Escravos do crack

0

A Secretaria da Segurança Pública acaba de lançar uma importante campanha convidando os sergipanos a usarem o telefone 181 para “denunciar o traficante de sua comunidade”. A SSP está certa, pois além da família, a sociedade em geral deve se envolver na luta contra o crack, droga que não escolhe cor, gênero, classe social ou religião. Com poder avassalador, essa praga invadiu a sociedade, quebrou regras, transpôs limites e escravizou milhares de pessoas. Jovens viciados desfalcam os pais, roubam e se prostituem para comprar um punhado do "veneno". O crack é descrito pelos usuários como uma "droga egoísta". Dependentes deixam aos poucos o convívio familiar, amigos e trabalho. Isolam-se. E as alucinações provocadas pela paranóia pós-droga começam a atormentar. O grito por socorro só vem quando existe uma consciência da própria desmoralização, mas aí já é tarde demais. Portanto, é dever de todos lutar contra essa tragédia.

Desafio

O diretor Corporativo e de Serviços da Petrobras, Zé Eduardo Dutra (PT), quer debater com o ex-governador paulista, José Serra (PSDB), sobre a estatal do petróleo. Pelo twitter, o petista indagou ao tucano: “Topa debater comigo sobre a Petrobras? Escolha local e hora”. Só faltou mandar escolher as armas, como faziam os franceses antes de um sangrento duelo.

Sem pressa

Perde tempo quem tenta apressar o deputado estadual Adelson Barreto a se definir por um novo partido. Depois que deixou o PSB, o parlamentar tem recebido convites de várias legendas, mas garante que só escolherá o novo ninho lá pra setembro. A idéia de Barreto é ser o dirigente maior do partido que escolher para se filiar.

Chove chuva

Voltou a chover forte no litoral sergipano. Aracaju amanheceu nesta sexta-feira debaixo d’água e as precipitações devem prosseguir pelos próximos dias. Então, como bem canta Jorge Ben Jor, “chove chuva/ chove sem parar”, principalmente no sertão sergipano, onde o agricultor já começou a enterrar os grãos da próxima safra.

Multado

O suplente de deputado estadual e radialista Gilmar Carvalho (PR) foi multado ontem em R$ 10 mil por fazer propaganda eleitoral antecipada. Aplicada pelo Tribunal Regional Eleitoral, a punição se fundamentou num jingle que alardeia supostas qualidade de Gilmar e termina com um trecho da música de Gilberto Gil, ‘Expresso 2222’. Os juízes entenderam que o radialista quis fixar na cabeça do eleitor o seu número de candidato em 2014.

Na terrinha

E o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, está desde ontem em Aracaju. Hoje ele vai a Canindé do São Francisco homologar a posse definitiva para 46 famílias do assentamento Daniel Ricardo. O governador Marcelo Déda (PT), que passa por um rigoroso tratamento contra o câncer, deve ser representado pelo vice Jackson Barreto (PMDB).

Greve segue

Os médicos da Prefeitura de Aracaju estão dispostos a continuar com a greve deflagrada há 14 dias. Eles protestam contra o miserável reajuste salarial de 5% e exigem que a data base da categoria seja mantida em janeiro. O prefeito João Alves Filho (DEM) tenta convencê-los a retornar ao trabalho, mas não aceita discutir um novo índice de reajuste. Assim fica difícil, né?

Nova agência

Será inaugurada hoje em Aracaju a mais nova agência da Caixa Econômica Federal. Localizada na avenida Ministro Geraldo Barreto Sobral, a unidade de atendimento foi batizada de Luciano Barreto Júnior, jovem empresário sergipano que faleceu em 2002  num acidente automobilístico. A Caixa promete abrir ainda este ano cinco novas agências bancárias em Sergipe.

Cabaré de 5ª

A redução da maioridade penal foi debatida ontem à noite no Cabaré de Quinta, evento organizado em Aracaju por comunicadores. Participaram dos debates os deputados federais André Moura (PSC) e Márcio Macedo (PT). O também deputado federal Rogério Carvalho (PT) não chegou de Brasília a tempo de ir ao Cabaré.

Veta, João

Estudantes e representantes de movimentos sociais farão uma manifestação hoje em frente à Prefeitura de Aracaju para pedir que o prefeito João Alves vete o projeto que reajustou a passagem dos ônibus em 8,88%, elevando-a de R$ 2,25 para R$ 2,45. Os manifestantes alegam ser esta a segunda tarifa mais cara do Nordeste, apesar de a frota de ônibus da capital sergipana ser uma das mais sucateadas da região. O blog aposta uma mariola como o prefeito não vetará o projeto.

Do baú político

Escrito pelo saudoso jornalista Paulo Barbosa e lançado em 2010, o livro ‘Os ícones de um terremoto – Golpe Militar, repressão e resistência política’ é um importante registro de um dos períodos mais negros do Brasil. Segundo Paulo, logo após a ruptura democrática, que resultou na cassação e prisão do governador de Sergipe, Seixas Dória, ele e algumas dezenas de sergipanos foram encarcerados no quartel do 28º Batalhão de Caçadores, em Aracaju. Certa tarde, um sargento foi à cela buscar para depor o deputado estadual cassado Cleto Maia. Enquanto os dois desciam a escada, o militar passou a dirigir palavrões contra o preso que, ora respondia baixo, ora silenciava. “De repente, se viu um corpo cair, após o barulho de um murro bem dado. O silêncio no cárcere era absoluto”, narra o autor. Para a alegria de todos, o esmurrado foi o sargento. E o melhor: embora dominado por quase uma dezena de militares, o ex-deputado exigia ser tratado com dignidade. “Cleto conseguiu repor uma nova visão de mais respeito, mas para conseguir tal respeitabilidade, foi no murro”, escreve Paulo Barbosa.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários