Encontro entre empresários e presidente

0

Será hoje o histórico encontro entre o Presidente da República e os empresários do comércio de todo o país. Essa corrente humana viajou à Capital federal em dezenas de ônibus que saíram, entre segunda-feira e ontem de todas as partes do país com destino à Capital Federal. Os empresários vão reivindicar à Presidência da República que seja retirada a autorização para que Governos dos Estados e Prefeituras de todo o país administrem ou planejem lockdowns. Os empresários não estão satisfeitos com as ordens desses administradores. Alegam que eles são mandões e possessivos e que, por isso mesmo melhor é continuar sob o comando das entidades ligadas ao próprio comércio.

EMANOEL SOBRAL

Foi sepultado ontem o Sr. Emanoel Sobral, que, por durante muitos anos, dirigiu o Sebrae e ocupou diversos postos no órgão. Ele faleceu aos 68 anos de idade e era considerado um administrador de primeira qualidade. Começou como Prefeito de Itaporanga D`Ájuda de onde era natural e deixou quatro filhos. Era casado com d. Lícia. Ele morreu vítima da Covid.

SAMBA DE COCO

Outra morte bastante pranteada foi a da Sra. Iolanda do Samba de Coco. Muito querida pelos moradores da Barra dos Coqueiros, onde residia há mais de 30 anos Era considerada a rainha do Samba de Coco, um tipo de música um pouco difícil de entoar com letras longas e um pouco complicadas. Foi uma morte bastante sentida na Barra dos Coqueiros.

MUITOS MINISTROS SÃO TROCADOS

Alterações profundas na administração federal. Houve troca de cadeiras e, setes ministros foram apenas remanejados. Em outros postos houve simplesmente a demissão do titular e chamado outro para o lugar. O que de fato aconteceu, é que o presidente aproveitou a troca de um ministro – no caso o Sr. Ernesto Araújo – e aproveitou para fazer mudanças numa carreirinha de Ministros. O Presidente livrou-se de muita gente que estava querendo mandar embora…

DECRETO QUE DEU O QUE FALAR

No último sábado o governador Belivaldo Chagas fez publicar um decreto que deixou muitos intrigados. Diante da repercussão do decreto e até pelo fato que a repercussão foi enorme, o governador Belivaldo Chagas saiu com uma desculpa esfarrapada: “o DECRETO É FAKE NEWS”. Mas a repercussão do decreto foi muito longe e muito.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais