Ensaio sobre o cotidiano

0

Concessionárias de transporte que realizam serviços rodoviários, mas que no fundo só atendem aos “desejos” políticos de (auto)suficiência e riqueza. Mas se o Ministério Público Federal processa União, Estado e Município, em quem devo confiar? Alguma coisa está errada em meus dias. ONG que recebe mais do que gasta, beneficia de verdade? Escolas que ainda não começaram o ano letivo, e olha que já passamos do Carnaval, alguns meses. Julgamento de policiais envolvidos em processo de melhoria para os seus. É polícia mandando em Polícia. Já percebi que é mais fácil punir os corretos que culpar os ladrões. Concessões para a instalação das obras do “Velho Chico”, sem análise do projeto. Delegado denunciando as próprias fragilidades de seu ambiente de trabalho. Não existe proteção sem condição, por isso ficou fácil transportar cápsulas de cocaína por aí.

Vejo festivais de música sem expressividade. Comediante quase sergipano. Tenho náuseas. Odeio piadas. Roteiros turísticos nunca visitados. Dicas de bom atendimento, mas que são precárias. A gripe suína foi interrompida pelos jornais, mas continua avançando na vida real. Coreia do Norte comandada por um novo ditador que brinca com armas nucleares. Apesar do número de desempregados no Brasil, o Ministro da Fazenda insiste em dizer que a economia do País dá sinais de recuperação, mas até um entubado na UTI, quase morto, ainda apresenta sinal de vida. Então não conta esse papo! Cidades embaixo de água. Pessoas que enfrentam secas. Ataques ao Paquistão, quatro mortos em Honduras. Rebeldes baleados na Turquia. Estados Unidos e Coreia do Sul elevam alerta militar. Mas o pão francês não terá reajuste. Trinta pessoas mortas numa mesquita no Irã. Eu em casa sofrendo por desilusões do amor. Setecentos e noventa e cinco desabrigados em Sergipe. Duzentas e nove casas destruídas. Quinhentas e uma danificadas. Mil e oitenta e quatro em processo de desabamento. Eu no apartamento ouvindo Nothing Compares 2 U.

Procuradores do Ministério Público pedem solução para os problemas de drenagem na zona de expansão. Trezentas vítimas de queimaduras atendidas até agora no João Alves. Mãe que quase matou seus dois próprios filhos. Empresas sergipanas aportam nos Feirões da Caixa. Justiça Federal determinando afastamento de Governador. Ônibus coletivo apedrejado na Piabeta. Mas quem deveria ser apedrejado, o ônibus ou o dono dele? Desconheço as grandes raivas. Pintor é acusado de estuprar menina de nove anos. Assaltante morto em Umbaúba. Polícia prendendo a Gangue do Monza, será que vai virar filme como em Hollywood? Usina de Angra registra vazamento de radiação, mas, agora já é tarde, porque já fui contaminado por tanta informação desconcertante. Até parece que temos de viver no lixo do sentimentalismo. Odeio a sensibilidade desta vida que me atinge. Por que não compro um abadá de bloco e vou ser feliz, por três horas?

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais