Empório Brasil de notícias

0

  “O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Por Luciano Martins Costa em 12/02/2015 na edição 837 do Observatório da Imprensa.
     
Jornalistas bem posicionados na mídia tradicional costumam justificar o clima de guerra que a imprensa mantém e estimula contra a aliança partidária que governa o Brasil desde 2003 com a frase produzida pelo artista plástico, tradutor e humorista Millôr Fernandes (1923-2012), segundo o qual “imprensa é oposição; o resto é armazém de secos e molhados”. No entanto, como é prática na imprensa brasileira, a frase anedótica é repetida fora de seu contexto, no mesmo processo utilizado para falsear investigações, manipular indicadores e distorcer declarações.

Millôr cunhou a expressão para criticar a imprensa, em 1964, quando lançou a revista satírica Pif Paf, e nunca escondeu as grandes restrições que fazia às empresas de comunicação do Brasil, que conspiraram e apoiaram a ditadura militar e só deixaram de ser subservientes quando a censura se estabeleceu nas redações. Em 1980, em entrevista que depois se transformou no livro intitulado A entrevista, ele diria, enfaticamente, que “a imprensa brasileira sempre foi canalha. Se fosse um pouco melhor, poderia ter uma influência maravilhosa sobre o país”.

A frase famosa também poderia ter uma versão posterior, e atribuída ao diretor de Redação da Folha de S.Paulo, Otavio Frias Filho, que em fevereiro de 1996 declarou, no programa Roda Viva, da TV Cultura de São Paulo, que a imprensa estava sendo servil ao então presidente Fernando Henrique Cardoso. Para ser mais preciso, o leitor pode ir aos arquivos (ver aqui) e comprovar o que disse literalmente o dirigente do diário paulista, ao responder uma pergunta do jornalista Dante Mattiusse sobre certa benevolência dos jornais com o governo da época:

“Com relação ao governo Fernando Henrique Cardoso, eu concordo totalmente. Eu acho que, de um modo geral, a imprensa brasileira tem sido quase que de um servilismo em relação a esse governo. Poucas vezes eu presenciei na minha vida profissional, exceto naquele curto interregno inicial do governo Collor, poucas vezes eu presenciei na mídia um espetáculo de tamanha adesão em relação ao governo, aos valores do governo, aos supostos acertos desse governo, às políticas desse governo”.

Dois partidos, duas balanças

Essa afirmação poderia ser repetida, em 2014, com referência à relação diferenciada da imprensa brasileira, conforme se trata o governo paulista, em mãos do PSDB, e o governo federal ou da administração petista na capital de São Paulo. Se questionado, Otavio Frias Filho seria obrigado a admitir que sua frase serviria, agora, para identificar a subserviência da mídia tradicional – a Folha incluída – ao governador Geraldo Alckmin.

No Estado de S. Paulo, podia-se ler na edição de quarta-feira (11/2): “Escola de SP tem sala com até 85 estudantes”. A reportagem, que apontava a superlotação e o fechamento de 3.017 salas nas escolas estaduais, justificava um escândalo, mas ficou por isso mesmo e não houve maior repercussão. A Folha ignorou o assunto, mas publicou na quinta-feira (12/2): “Haddad descumpre meta de lotação de sala na pré-escola” – e dá-lhe crítica pelo fato de a prefeitura paulistana colocar em média 31 crianças por sala, tendo anunciado que o ideal seria 29 alunos por sala.

Na cobertura sobre a crise de abastecimento de água na região da capital paulista, é notável o esforço dos jornais em destacar as medidas adotadas pelo governador, esquecendo suas responsabilidades por não haver tomado providências preventivas para evitar o problema. Por exemplo, a imprensa apresenta como positiva a primeira reunião do comitê metropolitano de gestão da crise hídrica, quando a medida só foi tomada pelo governador depois que os prefeitos da região se queixaram da centralização das decisões.

A lista de assuntos em que o dedo da imprensa pesa mais de um lado do que do outro é interminável, mas alguns detalhes podem ser observados a olho nu pelo leitor crítico. Por exemplo, registre-se o rigor com que a polícia paulista reprimiu os manifestantes que protestavam contra a crise de abastecimento de água, na quarta-feira (11), e aguarde-se a atitude das forças policiais no próximo dia 15/2, durante a manifestação programada para pedir o impeachment da presidente da República.

A metáfora de Millôr Fernandes faz sentido, quando se imagina que uma imprensa sem crítica equivale a qualquer outro tipo de negócio, como, por exemplo, um botequim ou uma loja de varejo. Mas quando a imprensa é oposição seletiva, conforme a sigla que está no poder, fica mais parecida com uma casa de tolerância.

Bom Carnaval para todos. Blog só será atualizado, na quinta-feira, 19
O blog deseja um excelente Carnaval para todos que vão brincar e quem vai aproveitar para descansar que sejam dias de reflexão. O blog só será atualizado na próxima quinta-feira, 19. Saúde e Paz para todos.

Kassab inovou
O ministro das Cidades está inovando nas visitas aos estados. Vem com a equipe principal para ouvir todas as demandas e as ações serem agilizadas. Em Sergipe ele teve audiência com o governador Jackson Barreto, outra com o prefeito João Alves e foi recebido por oito dos 12 prefeitos do PSD, partido que comanda.

José Sobral vai ao Ministério da Saúde
O secretário de Estado da Saúde, José Sobral, esteve esta semana em Brasília, acompanhado pelo governador Jackson Barreto, com o ministro da Saúde, Arthur Chioro. Dentre os assuntos debatidos estão: a instalação do novo Acelerador Linear para o Centro de Oncologia do Huse, a renovação da qualificação da Central de Regulação e o repasse de R$ 5 milhões mensais para os Hospitais Regionais de Glória, Socorro e Itabaiana. Além disso, José Sobral solicitou, para o Samu, a renovação de 17 ambulâncias reservas, e o co-financiamento pelo ministério do Serviço de Remoção Interhospitalar Assistida (Sriha)

Vice-presidência
O deputado sergipano Fábio Reis, foi eleito para vice-presidência na bancada de lideranças do PMDB na Câmara dos Deputados. O líder será o deputado federal Leonardo Picciani (MG).Essa eleição dará maior visibilidade ao mandado do sergipano e será importante para o Estado.

Articulação
Como um dos vice-presidentes do PMDB, Reis terá facilidade na articulação de temas de interesse das demais bancadas, bem como na tramitação de questões que sejam de interesse para o governo de Sergipe no Congresso e junto ao governo federal.

Rio São Francisco
Em seu primeiro discurso na Câmara Federal, esta semana, o deputado federal Jony Marcos (PRB) fez um alerta quanto à exploração do Rio São Francisco pela Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), sem que esteja havendo o cuidado contra os danos causados ao rio. De acordo com o deputado, a Chesf ao longo dos anos vem se utilizando do potencial hidráulico do rio, mas não se preocupa em adotar medidas eficazes de preservação ambiental.

Ponto facultativo no período de Carnaval
O governador Jackson Barreto decretou ponto facultativo em todas as repartições e órgãos estaduais da administração direta e indireta nos dias 16 e 18 de fevereiro, conforme o decreto estadual de número 29.940, de 16 de janeiro de 2015, em virtude das festividades de Carnaval. A próxima terça-feira, dia 17, é feriado em todo o país.

Ponto facultativo no período de Carnaval II
As atividades voltarão ao normal na quinta-feira, 19. Os serviços emergenciais do Estado, como Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, polícias Militar e Civil, o Samu 192 Sergipe, hospitais e demais unidades de saúde de urgência estarão de plantão para atender as demandas da população.

PELO TWITTER

www.twitter.com/emanuelcacho  As polícias cada vez mais bem paga, bem vestida com equipamentos caros, mas não trabalha para prevenir o crime e reprime mal. Tudo errado!!!

www.twitter.com/jrobertotgomes  UM puxa saco me liga dizendo que o cara é sério, concordo, um sério caso de polícia…

www.twitter.com/jsantana61  O meu #Basta vai para o maniqueísmo e a amnésia de antigos e de neogolpistas que vêm falar em impeachment. Democracia merece respeito!

www.twitter.com/ComsensoWeb  TVAtalaia: Nivaldo Fernandes diz q comandante do barco não costuma abandonar o navio.Diz q pref está igual a italiano condenado pela Justiça.

www.twitter.com/zehdeabreu  o que tá ruim sempre pode piorar. Devia ser 24. “@JornalOGlobo: Deputado da PM cria Partido Militar, cujo número pode ser 64.

www.twitter.com/clovis_silveira  Existem: Médicos, Professores e demais servidores que HONRAM A PROFISSÃO e a exercem com amor, já outros deviam pedir pra sair!

DO LEITOR

Sobre a nota de esclarecimento da SEMA
Do leitor Ailson: “Gostaria de lançar aqui um desafio aos leitores desse blog: quem ja presenciou nesses dois anos de mandato do imperador João alguma campanha de plantio de mudas de arvores???
Chega a ser ate engraçado tal nota divulgada no dia de ontem expondo fatos que o aracajuano não vê nessa administração.
Fala-se que os cabos, a bomba e os canos que irrigavam as plantas nas areas em torno do viaduto do DIA foram furtados, eu pergunto aqui: E porque não reativam o posto da GMA que fica bem abaixo do viaduto afim de evitar esses furtos?? Porque a demora em repor esses equipamentos ja que os mesmo não tem custos tao altos???
A nota diz ainda que é feita a irrigação dessa area duas vezes ao dia, mas acredito que esteja havendo ai uma falta de verdade, pois qualquer pessoa, por mais leiga que seja poderá confirmar que aquelas plantas estão a muito tempo sem serem regadas.
Sugiro a esses defensores dessa administração caótica que passem a observar melhor a cidade, tentem dar uma voltinha por nossas ruas, nossas praças, pois s assim vocês saberão realmente o que a cidade esta precisando. Saiam de seus gabinetes, venham pras ruas. Sera que todas essas pessoas que criticam e com razão essa horrivel gestão estão erradas e só vocês defensores do João é que estão corretos? O povo esta cego e só vocês que estão enxergando a cidade "maravilhosa" que Aracaju se encontra???
Vamos parar de achar que o povo é besta, a resposta pra isso tudo vira nas próximas eleições.”

NOTA DE ESCLARECIMENTO – Secretaria de Estado do Turismo e do Esporte (Setesp) e  da Empresa Sergipana do Turismo (Emsetur)

Em relação aos ambulantes que utilizam as calçadas e a Praça de Eventos da Orla da Atalaia em Aracaju, a Secretaria de Estado do Turismo e do Esporte (Setesp) e a Empresa Sergipana do Turismo (Emsetur) vêm a público informar que ficou acordado em reunião com gestores do Turismo do Estado e os representantes dos ambulantes da Orla: 
1. Por solicitação dos ambulantes que ocupam o calçadão da Orla de Atalaia, o prazo de retirada dos mesmos foi prorrogado até a próxima quarta (18). Os ambulantes se comprometeram a sair daquela localidade no novo prazo acordado.
2. Não existe por parte do Governo do Estado nenhuma intenção de prejudicar as pessoas que querem trabalhar. O Governo quer garantir que o calçadão fique com livre acesso para os turistas e a população. Além disso, o Governo busca a legalidade e, principalmente, o direito de todos comercializarem de forma legal nos espaços públicos.
3. Por fim, a Secretaria de Estado do Turismo e do Esporte e a Empresa Sergipana do Turismo, através do acordo firmado na manhã desta quinta-feira (12) com os representantes, não admitiram nenhuma invasão dos ambulantes ou qualquer entidade nos espaços públicos da Orla da Atalaia sem a devida autorização dos gestores do turismo de Sergipe.

Aracaju, 12 de Fevereiro de 2015

Adilson de Carvalho Silva Junior
Secretário de Estado do Turismo e do Esporte
José Roberto de Lima Andrade
Presidente da Empresa Sergipana do Turismo

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun   

Frase do Dia
“Afinal de contas, neste mundo, cada um consegue aquilo que merece. Mas só os que têm êxito o reconhecem.” Georges Simenon, escritor belga, criador do personagem Jules Maigret, inspetor da polícia francesa, nasceu em 13 de Fevereiro de 1903 e morreu em 1989.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários