Dos virulentos e a comunicação

0

Nos últimos dias a sociedade sergipana pode perceber como alguns meios de comunicação são controlados pelo poder político. E na ânsia de defender o grupo que controla sua rede de comunicação alguns tentam passar a imagem de defensores da verdade, quando, na verdade, estão tentando macular e impedir o combate à corrupção.

Os episódios da tentativa de pressionar o comando da Operação Castelo de Cartas e a reedição de uma denúncia sobre a merenda escolar feita há dois anos não passam de manifestações virulentas e até mesmo descontroladas de usar os meios de comunicação para pressionar e atingir na ponta final o governo estadual.

Os fatos são claros, mas a preocupação é não repassar para a sociedade a verdade, mas a “sua verdade” maquiada através da máxima de que uma mentira repetida várias vezes vira verdade.

E parte desta imprensa, que deveria ajudar na formação da opinião pública, não mede palavras na ânsia de distorcer os fatos e desmoralizar as ações de quem estiver em seu caminho. É assim hoje com a Polícia Civil de Sergipe e será com outros órgãos ou pessoas que não aceitarem a ditadura da “mentira que vira verdade”. E os profissionais da imprensa que não se curvam a esta ditadura estão numa lista. E este espaço, caro leitor, faz parte desta lista.

A preocupação não é com o efeito negativo de macular a imagem de quem quer que seja. A determinação é fazer o dever de casa do grupo que domina o meio de comunicação. A preocupação não é com os fatos mais importantes, mas os que interessam ao setor dominante. Mas o blog continuará revelando o que acontece nos bastidores, para que cada leitor não assimile como verdade absoluta, mas forme seu juízo de valor.

Mas, graças a Deus, a sociedade sergipana tem em sua maioria cidadãos conscientes. Não assimilam tudo, principalmente o que escutam pela manhã através de manifestações virulentas de ódio e rancor contra setores que apenas querem cumprir o papel de fiscalizar e apurar a verdade para todos.

E este pequeno espaço continuará defendendo que a sociedade seja realmente livre e democrática. O chamado “Jornalismo do Bem” existe e é exercido diariamente por muita gente da imprensa sergipana. Para desespero dos que fazem diariamente o proselitismo político ao invés de informar a verdade.

Observatório Social
Em alguns Estados segmentos organizados da sociedade estão criando um Observatório Social, com o objetivo de servir de instrumento de controle da administração pública, mas também para proteger ações do Poder Público, no combate a corrupção. Se Sergipe tivesse um Observatório Social neste momento uma campanha seria importante para mostrar a sociedade a verdadeira intenção da campanha para desacreditar o trabalho da Deotap.

Imprensa
Por falar em corrupção é lamentável que setores da imprensa se somem a campanha para desestabilizar o trabalho de combate a corrupção. Ou será que os donos destas redes de comunicação têm medo das investigações?

Requentando a “denúncia”
E a coluna Bastidores do jornal Correio de Sergipe, “tirou onda” com um radialista que requentou na semana passada uma matéria de 2009. Na verdade “o exclusivo” atende a interesses eleitorais e ao grupo que faz parte o radialista.

Blog não foge a luta
E não adianta pressões ou recados, o blog vai continuar com o trabalho de defender uma apuração rigorosa de combate a corrupção. Pressões ao trabalho da policia civil, vindo de “comunicadores” é algo repugnante e cheira a politicagem descarada. Mas a ordem natural da verdade falará mais alto.

Déda no jornal Estado de São Paulo
“Estados não querem 'pirulito' em troca da reforma do ICMS, diz Marcelo Déda. Leia matéria completa: http://bit.ly/mLbb1D

Ex-Vereadores ganham ação judicial
O blog foi informado  que cinco ex-vereadores de um município da Grande Aracaju ganharam uma ação na justiça pleiteada em 2002, sobre atualização de subsidio, a qual obrigou o município a pagar um valor de aproxidamente R$ 70.000,00 para os ex-parlamentares, até aí tudo bem.

Acordo? Será verdade?
O blog soube também que um parlamentar do município está fazendo uma denúncia no MP e ao juiz local por conta do que corre nos bastidores. Segundo o parlamentar os ex-colegas (que ganharam a ação) fizeram um acordo essa semana com o prefeito local para negociarem o pagamento do referido valor e dentro desse acordo ficou pactuado que cada ex-vereador repassará uma quantia ao administrador. Tudo para o pagamento ser agilizado e não ingressar no precatório.

Bomba, bomba!!!
Para o leitor refletir e tirar suas conclusões. Nota publicada no caderno de Thais Bezerra no último domingo: “Meu querido amigo Flávio Conceição agora parece que começa a ter uma clima favorável dentro do Tribunal de Contas, até mesmo de gente que lhe era hostil. Ele recorreu para Brasília da decisão do TJ de Sergipe e tem hoje no Tribunal de Contas, uma enorme torcida a seu favor. Nada como um dia após o outro e algumas peripécias mo meio…

Por falar no TCE
E o blog soube que o MPE vai investigar porque a creche do TCE, depois de construída não está funcionando. Lamentável é que o MP especial que existe no próprio órgão deveria fazer a investigação. Mas lá, parece que são céleres da porta para fora, não fazem o dever de casa.

Missa de 1 Ano – Viana de Assis, amanhã 21
Os familiares de Antônio Fernandes VIANA de ASSIS, convidam  parentes e amigos, para a Missa de 1 ano a ser celebrada na Igreja São Pedro São Paulo, na próxima terça-feira, 21, às 17hs. Desde já a família agradece a todos que comparecerem a este ato de fé e piedade cristã.

Lançamento do Livro “Chico de Miguel, a história de um líder”
O escritor e poeta Carlos Mendonça fará o lançamento do livro “Chico de Miguel, a história de um líder”, hoje, 20, às 18 hs. Será realizado no auditório da UFS, Campus de Itabaiana.Este é o 1º livro escrito por Carlos Mendonça, 46 anos, itabaianense, filho de Dona Maria de Mendonça e José Antônio de Mendonça. Ele estudou o antigo primário no Grupo Airton Teles, o ensino fundamental no Colégio Augusto César Leite e ensino médio no Colégio Estadual Murilo Braga.

Pesquisa
Para escrever este livro, o escritor Carlos Mendonça pesquisou durante 10 anos através de revistas, livros e jornais; conversou em loco com diversas pessoas de Itabaiana e de outras localidades, além de escritos de uma conversa informal que teve com Chico de Miguel, em 2003.

Resgate
“O conteúdo desse livro resgata a história de um dos mais importantes líderes político de Sergipe e do Nordeste do Brasil, cuja trajetória iniciada na década de sessenta marcou quarenta anos de luta e solidariedade aos mais humildes. Ao mesmo tempo, apesar de perseguido pelo regime militar, não se acovardou e continuou lutando pela ordem e o povo de Itabaiana que não o abandonou, mas sim, diante de sua determinação e firmeza de caráter, foram os ditadores que se renderam e se curvaram ao seu prestígio e domínio político”, relatou Carlos Mendonça.

PT de Monte Alegre
Na Reunião do ultimo sábado, 18, o Diretório do Partido dos Trabalhadores de Monte Alegre de Sergipe, contou  com a presença do Prefeito do município, João Vieira de Aragão – PMDB. Na ocasião  foi colocado ao conhecimento do mesmo, a decisão do PT local em ter candidatura própria a prefeito nas eleições 2012, do mesmo modo foi exposto para o Chefe do Poder Executivo local, o projeto político que esta em processo de construção pelo PT, o qual alem de priorizar as áreas da educação, saúde, agricultura, assistência social e juventude, pretende dar continuidade as ações positivas e o desenvolvimento trazido para Monte Alegre, pela gestão Aragão.

Apoio ao projeto
Na oportunidade o Presidente do Diretório Municipal Josué Junior (Junior de Madalena), falou da importância do apoio do Prefeito ao projeto, ressaltando a aliança firmada em 2004 e 2008 na eleição e reeleição de Aragão, afirmando a pretensão de que essa aliança seja reafirmada em 2012, agora com o candidato do PT na cabeça de chapa. Na fala de Aragão, o mesmo considerou louvável a postura do PT e afirmou que ao fim do seu mandato, pretende entregar a prefeitura a um aliado. Ressaltou a importância do grupo que lhe apoiou em 2004 e 2008 e o desejo de que esse grupo permaneça unido e se fortaleça para as próximas eleições. Falou ainda, que assim como o PT, outros partidos aliados a exemplo do PMDB e PC do B, cogitam nomes de eventuais candidatos a Prefeito e espera que aja um consenso do grupo em torno do nome a ser escolhido.

Aprovada resolução sobre exercício do magistério por membro do MP
Os membros do Ministério Público da União e dos Estados só poderão exercer o magistério se houver compatibilidade de horário com os de exercício das funções institucionais. É o que determina a resolução aprovada pelo Plenário do CNMP nessa quarta-feira, dia 15 de junho. O texto é de autoria da conselheira Taís Ferraz e incorpora sugestões do Conselho Nacional de Corregedores Gerais (CNCG) e dos conselheiros do CNMP.

Compatibilidade de horário
A resolução define compatibilidade de horário da seguinte forma: “quando o exercício da atividade docente não conflitar com o período em que o membro deverá estar disponível para o exercício das funções institucionais, especialmente perante o público e o Poder Judiciário”.A docência deve ser exercida no município de lotação do promotor ou procurador. O órgão competente de cada MP poderá autorizar o exercício de docência fora do local de lotação, quando se tratar de instituição de ensino situada em comarca próxima ou em hipóteses excepcionais.

Atividades
A coordenação de ensino ou de curso é considerada compreendida no magistério e, por isso, poderá ser exercida por membros do MP. São atividades de coordenação o acompanhamento e promoção de projeto pedagógico, a formação e orientação de professores, a articulação entre corpo docente e discente, entre outras listadas na resolução. Já as atividades de natureza administrativo-institucional e outras atribuições relacionadas à gestão da instituição de ensino estão expressamente vedadas.

20 horas semanais
Promotores e procuradores terão de informar aos respectivos corregedores gerais o exercício do magistério. Anualmente, os corregedores deverão remeter informações sobre o assunto à Corregedoria Nacional do MP.Ficou mantida a regra que determina que os membros do MP poderão exercer o magistério por, no máximo, vinte horas-aula semanais, consideradas como tais as efetivamente prestadas em sala de aula. (CNMP)

Alunas do curso de Museologia lançam site para exposições virtuais
Aliado ao site oficial do curso, foi lançado nesta segunda-feira, dia 20 de junho, o Expo Virtual (www.museologiaufs.com.br/expovirtual). É o primeiro ambiente virtual de Sergipe que vai abrir espaço para exposições on-line, visitadas pela internet, de qualquer parte do Mundo. Um site que divulgará as exposições dos artistas sergipanos que o sergipano ainda não conhece, além de atividades dos professores de Museologia e discentes da Universidade Federal de Sergipe. O Expo Virtual começa com três exposições virtuais: Museu do Cangaço, Escola Normal e Da Palavra ao Texto.

O Projeto
O projeto Expo Virtual conta com a participação dos alunos da disciplina Tópicos Especiais de Educação e Comunicação em Museus (2011/1). Serão apresentadas informações sobre diversos tipos de exposições que ocorrem no Estado, mas que poderão ser visitadas de qualquer parte do mundo, graças à internet. As alunas inseridas no projeto são: Avilane Santos; Elisângela Barreto; Raquel Dantas e Vitória Bispo. “O Expo Virtual é muito mais do que um simples site. Ele é um espaço, um lugar, uma plataforma a fim de expor acervos de maneira diferente, nesse caso, virtualmente, interagindo com o público e transmitindo conhecimento", diz o professor responsável pelo Expo Virtual, Fábio Figueirôa.

As Exposições
A exposição do Museu do Cangaço mostra parte do acervo que fica localizada no povoado Alagadiço, em Frei Paulo. Foi lá, numa localidade denominada Lagoa Nova, que em 7 de junho de 1936 – dois anos antes da morte de Virgulino Ferreira (Lampião) – foi morto o cangaceiro Zé Baiano e mais três companheiros. Alagadiço servia de apoio aos coiteiros, liderados pelo comerciante local Antônio de Chiquinho, o mesmo que cansado das perseguições da polícia e da desconfiança dos cangaceiros, tramou um plano para eliminar o grupo de Zé Baiano, natural de Chorrochó, na Bahia. No local, também funciona uma biblioteca.

Superintendência capacita agentes homologadores
A Superintendência Regional do Trabalho e Emprego em Sergipe inicia nesta segunda-feira mais um curso de capacitação para agentes homologadores de rescisão de contrato individual do trabalho. Desta vez, serão capacitados 40 agentes, sendo 31 inscritos por entidades sindicais urbanas e 09 servidores da própria Superintendência, que atuam nas unidades descentralizadas de Itabaiana, Propriá, Estância, Lagarto e Maruim.

Coordenação
O curso que é coordenado pela Seção de Relações do Trabalho, acontece nesta segunda e terça-feira, no horário das 08 às 12 e das 14 às 18 horas, na sala Coqueirais do Hotel Parque dos Coqueiros, em Aracaju. Com carga horária de 16 horas, a capacitação tem como facilitador o auditor fiscal José Fontes Felix. No ano passado, em parceria com a Federação dos Trabalhadores na Agricultura, a SRTE-SE realizou idêntico curso para agentes inscritos pelos sindicatos rurais

Competência
Compete ao agente homologador prestar a assistência legalmente exigida, notadamente na situação prevista no § 1º do art. 477, da Consolidação das Leis do Trabalho, quando da rescisão de contrato individual de trabalho com duração superior a 1 (um) ano. O agente presta essa assistência nos próprios sindicatos laborais e nas unidades descentralizadas do Ministério do Trabalho e Emprego. (Por Nilson Socorro, da Seção de Relações do Trabalho da SRTE).

ARTIGO

“Viver Aracaju” em junho, é melhor ainda!  – Ricardo Nascimento

E dá-se início aos festejos juninos em Aracaju. Em 13 de junho o primeiro santo, dos três juninos, comemorou o seu dia com muita festa. Santo badalado por prometer arranjar casamentos abre os festejos juninos em Aracaju, não podia ser diferente, pois festejos juninos sem namorada ou uma parceira para acompanhar não tem muita graça. E assim sendo, este santo trata de dar uma ajudinha aos forrozeiros em busca de suas companheiras logo no inicio das festas.
E de lá do alto da colina do Santo Antônio, local do primeiro povoamento da cidade de Aracaju, já começa a festa do fogaréu. Você pode chegar antes de escurecer na colina e apreciar a visão privilegiada da cidade da qualidade de vida. No início da noite ocorrem os ritos religiosos e manifestações culturais, além da bela procissão. Depois disso, já está anunciado: Os festejos juninos chegaram a Aracaju. Aí, abençoado por Santo Antônio, e com o grande potencial de arranjar uma companhia você já pode aproveitar o embalo da ladeirinha da colina e descer até a rua de São João. No meio do caminho ainda dá para fazer uma paradinha no forró pé de serra promovido pelo grupo de teatro de rua, mais antigo no Brasil, o Imbuaça. Chegando à rua do outro Santo Junino, o que dá nome as festas, a religiosidade se junta aos quadrilheiros e aos trios pé de serra durante toda a noite. É quadrilha, comida típica e muito forró pé de serra.
E tudo isso é só o começo, tem festa pra tudo que é lado da cidade, do auto da colina até a praia.
Pra quem gosta de manifestação artística e cultural não vai se decepcionar. Com as quadrilhas juninas a todo vapor, expondo todo o seu trabalho e dedicação, você pode apreciar as diversas apresentações e concursos espalhados por toda Aracaju. As apresentações ganham espaço em vários cantos da cidade, rua do turista, mirante da 13 de julho, arraiá do povo, forró caju entre vários outros locais. Mas, a coisa esquenta mesmo é durante as competições. Aí entram em cena os espaços Gonzagão e Centro de criatividades (com o arraiá do arranca unha). Estes locais são reservados para os profissionais, não são simples apresentações, são verdadeiras competições por prêmios e títulos, o que estimula e valoriza o trabalho dos quadrilheiros e enche os olhos da platéia, com seus cenários, repertório e figurinos exuberantes.  
E pra quem quer mais do que cultura e artes Aracaju não deixa a desejar, entram em ação a marinete do forró e a genial novidade deste ano, o barco do forró. No barco do forró além de se divertir e conhecer a cultura popular ao som de trio pé de serra e na companhia de um casal de quadrilheiro o forrozeiro também poderá conhecer as belezas naturais de Aracaju, sob o rio Sergipe.  Cultura, arte, tradição e belezas naturais tudo em um só cenário. E pra quem ainda achou pouco tudo isso, pode usufruir da marinete do forró, que traz a tradição e a cultura, tendo como pano de fundo a cidade de Aracaju, a depender do roteiro, ao som do forró, o turista pode conhecer boa parte do patrimônio cultural e histórico, como o palácio museu, os mercados, o centro histórico, a ponte do imperador até a chegar à colina do santo casamenteiro, entre outras belezas como o calçadão da 13 de julho, parque da sementeira e etc…
E não para por aí, isso são apenas os aperitivos dos festejos, Aracaju reserva o melhor para a vila do forró e Forró Caju. Aí é forró para dar e vender. De todos os tipos, de atrações nacionais à  sergipanas. Desde o forró mais tradicional até o mais eletrizado, é forró de todo tipo.
Pra quem não se acostumou com a guitarra roubando a cena dos festejos juninos o Forró da Vila é o reduto garantido do original forró Pé de Serra, onde os artistas sergipanos ganham destaque. Apresentação de grupos folclóricos e quadrilhas juninas dão vida ao belo cenário montado para reviver uma vila interiorana. É um verdadeiro resgate das tradições culturais do nosso estado.
Para os mais modernos, atrações de forró elétrico e grandes artistas nacionais não vão faltar, mas também não irá faltar o tradicional pé de Serra nos Mercados Centrais. São dois palcos com super estruturas em 12 dias de muita alegria.  Até o dia 29 de junho é festa e música pra turista nenhum botar defeito. Viver Aracaju, em Junho é isso!   (www.twitter.com/ricnascimento84)

Nota da direção do Sind. dos Agentes Penitenciários sobre decisão judicial

É com imensa tristeza e indignação que a direção do SINDPEN informa a todos os servidores do sistema prisional que, numa atitude digamos “equivocada” do Excelentíssimo Desembargador Edson Ulisses de Melo (cunhado do governador MARCELO DEDA), foi decretada a ilegalidade do movimento dos Agentes Penitenciários Sergipanos, denominado “Operação Padrão”.
A chamada “Operação Padrão” consistia unicamente na obediência estrita da Lei de Execuções Penais, Lei anti fumo, resoluções do CNPCP e exigência da regulamentação das escoltas realizadas ilegalmente pelos Agentes Penitenciários, tendo em vista que não há amparo legal para prática das mesmas.
A Procuradoria Geral do Estado de Sergipe tentou de todas as formas induzir o magistrado a erro, ajuizando pedido de ilegalidade de greve, trazendo na inicial dispositivos da lei de greve que porventura estavam sendo violados pelo SINDPEN.
Como a tese da PGE alegando uma possível “greve branca” dos Agentes Penitenciários não podia prosperar, pois não era verdadeira, o Desembargador Edson Ulisses “inovou”, decidindo pela abusividade dos agentes penitenciários em proibir o uso do cigarro e derivados dentro de ambientes públicos, em proibir que presos realizem visitas íntimas em locais inadequados, dentro das próprias celas juntamente com outros internos, dividindo suas beliches com lençóis e toalhas e com apenas um banheiro, numa verdadeira orgia institucionalizada, expondo as visitantes as mais vexatórias e humilhantes situações.
Também numa só canetada, o magistrado revogou os artigos 10, 11, 12 e 13 da Lei de Execuções Penais, tendo em vista que retirou do Estado o dever de prestar assistência material ao apenado, transferindo essa responsabilidade para seus familiares que a partir de agora terão que levar aos seus parentes encarcerados a alimentação, vestuário e produtos de limpeza e higiene pessoal, as chamadas “mensagens”.
Outro ponto obscuro apontado na decisão do Dr. Edson Ulisses foi atribuir responsabilidade das escoltas externas de presos aos Agentes Penitenciários, “esqueceu” o Desembargador de apontar, nominar, citar qual o dispositivo de lei que obriga a realização de escoltas pelos Agentes Penitenciários.
Em nome da “paz” nos presídios, os Agentes Penitenciários são obrigados a permitir a prática reiterada de irregularidades, sob pena de responderem na Corregedoria. É o Estado se ajoelhando diante da criminalidade e da sua própria inércia e incompetência. Esperamos que essa decisão do Desembargador não crie precedentes para que outras categorias não sejam obrigadas a descumprir a lei em detrimento de outros valores não tão nobres. 
O SINDPEN já foi intimado da decisão de “ILEGALIDADE DA LEGALIDADE”, já oficiamos todos os diretores das unidades prisionais do nosso compromisso em cumprir integralmente essa esdrúxula decisão judicial, ao tempo que nossa assessoria jurídica trabalha no sentido de apresentar o remédio jurídico adequado para o caso em tela.
Gostaríamos de agradecer todos os servidores prisionais que participaram do movimento pela legalidade dos procedimentos no sistema prisional, pedimos a todos que não desanimem, ao contrário, isso deve fortalecer nossa união e alimentar ainda mais o sentimento de repulsa àqueles que nos depreciam.
Imprescindível que nós servidores estejamos irmanados nesta luta. Uma nova Assembleia se realizará no dia 22.06.2011 às 13h00min em local ainda ser definido pelo SINDPEN, compareçam, opinem, discutam o seu próprio futuro, sigamos o exemplo dos colegas de Tobias Barreto, que numa atitude de coragem e vanguarda entregaram os cargos de Inspetorias e Coordenação, façamos isso nas outras unidades prisionais, você que possui uma função de confiança e que é humilhado com o pagamento de verdadeiras esmolas, reúnam-se nas suas respectivas unidades prisionais e simultaneamente entreguem suas funções, quero ver o presídio funcionar sem vocês.
Decretamos o luto no sistema prisional: “O governo do PT rasgou a lei dos professores e revogou as leis que moralizam o sistema penitenciário”.

A Direção do SINDPEN

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun

Frase do Dia
“As ditaduras fomentam a opressão, as ditaduras fomentam o servilismo, as ditaduras fomentam a crueldade; mas o mais abominável é que elas fomentam a idiotia”.  Jorge Luis Borges.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários