ENTREVISTA DE VALÉRIO

0

O empresário Marcus Valério, uma das principais figuras da crise política brasileira, tido como o operador do mensalão, desmentiu, ontem, em entrevista ao programa “Giro da Notícia”, comandado por Rosalvo Nogueira, que tivesse se referido a Sergipe na entrevista que concedeu ao jornal Tribuna da Imprensa. Disse que se referiu ao Nordeste e não sabia explicar porque incluíram Sergipe. Através da produção do programa de Rosalvo, Plenário também conseguiu manter contato com o empresário Marcus Valério, por volta das 18:30 horas, em seu escritório, em Belo Horizonte. Solícito e sempre disposto a contato com jornalistas, Valério contou que na entrevista se referiu a um tal “Paulão, do PT do Nordeste”. Lembrado pelo colunista de que a entrevista não se referia a nenhum Paulão, mas continha apenas a frase: “O PT de Sergipe também recebeu”, referindo-se a recursos, o empresário Marcus Valério manteve o desmentido: “por ato falho devo ter citado Sergipe”. Acrescentou que “sobre Sergipe não conheço nada. É tudo especulação”.

 

Marcus Valério disse ainda que não vai mais colocar a cabeça de fora e que sua vida virou um inferno: “não desejaria isso para o meu pior inimigo”, disse e acrescentou que “os amigos já me abandonaram. Não dá para contá-los em três dedos”. Tranqüilo, Marcus elogiou o papel da imprensa e se mostrou aberto a qualquer contato que fosse necessário. Falou bem do Nordeste: “Essa é uma região do futuro, com as suas praias e seu clima. Se a França e Espanha têm uma grande movimentação turística, por que não vamos ter, com essa costa litorânea maravilhosa que tem o Nordeste”? De Brasília, onde se encontra, o prefeito Marcelo Déda voltou a falar com indignação: “Refuto e desminto qualquer informação diferente sobre a contribuição do diretório nacional, ou sobre o processo e a prestação de contas da minha campanha de reeleição, especialmente informações caracterizadas pela total e absoluta falta de provas, o que revela intenções meramente políticas da parte de quem as produz”, disse o prefeito.

 

O publicitário Marcus Valério deve ter se equivocado ao falar apenas de “Paulão, do PT do Nordeste”. Ele não falou isso. O site Congresso em Foco, de 4 de agosto, publica na íntegra o depoimento que Marcus Valério concedeu espontaneamente na Procuradoria-Geral da República, em Belo Horizonte. O depoimento é longo e, em um dos trechos, ele diz o seguinte: “Que, Paulão, indicado no item “3” da relação, é um dirigente sindical e membro do PT, salvo engano, em Sergipe”. Na entrevista à Tribuna da Imprensa, Valério já fala de outra forma: “O PT de Sergipe também recebeu”. A frase “PT do Nordeste”, que ele se referiu na conversa com a coluna, não aconteceu nem no depoimento à Procuradoria e nem ao jornal.

 

Ontem à noite, através de telefonema de São Paulo, o diretor da Agência Estado, jornalista Daniel, explicou a Plenário que o empresário Marcus Valério concedeu a entrevista aos repórteres Eduardo Cattar e Eduardo Nunomura e divulgada em 36 jornais que recebem o noticiário da agência, inclusive a Tribuna de Imprensa. A entrevista foi feita no dia 15 passado e Daniel lembrou que “uma entrevista como essa não seria publicada sem a agência ter uma fita gravada”. Ofereceu a fita em caso de dúvida, mas foi recusada porque Plenário não vê necessidade para isso, já que não pretende confrontar com ninguém. É possível, entretanto, que valha a declaração de Marcus Valério de que houve um ato falho quando se referiu a Sergipe. Mas ele o fez por duas vezes, embora no depoimento ele tenha usado a expressão “salvo engano, em Sergipe”, deixa claro a dúvida. Além disso, como falou o presidente do Diretório Regional de Sergipe, o relator da CPI dos Correios lhe disse que não constava nenhum documento que se referisse a parlamentares ou ao PT de Sergipe, o que é bom para o Estado.

 

DÉDA

O prefeito Marcelo Déda (PT) está em Brasília ajudando no trabalho de conciliação para evitar uma disputa entre Tarso Genro e o deputado José Dirceu. Déda faz parte da tropa de choque para operar uma solução consensual e voltou a conversar com o deputado federal José Dirceu. 

SAÍDA

O objetivo é fazer com que José Dirceu não integre a chapa para disputar a presidência do Partido dos Trabalhadores. O presidente do PT, Tarso Genro, não aceita o nome de Dirceu e já chegou a ameaçar não disputar as eleições da Direção Nacional, que ocorrerá em 18 de setembro.

 

GENRO

O presidente do PT, Tarso Genro, não votaria em Antônio Palocci como candidato do partido para disputar a presidência da república em 2006. “Se o presidente Lula não quiser disputar, o PT tem quadros nacionais como o senador Mercadante e o prefeito de Aracaju Marcelo Déda”, disse Genro.

 

PLÍNIO

Ao deixar Aracaju ontem, o petista Plínio de Arruda disse que o momento é difícil para o partido e que o país passa por um momento ruim. Acha, entretanto, que toda crise tem seus pontos positivos e negativos: “é hora de dizer o que não queremos de um governo. O que é preciso é promover a transformação social do país”, disse.

 

DUTRA

Deu na coluna de Ancelmo Góis, em O Globo: “José Eduardo Dutra passeava na praia, no Rio, quando foi abordado por um amigo”: “E aí? Vai ser candidato ao Senado por Sergipe, em 2006”? “Claro. Desde que haja PT até lá…”

 

EVIDÊNCIAS

Há evidências de que a carta enviada a jornalistas denunciando irregularidades na Assembléia e na Prefeitura de Pirambu, período de André Moura, tenha partido de um parlamentar. As investigações estão sendo feitas e praticamente já se chegou ao autor da carta. O suspeito é um parlamentar da base do governo.

 

ALMEIDA

O senador José Almeida Lima (PMDB) é um dos entrevistados de hoje no Programa do Jô. Ontem ele fez a gravação em São Paulo. Jô lembrou do pronunciamento que Almeida fez no início do mandato, sobre José Dirceu e Waldomiro Diniz. Todos criticaram, mas tudo aconteceu.

 

SUPLENTES

Está marcada para hoje a votação, no Supremo Tribunal Federal (STF), a Adim para recuperar o número de vereadores nas Câmaras Municipais de todo o país. O resultado é imprevisível, porque o momento é difícil. De qualquer forma os suplentes que deixaram de assumir o mandato, por conta da resolução do TSE, estão animados.

 

APOIO

As deputadas Susana Azevedo (PPS) e Angélica Guimarães (PSC) viajam hoje a Brasília para dar uma força aos suplentes na votação do TSE. Parlamentares federais também estão apoiando os suplentes e a senadora Maria do Carmo Alves tem atendido os suplentes desde o inicio do processo.

 

ENCONTRO

No discurso para os prefeitos, para tratar da redução de tarifas de transportes urbanos, todos ouviram o presidente Lula dizer que a economia divide até o PT. À noite, no Jornal da Globo, o prefeito Marcelo Déda disse que “não é errado o PT apresentar sugestões” e que o “governo não está obrigado a seguir cegamente as propostas do PT”.

 

ENOQUE

O deputado estadual Jorge Araújo (PSDB) convidou oficialmente frei Enoque (sem partido) a ingressar no partido e disputar uma vaga na Assembléia Legislativa. Aconteceu durante procissão em Santa Rosa do Ermírio. Enoque não confirmou, mas os tucanos vão insistir na proposta.

 

ALBANO

Amigos e correligionários do ex-governador Albano Franco (PSDB) defendem sua candidatura ao Senado Federal. Seus familiares, entretanto, consideram mais seguro a disputa para deputado federal. Os aliados, inclusive, já têm o slogan: “Albano, o senador de todos”.

 

DEBATE

Em debate na Rede CBN de Rádio, com o deputado José Carlos Araújo (PL-BA) o deputado João Fontes (PDT) disse que achava difícil deputados do PFL e PMDB passarem para o PL só por tempo na TV. Acrescentou que “um cidadão que compra móveis e utensílios de sua casa com dinheiro do partido que preside, não merece crédito”.

 

 

Notas

 

HABITAÇÃO

O vice-presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Roberto Kauffmann, criticou a quantidade de moradias populares financiadas anualmente pelos recursos do FGTS. Classificou de “ridícula” a meta de 50 mil casas estabelecida para este ano e citou o exemplo do México, que constrói “dez vezes mais”. A secretária de Habitação do Ministério das Cidades, Inês Magalhães, atribuiu o baixo nível de financiamento com recursos do FGTS ao fato de a indústria focar sua produção em moradias voltados à população de maior poder aquisitivo.

 

MULHERES

A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou na manhã de hoje o projeto de lei do deputado Geraldo Resende (PPS-MS), que prevê atendimento privilegiado para a mulher chefe de família nos programas de habitação popular. As mulheres com renda de até três salários mínimos terão preferência nos financiamentos. A relatora, deputada Suely Campos (PP-RR), sugeriu a aprovação do projeto na forma do substitutivo da Comissão de Desenvolvimento Urbano. O substitutivo mantém o mérito do projeto, mas promove ajustes no texto original.

 

DIRETRIZES

O Congresso aprovou substitutivo ao projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2006, que deveria ter sido votada pelo Legislativo no final de junho, pois contém normas que deverão ser seguidas pelo orçamento da União de 2006, que será remetido ao Congresso Nacional até o final deste mês. O texto prever despesas com a safra e repactuação de dívidas agrícolas regionais; o fim do contingenciamento de emendas individuais e o reajuste dos servidores levando em conta um aumento real já descontada a inflação.

 

É fogo

 

O deputado estadual Fabiano Oliveira (PTB) está de licença para tratar de assuntos particulares e se encontra em Brasília.

 

Alguns membros do PSB estão defendendo a candidatura do senador Valadares ao governo do estado, desde que tenha o apoio do PT.

 

O ex-governador Albano Franco (PSDB) tem sido exigido, pelo partido, para que dispute um mandato majoritário.

 

Três prefeitos do interior, todos membros da oposição, já estão de malas arrumadas para ingressar no bloco de apoio ao governador João Alves Filho (PFL).

 

Os ex-vereadores Vovô Monteiro e Marcélio Bomfim, hoje no PMDB, participaram da solenidade de recepção ao senador Almeida Lima, em Brasília.

 

O ex-deputado federal Gilton Garcia ainda não ingressou no PPS. Deve faze-lo até setembro, para disputar uma vaga na Assembléia Legislativa.

 

A queda na receita do Ipes-Saúde pode inviabilizar a manutenção do plano de assistência médico-hospitalar, criado pelo governo estadual.

 

Belivaldo Chagas, que está secretário municipal, esteve na Assembléia Legislativa para rever amigos. Belivaldo deve retornar em setembro.

 

O deputado Augusto Bezerra (PFL) defendeu ontem a reeleição da senadora Maria do Carmo Alves. Acha que D. Maria tem muito por fazer pelos sergipanos.

 

O volume de cheques sem fundos devolvidos pela segunda vez para cada mil compensados cresceu 23% em julho em comparação com o mesmo mês no ano passado.

 

O Brasil é o principal destino das exportações de produtos agropecuários da Argentina. A informação é de fontes oficiais daquele partido ontem.

 

O STJ proibiu a Caixa Econômica Federal de cobrar juros sobre juros em um empréstimo feito para a compra de um imóvel dento do SFH.

 

brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais