Elogio a identidade de Aracaju

0

 

 

Aracaju completa 155 anos firmando-se cada vez mais com uma identidade única no Nordeste brasileiro. Quem chega a Aracaju apenas para visitá-la ou participar de algum evento tem uma surpresa agradável. Mesmo com alguns problemas não dá para comparar as outras capitais do Nordeste com Aracaju

 

Este jornalista escreve com paixão pela cidade onde cresceu, mas não nasceu, sendo baiano na certidão de nascimento, mas aracajuano de coração. Nos últimos anos Aracaju deu um salto enorme, tanto no crescimento, quanto na mudança de concepção de alguns valores, através de ações corretas de vários governantes.

 

Esqueça caro leitor, as convicções partidárias, mas nos últimos anos Aracaju ganhou muito em todos os sentidos. Prefeitos como Almeida Lima, Gama, Déda e Edvaldo Nogueira têm uma parcela de contribuição para a melhoria da qualidade de vida desta cidade.

 

Aracaju chega aos 155 anos sendo administrada por um prefeito comunista. Palavra que até pouco tempo atrás era sinônimo de “comer criançinha”, por conta dos “ideólogos” da ditadura militar. Em pouco tempo, Edvaldo Nogueira deixou de ser o vice de Déda para mostrar aos aracajuanos o seu próprio jeito de administrar. Discreto, mas incisivo e com ação. Primeiro se comportou como um vice e com lealdade extrema. Agora com a mesma lealdade, mas com projetos e ações que mostraram a sua “cara” para os aracajuanos. E Edvaldo soube construir sua identidade ao lado da “identidade” da cidade de Aracaju.

 

Queira ou não, goste ou não, Aracaju conquista hoje seus visitantes não apenas pela hospitalidade de seus moradores. Aracaju cresceu, mas ainda cultiva o aspecto de cidade provinciana, onde seus moradores podem conversar com qualquer um que passa, mesmo sem conhecer. Não existe a indiferença e a frieza constante nas grandes cidades. Muita gente de outros estados, principalmente aposentados, está escolhendo Aracaju para morar.

 

Aracaju, onde todos se misturam. Seja nas praias, seja nas caminhadas a beira mar ou no calçadão da 13 de julho, sejam nos seus shoppings ou praças. Em vários locais é possível você ver a interação constante entre os cidadãos, sem nenhuma discriminação.

 

Obrigado Aracaju por você existir. E para homenagear nada melhor do que o final da letra  da música “Viver Aracaju” do aracajuano Ismar Barreto, que faleceu em 2006:  “(…)e quando o dia raiar / vou ver a vida nascer / te amo, Aracaju / resolvi te viver!”

 

(Devido ao feriado de aniversário da cidade, o blog só retorna na quinta-feira, 18)

 

Homenagem a Aracaju

O repórter fotográfico César de Oliveira preparou um vídeo em homenagem a Aracaju com fotos tiradas por ele em diversas áreas da cidade. Vale a pena conferir: http://www.youtube.com/watch?v=uScKcQcGwq4

 

Parceria

O governador Marcelo Déda e o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, realizam nesta terça-feira, às 15 horas, no Iate Clube, um ato de assinatura do Projeto Sergipe Capital, com anúncio de investimentos no município. O projeto resultará no maior pacote de obras já realizado em parceria entre o Estado de Sergipe e Aracaju, investimentos superiores a R$ 50 milhões.

 

Méritos de Samarone I

O atual superintendente da SMTT, Antônio Samarone, tem seus méritos à frente da superintendência, principalmente com a modificação do trânsito em algumas vias, para melhorar o trafego. Sem falar na proibição de estacionamento em várias avenidas que melhoram o trânsito significativamente.

 

Méritos de Samarone II

Mas Antônio Samarone, como democrata, não aceita criticas. Aliás, em alguns casos leva as criticas para o lado pessoal, esquecendo-se que é um gestor público e deve estar preparado não apenas para os elogios, mas também para as criticas. Para quem não conhece: Samarone foi o responsável pela primeira revolução na saúde em Aracaju, quando da primeira eleição de Jackson, em 1985. Em pouco tempo, Samarone implantou um sistema novo para aquele momento, privilegiando as camadas carentes.

 

Erros de Samarone I

Está mais do que claro que Samarone está fazendo uma tremenda revolução na área de multas em Aracaju. Não bastassem os volumosos valores arrecadados nos anos de 2008 e 2009 (leia dados em nota abaixo), agora a SMTT investe em área que não é da competência municipal, ou seja, a leitura de placas para averiguação de possíveis irregularidades com o veículo (IPVA vencido ou atrasado, multas, etc) é de competência dos Detran`s conforme o Código de Trânsito Brasileiro – CTB.

 

Erros de Samarone II

Até mesmo a simples aferição de CNH do condutor é de  competência exclusiva dos Policiais de Trânsito (Polícia Rodoviária Federal, e Policias Rodoviárias dos respectivos Estados), nunca de Agente Municipal de Trânsito,  quando este solicita do condutor sua CNH ou mesmo o Documento do Veículo, caracteriza-se abuso de autoridade, pois o CTB não ampara esta ação.

 

Erros de Samarone III

A SMTT precisa aplicar os recursos arrecadados em campanhas educativas. Por exemplo, no passeio ciclístico que foi um sucesso no último domingo, a SMTT deveria ter aproveitado para educar os ciclistas que usam as bicicletas diariamente para obedecerem o Código de Trânsito. São vários ciclistas que insistem em circular na contra mão, principalmente no centro da cidade causando acidentes, não só com carros, mas com pedestres. É preciso também que a SMTT promova uma campanha especifica para os motociclistas. A imprudência tem causado várias mortes em Aracaju.

 

Samarone poderia ouvir mais

Talvez estes fatos negativos levaram Samarone a abandonar a pretensão de ser candidato a deputado estadual este ano. Não só este jornalista, mas com certeza o leitor, espera que Samarone reflita e possa realmente melhorar o trânsito em Aracaju, principalmente, com medidas educativas. Pelo seu passado, Samarone pode deixar a sua marca na SMTT, basta ouvir mais, aceitar as criticas, aceitar as sugestões e deixar de olhar para o retrovisor da imposição.

 

Arrecadação multas 2008 e 2009

Para o conhecimento da meia dúzia (ou melhor uma dúzia) de leitores os valores arrecadados pela SMTT de Aracaju com multas de trânsito nos exercícios de 2008 e 2009:Exercício 2008: Agente de Trânsito – R$ 3.014.498,10; Multa eletrônica, R$ 7.411.274,90. Total: R$ 10.425.773,00; Exercício 2009: Agente de Trânsito – R$ 3.198.562,22; Multa Eletrônica, R$ 4.933.383,06. Total:  R$ 8.131.945,28.

 

Dinheiro de multas em ações de trânsito

Só para lembrar: O CTB e Resoluções do Contran e Denatran indicam que os recursos arrecadados com multas “Deverão” ser aplicados “Apenas” em ações de trânsito e de engenharia de trânsito. Como perguntar não ofende fica a indagação: Onde estão sendo aplicados esses recursos no trânsito ou na engenharia de trânsito em Aracaju, uma vez que a Emurb utiliza recursos dos Royalties para este fim?

 

Receita

Segundo informação da Sefaz o balanço das receitas tributárias e de transferências da União nos dois primeiros meses deste ano registrou uma queda de R$ 45 milhões em relação ao último bimestre de 2009, em termos reais, configurando apenas 5% superior ao do primeiro bimestre do ano passado.

 

Gerenciamento rigoroso

Com isso a Sefaz informa que o quadro aponta para a necessidade de manutenção do forte contingenciamento das despesas de custeio do Estado, paralelo ao rigoroso gerenciamento de fluxo de caixa dos recursos do tesouro estadual, medidas que vêm sendo aplicadas pelo Governo do Estado desde o ano passado, em função da crise econômica.

 

Laércio no SEAC/SE

O empresário Laércio Oliveira, presidente da Federação Nacional das Empresas de Serviços e Limpeza Ambiental (Febrac), assume hoje,16, paralelamente, a presidência do Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação (SEAC) de Sergipe. A posse será às 17h, na sede da entidade, no Edifício Oviêdo Teixeira.

 

Unidades na PM por portarias I

Todos sabem que um dos maiores problemas da corporação da PM é a falta de lei regulamentando e criando as Unidades. Até porque todos sabem que uma unidade policial militar só pode ser criada por lei, uma vez que gera despesas para o estado, além de influir na carreira dos policiais militares. Se já não bastassem as unidades criadas por portaria do comandante da PM, a exemplo do 8º batalhão PM, da ouvidoria, da corregedoria, do batalhão de choque, GATI, COE, dentre outras, a SSP edita uma portaria normatizando a assistência religiosa no Presmil, que por sinal, também não existe oficialmente, pois nunca foi criado, nem por portaria.

 

Unidades na PM por portarias II

 Mas este mesmo Presmil , por portaria foi abraçado pela SSP como se existisse. Tudo isso no Boletim Geral Ostensivo nº 043 de 15 de março de 2010. E mais o comandante voltou a criar outra unidade através de portaria, desta vez foi o Centro de Formação de Condutores de Veículos da PM. Desta  forma não há quem possa comandar essa PM nos próximos anos. Pelo jeito faltam noções básicas de administração públicas aos nossos gestores , mormente para o comando geral. o engraçado é que no final a portaria do secretário de segurança diz que revogam-se as disposições em contrário. Como? Se não existem disposições nem a favor?

 

Crônicas

O lançamento do edital do concurso de crônicas sobre Aracaju, que aconteceria na manhã desta terça-feira, foi adiado. O adiamento se deve à ocorrência de eventos importantes para o município que não tinham sido previstos quando da elaboração da programação do aniversário de 155 anos da cidade. O concurso de crônicas será lançado no dia 30 deste mês, quando também serão lançados o edital da Revista Cidade de Aracaju e o concurso de monografia para alunos da rede escolar municipal.

 

Produção de sulfato

O deputado estadual Francisco Gualberto (PT) está feiz da vida com a solenidade que acontece hoje (16), às 10h, no auditório principal do Centro de Convenções de Sergipe. É que na ocasião será assinada a Carta de Intenções para instalação de uma Unidade de Produção de Sulfato de Amônia, vinculada à Fafen, em Laranjeiras. Gualberto é um dos politicos que mais lutaram pela instalação da fábrica de fertilizantes, até por ser um ex-funcionário da empresa estatal. O investimento significará cerca de 600 empregos diretos e indiretos,representando algo em torno de U$ 130 milhões. Cerca de 800 toneladas de sulfato de amônia serão produzidas na unidade. A solenidade contará com a presença do presidente da Petrobras, Sérgio Gabrieli, além do governador Marcelo Déda.

 

Cargos e a memória curta

Só para lembrar; quando da Operação Navalha e da divulgação pela imprensa das gravações da PF, em uma delas uma deputada do PSC falava de uma reunião e cargos comissionados. A TV Atalaia exibiu com exaustão o diálogo onde a deputada falava para um certo amigo do bônus para apoiar o governo.

 

Processo de seleção no SergipeTec

SergipeTec abre processo de seleção de profissionais com o objetivo de formar cadastro de reserva para os cargos de Programador, Analista de Sistemas e Técnico de Suporte. Os interessados devem encaminhar currículo, indicando o cargo de interesse, para o e-mail patrícia.barbara@sergipetec.org.br. O período de recepção dos currículos é 15 a 19 de março de 2010.

 

Decisões do TCE

O trabalho fiscalizador do Tribunal de Contas do Estado (TCE) poderá devolver até R$174.176,22 aos cofres públicos. A quantia representa a soma das multas e glosas aplicadas contra gestores do Estado e municípios sergipanos, a partir dos julgamentos feitos pelo colegiado nas sessões das duas Câmaras e do Pleno da Corte de Contas durante o último mês de fevereiro.

 

Devolução não é imediata

O balanço foi apresentado pelo presidente do Tribunal, conselheiro Reinaldo Moura. Segundo ele, nas dez sessões realizadas no período, 73 processos foram julgados, sendo a maioria (41) nas reuniões do Pleno do TCE. Desse total, 14 processos continham irregularidades que culminaram em alguma multa ou glosa. De acordo com o presidente do TCE, é importante enfatizar que os valores não serão devolvidos de imediato, já que em alguns casos ainda cabem recursos junto à Corte de Contas. Em outros, deve haver a representação judicial do Ministério Público contra o gestor apenado pelo Tribunal.

 

Programação especial 17 de março

Nesta quarta-feira, 17, a capital sergipana completa 155 anos de fundação. Para celebrar a data e homenagear a população, a Prefeitura de Aracaju preparou uma extensa programação de eventos comemorativos, que começa nas primeiras horas da manhã e só termina no dia seguinte. Logo às 6 horas, haverá queima de fogos na Colina do bairro Santo Antônio, marco inicial de Aracaju. Às 8 horas, na Igreja de Santo Antônio, centenas de fiéis estarão lado a lado na tradicional missa de aniversário do município. Em seguida as comemorações seguem com a homenagem ao fundador da capital, Ignácio Barbosa, na praça que leva seu nome, onde acontece a cerimônia do Obelisco.

 

Passeio ecológico

A programação continua às 14h30, com a 7ª edição do passeio ecológico ‘Aracaju de Tó tó tó”. Com o tema ‘Salve, salve o rio Sergipe”, o cortejo repleto de embarcações sairá do píer do Conjunto Inácio Barbosa, ao lado da Confraria do Cajueiro, e seguirá até a Barra dos Coqueiros, na altura da ponte que liga o município à Aracaju, onde haverá uma parada de 30 minutos antes de retornar ao ponto de partida.

 

Corrida

Também à tarde acontecem a 27ª Corrida Cidade de Aracaju e a 6ª Corrida Especial, esta última para atletas com deficiência física. A corrida principal terá início às 16 horas, com saída no Largo São Francisco, na cidade de São Cristóvão, e chegada na Praça Inácio Barbosa, em Aracaju. O percurso de 25 km deverá ser percorrido em, no máximo, 3 horas e 30 minutos. Para os atletas cadeirantes, a concentração será às 14 horas na Praça da Bandeira. A largada está prevista para as 14h30 e o percurso de 1.500 metros terá duração máxima de 1 hora.

 

Shows

À noite, encerrando a programação, uma grande festa com atrações locais e de renome nacional vai reunir milhares de pessoas. A partir das 21 horas, num palco montado na praça de eventos dos marcados centrais, irão se apresentar a dupla Chiko Queiroga e Antônio Rogério, a banda Calcinha Preta e o sambista Zeca Pagodinho.

 

Espetáculo ARIANO em Aracaju

O Espetáculo ARIANO será apresentado em Aracaju hoje, 16, e amanhã, 17, no Teatro Tobias Barreto. O projeto foi selecionado pelo Programa BR de Cultura e através do patrocínio da Petrobrás, do Governo Federal e da Lei Rouanet o espetáculo será apresentado nas cidades de Belo Horizonte, Salvador, Aracaju, Maceió, Recife, Cidade de Taperoá-PB e João Pessoa, cumprindo a “Turnê Grande Chico”. O espetáculo ARIANO, da CiaTeatro Epigenia, foi criado em 2007 e cumpriu três temporadas de absoluto sucesso de público e crítica, sendo indicado pelo Jornal O GLOBO e pela Revista BRAVO! como um dos Melhores Espetáculos em cartaz, no Rio e em SP.

 

Homenagem a Ariano Suassuna

Pela primeira vez um texto teatral é produzido em homenagem ao poeta, romancista e dramaturgo Ariano Suassuna, abordando fatos de sua vida e realizando encontros com alguns de seus personagens. “ARIANO” é um espetáculo musicado, interpretado por atores que dançam, cantam e tocam instrumentos ao vivo. A RD Produções é responsável pelas apresentações em Salvador, Aracaju e Recife, onde o Ariano confirmou presença em uma das apresentações. A entrada é gratuita.

 

Itabaiana: diálogo com padre

O prefeito Luciano Bispo, buscando solucionar uma situação que envolve os comerciantes de Itabaiana, e o pároco da Igreja Nossa Senhora do Bom Parto, relativo às comemorações do feriado da Padroeira, (18 de dezembro), vem realizando diversas reuniões, entre os dois segmentos, importantes para a cidade serrana.Atendendo a um apelo dos representantes comerciais, diante da decisão do atual Pároco, que pretende realizar as comemorações do feriado no dia 18 de dezembro, um sábado, o prefeito Luciano Bispo sugeriu ao Padre que as festividades fossem realizadas, como nos últimos quatro anos, ou seja, no domingo seguinte à data, quando esta ocorresse em dias úteis, contando com os sábados, um dia forte para o comércio itabaianense.

 

Situação do comércio

“Ao ser mantido o feriado, sem a flexibilidade ocorrida nos últimos anos, haverá uma situação que precisa ter a atenção do Poder Público. Neste ano de 2010, durante o mês de dezembro, contando com o dia 18, teremos três sábados em que o comércio terá que fechar as suas portas”, afirmou o secretário da comunicação social, Marcos Aurélio. Os dias 25 de dezembro e 01 de janeiro, também ocorrerão aos sábados.

 

Festa de São José, em Japaratuba

O maior povoado de Japaratuba – São José – fez valer o nome que possui e justificou o tamanho de sua densidade populacional. Desde a última sexta-feira, 12, se arrastando até o domingo, 14, a localidade esteve movimentada comemorando a parte festiva do santo padroeiro, São José, que dá nome ao lugar com diversas atrações.O povoado segue com sua programação cultural a partir desta quarta-feira, 17, se estendendo até sexta-feira, 19 de março, com o Festival Artes da Caatinga. A parte religiosa se iniciou dia 12, com novenários, e tem término marcado para o domingo, 21, com a tradicional procissão em homenagem a São José. 

 

Celi participa do 3º Passeio Ciclístico da Cidade

A Construtora Celi foi uma das empresas patrocinadoras do 3º Passeio Ciclístico de Aracaju, que aconteceu no último domingo, dia 14. O evento, que teve a saída da Colina de Santo Antônio e chegada na Passarela do Caranguejo, reuniu cerca de 5 mil aracajuanos, entre crianças, jovens e adultos, que deram uma ‘pedalada’, passando pelos principais pontos da capital.  Vários colaboradores da Celi participaram da iniciativa, levaram a alegria e o espírito esportivo, demonstrando o grande amor por Aracaju. Foi o caso de José Everaldo dos Santos. “Quando eu soube do evento, fiz logo a minha inscrição. Participei do passeio junto aos meus colegas de trabalho, amigos e minha família. Com certeza foi um dia diferente”, afirma o colaborador.

 

Distribuição de kits

A equipe de Marketing e Recursos Humanos da Celi estava na Colina distribuindo os kits (capacete, sinalizadores e camiseta) aos inscritos. Quem aprovou a iniciativa foi o colaborador Ailton Santana. “Vim com minha bicicleta e a Celi me presenteou com o capacete para a minha segurança. Minha bicicleta estará, a partir de agora, muito mais incrementada. É bom ver que a empresa se preocupa com a gente”, destaca Ailton.

 

Integração entre colaboradores

Para a gerente de marketing da Celi, Lívia Filgueiras, eventos como estes são fundamentais para promover ainda mais a integração entre os colaboradores. “A Celi não poderia deixar de participar de uma iniciativa tão importante como o Passeio Ciclístico. Além de mostrar o sentimento pela cidade, os colaboradores (por iniciativa própria) vieram registrar seu compromisso com o meio ambiente e com a saúde. Estão todos de parabéns por contribuírem para o sucesso de um evento tão bonito”, enaltece Lívia.O 3º Passeio Ciclístico da Cidade fez parte das comemorações do aniversário de 155 anos de Aracaju.

 

DO LEITOR

 

Abandono da Praça do bairro Rosa Elze

Da leitora Gildete Resende:  “A Prefeitura de São Cristóvão precisa resolver vários  problemas na praça do Rosa Elze, que tem a ver com o lazer das famílias. Da limpeza, ninguém reclama na área. Ela é feita três vezes por semana. Mas a satisfação para por aí. Os moradores continuam reclamando de problemas como falta de alambrados na quadra de esportes, bolas são atiradas com freqüência pelos atletas que praticam Futsal na quadra uma vez que a mesma está com seus alambrados todos danificados, calçadas danificadas, e dos brinquedos quebrados. As crianças não podem nem brincar aqui. Hoje a praça serve de abrigo noturno para moradores de rua e usuários de drogas. ‘   Como não há iluminação, a praça virou esconderijo para ladrões que cometem pequenos roubos com quem passa pelo local. Aos domingos a praça e utilizada como espaço para donos de depósitos de bebidas e até Churrasqueira e colocada na praça além do barulho de carros de som, pasmem em cima da praça o mau cheiro que exala dos arbustos indicam que a mesma está sendo utilizada como sanitários.  Hoje domingo 14/03/2010 estive na praça para fazer minha caminhada  e fiquei muito incomodado com a situação da praça.  Quem costuma passar pela Praça do Rosa Elze, seja nos dias da semana, ou finais de semana, pode acompanhar o estado de abandono deste ponto de encontro da comunidade. A comunidade não perde a esperança. Ver a praça funcionando como uma área de lazer é um sonho de cada morador. Aqui tem gente querendo se divertir, trazer as suas crianças para brincar, mas não dá.Com a palavra o prefeito Alex Rocha”.

 

“Continência é o termo”, “senhor” na PM

Comentário de Nilton Santana: “A continência é uma saudação militar exclusiva entre estes, é o tradicional “bom dia” traduzido em consideração, respeito e cortesia. Já o vernáculo “Senhor” traduz respeito entre os homens partindo dos mais novos para os mais velhos, no meu tempo não se precisava de cabelos brancos pra se chamar de “senhor”. Na vida militar (miliciana), na PMSE esta ficando ou virando raridade a continência e o termo “senhor”, vejo PMs fardados sem a tradicional cobertura militar andando nos calçadões e ruas, se um superior passa viram-lhes as costas, por vergonha ou por acharem depreciativo dar-lhe o tradicional cumprimento militar. “A  farda não abafa o cidadão existente dentro do uniforme”, pode-se até não gostar do superior, mas a continência visa a Autoridade e não a pessoa. Ser igual não é chamar de “você” e sim perceber que o superior  Vê a sua frente um militar íntegro,inteligente, e que no futuro será um condutor de homens abnegados.  Já vi juízes togados, promotores de justiça chamar um simples “roceiro”  ,”engraxate”, “vaqueiro”, o velho e o moço de “senhor”. Daqui há alguns anos a PM se tornara uma empresa de segurança comum, deixando de ser uma instituição que irradia respeito e admiração, pois a tão propalada Desmilitarização fará na célula mater “HIERARQUIA E DISCIPLINA” o que muitos políticos tentaram e não conseguiram, “acabar com as policias militares”.

 

O Papel do Aliado

Do leitor Messias Gonçalves: “Recentemente encontram-se nas paradas de sucesso das especulações políticas, visando às eleições de outubro, certos comportamentos dos chamados aliados. É bom salientar que existem vários tipos deles. Há os que estão na trincheira dessa luta, junto com o próprio Marcelo Déda, desde muito tempo. Também os que formaram o processo em 2002, 2004 e 2006, com a vitória para o governo do estado. Logo após as eleições de 2006, com os resultados das urnas, apareceram os ditos “novos” aliados. Tudo em nome da tal e enfadonha “governabilidade”. Que nada mais é do que “troca de cargos por voto na Assembleia Legislativa”. Portanto, quem da atual base aliada disser que não tem participação no governo, está mentindo. Mais uma razão para excluir esses da vida pública. Tenham certeza que ao consolidarem essa governabilidade, foram entregues ao governo, inúmeras lista s com os seus apadrinhados. Isso ocorreu com políticos do próprio PT, do PMDB, PSB, PC do B, entre outros. Por extensão, ocorreu o acordo também para a prefeitura de Aracaju. O interessante desses chiliques, é que só estão ocorrendo agora próximo do pleito de outubro. Chuparam a cana e querem jogar o bagaço fora. Porém esses protagonistas não têm coragem e nem dignidade para entregarem os cargos. Tudo conversa pra boi dormir. Ou seja. Talvez queiram barganhar mais ainda. O que chateia é que com amigos tidos como aliados desses tipos, quem é que precisa de adversários? “

 

Caso Riachão do Dantas

E-mail recebido: “No próximo dia 22/03/2010 será realizada mais uma Sessão Plenária no TRE, referente ao processo de Cassação do Prefeito de Riachão do Dantas, Laelson Meneses. Nas Sessões anteriores, três juízes, incluindo o Relator do Processo, Gilson Félix votaram pela Cassação do Mandato Eletivo do Prefeito. Provavelmente, na próxima segunda-feira a sociedade riachãoense terá uma resposta positiva com os votos de mais três juízes que esperamos acompanhar o relator do processo. Porém, o que chama atenção no nosso município durante os últimos dias é o discurso dos aliados do Prefeito que sussurram aos quatro cantos da cidade, a certeza da virada. Que certeza é essa? Qual o motivo de tanta certeza? 4×3 é o resultado tão comentado pelos que desejam uma manutenção de Laelson no cargo. Será que mais uma vez escutaremos da boca de pessoas inescrupulosas que no nosso país quem tem “dinheiro” não sofre punições da justiça?  Sinceramente entendo que não. Acredito que a Cassação de Laelson será um ótimo exemplo para próximas eleições em nosso estado. Sergipe hoje vive a fama de ser um estado onde o poder econômico prevalece em todas as esferas. O exemplo deve vir de um município onde a compra de votos é escancarada e o abuso do poder mais parece um rolo compressor em vésperas de eleição. Infelizmente nosso tão amado Riachão está exposto ao dinheiro sujo de políticos corruptos. Espero retornar a essa coluna com elogios aos representantes do TRE, porém, caso o resultado seja benéfico à Laelson, continuaremos escutando os ditados populares e a falta de crença da população com a Justiça”.

 

Coisas de Itaporanga

E-mail de um servidor da prefeitura de Itaporanga: “Ao ler o direito de resposta da assessoria de comunicação da prefeitura vejo que falta mais argumento, querer imputar o fato como mentiroso pelo simples argumento de o senhor Thiago ter pertencido a gestão passada ou que foi o mesmo que espalhou o lixo convenhamos que esse argumento a ninguém convence. Quer dizer que por pertencer a gestão passada o mesmo sendo cidadão Itaporanguense não pode mas opinar sobre o que vem acontecendo? E se o mesmo espalhou o lixo pode ate ter sido um ato infeliz mas foi para justificar sua denuncia, fato que se verdadeiro realmente é uma denuncia séria.Vale lembra que o mesmo assessor da prefeitura em 2008 tinha um programa na radio comunitária e foi um calo na gestão passada pois tudo criticava e como prêmio ganhou a assessoria de comunicação da prefeitura na gestão atual, mas o mesmo possui mérito pra tal cargo, sendo assim não posso desqualificá-lo. O fato do lixo hospitalar é pouco perto do que vem acontecendo em Itaporanga onde ainda infelizmente estão usando aquela política tupiniquim, alarde foi feito na sexta-feira passada onde o senhor prefeito ao receber uma retro-escavadeira vinda de uma emenda federal conseguida ainda na gestão passada fez um ato totalmente politiqueiro, parecia coisa de cinema, uma apoteose de fogos na cidade enquanto no plantão de saúde falta remédio simples e o mesmo ainda diz que a saúde esta em ótima. Será que por pertencer a gestão passada e presenciar a triste realidade não posso mas opinar? Isso se tornou crime?” 

 

ARTIGO

 

O Sistema de Cotas e o dia três de março de 2010 – Jefferson F. Lima*

 

Aracaju, dia 03 de março de 2010. Acesso a internet e entro num site de notícias e na manchete principal: UFS fala sobre cassação de matricula de estudante.  Até o momento tudo normal na minha avaliação, porém, no decorrer da matéria, observo que nesta mesma coletiva de imprensa na UFS, alguns estudantes oriundos de escolas particulares de Sergipe, fizeram manifestação contra o sistema de cotas adotado pela Universidade Federal de Sergipe no vestibular do ano de 2010.

 

Paro e fico imaginando, durante e pós a leitura do artigo, a reação e a manifestação destes alunos que saíram das suas salas de aula, com ar-condicionado, aulas com os melhores professores, com a melhor estrutura possível para um aluno do ensino médio ou do pré-vestibular. Ao contrário dos alunos das escolas públicas do nosso país e de Sergipe, que ainda sofrem com o descaso deixado pelos governos passados que nunca priorizaram a educação como meio de transformação e de ascensão social dos mais humildes deste país e deste estado.

 

Sou favorável e sempre serei às manifestações e de toda e qualquer forma de organização social, pois sou oriundo dela.  O que eu observei foi uma manifestação sem objetivo, sem conhecimento sobre a verdadeira causa, bancada e estimulada por aqueles que tratam a educação como mercadoria e como negócio. É lamentável, alunos que na sua maioria estão ali por interesses mesquinhos, apoucados, daqueles que querem garantir privilégios hoje questionados por aqueles que acreditam numa sociedade mais igual. Mas, ainda mais lamentável é que se recusem a perceber o óbvio, de negarem os avanços e das transformações sociais pelas quais o país está passando, através dos programas educacionais do governo Lula, como o PROUNI, FIES, REUNI, criação e valorização do piso salarial nacional dos professores, entre outros, ou então, através do sistema de cotas, no qual o Brasil estará pagando uma divida enorme, com aqueles que sempre foram submetidos ao descaso do Estado.

 

Estes alunos que acham que não precisam do Estado e por isso não ligam se o Estado existe ou não, estão indo na contramão da História, na medida em que o Governo Federal  instituiu a política de cotas raciais como resposta à uma exigência da sociedade, mas também, e fundamentalmente, como reparação de injustiça histórica, com os não-brancos e com todos aqueles alijados e excluídos da sua cidadania, em todas as facetas que o termo possa denotar. 

 

A cassação da liminar pelo TRF, que concedia o direito de uma aluna fazer a inscrição na Universidade, mesmo sem ter passado no vestibular, mostra o avanço no qual a Justiça brasileira e as pessoas que a fazem estão passando. As ações afirmativas no Brasil, que não se limitam ao sistema de cotas mas se enquadram em diversas outras medidas, mostram o avanço pelo qual também o nosso país está passando. Em seu parecer, o desembargador federal Paulo Gadelha acatou o pedido de efeito suspensivo entendendo que “a possibilidade de adoção de ações afirmativas tem amparo nos arts. 3º e 5º, ambos da Constituição Federal/88”.

 

O vestibular de 2010 da UFS foi marcado pela adesão à política de cotas. Segundo a nova regra, 50% das 4.910 vagas destinam-se a estudantes de escolas públicas municipais, estaduais ou federais. Destas, 70% são reservadas a estudantes que se auto-declararem pardos, índios ou afro-descendentes, correspondendo a 35% das vagas no total.

                                  

Esses alunos “rebeldes sem causa” e os empresários que tratam educação como negócio, têm que compreender que o Brasil hoje é governador por aqueles que são oriundos da luta dos trabalhadores, dos mais necessitados deste país. O sistema de cotas promove a igualdade de acesso ao ensino superior na medida em que trata “desigualmente os desiguais”.

 

É o governo brasileiro reparando uma divida que tem com o povo negro há mais de 500 anos, pois desde o descobrimento do Brasil, que os pobres e na sua maioria negros, vem sendo explorados neste país.

 

Deixo uma pergunta no ar: Será que um aluno da classe pobre deste país, que cursou toda a sua vida em escola pública que precisava trabalhar nas horas vagas da escola para ajudar a família, que na sua maioria vai à escola para ter a sua primeira refeição do dia, tem a mesma condição de entrar na Universidade, que o aluno da escola particular, para o qual estudar é a única tarefa de sua vida, pois os pais têm as melhores condições de vida humana? Será que a disputa do vestibular é igual no Brasil?

 

Claro que a política pública de cotas não é a solução de todos os problemas da educação no Brasil, temos que investir 10% do PIB em educação, o fundo do pré-sal sendo destinado em sua maioria para o sistema educacional brasileiro, maior valorização dos professores entre outras. Essas bandeiras sim deveriam estar sendo levantadas por esses alunos das escolas particulares, que no dia 03 de março cometeram um ato falho nas suas vidas.

 

* Secretário Estadual da Juventude do PT de Sergipe e aluno graduando do curso de História Noturno da Universidade Federal de Sergipe.

 

  

Participe ou indique este blog para um amigo: 

claudionunes@infonet.com.br

 

Frase do Dia

“O que vale na vida não é o ponto de partida e sim a caminhada. Caminhando e semeando, no fim terás o que colher”. Cora Coralina.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários