Ensaio sobre o segredo

0

Não existe segredo se duas pessoas então envolvidas numa mesma situação. O segredo para ser único e inviolável é preciso nunca ser mencionado ou identificado como tal. A confiança está envolvida numa trama secreta, mas de forma invisível. Porque o que pesa para uma pessoa nem sempre tem o mesmo valor para a outra. É uma faca de lâminas por todos os lados. Diariamente escuto segredos, conto segredos e tenho a convicção de que mais cedo ou mais tarde alguma coisa escape. Porque é o natural. E o natural nem sempre é desejado.

Nós, subdesenvolvidos por nação, sabemos o quanto um segredo pode ser revelador. Fomos criados entrando na casa do vizinho, participando de conversas que não nos dizem respeito. Fazendo da vida alheia o nosso passaporte para esquecermos os nossos próprios problemas.  Todo tipo de segredo acaba sendo desvalorizado no Brasil. A coisa como brincadeira pode levar à desgraça de um povo. Sabemos que o perdão também faz parte do segredo confessado, pois é fácil absolver o que nos convém.

Vivemos dias onde o segredo é considerado por muitos uma forma de chamar a atenção para algo que supostamente seria utilitário e importante. Um dos maiores best-sellers dos últimos anos se chama “O Segredo”. Só pelo título conquista a curiosidade. O conteúdo do livro se mostra muito simples, mas complexo na prática, porque pede que exercitarmos nosso controle mental sobre o pretexto de que as melhores coisas do mundo estão à nossa disposição, basta que pensemos positivo. Odeio o pessimismo do achar que temos sempre que ver a vida azul celeste. Tenho algo a lhe confessar, caro leitor: a vida é multicolor e na maioria das vezes oscila entre o cinza claro e o preto de conviver com a estupidez de falatórios hipócritas. Segredos são segredos para quem?

“O mundo é pequeno”. Isso é fato! Um segredo só terá sido um segredo verdadeiramente se ele nunca passar do núcleo mental. Em algumas culturas nem se pensa sobre algo implícito, para que o pensamento não traia seu dono. Feliz são os que sabem que o secreto é inerente ao seu dono, e só. Sem colocar panos quentes. Cada família tem seu segredo. A minha tem vários. Conheço pessoas idôneas que vivem envoltas aos seus mistérios. Nada demais, mas na desconfiança de que a qualquer momento sua verdadeira face se mostre aos outros, acabando assim com o que lhe compõem. O segredo serve de máscara para os moralistas e de base para os fundamentalistas. Prefiro os segundos, porque são totalmente desequilibrados em suas verdades, em seus segredos.

Silenciar pode levar o homem ao esquecimento ou ao apogeu de suas ideias. Grandes segredos ficaram guardados durante anos e só foram revelados após a morte de seus donos. Acho melhor assim. Considero que todo segredo precisa ser exposto algum dia (algum século), porque o que é considerado oculto ao ser desvendado pode elevar a consciência. E só prosseguimos harmônicos no mundo porque segredos foram expostos. Vidas foram devastadas para que vidas fossem contempladas, iluminadas.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais