Enfim, o bom senso

0

Reunidos ontem à tarde em assembléia, os policiais e bombeiros militares de Sergipe decidiram suspender a operação padrão. O movimento havia sido desencadeado na semana passada em protesto porque o governo não atendeu todas as suas reivindicações salariais e trabalhistas da categoria. Segundo o cabo Palmeira, a tropa vai aguardar os entendimentos entre o comando da Polícia e o governo, devendo voltar a se reunir na próxima sexta-feira. “O crescimento do número de crimes no Estado e a aproximação dos festejos juninos contribuíram para suspender a operação”, explicou. Uma reunião dos líderes do movimento com o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) e o deputado federal Jackson Barreto (PMDB) também sinalizou para o caminho do entendimento. Enfim, a PM agiu com bom senso. Espera-se boa vontade também por parte do governador Marcelo Déda (PT) para que se chegue a um acordo bom para ambas as partes.

Operação Navalha

A Deso passou praticamente todo o ano de 2007 sem poder tocar obras importantes para o Estado. A informação foi dada ao Jornal da Cidade pelo presidente da Empresa, Max Maia Montalvão. Segundo ele, a paralisação aconteceu por conta das auditorias abertas pelo Tribunal de Contas da União e a Controladoria Geral da União visando apurar a denúncias feitas pela chamada Operação Navalha. Entre as obras que foram paralisadas em 2007, estavam a duplicação da Adutora do São Francisco e a barragem do rio Poxim.

Feche a boca

A obesidade é um dos maiores problemas de saúde pública no país. Hoje, 43% da população estão acima do peso e o índice de obesidade se situa entre 15% a 20%. É o que informa a Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso). Segundo a entidade, as crianças com sobrepeso ou obesidade têm grandes chances de se tornarem adultos obesos, principalmente porque elas têm preferência ao lazer sedentário, como, por exemplo, assistir televisão ou brincar no computador.

Fique de olho

A Vigilância Sanitária de Aracaju promete agir com rigor para garantir a boa qualidade dos alimentos comercializados durante os oito dias do Forró Caju, que será aberto no próximo dia 19. Nesta segunda-feira, todos os comerciantes cadastrados para trabalhar na festa serão orientados sobre a forma correta de manipular os alimentos. Durante o Forró Caju, os fiscais vão verificar detalhadamente as condições dos produtos comercializados e apreender os alimentos que ofereçam algum risco ao consumidor. Cabe ao consumidor também ficar de olho para não comer gato por lebre.

Leão abre a mão

A Receita Federal libera nesta terça-feira a consulta ao lote residual do Imposto de Renda Pessoa Física 2005, ano-base 2004. O dinheiro poderá ser sacado a partir do dia 23 de junho, com correção de 54,71%, que corresponde à variação da taxa básica de juros, a Selic. Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet ou ligar para o 146 (Receitafone). Você está nessa?

Economia melhor

A redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para a construção civil permitiu que o ICMS recolhido pelo setor em Sergipe crescesse cerca de 10%. A informação é do secretário estadual da Fazenda, João Andrade. Segundo ele, após as medidas do governo federal, as construtoras voltaram a vender imóveis estimulando a economia sergipana. Andrade revela, ainda, que a economia feita nos primeiros dois anos do governo Marcelo Déda (PT) e a resolução dos problemas deixados pela administração passada permitiram que o Estado sofresse bem menos os efeitos da crise econômica internacional.

Vendas em alta

As vendas no varejo da construção cresceram 4,5% em maio de 2009, em comparação a maio de 2008. No período, as vendas de itens com Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) reduzido registraram incremento de 10%, segundo a Associação Nacional dos Comerciantes de Materiais de Construção (Anamaco). Para junho, a expectativa é de aumento de 8% nas vendas e para o ano, alta de 5%. Os empresários do setor não escondem a satisfação com a recuperação das vendas.

Oficinas do BNB

O Banco do Nordeste em Sergipe realizará mais duas oficinas de elaboração de projetos nas cidades de Tobias Barreto e Itabaiana. O objetivo é oferecer maiores oportunidades de acesso aos recursos financeiros do Programa BNB de Cultura 2010 – Parceria BNDES, bem como divulgar o Edital de Microprojetos Mais Cultura. Em Tobias Barreto, a oficina acontece nesta segunda-feira, no auditório do SEBRAE. Na próxima quarta-feira, a oficina será realizada em Itabaiana. Participe!

Acese de Estância

O presidente da Federação das Associações Comerciais, Industriais e Agropastoris do Estado de Sergipe e da Associação Comercial de Sergipe, Sadi Gitz, trabalha para reestabelecer o pleno funcionamento da Associação Comercial de Estância. Presidida pelo empresário Jorge Prado Leite, a entidade estanciana funciona apenas com as atividades da Escola do Comércio. “Nossa expectativa é a de que possamos reativar serviços daquela Associação e implementar alguns outros em parceria com a Federação”, explica Sadi.

Sustentabilidade

Veja que coisa legal: 57% dos jovens optam por marcas que dão suporte a causas sustentáveis. Eles afirmam pagar mais por produtos de empresas que atuam com responsabilidade ambiental e social. O dado é de pesquisa feita pela consultoria Synovate. Segundo o levantamento, 50% dos jovens estão preocupados com a poluição e outros 45% com o aquecimento global. Eles não estão parados: 71% disseram que fazem reciclagem de lixo.

Tô zonzo

Não sei vocês como estão, mas confesso que ainda estou zonzo com o “tapa” que o Flamengo levou ontem do Coritiba. Depois dos quatro a dois para o Sport, o Mengão tomou uma surra de cinco a zero do time paranaense. E o técnico Cuca ainda vem dizer que seria deselegante deixar o time depois da goleada. Ele não deveria nem ter viajado no mesmo avião que transportou o nosso timeco para o Rio. Bom, pelo menos o Confiança desencantou e venceu o CRB por dois a um. Tomara que essa vitória proletária seja o começo de várias outras na Série C.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários