Enfim, governador

0

A posse de Jackson Barreto (PMDB) no Governo de Sergipe não pode ser vista como uma simples interinidade. Eleito vereador por Aracaju, deputado estadual e deputado federal por várias legislaturas, Jackson sempre desejou governar Sergipe. Em 1994 quase chegou lá, tendo vencido o 1º turno para Albano Franco (PSDB). Portanto, ao substituir Marcelo Déda (PT) na chefia do Executivo sergipano, este peemedebista de longa trajetória política concretiza um antigo sonho, mesmo que por pouco tempo. Nos próximos quatro anos, ele deverá repetir o ato de ontem várias outras vezes. Caso Déda resolva disputar uma cadeira no Senado em 2014, Jackson governará Sergipe por nove meses, comandará o processo sucessório e pode, inclusive, disputar a sucessão do petista, torcendo para ter mais sorte do que em 1994.

Lua de mel

Em sua coluna de hoje no Jornal do Dia, a colega Rita Oliveira informa que o governador Marcelo Déda pretende “se desligar” nos dias em que estiver fora de Sergipe. “Não vou me tratar como me perguntaram. Preciso de descanso, de uma lua de mel com a minha mulher. Vamos a um destino romântico, só nós dois para relaxar e descansar”, disse o governador a Rita.

Confirmado

O governador Marcelo Déda confirmou ontem o nome de Bosco Mendonça para a presidência da Deso em substituição ao engenheiro Max Montalvão. Ao anunciar a mudança, Déda afirmou que Bosco Mendonça está autorizado a propor mudanças na composição da diretoria da Deso. “Vou administrar uma empresa muito melhor se compararmos com aquela que Max recebeu do governo passado, quando tínhamos grandes problemas no abastecimento de água e esgotamento, todos plenamente resolvidos nesta atual gestão”, disse Bosco.

Prêmio Ademi

A Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário de Sergipe (Ademi-SE) realiza nesta quinta-feira a entrega do Prêmio Ademi-SE 2011. Será a partir das 20h no salão Selma Duarte. Pelo quinto ano consecutivo, o Prêmio será entregue a profissionais e empresas que realizaram trabalhos de destaque no setor imobiliário, em cinco categorias: “Empresa do Ano”, “Empreendimento Destaque”, “Arquiteto do Ano”, “Campanha Publicitária do Ano” e “Imobiliária do Ano”.

Não foi

Alegando problemas de saúde, a deputada estadual Susana Azevedo (PSC) não foi ao ato de fundação do PSD, partido que está sendo criado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. Nos bastidores políticos comenta-se que na verdade a parlamentar está avaliando com cautela a possível troca de legenda. Ela teme que ao ingressar no PSD, seu atual partido recorra à Justiça para lhe tomar o mandato, como já prometeu fazer o PPS, que deve perder mais de 10 deputados para o embrionário PSC.

Malas prontas

De Sergipe, já assinaram a ata de fundação do PSD os deputados estaduais Luiz Mitidieri (PSDB), Gustinho Ribeiro (PV), os prefeitos José Carlos dos Santos (Feira Nova), Ivan Leite (Estância), o subsecretário estadual de Articulação com os Municípios, Jorge Araújo, e o deputado federal Heleno Silva. Este último, porém, pretende ter uma conversa com seu grupo político para só depois decidir se troca de partido.

Mais casas

O prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B) assinou ontem a ordem de serviço para a construção de 410 casas no bairro Lamarão, localizado na zona norte de Aracaju. As habitações serão entregues às famílias que residem hoje em barracos erguidos na ocupação denominada Vitória da Resistência. Também vão ser contempladas famílias que vivem em áreas de risco em outros pontos da cidade. Orçada em R$ 17,2 milhões, as obras compreendem a construção das casas, das redes elétrica, de drenagem, água e esgoto, além de terraplanagem e pavimentação das vias e tratamento de esgoto.

Palestra 

O deputado federal João Dado (PT/SP) faz palestra hoje durante o Congresso do Sindifisco, que acontece no Hotel Parque dos Coqueiros. Auditor por profissão, o parlamentar petista falará sobre a reforma tributária e discutirá com os auditores sergipanos sobre as formas de participação da categoria nos debates sobre a reforma tributária que serão travados no Congresso Nacional.

Último dia

Termina hoje o prazo para regularização do título de eleitor para os eleitores que não compareceram às urnas nem justificaram a ausência nas três últimas eleições. A maioria dos eleitores faltosos tem entre 25 e 34 anos, totalizando 36% dos não votantes, seguidos pela faixa etária de 35 a 44 anos, com 21% dos que deixaram de ir às urnas.

Do baú político

A eleição para o Governo de Sergipe em 1994 foi a mais disputada após o golpe militar de 1964. Aparecendo sempre como o preferido, Albano Franco (PSDB) fazia uma campanha festiva, enquanto Jackson Barreto (PMDB) corria o Estado de ponta a ponta divulgando suas propostas. Faltando uma semana para a eleição, uma pesquisa do Ibope mostrava que Albano seria vitorioso com mais de 100 mil votos à frente do adversário. Acreditando nos índices da consulta popular, a revista Manchete enviou uma equipe para entrevistar o provável eleito. Albano chegou a posar para fotos sentado na mesa de reunião do Palácio do Governo. Abertas as urnas, Jackson venceu o pleito, porém os 24 mil votos dados ao candidato José Araújo (PV) provocaram o 2º turno. Após ser consultado por ambos os lados, o postulante verde aderiu à campanha de Albano, que terminou vencendo com cerca de 24 mil votos à frente do peemedebista. Ainda hoje, muitos sergipanos acham que a eleição de Jackson foi tomada na ‘tora’, mas esta é uma suspeita que jamais será provada.

Resumo dos jornais

 


 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais