EDVALDO NOGUEIRA FARÁ A DIFERENÇA

0

Apesar das ingerências que lhe tentarão impor ao longo dos próximos meses, o novo prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PC do B), já está dando provas de que nada será como dantes no quartel de Abrantes.

Amigo dos amigos, sério, inteligente, perspicaz, Nogueira sabe como ninguém que essa é a grande chance que a vida lhe oferece de mostrar competência e capacidade de trabalho, possibilitando-lhe galgar, num futuro próximo, outros postos importantes na vida pública, à altura de sua brilhante carreira política. Sim, que ninguém se engane, Edvaldo Nogueira é um raro exemplar de político que sabe fazer valer cada voto recebido nas urnas. Ocupa seus espaços dignamente. E, quando posto à prova, sempre faz a diferença. É digno de confiança.

Mesmo discordando de muitas coisas da administração anterior, o então vice-prefeito da capital agiu inteligentemente, permanecendo calado o tempo inteiro para não interferir no rumo do destino que estava praticamente selado. Mas, agora, a situação é diferente. Ele é de fato e de direito prefeito de Aracaju. E, com toda a certeza, irá impor o seu jeitinho especial, a sua marca.

Não quero dizer com isso que a nova Aracaju, de Edvaldo Nogueira, será melhor ou pior para todos. Somente o tempo dirá. No entanto, diante de sua atuação como vereador da capital, de sua grande capacidade de diálogo (fato raro na administração anterior), e da experiência conquistada na vida pública – sempre calcada nos problemas de Aracaju – dificilmente, teremos pela frente outro vendedor de ilusões como Marcelo Déda.

As pequenas mudanças no secretariado já refletem o que digo. Na área da Comunicação Social, por exemplo, a chegada do experiente jornalista e publicitário Carlos Cauê é digna de aplausos. E dá, assim, uma pequena mostra de qual será a nova tônica da administração: profissionalismo. Edvaldo Nogueira deixa claro, nas entrelinhas, que pretende trabalhar com quem entende. E que a fase de despachar por e-mails já acabou. Ele vai acompanhar de perto as agruras de seu secretariado, delegar poderes, e tomar decisões que certos administradores deveriam ter tomado, mas nunca tiveram compromisso ou coragem para fazê-lo.

Obvio, contudo, que, até novembro, todo cuidado será observado pelo novo prefeito para não ser tachado de ingrato ou traidor. Mas que nada será com dantes… Disso pode ter certeza.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários