcas já foram feitos ao longo do ano, para reaquecer as vendas.

Curtas
UCRÂNIA PEDE A PUTIN QUE NÃO VALIDE ELEIÇÃO. /// PEDIDOS DE INTERVENÇÃO MILITAR VIRAM PIADA NA INTERNET. /// IRANIANA É CONDENADA A PRISÃO POR TENTAR VER JOGO DE VÔLEI. /// MANIFESTANTES EM SÃO PAULO PEDEM ÁGUA PARA O ESTADO E SAÍDA DE DILMA. /// EMISSÃO DE GASES ESTUFA TEM QUE ZERAR ATÉ 2100, SEGUNDO RELATÓRIO. /// JOGAR PEDRAS PODE CAUSAR 20 ANOS DE PRISÃO EM  ISRAEL.

ESPORTE  – O  ESPAÇO DO ALCEU –  por Alceu Monteiro

Confiança empata e fica em terceiro lugar
Ao empatar com o Tombense (MG), pelo placar de 1 X 1, ontem à tarde, no Estádio Presidente Médici, em Itabaiana, o Confiança encerrou sua ótima participação no campeonato brasileiro da série D, ficando, na classificação final, em um honroso terceiro lugar.

Primeiro tempo
Bastante nervoso, o time comandado por Betinho atuou muito abaixo de sua condição normal, na primeira etapa. Ao apagar das luzes, aos 45 minutos, Élvis abriu o escore para os visitantes.

Segundo tempo
Com as orientações transmitidas por Betinho, e após as modificações feitas pelo treinador proletário, o Dragão corrigiu as falhas flagrantes do primeiro tempo. Aos 20 minutos, Bibi, o melhor jogador do Confiança, assinalou o gol de empate.
Mas o resultado não era suficiente. E o Tombense, que venceu a primeira partida por 1 X 0, classificou-se para decidir o título da série D com o Brasil de Pelotas.

Arbitragem
Coube a Manoel Garrido dirigir a partida. Por sinal, com correção.

Palavra do presidente
Luís Roberto, dinâmico presidente do Confiança, declarou, após o jogo, que estava tranquilo e alegre pela passagem do Dragão para a série C. Falou que o time vai disputar quatro campeonatos em 2015. E isso aumenta a responsabilidade da diretoria. E aproveitou o ensejo para lamentar que a Polícia Militar não fez o seu trabalho no entorno do estádio. E um oficial de justiça esteve presente para confiscar parte da renda, por sinal referente a processo já pago.

Betinho
O técnico do Confiança, Betinho, foi um dos principais responsáveis pelo acesso do Dragão à série C. A torcida proletária, certamente, vai torcer para que o seu contrato seja renovado.

PELO TWITTER

www.twitter.com/srglauco  Esse ato que reuniu 1.000 pessoas em SP pedindo intervenção militar no Brasil é a prova de que não há limites para a imbecilidade humana.

www.twitter.com/rvianna  PSDB quer que Instituto Veritá realize a recontagem de votos, com auditoria paralela do Sensus. E assessoria de imprensa da Veja.

www.twitter.com/ReSorrah  Tucanos não aceitam de forma alguma que Dilma ganhou, caiam na real, as eleições acabaram e já era, o que vcs tinham que fazer já fizeram!!!

www.twitter.com/RegisBeaGalo13  PSDB pede recontagem de quantos jornalistas mineiros foram presos por falarem a verdade sobre os tucanos

www.twitter.com/palmeriodoria  “Abaixo a inteligência!”, bradou um chefe militar fascista espanhol durante a guerra civil.

www.twitter.com/zehdeabreu  Vou dormir, boa noite a todos. Menos pros coxinhas que vão sonhar com o Lula

ARTIGO

O Acirramento eleitoral despertou o Brasil  por Henri Clay Andrade*

O desinteresse da grande maioria dos brasileiros e até mesmo a repulsa pela política era evidente e muito preocupante.

A disputa da eleição presidencial mobilizou a nação, despertando o povo da letargia cívica. Esse foi o salto de qualidade dessas eleições, porque revigorou a cidadania brasileira, apesar da desqualificação do debate e das anomalias do processo eleitoral.

Há muito tempo não se via tamanho envolvimento da sociedade em política.

A urticária coletiva pela política favorece a alienação social, fragiliza a democracia e dá cheque em branco para políticos inescrupulosos manipularem as coisas públicas, sem controle social eficiente.

Não podemos perder esse momento mágico para pressionar por reformas estruturais, fundamentais para o combate à corrupção, para a radical melhoria dos serviços públicos pertinentes ao transporte, educação, saúde, habitação, segurança… As reformas política, administrativa, tributária e econômica são imprescindíveis para diminuir as vergonhosas desigualdades sociais e culturais, para fortalecer a democracia politizando o povo e para alavancar o Brasil a um futuro promissor.

A OAB, sensível a essa eclosão e cônscia do seu relevante papel social, realiza hoje à tarde em Brasília, em sessão especial do Conselho Federal, um ato público de convocação da sociedade civil organizada para instaurar uma forte mobilização popular em prol de uma reforma política séria que possa aprimorar a legitimação do processo eleitoral e instrumentalizar as instituições democráticas e os cidadãos para prevenir, combater e expurgar a corrupção e os corruptos da política. Esse é o ideal. É preciso acreditarmos na força da mobilização popular, mantendo-se aceso o fogo da vontade de mudanças.

A formalização disso tudo deve ser feita no Congresso Nacional, mas a concretização de tudo isso só será realizada nas ruas, com mobilização social e pela força do povo.

*Advogado e Conselheiro Federal da OAB.

ARTIGO

Derrota e vergonha por Moacir Lopes Poconé Neto*

A intensa disputa que se viu nas eleições desse ano não terminou após a apuração dos votos que deram a vitória à candidata Dilma Roussef. Inconformados com a derrota, embora não existam motivos para tal sentimento, os eleitores antipetistas postam nas redes sociais ofensas gratuitas e marcam manifestações que, se não tivessem objetivos tão perigosos, seriam ridículas.

O maior exemplo da insanidade que tomou conta dessas pessoas é, sem dúvida, o pedido de intervenção militar no Brasil. Alegam os ensandecidos que há riscos de o Brasil se tornar uma nova Cuba ou Venezuela. Ou seja: o mesmo discurso que se ouvia há 50 anos, no Golpe de 64, voltou a aparecer nas ruas do Brasil, embora que proferido por poucos adeptos. Mas o inacreditável é que isso esteja acontecendo.

Capitaneada pelo ex-cantor e ex-compositor Lobão (que prometeu ir viver em Miami caso ocorresse uma vitória do PT, mas infelizmente não cumpriu sua palavra), a tal manifestação reuniu cerca de 2.50 pessoas, o que para o que pretende chega a ser um absurdo. As faixas que acusam fraude nas eleições ainda podem ser consideradas como forma de protesto. Embora sem qualquer embasamento mais profundo, acusam o presidente do TSE, Dias Toffoli, de manipular a eleição. A suspeita vem de dois motivos principais: o ministro foi advogado do PT antes de assumir a vaga no STF e o fato de a apuração apenas ter sido liberada às 20h (horário de Brasília), quando Dilma já aparecia na frente do candidato Aécio Neves.

São acusações infundadas, uma vez que a indicação de Dias Toffoli seguiu o que manda o ordenamento jurídico vigente. Se há risco de irregularidade, que antes se promova a mudança da lei que regulamenta a composição da corte máxima do Brasil. Mas a sensação que se tem é que qualquer um que estivesse no comando, seria acusado de corrupto. Para alguns, se teve ligação com o PT, já é considerado suspeito, ou mesmo culpado. Mesmo que sem qualquer prova.

Quanto à apuração liberada apenas às 20 horas, tal fato se deu por conta do Estado do Acre, que, devido ao horário de verão, tem hoje uma diferença de fuso de 3 horas. Assim, os resultados dos votos só poderiam ser divulgados quando se encerrasse a votação no Estado nortista, o que ocorreu justamente às 20 horas de Brasília. Percebam que não há qualquer acusação técnica, em relação às urnas eletrônicas e manipulação de votos. São apenas teorias rasteiras, daquelas que circulam aos montes nas redes sociais e que os mais imponderados tendem a acreditar.

Porém, a vergonha que se viu nas ruas é muito pior que as meras suspeitas acima retratadas. Relaciona-se com algo muito mais perigoso para o Brasil e para as pessoas que zelam pela democracia. É o pedido de intervenção militar, algo que parecia impensável após as atrocidades cometidas pelo exército durante o regime ditatorial que durou 25 anos. Felizmente, trata-se de vozes isoladas que não merecem sequer esse comentário. Pessoas que parecem desavisadas sobre o que tal medida poderia significar para suas vidas e para o nosso país. Ainda bem que as instituições democráticas no Brasil estão cada vez mais sólidas e tais vozes não passarão de mero cochicho. Que assim seja.

*professor e serventuário do Tribunal de Justiça, residente em Lagarto. Acesse: http://www.telhatelha.blogspot.com.br

DO LEITOR

Obras em Santo Amaro ficaram nas promessas de campanha
Do professor e ex-vereador Gilvan Santos: “Quando da campanha de reeleição do saudoso Marcelo Déda , ouvimos em alto e bom som que algumas obras seriam realizadas em nosso município, o tempo passou, Déda nos deixou e quase ao apagar das luzes, já em plena campanha de 2014, o governador Jackson Barreto, fez cumprir as antigas promessas.Duas ou três artérias foram pavimentadas com revestimento asfáltico, para a alegria geral da população que soube agradecer a Jackson Barreto dando-lhes   3.115 votos e contribuindo sobremaneira para a sua reeleição.No entanto, para a DECEPÇÃO da população, os trabalhos que ensejavam pavimentar a entrada do município ( 2,8km) foram paralisados, causando-nos transtornos e tornando aquela artéria num perigoso e arriscado trajeto para que forçosamente o utiliza diariamente.Como sabemos que este blog é lido por gregos, troianos e pela maioria dos sergipanos, fazemos o seguinte questionamento: QUANDO O GOVERNO DO ESTADO ATRAVÉS DA SEDURB CONCLUIRÁ O QUE FORA INICIADO EM PLENO PLEITO ELEITORAL?A população santoamarense  aguarda ansiosa a conclusão do que fora iniciado e abandonado sem nenhuma justificativa. Ou vamos ter que agradar as próximas eleições?”

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun 

Frase do Dia
“A fome e a miséria terão que estar em todos os debates, palanques e comícios.” Betinho, sociólogo e ativista brasileiro, nasceu em 03 de Novembro de 1935 e morreu em 1997.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários