Dom Quixote caboclo

0

A pesquisa parece ser a principal adversária do prefeiturável Almeida Lima (PPS). Ele não pode ouvir falar no assunto que sente calafrios. Maior exemplo disso foi dado sexta-feira passada, quando a assessoria jurídica do PPS conseguiu na Justiça Eleitoral impedir a divulgação da consulta de intenção de votos feita pelo Ibope em Aracaju, e que seria divulgada pela TV Sergipe. Antes, o candidato já havia ameaçado mover ação judicial para prender o diretor do Instituto Única, Alexandre Wendell, só porque a pesquisa coordenada por este o colocou na quarta posição da disputa eleitoral. A continuar brigando com os números, Almeidinha vai terminar sendo comparado a Dom Quixote de La Mancha, um pequeno fidalgo castelhano que, de tanto ler romances de cavalaria, perdeu o juízo e saiu pelo mundo brigando com moinhos de vento.

Enrolão

Veja o que escreve o veterano jornalista Ivan Valença no Jornal da Cidade: “Para enrolar quem nos pede alguma coisa é só dizer que vai constituir um grupo de trabalho para estudar o problema”. A confissão foi feita sexta-feira passada pelo candidato a prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM), no almoço da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe.

Moradia

A Caixa Econômica Federal em Sergipe fechou o primeiro semestre de 2012 com investimento superior a R$ 588 milhões no crédito habitacional, crescimento de 67,9% quando comparado com o mesmo período do ano passado. O montante possibilitou o financiamento de 6 mil unidades habitacionais na capital e no interior do estado. Só no mês de junho passado, a contratação foi superior a R$ 150 milhões. A expectativa é superar a marca de R$ 1 bilhão de investimento no setor até o fim deste ano.

Vai pra briga

Após ter sido duramente criticado pelo dublê de político e empresário Edvan Amorim, o governador Marcelo Déda (PT) prometeu reagir. “Nada ficará sem resposta. Ser agredido por Edvan Amorim, cujo perfil e caráter falam por si, é uma das maiores glórias da minha vida pública e privada. Sergipe saberá toda a história, capítulo a capítulo, de cada político que integra o grupo liderado por este moço”, promete o petista. Cruz credo!

Tristeza

O blog solidariza-se com o deputado federal Laércio Oliveira (PR) e a juíza de Direito Adelaide Moura pela repentina morte da filha do casal, a publicitária Mariana Moura. Ela foi vítima de embolia pulmonar após ter sofrido um infarto em Montreal, onde estava com a mãe fazendo intercâmbio para melhorar o inglês. Uma lástima!

Hora do ITR

Proprietários de imóvel rural podem declarar o Imposto Territorial Rural (ITR) a partir desta segunda-feira. São obrigados a apresentar a declaração do ITR o proprietário, o titular do domínio útil ou possuidor a qualquer título de imóvel rural, exceto o imune ou isento. A multa para quem perder o prazo é de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso, calculada sobre o total do imposto devido – não podendo o seu valor ser inferior a R$ 50.

Esgotou

A revista CartaCapital desta semana esgotou rapidinho em Aracaju. Tudo por conta da reportagem “Um garoto contra a velha oligarquia”, que trata sobre a campanha eleitoral na capital sergipana. A matéria mostra que Valadares Filho (PSB) conta com o apoio dos governos municipal, estadual e federal e identifica João Alves Filho (DEM) como representante da velha oligarquia sergipana. Embora aparecendo atrás nas pesquisas, Valadares Filho promete virar o jogo no horário eleitoral gratuito.

Não vale

Uma boa notícia para os políticos que tiveram suas conversas de pé de ouvido gravadas pelos adversários: o Tribunal Superior Eleitoral considera ilícita a gravação ambiente feita sem o conhecimento dos interlocutores. Entendem os ministros daquela Corte que a gravação de conversas só pode servir como prova quando devidamente autorizada pelo Poder Judiciário.

Dá-lhe Mengão

E o Vice da Gama tomou mais um tapa ontem à noite. Também, quem mandou se meter com o Urubu, já recuperado do tiro na asa e voando igual a um condor? Para alegria da grande nação rubronegra, o artilheiro Vágner Love balançou a rede vascaína ainda no 1º tempo. A derrota deixou o Vasquinho sete pontos atrás do líder do Brasileirão, Atlético mineiro. Aliás, o ‘Galo’ tem umas bicoradas prometidas pelo Urubu.

Do baú político

O ex-prefeito de Aracaju, Wellington Paixão (1989/1992), sentiu-se apunhalado pelas costas. Foi durante uma viagem que fez ao Chile para falar sobre o sistema integrado de transporte coletivo da capital sergipana. Em seu lugar ficou o vice Carlos Alberto Menezes que, tão logo o titular deixou o país, iniciou uma série de mudanças na administração. A mais drástica foi a exoneração dos secretários Aerton Silva e Francisco Dantas, que viajaram com Paixão. Ao retornar, uma semana depois, o prefeito reassumiu o cargo no aeroporto mesmo. Ao chegar no gabinete, seu primeiro ato foi renomear os dois secretários. Mas não ficou só nisso: desalugou o imóvel onde funcionava a vice-prefeitura e alojou Carlos Alberto numa casa velha, empoeirada, sem ar refrigerado e telefone. Para evitar novas surpresas, o prefeito não se ausentou mais do país até o fim do governo.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais