Espanha: sergipanos são liberados

0

Se o presidente Lula tem índices de aprovação nunca vistos para um governo de seis anos de mandato, fora do Brasil suas ações são pífias e desajeitadas. Não consegue se firmar nem como líder da América do Sul, e, quando alguns países, fazem qualquer tipo de embargo com o Brasil, ao invés de defender o patrimônio nacional curvasse aos ditames dos seus parceiros que estão mais para neo-ditadores do que para “socialistas” como eles tentam proclamar pela imprensa.

 

Há um ano a sociedade brasileira vem sendo informada pela imprensa que a Espanha adotou uma política de barrar a todo custos os brasileiros. Logo a Espanha que tem um passado de lutas e revoluções pela igualdade social, mas que vem detento e humilhando brasileiros quase que semanalmente.

 

Quem assistiu os telejornais ontem, 26, viu que alguns brasileiros foram retidos no aeroporto de Madri e tiveram que retornar, mesmo com cursos para realizarem ou com familiares na Espanha. No telejornal Hoje, da rede Globo, uma senhora visivelmente traumatizada contou seu drama e toda humilhação. Mesmo com parentes na Espanha, não teve jeito. Os brasileiros ficam detidos em uma sala e têm direito a apenas água de três em três horas e uma alimentação chula.

 

Foram detidos de Sergipe, que este jornalista tem conhecimento, quatro pessoas. Uma delas, que fazia uma conexão para Dinamarca e neta de espanhóis, retornou imediatamente no domingo, mesmo com toda documentação correta. É filha de uma importante autoridade do Estado. Três deles, de uma mesma família, passaram 32 horas de agonia e só foram liberados para ficar na Espanha ontem à tarde. Mesmo com passagens de ida e volta, dinheiro e parentes naquele país, eles foram humilhados.

 

Se não fosse a intervenção da família em Sergipe, que desesperada procurou todos os meios legais os três teriam voltado. Graças ao apoio da OAB Nacional, comandada pelo sergipano César Britto e o assessor internacional da entidade, Walter Souza, os três sergipanos conseguiram ficar na Espanha. César Britto chegou a entrar em contato com o embaixador da Espanha no Brasil, para resolver o problema. A família dos sergipanos agradece o apoio fundamental da OAB Nacional neste episódio.

 

Porém, o trauma ficará. Para todos que ficaram retidos, conseguiram ficar ou retornaram ao Brasil. Até quando? Até quando o presidente Lula deixará que os brasileiros continuem sendo humilhados pela Espanha? Ou será que o Brasil só serve para exportar jogadores para aquele país ou para que as empresas espanholas nas áreas das telecomunicações comprem tudo no Brasil explorando uma mão-de-obra barata e com qualidade?

 

É preciso que a OAB Nacional e outras entidades ligadas aos direitos humanos tomem providencias e exijam uma posição firme do governo brasileiro. Chega de humilhação e desrespeito com os brasileiros. Uma pergunta: será que Lula, se não fosse presidente e fosse apenas um mero líder sindical não seria retido também na Espanha? Acorda presidente! Desça do seu aero Lula e exija dos espanhóis respeito aos brasileiros.

 

Barrados reclamam do tratamento recebido

Deu na FSP, de hoje 27: “Oito brasileiros foram deportados da Espanha e chegaram ontem ao aeroporto de Cumbica, em Guarulhos (Grande São Paulo). Ele tinham saído no último domingo com destino a Madri e fazem parte de um grupo de 20 brasileiros barrados em aeroporto de Barajas. O consultor técnico Luiz Carlos Tojo, 48, um dos passageiros barrados, se queixou de ter sido tratado como “criminoso” em Madri. “Fiquei supermagoado. Fui lesado moralmente”, afirmou Tojo, que vive em São Paulo e viajava com a irmã para visitar outra irmã que reside na cidade espanhola de Zaragoza.

 

2.196 brasileiros barrados em 2008

Tojo conta que os policiais perguntaram se ele tinha permissão e ele disse que não, pois estava apenas de visita ao país. Em seguida, foi colocado em um quarto pequeno e sem ventilação. Os brasileiros permanecerem no aeroporto por volta de 12 horas. Segundo a polícia espanhola, contatada pela reportagem, os brasileiros não cumpriam algum dos requisitos previstos na lei de imigração que abrange os países da União Européia. O órgão não especificou os requisitos. O Ministério das Relações Exteriores foi procurado ontem pela Folha, mas não deu informações e nem confirmou o episódio. Apenas divulgou dados mostrando que o problema diminuiu, embora ainda atinja muitos brasileiros. Segundo balanço da pasta, 3.013 brasileiros foram barrados na Espanha em 2007. No ano passado, foram 2.196.

 

Aliados querem “adjuntos” na PMA

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, vem sendo pressionado por alguns aliados para criar na Prefeitura de Aracaju, os cargos de “adjuntos” dos secretários. Como são 11 secretarias e algumas fundações, querem criar um trenzinho para beneficiar alguns apadrinhados políticos. É bom lembrar que estes adjuntos teriam muito “trabalho”. Como o salário dos secretários é atrelado ao dos vereadores, cerca de pouco mais de R$ 8 mil a partir deste mês, os adjuntos ganhariam mais de R$ 5 mil para não fazer nada.

 

Municípios com “adjuntos”

O MP bem que poderia fiscalizar algumas prefeituras do interior que criaram a figura do  “adjunto” para beneficiar aliados, ex-vereadores, parentes de políticos e tudo mais. É só chegar de surpresa é perguntar onde ficam as salas de cada um deles…

 

Sucessão de Carlos Britto é articulada nos bastidores

Com a aposentadoria do sergipano Carlos Britto, ministro do STF e atual presidente do TSE, marcada para daqui a menos de quatro anos (novembro de 2012), um importante núcleo de advogados e intelectuais do estado já se mobilizou para fazer com que a vaga permaneça na terra de Tobias Barreto. Contatos já estão sendo mantidos nos centros de excelência do sul do país, a exemplo da PUC de São Paulo, para emplacar o nome de Carlos Alberto Menezes, professor de direito penal da UFS, cujo currículo em muito se assemelha ao de Carlos Britto.

 

Indicação poderá ser de Serra

Menezes e Britto, por exemplo, têm mestrado e doutorado pela Pontifícia Universidade Católica e são professores efetivos da Universidade Federal de Sergipe. O que mais credencia Menezes, todavia, além do seu conceituado histórico acadêmico, é o fato de, hoje, ele ser advogado do ex-governador João Alves Filho, cacique político do DEM, que goza de especial prestígio junto ao presidenciável José Serra (provável responsável pela indicação daquele que ocupará a vaga a ser deixada por Britto). Se o êxito de Serra for confirmado nas urnas em 2010, tudo leva a crer que Sergipe poderá ter outro sergipano no STF.

 

Retorno de Péricles

Os bastidores do Palácio de Despacho o comentário é que o coronel Péricles que tem um lobby para que o ex-comandante da PM, coronel Péricles assuma um setor estratégico que vem dando certo. Os métodos usados por ele ainda estão na lembrança de alguns…

 

Formatura no ILBJ: a cada ano uma nova emoção

Este jornalista participa há três anos das formaturas do Instituto Luciano Barreto Junior. No último dia 21, no Espaço Emes, aproximadamente mil jovens carentes de diversos bairros de Aracaju, concluíram os cursos oferecidos pelo ILBJ. Nesta edição, a emoção tomou conta de todos, quando foi lida a redação de um jovem com o tema “como o ILBJ mudou a sua vida”. O depoimento do jovem emocionou a todos e mostrou como ensinar a pescar e não dar apenas o peixe é importante, como defendia Luciano Junior. Os jovens têm curso de inglês, informática e diversos projetos educacionais, sendo preparados para o mercado de trabalho e o mais importante: para o pleno exercício da cidadania. É bonito a interação dos estudantes com seus professores, com a diretoria do ILBJ e um dos curadores, Jacome Góes.

 

Mais de cinco mil jovens beneficiados

Durante todo este tempo mais de cinco mil jovens já passaram pelo ILBJ. Com uma grande procura, o curso de um ano foi estendido para alguns, com a informática mais avançada. É algo grandioso para Sergipe, que não só mostra a responsabilidade social da Construtora Celi, mas pode despertar também para outros grupos empresariais ações deste tipo. Cada um fazendo sua parte, certamente serão menos jovens nas ruas de Sergipe. A presidente do ILBJ, Maria Celi a todo ano que passa se emociona mais ao ver que o sonho do seu filho, Luciano Barreto Junior, está sendo realizado. Este ano diversos empresários de outros estados estiveram presentes para conferir a formatura. Foram homenageadas as professoras Glorita Portugal, Tânia Maria Cabral, o promotor Orlando Rochadel e a senhora Etani, da família Roberts.

 

Família Roberts

A família Roberts, comandada pela senhora Etani, que participou do programa de Luciano Huck (Caldeirão do Huck, na rede Globo), no final do ano passado e ganhou uma reforma na residência e vários prêmios, esteve presente na formatura. A construtora Celi foi a responsável pela compra do sitio onde eles moram e a construção da casa, num investimento de cerca de R$ 1 milhão. Por isso que no programa a senhora Etani disse que Deus tinha colocado dois “Lucianos” em sua vida, o primeiro foi o da Celi e depois o Huck. Ao final da formatura o coral formado pelos integrantes da família Roberts cantou a música “Emoções”, de Roberto Carlos.

 

Família reconciliada

Ainda na formatura do ILBJ, estiveram presentes os empresários da Norcon, Luiz e Tarcísio Teixeira. Em conversa com o empresário Luciano Barreto este jornalista foi informado que a reconciliação entre eles (Luiz e Tarcisio são cunhados de Luciano) nasceu depois de uma conversa demorada e algumas soluções definitivas. O entendimento foi de alto nível, mas não envolveu algumas questões que estavam encaminhadas como por exemplo, a eleição do Sinduscon, onde Tarcisio é candidato, mas o empresário Luciano Barreto já tinha assumido, antes da reconciliação, o compromisso com a candidatura de Francisco Costa.

 

Juíza da Vempa convocada para atuar no CNJ

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contará em 2009 com a colaboração de uma magistrada sergipana. Trata-se da Juíza da Vara de Execução de Medidas e Penas Alternativas (Vempa), Maria da Conceição da Silva Santos, que exercerá o cargo de Juíza Auxiliar da Presidência do CNJ.  A medida atendeu ao convite do Ministro Gilmar Mendes, que oficialmente requisitou a magistrada através do ofício nº 31 destinado à Presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe (TJSE), Desembargadora Célia Pinheiro. O destacado trabalho da Juíza sergipana à frente da Vempa motivou o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes a requisitá-la para ao CNJ. A Juíza irá exercer suas atividades no Distrito Federal, onde deve auxiliar a Presidência do CNJ nos projetos referentes à aplicação da lei penal nas modalidades de penas alternativas. (Ascom/TJ).

 

Itabaiana faz mutirão para regularizar a limpeza pública

A Prefeitura Municipal está promovendo um mutirão de limpeza em toda a cidade. Um dos bairros já beneficiados foi o Açude Velho, onde quatro caçambas retiraram várias toneladas de lixo acumulado nas ruas e também nos terrenos baldios. “É um trabalho árduo, que exige paciência por parte da população uma vez que o município nos foi entregue com uma grande quantidade de entulhos acumulados”, relatou o coordenador da limpeza.

 

Audiência com o governador

O prefeito de Itabaiana, Luciano Bispo informou ainda que já solicitou uma audiência com o governador Marcelo Déda, da qual participarão todos os demais prefeitos da região do agreste, totalizando 14 cidades, para solicitar a participação do governo estadual e também do governo federal na solução definitiva do problema dos resíduos sólidos dos quase 250 mil sergipanos que moram na região. “Como o próprio governador tem dito que é um governador de todos, nós iremos pedir que ele nos ajude a resolver esse problema, que é grave, não somente do ponto de vista ambiental, mas econômico e social”. De acordo com os técnicos da UNIT que estiveram apresentando a proposta para os prefeitos, o projeto prevê a construção de uma usina capaz de tratar o lixo domestico e a partir dele, separar os materiais recicláveis, gerar fertilizantes biológicos e ainda, num estágio mais avançado, gerar energia elétrica.

 

O “estádio” é uma fossa

Deu no blog de Adiberto Souza: “Vejam a que ponto chegou o nosso futebol profissional. Na última quarta-feira à tarde, o jogador Gilson Nunes Lagoa, do Desportivo Canindé, foi tragado por uma fossa sanitária quando se aquecia com os companheiros em frente ao vestuário masculino do “estádio” de São Domingos. Segundo a secretária de Esportes de Canindé, Veranúbia Avelino, que ajudou a socorrer o atleta, a fossa se abriu e Gleison Lagoa despencou, ficando atolado no excremento até o pescoço. Pior, não havia médico no campo e, por falta de uma escada, o jogador teve que ser retirado do fétido buraco pelos próprios colegas, sendo levado para o pronto socorro de Itabaiana. Essa, amigos, é a triste fisionomia do nosso futebol dito profissional. Como pode existir uma fossa sanitária dentro de um “estádio”? Como se autoriza a realização de um jogo profissional sem a presença de um médico ou enfermeiro? A Federação Sergipana de Futebol não fez vistoria nesse campinho de merda? Isso é um absurdo que, lastimavelmente, fede muito. Que horror!”.

 

E a vistoria da Federação de Futebol?

Só para completar o belo texto de Adiberto Souza: e a Federação Sergipana de Futebol, não fez vistoria nestes estádios? Ou será mais um faz de conta?

 

Assembléia geral dos enfermeiros de Aju

O Sindicato dos Enfermeiros está convocando para amanhã, 28, às 14hs, no auditório da FUNASA (Av. Tancredo Neves, SN / Em frente à Maternidade Nossa Senhora de Lourdes) uma assembléia geral com a seguinte pauta: Negociação com a Prefeitura de Aracaju para este ano e o que ocorrer.

 

Jornalista diz que é alvo de “perseguição”

O jornalista Paulo Henrique Amorim pediu à Polícia Federal que investigue suposta perseguição contra ele e sua família “por indivíduos a mando” do banqueiro Daniel Dantas e do governador José Serra (PSDB). Disse que dará detalhes à PF. O Ministério da Justiça se colocou à disposição de Amorim. O banco disse que não foi notificado. A assessoria de Serra não o localizou. (FSP).

 

Inspeções do CNJ apontam indícios de corrupção em TJs I

Deu na FSP de hoje, 27: “A Corregedoria do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) apurou irregularidades administrativas e indícios de corrupção -inclusive venda de decisões judiciais- em quatro inspeções realizadas nos TJs (Tribunais de Justiça) da Bahia, do Maranhão e do Pará e no TJ Militar do Rio Grande do Sul nos últimos quatro meses. Os casos mais graves foram verificados no Maranhão, segundo o CNJ. As suspeitas de corrupção recaem sobre três juízes do Estado que liberaram grandes quantias de dinheiro de forma muito rápida, apesar de possuírem dezenas de processos em atraso. No Pará, está sendo investigado um suposto direcionamento indevido na distribuição de processos. No TJM-RS, não há indícios de corrupção, mas estão sendo apuradas supostas ameaças que um magistrado estaria fazendo sobre seus colegas.

 

Inspeções do CNJ apontam indícios de corrupção em TJs II

As irregularidades encontradas na Bahia eram administrativas. O corregedor do CNJ, Gilson Dipp, disse que o banco de dados do CNJ indicava que 50% dos processos em atraso no país estavam na Bahia. Dipp disse que as inspeções mostraram que as investigações em relação a magistrados são prejudicadas pelo corporativismo e há pouca disposição dos tribunais em cobrar produtividade de suas instâncias. Em relação ao Maranhão, o corregedor afirmou que “há varas com processos atrasados e de repente um determinado processo entra em um dia e é decidido no mesmo dia. Isso deve levar a apurações para ver se houve desvio grave de conduta por parte do juiz”. Para Dipp, os principais problemas administrativos encontrados nas inspeções foram falta de gestão, falta e má distribuição de servidores, falta de atuação das corregedorias perante os juízes de primeiro grau e atrasos em processos. “Há processos que não andam por si só, na forma da lei processual. Eles precisam de um impulso, ou seja, que o advogado ou a parte estejam pedindo, implorando para obter o andamento”, afirmou.

 

DO LEITOR

 

Manifesto de um leitor indignado com o sistema de cotas I

Do leitor Luis Felipe Araújo: “Teoricamente, o Brasil tem como princípio básico, expresso na sua Carta Magna, a igualdade entre todos. O artigo 5º nos deixa claro que “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza”. Entretanto, para consertar uma dívida histórica e impagável com determinados setores da sociedade, o Governo Federal cria agora a política de cotas, que reserva vagas em universidades públicas para os estudantes das escolas também públicas. Esta prática, entretanto, só nos revela a frustrada tentativa do governo em “Tapar o sol com a peneira”, fazendo um “armengue” no seu falido sistema público de ensino. Para que mudar o método, investir mais em escolas e capacitar melhor os professores se dá pra mascarar a realidade das escolas públicas? Dá trabalho, ora. E assim o governo criou o sistema de cotas. Uma medida louvável do ponto de vista social, mas totalmente incoerente do ponto de vista educacional. O governo não está fazendo nada mais que assinar o seu próprio “Atestado de Incompetência”, dizer que não pode (ou não quer) mudar a realidade do ensino. Estamos ferindo o artigo 5. Estamos indo contra os nossos princípios. Nós fizemos a dívida? Não. Nós pagamos a dívida? Sim. O governo não pagaria o pato. Empurrou para aqueles estudantes das escolas particulares a responsabilidade de pagar as dívidas”.

 

Manifesto de um leitor indignado com o sistema de cotas II

Continua Luiz: “Engana-se quem pensa que os estudantes de escolas particulares são filhos da burguesia e da elite, como querem fazer pensar os governantes. Por trás dos estudantes de escolas particulares, encontramos vidas sofridas, encontramos esforço dos pais que não querem entregar seus filhos a escolas mal estruturadas e com um ensino precário. Neste ponto, os professores de escolas públicas podem se sentir ofendidos. E, caros professores, se esta tese os ofendeu por dizer que o ensino público é inferior e supostamente duvidar do seu trabalho, para que cotas? Entretanto, não podemos deixar de visualizar a questão do acesso dos menos favorecidos à universidade pública. Realmente, eles não competem em pé de igualdade com os estudantes da rede privada. Não há outra solução a não ser melhorar o ensino público, equiparar ao da escola particular e fazer uma disputa sadia e que premie, realmente, o mérito do estudante. Certamente, vai ocorrer o seguinte neste sistema: Alunos de escolas particulares que tirem notas mais altas no vestibular não vão entrar, mas alunos de escolas públicas que tiverem uma pontuação inferior irão ingressar na universidade. Enfim, qual o critério? Critério de merecimento ou critério social?”

 

Manifesto de um leitor indignado com o sistema de cotas III

Conclui Luis Filipe: “Um país que quer entrar no mundo dos desenvolvidos não pode cometer uma falha tão grave. Olhe para as potências econômicas e intelectuais do mundo e veja: Nelas, o ensino público é uma referência. Pais, mesmo que com boas condições financeiras, preferem colocar seus filhos na rede pública, pois o ensino não tem distinção. O processo, realmente, é demorado, mas é o caminho mais correto. Estruturemos a educação pública e no futuro teremos um país realmente mais justo. Pais, estudantes e professores de escolas públicas, vejam que não se constrói uma igualdade com essa medida. É criada uma pseudo-igualdade, como um remédio que alivia a dor, mas não cura a doença. A medida não deve ser encarada como um prêmio, um benefício. Deve ser encarada como preocupante. É provável que o governo mantenha esse sistema, caia no comodismo e deixe as escolas públicas caindo aos pedaços. Estamos caminhando para isso. Não deixemos o “país do futuro” morrer numa falta gravíssima. Ensino público de qualidade sim, cotas não”.

 

Juventude do PT  é contra o aumento de tarifa I

Manifesto da Secretaria Estadual da Juventude do PT/SE: “Em todo início de ano, vem à tona a discussão acerca do aumento da tarifa do transporte público em Aracaju. Argumenta-se que existe uma lei que determina a revisão da tarifa de ano-em-ano. Atualmente o valor da passagem é de R$ 1,75 e o SETRANSP já se manifestou publicamente no sentido de sua majoração. A Juventude do PT, através da Secretaria Estadual de Juventude, vem afirmar seu posicionamento contrário à proposta do SETRANSP. Com a eleição de 2008, solidificou-se em Aracaju a vitória do campo político democrático-popular, eleito pela primeira vez em 2000. De lá pra cá, a qualidade do serviço público de transporte melhorou, mas ainda não deu conta de satisfazer plenamente as necessidades da população. A par de considerarmos que tal serviço é público e deveria ser fornecido e operacionalizado – e não apenas fiscalizado – pelo Poder Público, consideramos que não existem condições políticas objetivas e estruturais para, neste momento, propormos a estatização dos serviços de transporte público, de modo a retirá-lo das mãos da iniciativa privada”.

 

Juventude do PT  é contra o aumento de tarifa II

Continua o manifesto: “Mas também não dá pra permanecer como está: todo ano, os grupos empresariais do transporte (cerca de 03 ou 04) se unem e pressionam o Executivo Municipal para aumentar o valor da passagem, em detrimento de milhares de usuários do serviço, com base em argumentos e planilhas, na grande maioria das vezes, pouco transparentes; de outro lado, a Prefeitura não dá o tanto que os empresários querem, mas concede o aumento, temendo o boicote das próprias empresas de transporte. Precisamos, então, deixar a discussão mais transparente. Neste momento, a proposta mais viável de ser concretizada e mais coerente com a história política do campo que comanda a Prefeitura de Aracaju há mais de 08 anos é a realização de LICITAÇÃO para o transporte público, que permitirá a oxigenação do sistema e a definição de parâmetros mais claros para sua operacionalização, principalmente no tocante à fixação do valor da passagem. Com uma licitação, realizada após audiências públicas que apontem as reais necessidades e dificuldades do sistema, poderemos ter uma tarifa mais barata, uma nova frota e um controle público e estatal maior. Urge a necessidade, então, de o município de Aracaju buscar a reforma/cassação da decisão judicial que o impediu de realizar a licitação”.

 

Juventude do PT  é contra o aumento de tarifa III

Acrescenta o manifesto:Até chegarmos neste ponto, entretanto, podemos adotar outras alternativas, tomadas de exemplo de algumas cidades do Nordeste. Uma delas é Fortaleza, capital do Ceará, governada pela Prefeita Luizianne Lins (PT). Lá, há 4 anos que não ocorre aumento na tarifa de ônibus e vans, e hoje ela custa R$ 1,60 para os usuários em geral e R$ 0,80 para os estudantes. Além disso, existe a Tarifa Social, que reduziu a passagem para R$ 1,00 e R$ 0,50, respectivamente, aos domingos. E ainda há a gratuidade para as pessoas portadoras de deficiência. Desde julho de 2008, este público ganhou o direito de se deslocar gratuitamente nos ônibus da capital e com direito a um acompanhante. E para viabilizar isto, a Administração Municipal reduziu de 4% para 2% o Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) das empresas de ônibus e, numa parceria com o Governo Estadual, reduziu-se o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) de 17% para 8,5%. Vale ressaltar que a malha viária da cidade de Fortaleza é bem maior que a malha viária de Aracaju, o que logicamente tornaria os preços da passagem bem mais elevados do que o daqui, mas que na realidade é bem menor que o de Aracaju. Vamos cobrar dos nossos representantes no Executivo e Legislativo Municipais, principalmente os do PT, identificados com a causa dos trabalhadores em geral, incluídos aí também os portadores de necessidades especiais, os desempregados e a juventude, uma posição clara sobre o assunto. Não podemos mais aceitar o controle do transporte público por um pequeno grupo de empresários, que manipulam números em favor de suas expectativas de lucro e em detrimento da grande maioria da população. Por fim, temos que lembrar ainda que a juventude da nossa cidade não utiliza o transporte público somente para ir à escola ou à universidade, mas também para poder acessar bens culturais e atividades de lazer e esporte, dentre outras, que visam a complementar sua formação cidadã. Portanto, somos Contra o aumento da tarifa e a favor da licitação, antecedida de audiências públicas que garantam a participação das instituições, da sociedade civil e dos movimentos sociais na discussão dos rumos a serem tomados pelo sistema de transporte público em Aracaju. Junte-se à Juventude do PT nesta luta!”

 

Pré-Caju X MPF

Do leitor Antônio:Na sexta-feira fui com minha esposa para a avenida ver a festa, por sinal muito bonita e animada, contudo um fato me chamou atenção, que quando passei em frente ao prédio do Ministério Público Federal, percebi que estava isolado como se fosse um camarote para os funcionários da casa, onde os que estavam dentro bebiam e comiam com seus familiares e longe das confusões, até aí tudo bem, não vejo grandes problemas, mas pergunto? 01) Se no local funcionasse um outro órgão público qual seria a reação dos promotores. Respondo: No mínimo entrariam com uma ação civil pública, por diversas irregularidades e com estardalhaço”.

 

Frase do Dia

A árvore não prova a doçura dos próprios frutos, o rio não bebe suas próprias ondas, e as nuvens não despejam água sobre si mesmas: A força dos bons deve ser usada para benefício de todos. Sábios Hindus.

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários