Enganando a lei

0

É bom o Ministério Público ficar atento com chefes de executivos que mascaram propaganda na mídia para fazer marketing pessoal. Antiga, a prática rende bons dividendos políticos aos infratores, porém causa enormes prejuízos aos cofres públicos e ilude o cidadão. Este pensa estar lendo, ouvindo ou assistindo uma produção jornalística que, na verdade, é uma matéria paga. Para enganar os órgãos fiscalizadores, a imprensa não fatura a propaganda disfarçada, mas recebe pelo serviço superfaturando os anúncios oficiais. Além de tudo isso, os administradores também burlam o Artigo 37 da Constituição Federal, que proíbe a publicidade de “nomes, símbolos ou imagens que caracterizem promoção pessoal de autoridades ou servidores públicos”. Felizmente, não é difícil identificar a malandragem: basta atentar para a semelhança das matérias veiculadas na imprensa enaltecendo “uma grande ação” do governante infrator.

Saúde privatizada

A saúde pública de Aracaju vai ser privatizada. É que a Justiça autorizou a contratação pela Prefeitura de Organizações Sociais (OSs) para gerenciar as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) Nestor Piva e Fernando Franco. Em outras palavras, o município vai entregar fábulas de recursos nas mãos de particulares que se responsabilizarão pela compra de remédios e contratação de pessoal. A experiência das OSs tem se revelado nefasta em outras cidades brasileiras, fracasso que deve se repetir em Aracaju.

Posse concorrida

O mundo político sergipano de  A a Z prestigiou ontem a posse da ex-deputada Susana Azevedo como conselheira do Tribunal de Contas do Estado. Ela vestiu a toga depois de lutar na Justiça por dois anos para fazer valer sua eleição pela maioria da Assembléia. Outra grande festa política deve acontecer no TCE ainda este ano com a posse do
substituto – ainda a ser escolhido – do conselheiro aposentado Reinaldo Moura (PSC).

Inocente

Não vingou o processo movido pela vereadora Lucimara Passos (PC do B) contra o secretário de comunicação de Aracaju, Carlos Batalha. A comunista queria uma indenização de R$ 28 mil e retratação por ter o comunicador citado numa rádio a acusação de desvio de recursos feita pelo Ministério Público Federal contra gestores da Emsurb. A juíza Enilde Amaral entendeu que Batalha apenas se referiu a um fato concreto e divulgado pela imprensa, não tendo, portanto, cometido crime algum.

Fórum muda

O Fórum Empresarial de Sergipe tem novo coordenador. É o economista Ancelmo de Oliveira, eleito ontem durante reunião-almoço da entidade. O eleito elogiou o trabalho desenvolvido pelo atual coordenador Roger Barros e prometeu desenvolver o senso pelo coletivo e a participação intensa nas atividades empresariais sergipanas.

ProRedes

Engana-se quem pensa que o governador Jackson Barreto (PMDB) vai deixar de lutar para que a Assembleia autorize o estado a contrair empréstimo de R$ 250 milhões. “O ProRedes trata da saúde do povo e, portanto, não vou ficar calado. Quero que o Poder Legislativo respeite os sergipano e autorize o empréstimo, pois R$ 250 milhões fazem muita diferença na saúde pública”, discursou Jackson.

Apoia a Polícia

O deputado estadual Zé Franco (PDT) acha que os policiais militares e civis estão certos quando protestam em praça pública por melhores salários. O pedetista apoia o movimento ‘Polícia Legal’, que defende o uso de equipamentos legalizados, viaturas devidamente licenciadas e com pneus novos e coletes balísticos dentro do prazo de validade. Zé Franco acha que, se tiver boa vontade, o governo tem como reajustar os salários dos policiais.

Sem álcool

Projeto em tramitação na Câmara Municipal de Aracaju proíbe o consumo de bebidas alcoólicas nos espaços físicos dos postos de combustíveis. Autor da matéria, o vereador Max Prejuízo (PSB) explica que a idéia é reduzir o número de acidentes, pois os jovens, em sua maioria, enchem a cara nos postos e depois saem dirigindo seus possantes calhambeques. É isso mesmo que acontece.

Apaga velinhas

Criado em 1971 pelos jornalistas Ivan Valença e Nazário Pimentel, o Jornal da Cidade completa hoje 43 anos de circulação ininterrupta. O blog parabeniza a todos que, durante esse quase meio século, fizeram do JC um dos mais importantes veículos de comunicação do Nordeste.

Fim da novela

O site da Prefeitura de Capela divulga que finalmente se chegou a um acordo sobre a exploração da carnalita para produção de potássio. Segundo o prefeito capelense, Ezequiel Leite (PR), ficou definido que 80% dos impostos gerados com a exploração do minério serão de Capela e os outros 20% de Japaratuba. Tomara que agora a Vale não arranje outra desculpa para empurrar com a barriga o investimento de R$ 4 bilhões.

Recorte de jornal

Publicado no jornal Tribuna de Aracaju em 28 de outubro de 1932

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais