E as construtoras?

0

Desde que começou chover forte em Sergipe, que o poder publico apanha mais do que pandeiro em samba porque os condomínios residenciais na zona sul de Aracaju se transformaram em grandes lagos, causando prejuízos e expulsando os moradores. Seria interessante encontrar respostas para algumas perguntas: As construtoras responsáveis pelas edificações em áreas impróprias, aterros de lagoas e canais naturais não vão ser penalizadas? A Prefeitura e o Ministério Público já chamaram ao feito os empreiteiros que cometeram o crime ambiental, construindo onde não deviam? Por que as vítimas não acionam as construtoras judicialmente, para que elas sejam responsabilizadas pelo mal feito? O que não parece correto é o poder público usar recursos do contribuinte para resolver problemas causados, quase em sua totalidade, pela ganância imobiliária.

 

Dr. Faça Sexo

 

E quem está em Sergipe nesta quinta-feira é o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, aquele que receitou sexo diário para combater a pressão alta. O Dr. Faça Sexo, como está sendo chamado, inaugura hoje o Centro de Especialidades Odontológicas e da Unidade de Pronto Atendimento, ambas em Boquim, e Centro de Retaguarda em Epidemias, em Aracaju. Aliás, a venda de Viagra cresceu consideravelmente depois que Temporão recomendou o “tchaca tchaca na butchaca”.

 

Peste do Século

 

O número de usuários de crack tem crescido de forma assustadora a idade média para início do uso da droga é 13 anos. O dado é do psiquiatra Pablo Roig. Estudos comprovam que os recém-nascidos que foram expostos ao crack ainda na barriga da mãe apresentam, logo nas primeiras 48 horas de vida, alterações neurológicas e comportamentais provocados pela exposição prolongada à droga. Felizmente, essas crianças não são viciadas e os danos podem ser minimizados. É preciso fazer alguma coisa séria e rápida contra essa peste do Século.

 

Abra o olho

 

A partir do próximo dia 18, as aulas noturnas para obtenção da carteira de habilitação serão obrigatórias. E a visão noturna para os futuros motoristas fará diferença para conseguir o documento. Segundo oftalmologistas, sensação de ardência, ofuscamento e embaçamento são sintomas claros de que a saúde ocular não vai bem. A obrigatoriedade das aulas noturnas foi definida pelo Conselho Nacional de Trânsito.

 

Pólo calçadista

 

Sergipe tem se destacado como um importante pólo calçadista. Em Frei Paulo, por exemplo, está localizada a maior estrutura da Vulcabras-Azaleia na produção de calçados femininos. Alí são produzidos 50 mil pares/dia das marcas Azaleia, Dijean e Grazi Azaleia. “Acreditamos que o Estado possui um forte potencial neste segmento. A nossa unidade fabril de Frei Paulo tem grande importância para empresa”, afirma Pedro Bartelle, diretor de Marketing do Grupo.

 

Escurial na Fitec

 

Há 17 anos no mercado, a Cerâmica Escurial produz pisos e revestimentos para classe B, C e D. Atualmente, a fábrica produz cerca de 900 mil metros quadrados, e gera 220 empregos diretos. As cerâmicas produzidas em Socorro atendem todo o Nordeste, sendo Sergipe, Bahia e Alagoas consomem 50% de toda a produção. A Escurial é uma das indústrias que já confirmou presença na Feira da Indústria e Inovação Tecnológica (Fitec), que acontecerá em Aracaju, de 26 a 30 deste mês.

 

Mostra de Orquídeas

 

Começa hoje e prossegue até o próximo domingo, no Shopping Jardins, a VIII Mostra de Orquídeas. Taí uma excelente opção para presentear no Dia das Mães. Ao contrário do que muita gente pensa, as orquídeas são plantas muito resistentes e de fácil cultivo. Dependendo das espécies e dos cuidados, elas florescem mais de uma vez por ano. As Cattleyas são as mais cultivadas no Brasil porque agradam desde os colecionadores até as pessoas que conhecem pouco o mundo orquidófilo. Não deixe de prestigiar essa bela e perfumada exposição.

 

Sem mercúrio

 

As farmácias do Bompreço deixaram de vender termômetros de mercúrio, em mais um importante passo a favor do meio ambiente. Embora permitido no Brasil, o uso do termômetro de mercúrio vem sendo abolido gradualmente, devido à sua substância nociva à saúde e ao meio ambiente. Para incentivar o consumidor a se somar à luta pela sustentabilidade, as farmácias do Bompreço optaram pelo produto no formato digital pelo preço de R$ 9,98.

 

Maconha liberada

 

Calma galera, a liberação foi alí em Washington (EUA) e é somente para uso medicinal. O projeto aprovado pela Câmara Municipal da capital dos Estados Unidos prevê que os médicos poderão receitar maconha a pacientes que sofrem de doenças como Aids, câncer, esclerose múltipla e glaucoma. As farmácias terão de adquirir a maconha de plantadores licenciados, sendo que cada um deles terá permissão de cultivar até 95 pés da planta, em ambiente fechado. Vôte, quanta burocracia para dar um tapa na macaca!

 

Escassez de braços

 

Estão sobrando vagas de trabalho nos canteiros de obras. As construtoras temem que a falta de braços afete a execução de novos projetos imobiliários. Os mais alarmistas já apostam num apagão de mão de obra. O problema maior não é a quantidade, mas a qualidade. Segundo alguns empreiteiros, servente, que é o primeiro escalão, é fácil contratar, mas mão de obra boa, que consegue entregar produtividade já está muito complicado se conseguir no mercado local.

 

Rumo a Tóquio

 

Apesar da derrota do Flamengo para o Corinthians, a urubuzada amanheceu sorrindo de orelha a orelha e já está pensando no mundial de clubes, competição subseqüente à Taça Libertadores. Foi um jogo dramático, mas o Mengão soube jogar com o regulamento debaixo do braço e, como tinha derrotado no Timão a semana passada, passou para a próxima fase da competição. A coluna informa que vai adquirir um saco de mariolas para pagar apostas perdidas e comemorar o acesso do Mengão servindo um arremedo de baião de dois: mariola com queijo coalho.

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais