Emendas: ficção e zero empenho em 2008

0

Enquanto a bancada federal faz a sua parte, discutindo e abrindo para diversos setores e administradores como aproveitar melhor a indicação anual das emendas coletivas, o Governo Federal não ajuda Sergipe. Da emendas coletivas da bancada apresentadas no ano passado, no valor total de R$ 251 milhões, até o presente momento, 0,00% foi empenhado. Ou seja, tanto trabalho para nada. Se não tem empenho, imagine liberação. E o pior: no governo do Partido dos Trabalhadores, cujo presidente é amigo do atual governador.

 

Justiça seja feita. Todo esse mecanismo como a funcionar no governo Fernando Henrique Cardoso que encontrou uma maneira de ganhar um orçamento. Ou seja, o de 2008 será empenhado no final do ano e liberado em 2009. Com isso ele fecha o ano com superávit. É algo que a classe política esperneia, mas não faz nada, principalmente o Congresso Nacional que tem poder para exigir o cumprimento do orçamento. Mas não faz por conta dos interesses partidários da maioria.

 

Só para lembrar as emendas do ano passado: Aracaju – implantação da orla da Coroa do Meio (R$ 18 milhões); Terminal pesqueiro ( R$ 13,3 milhões); interligação da Tancredo Neves/farolândia (R$ 19 milhões);  canais do rio Poxim ( R$ 12,4 milhões) e infra-estrutura turística Atalaia e Coroa do Meio (R$ 12,3 milhões). Para Lagarto tem duas emendas: construção do mercado (R$ 13 milhões) e infra-estrutura urbana (R$ 13,8 milhões). Para Barra dos Coqueiros tem duas emendas para esgotamento sanitário (R$ 2,5 milhões) e (R$ 1,3milhões). Em todo Estado tem emendas para adequação de trechos rodoviários, construção de aterro sanitário, revitalização de perímetros irrigados, modernização da UFS, entre outros.

 

Dos R$ 251 milhões apresentados no ano passado pelas emendas coletivas da bancada, o Governo Federal deve empenhar apenas R$ 100 milhões. Caberá ao governador e a bancada federal se reunir ainda este mês para definir as prioridades. São reuniões e mais reuniões da bancada com prefeitos e lideranças e ao final de tudo parece que o trabalho não rende. É uma obra de ficção. Algo precisa ser feito, para que o  Governo Federal seja obrigado a empenhar as emendas do ano, logo no seu início e que seja punido se não liberar todos os recursos. Só assim acabará com esse faz de conta digno de um conto do vigário.

 

Reforma sem pressa, para contemplar aliados

Tanto no governo estadual como na Prefeitura de Aracaju as reformas administrativas só serão anunciadas no final de dezembro. O governador Marcelo Déda Chagas e o prefeito Edvaldo Nogueira estão analisando de que forma vão contemplar os aliados que ingressaram a partir do pleito deste ano. Em Aracaju, Edvaldo vai criar a Secretaria do Meio Ambiente. A reeleição de Edvaldo contou com a participação de novos partidos como o PSDB , PPS e o PSC, que devem participar da administração no próximo ano.

 

Vôos  mais altos em Lagarto

Uma liderança política que participou ativamente da campanha do deputado Valmir Monteiro, disse que o mesmo se empolgou com a vitória e pretender formar um novo grupo político excluindo os Bole-Bole e os Saramandaia. A idéia é convidar o candidato derrotado Lila, para fazer parte do governo municipal e ser candidato a deputado estadual. Com isso afastaria o grupo dos Ribeiros e isolaria os Reis. Se a idéia for consolidada o novo grupo apoiaria Lila para estadual e Rogério Carvalho para federal. Resta saber o que os lagartenses acharam desta possível aliança.

 

Nepotismo no MP especial do TC

Anote: uma bomba vai estourar nos próximos dias. Um procurador do MP especial, junto ao TC, não aceita exonerar do seu gabinete duas filhas. O assunto já parou num jornal de circulação nacional que está fazendo todo apanhado. Será mais uma matéria negativa de Sergipe, ligada ao TC. Mais uma de um monte…

 

Medidas anti-crise

O governo de Sergipe continua adotando medidas pioneiras em se tratando de assuntos econômicos. Muito antes dos governos de Minas e São Paulo, que somente ontem anunciaram oferta de crédito para irrigar suas economias, o governador Marcelo Déda, há cerca de um mês, durante evento na Federação das Indústrias, anunciou que o Banese dispunha de R$ 240 milhões em caixa para operações de crédito comercial, além de outros R$ 50 milhões captados junto ao FNE/BNB para operações de investimentos de longo prazo. Não bastasse isso, na última terça-feira, durante o Encontro do Governo com as Micro e Pequenas Empresas, o Banese anunciou mais R$ 15 milhões em recursos destinados ao segmento, com juros reduzidos e, o mais importante, com a possibilidade de cobertura de garantias através do Fundo de Aval de Sergipe, que recebeu aporte adicional de R$ 1,5 milhão. Segundo o presidente do Banese, João Andrade, um dos principais fatores que dificultam o acesso ao crédito pelas micro e pequenas empresas é justamente a falta de garantias reais dos sócios, daí a importância do Fundo de Aval como garantidor das operações.

 

Micro e pequenas empresas I

Muito embora o pronunciamento indignado do governador Marcelo Déda sobre as eleições do Sebrae/SE tenha naturalmente atraído toda a atenção da imprensa, o Encontro do Governo com as Micro e Pequenas Empresas, promovido pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico, na terça-feira, trouxe grandes notícias para esse segmento empresarial, como a citada linha de crédito especial do Banese. A implantação de programas de extensionismo industrial exportador e extensionismo tecnológico, o projeto de qualificação de fornecedores e o início das obras da Central Fácil de Atendimento Empresarial, confirmam o compromisso do governo com as micro e pequenas empresas e com os arranjos produtivos locais espalhados por todo o Estado. O secretário Jorge Santana, que organizou o evento, e seus colegas Nilson Lima e Jorge Alberto, além do presidente do Banese, João Andrade, têm cumprido à risca a determinação do governador de tratar o apoio às micro e pequenas  empresas como política pública prioritária em seu governo.

 

Micro e pequenas empresas I

Um economista comentou com este jornalista que causou estranheza o fato dos programas anunciados pelo governo no evento das micro e pequenas empresas serem executados em parceria com o Instituto Euvaldo Lodi (IEL), quando o esperado seria com o Sebrae. A explicação foi dada, sem arrodeios, pelo próprio governador em seu discurso contundente: como firmar parcerias com o Sebrae se sua diretoria não merece a confiança do governo?

 

Cassada candidatura de frei Enoque

Foi confirmada pelo TSE, a cassação da candidatura de frei Enoque a prefeitura de Poço Redondo. O frei foi o vencedor do pleito este ano. Como o TSE deu provimento a decisão ele ainda tem outro recurso, mas se não for vitorioso o segundo colocado deve ser diplomado.

 

Palestra com Plínio Arruda Sampaio

Neste sábado, 15, às 18h30, no auditório do Sindiprev, na rua Vila Cristina – próximo ao Instituto Semear – palestra com o dirigente Plínio Arruda Sampaio com o tema “A crise atual e as perspectivas para os trabalhadores e a juventude”. A organização é do PSOL de Sergipe. Histórico – Professor, promotor, advogado, duas vezes deputado federal, presidente da Associação Brasileira de Reforma Agrária, Diretor do veículo de comunicação Correio da Cidadania, e candidato ao governo de São Paulo em 2006 pelo Partido Socialismo e Liberdade,  Plínio de Arruda Sampaio irradia a integridade dos que lutam a vida inteira por uma causa: a dos mais fracos. Ele é militante há mais de cinqüenta anos – começou na Juventude Universitária Católica, a JUC, nos anos dourados, entrou na AP (Ação Popular) quando atuava como deputado do PDC no governo João Goulart, e seguiu na esquerda durante o exílio logo após a sua cassação. Socialista e católico, foi um dos idealizadores do PT.

 

Opinião sobre eleição do Sebrae

O líder do governo na Assembléia Legislativa, deputado Francisco Gualberto (PT), não deixou a oposição crucificar o governador Marcelo Déda por ter dado opinião pessoal sobre a eleição que escolherá os novos dirigentes do Sebrae/SE, marcada para o dia 17 de dezembro. Para Gualberto, enquanto cidadão sergipano, Marcelo Déda tem todo o direito de opinar em qualquer pleito. “E como se não bastasse, existe dinheiro público investido no Sebrae. Tanto é, que o Estado tem direito a indicar três conselheiros no órgão”, argumentou o líder. Na verdade, o Sebrae é uma entidade mantida com recursos da classe empresarial, mas que celebra vários contratos com os governos estadual e municipais.

 

Universidade do Baixo São Francisco

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado Federal aprovou  hoje projeto de autoria da Senadora Maria do Carmo Alves (DEM) que autoriza o governo federal a criar a Universidade Federal para o Desenvolvimento do Baixo São Francisco, seguindo o parecer favorável que lhe deu o relator, Senador Álvaro Dias. Por se tratar da criação de instituição de ensino, a matéria terá decisão terminativa na Comissão de Educação, Cultura e Esporte.

 

Parceria na arrecadação de livros

O Tribunal de Justiça de Sergipe, através da Juíza Corregedora Dauquíria de Melo  e da Juíza Coordenadora da Infância e Juventude, Vânia Barros, realizou ontem, 12, uma reunião com o Presidente da Federação dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Estado de Sergipe, José Joaquim Macedo. Durante o encontro, as Juízas convidaram a Federação dos Estabelecimentos Particulares uma parceria com  o Poder Judiciário na arrecadação de livros didáticos através do projeto Era uma vez …. Trata-se de uma campanha que tem como público-alvo estudantes da rede pública do Estado.

 

Reutilização na rede em 2009

De acordo com a Dra. Dauquíria de Melo, o projeto visa incentivar a cultura da leitura entre as crianças e adolescentes, que não têm acesso a esses livros nas escolas públicas. “ Pela parceria, as escolas incentivariam os pais de alunos dos estabelecimentos particulares a doarem os livros paradidáditcos  utilizados este ano para que eles possam ser reutilizados nas escolas públicas em 2009”,  ressaltou a Juíza. O Presidente da Federação elogiou a iniciativa do Poder Judiciário e explicou que as Escolas Particulares estarão disponíveis para colaborar com o projeto. “Vamos encaminhar a solicitação para as diretorias e tenho certeza que vamos caminhar de mãos dadas com a Justiça”,concluiu Joaquim.

 

SSP faz curso com empresa repudiada por comandos I

A SSP esta pagando um curso para policiais militares e civis a uma empresa que tem o repúdio de muitas policias militares brasileiras, em razão da não qualificação para operações policiais de seu corpo técnico, apenas sendo capacitados para imobilizações de pessoas. Para comprovar o fato o blog cita abaixo alguns trechos de uma carta de repudio do comando geral da Polícia de Santa Catarina ao programa Fantástico – da rede Globo –  em razão da entrevista dada pelo senhor Marco do Val, que se diz especialista, quando nunca foi policial, nem nunca estudou sobre gerenciamento de crises, e negociação de conflitos. Esta carta foi entregue a todos os comandantes gerais de PMs do Brasil em seu ultimo encontro em Brasília n semana passada. Alguns dos trechos da carta:  Prezados Produtores do Programa Fantástico da Rede Globo de Televisão. Ao cumprimentá-los cordialmente, venho por intermédio deste  expediente, na condição de Comandante Geral da Polícia Militar de Santa Catarina, apresentar nota de Repúdio referente à manifestação do Sr.  Marcos do Val, acerca do trágico episódio envolvendo o seqüestro de  duas garotas  na cidade de Santo André – SP. Os argumentos que serão expostos a seguir são lastreados na mais moderna doutrina de Gerenciamento de Crises e Negociação de Reféns adotada pelas corporações policiais do Brasil, pelo que passo a considerar o seguinte: 

 

SSP faz curso com empresa repudiada por comandos II

No Brasil, na grande maioria dos casos, o tempo decorrido é fator aliado da Polícia, porque pode criar uma situação de afetividade recíproca entre seqüestrador e refém, conhecida como “síndrome de Estocolmo”, que auxilia a polícia a solucionar a ocorrência pela via da negociação. O exemplo trazido pelo entrevistado, levando em consideração situações ocorridas nos Estados Unidos não se prestam para o Brasil, devido à natureza diferenciada dos criminosos nos dois países. Contudo, se for o caso de considerar as “9 horas” que DO VAL citou como exemplo de limite de tempo, houve uma situação envolvendo reféns na cidade de Waco, Texas, em que as negociações superaram uma semana, até que acontecesse a invasão. Alternativas “hollywoodianas” de invasão tática trazidas à baila pelo Sr. Do Val, tem muito maior probabilidade de gerarem tragédias, devido às suas variáveis, do que a negociação ou a invasão tática por vias mais simplificadas, sendo a simplicidade um dos princípios do atendimento deste tipo de ocorrência. A alternativa de invasão apresentada pelo entrevistado funciona muito bem em filmes, não na realidade.  Por falar em entrevistado, o mesmo não é nem nunca foi policial, sendo a experiência prática um fator predominante para se opinar diante de uma situação como esta. O referido cidadão nunca conduziu uma ocorrência desta natureza em sua trajetória. Ademais, do Val é instrutor da SWAT americana na senda de imobilizações táticas (defesa pessoal), o que nada tem a ver com o fato ora avaliado.

 

SSP faz curso com empresa repudiada por comandos III

A via da invasão ou assalto tático, juntamente com o tiro de comprometimento são sempre as últimas alternativas consideradas pela polícia, haja vista que a preservação da vida de todos os envolvidos (inclusive o seqüestrador) é importante para a polícia nestes casos. Especificamente nesta situação, o seqüestrador não deu motivos para que a polícia cessasse as negociações, posto que, inclusive, libertou três reféns no decorrer do evento crítico, dando a entender plenamente que o evento se resolveria sem mortes ou incidentes. O entrevistado afirmou ter “vergonha de ser brasileiro”. Devia ter vergonha de si mesmo ao fazer uma afirmação como esta para o programa de maior audiência nacional no dia e hora referenciados. Por derradeiro, cabe salientar que, prima facie, podem ter acontecido equívocos na condução do processo por parte da polícia, mas trata-se de situação de extremo risco e imprevisibilidade, em que qualquer decisão é muito complicada, sendo que a análise não pode ser feita de forma superficial e sim somente depois de muito estudo acerca do fato. Impende ressaltar ainda que esta análise deve ser realizada por quem realmente entende e tem experiência prática para fazê-la, o que não é, definitivamente, o caso do Sr. Marcos do Val. Atenciosamente, Eliésio Rodrigues, coronel Comandante Geral da Polícia Militar de Santa Catarina”

 

I Encontro de Sociologia da Educação do Curso de Letras da Unit

Acontece nos próximos dias 20 e 21 de novembro, no auditório Professor Geraldo Chagas Ramos, no Campus da Unit (Centro), o I Encontro de Sociologia da Educação do Curso de Letras. O evento traz como tema central “Educação e Sociedade”. O evento é promovido pelo Curso de Letras, coordenado pelo professor mestre Ricardo Nascimento Abreu, e organizado pela professora mestre Maria José de Azevedo de Araújo, com a participação dos alunos do 2° período do Curso de Letras. Durante o encontro vão ser efetuadas palestras e debates sobre os seguintes assuntos: sociólogos, educador, violência, instituições sociais e didática de ensino. Entre os palestrantes vale destacar a presença do diretor da Sociedade Semear, Carlos Roberto

Britto Aragão, que vai falar sobre as instituições sociais, o pedagogo José Oliveira, que

vai abordar a questão da didática na escola e o delegado Paulo Ferreira, que tratará sobre a questão da violência na escola. O I Encontro de Sociologia da Educação do Curso de Letras da Unit inicia no dia 20 das 7h às 12h e se estenderá até o dia 21 das 18h30 às 22h.

 

Taça Brasil de Futsal

Começa nesta quinta-feira, no Ginásio do Sesi em Itabaiana a Taça Brasil de Futsal grupo V. A competição será disputada com a participação de quatro equipes: Itabaiana(SE), Real Moitense(SE), Santa Cruz(PE) e Escolinha do Futuro(BA).Classifica-se apenas o campeão para a grande final da competição. Os ingressos para os jogos segundo a diretoria irão custar R$ 5,00(cinco Reais), por noite ou um pacote dos três dias por R$12,00(doze reais). A competição é uma realização da Confederação Brasileira de Futsal e conta com o apoio total da Prefeitura Municipal de Itabaiana e do Sesi.

 

Workshop em Tecnologia da Informação

Ontem Aracaju foi sede de um grande evento na área de Tecnologia da Informação, o Workshop “Continuidade de Negócios e Alta Disponibilidade”. O evento foi promovido pela Chip & Cia, em parceria com a HP e Microsoft e teve o apoio do Governo do Estado, através da Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação (Emgetis). Além de Sergipe, o workshop percorreu outros três estados: Ceará, Alagoas e Bahia. O evento aconteceu com o principal objetivo de aprimorar o crescimento sustentável do ecossistema digital na Região Nordeste e trazer um conteúdo focado no mercado corporativo. Além disso, configurou-se em uma ótima oportunidade para o estabelecimento de uma ampla rede de contatos e negócios no mercado sergipano.

 

Confraternização ex-alunos Atheneu

Acontecerá no dia 13 de dezembro de 2008, com início previsto para às 15hs  na quadra de esportes do colégio Atheneu a 10ª festa de confraternização dos ex-alunos do tradicional colégio sergipano. A festa contará com a participação da banda “Los Guaranis” e a cantora Núbia Faro. Esse reencontro com ex-colegas e professores do atheneu é um momento saudosista para a geração que marcou época, na vida de todos os envolvidos, não só pela qualidade do seu nível de ensino, como pela sua reconhecida competência na formação intelectual e pessoal de verdadeiros cidadãos. Os ex-alunos podem obter mais informações no site www.colegasdoatheneu.com.br ou entrarem em contato através dos telefones 9972-9727 OU 3212-2683 ou pelo e-mail:

eliastecnologia@oi.com.br

 

Europeus de olho em promessa das categorias de base do Santos I

Matéria da Gazeta Esportiva de ontem, 12, sobre o sergipano Victor que foi para o Santos no ano passado. Santos – O assédio dos clubes europeus aos jogadores do Santos não está restrito só aos profissionais. As promessas santistas das categorias de base também despertam o interesse dos times do Velho Continente, que vem nestes jovens, oportunidades de revelar um novo Robinho ou um novo Messi. E é por causa disso que equipes como Sporting Lisboa e Benfica tentaram contratar Victor, do Mirim do Alvinegro Praiano. No entanto, os santistas foram mais rápidos e trouxeram o jogador, de 13 anos, em agosto do ano passado para o clube.

 

Europeus de olho em promessa das categorias de base do Santos II

Apesar disso, agora o Peixe pode ver o garoto se transferir para a Europa. Um grupo de empresários ligados a Internazionale de Milão se reuniu com o pai de Victor, Nelson Andrade, para fazer uma proposta. A oferta dos italianos é tentadora: € 200 mil (R$ 569,5 mil) para tirar o garoto do Peixe e ainda um salário mensal de 4 mil euros (R$ 11,39 mil) aos pais dele para que fiquem morando na Itália. Em contrapartida, a diretoria santista nega ter recebido qualquer tipo de proposta pelo atleta, alegando que Victor tem um contrato de cessão de imagem que prevê pagamento de multa em caso de rescisão. O valor não é revelado. A intenção do Alvinegro Praiano é fazer Victor continuar na Vila Belmiro até os 16 anos e, então, fazer com que ele assine o seu primeiro contrato como profissional com o Santos.

  

DO LEITOR

 

Um jogo só começa 0 X 0 I

Do leitor Messias Gonçalves: “Nesta terça-feira, recebi um telefonema que dizia o seguinte: “escreva no blog do Cláudio, que Alex Rocha vai ser cassado”. Aí eu perguntei: -“Como, se o prefeito é Jadiel?”. O meu interlocutor retrucou: “Não é Agora, é quando ele assumir. Perguntei: -” Você tem bola de cristal?”.  Espere pra ver e, depois conversamos, disse ele.  Baseando nesta interlocução, quero dizer que “todo jogo, começa sempre zero a zero. Na China, nos EUA, na conchicina, ou em qualquer lugar, inclusive em São Cristóvão.  O nossa país, constitucionalmente é representado por três poderes. Há o executivo, para executar as tarefas, administrar, o legislativo para legislar, criar leis e o judiciário, para fazer cumprir as leis. Não foi isso que aprendemos nas aulas de OSPB? Não confundam PSDB. Baseado em que esse cidadão me telefona, para prever isso? Será que ele está pré-julgando Alex, a câmara ou o judiciário? Sinceramente, eu não consegui entender o teor dessa premonição.

 

Um jogo só começa 0 X 0 I

Continua Messias: “Alex ainda não assumiu para vermos como ele tratará a “coisa” pública, não temos ainda coma analisar o desempenho dos vereadores, como também ainda se sabe qual será o comportamento do judiciário. A não ser que ele esteja se referindo como agiram nos oito anos de Armando Batalha e os dois anos e meio de Zezinho da Everest. Talvez com isso se justifique essa afirmação precipitada. Acho que faltou ao meu interlocutor, acreditar nas instituições desse país, desse estado, como também daquela cidade. Hoje, os tempos são outros, ninguém está imune a ser fiscalizado, punido quando praticam “atos” imorais. Nem prefeito, nem vereadores, nem juízes e promotores, estão aquém da impunidade. Nem Alex pode julgar o judiciário ou o legislativo pelo o que supostamente ocorrera como também os outros poderes, assim não poderão julgar Alex, pelos ocorridos. Os poderes são harmônicos, porém, independentes. Cabe a cada um, se por ventura se sentir “pressionado”, “coagido”, por outrem, que de imediato, denuncie as instâncias superiores, os meios constituídos, não ficando refém. De minha parte, do fundo do meu coração, desejo a todos os jogadores desse jogo, uma excelente partida e, que, ganhe a cidade”.

 

Frase do Dia

“A humanidade tem dupla moral: uma que prega, mas não pratica, e outra que pratica, mas não prega. É mais fácil lutar por princípios do que aplicá-los”. Autor desconhecido.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários