ESTE É O BRASIL

0

Há uma certa indignação da sociedade em relação ao bem sucedido ato de corrupção dos deputados que integram o grupo de apoio ao presidente Lula. Parlamentares, ministros, amigos e afins. Para quem sabe que tudo isso é uma cultura de Brasil, não se sente constrangido com o êxito de quem cometeu toda espécie de falcatrua para se manter bem – e forte – no poder. Todos os senhores, que estão iniciando a leitura desse ponto de vista, acostumaram-se a sobreviver com pessoas que jamais deixaram serviços públicos sem um rastro de melhorias em seus estilos de vida. O colunista conhece um ex-membro de outros governos que só passou a ter uma casa para morar há cinco anos. Assim mesmo uma coisa simples, sem grande conforto. E olha que se trata de um dos homens que assumiu setores importantes do estado. Hoje vive com um salário provisório do legislativo. Sabem o que dizem dele: “é um idiota. Um tremendo imbecil. Nem roubar sabe…”!

Este é o Brasil. O país em que a maioria quase absoluta da população não conhece seus direitos, ignora a função dos seus representantes e acha que todos os governantes podem absolutamente tudo. Esses shows que tanto falam do excesso de recursos pagos não são coisa de agora. Vêm de longo tempo. Tanto que muita gente não quer largar o setor, porque se trata de um verdadeiro tesouro para se “roubar honestamente”. A população se diverte à vontade com esses espetáculos e eventos que mexem com a comunidade. Acham que tudo é “0800”. Que nada! Cada cantor, cada show, cada São João e São Pedro são feitos com o dinheiro do povo. Cada um dos senhores que balança os ombros e remexe a bundinha o faz como se fosse uma bondade do governante. Não se iluda. O show é pago por vocês. E olha, tão bem pago que na maioria das vezes sobra uma graninha para engrossar contas bancárias particulares e bancar campanhas. Os shows são “um negócio da china” para enganar eleitor. Além de cada um dos cidadãos pagar para assistir, brincar e se esbaldar, ainda vota em quem o promoveu.

Vejam só o que está acontecendo em Brasília. Uma quadrilha manipulou o dinheiro do povo, recebeu milhões de reais e poucos foram punidos. Dois ou três para dar exemplo. O restante vem sendo salvo pelo corporativismo conivente. Mas isso tem até uma certa razão de acontecer, embora seja uma grande canalhice. É que as lideranças confessaram que receberam o dinheiro sujo do valerioduto e distribuíram com seus correligionários. Não disseram os nomes. Certamente essa seja a razão do voto em favor dos mandatos de corruptos confessos, porque muitos que estão votando devem ter participado do mensalão. Protestam os honestos, aqueles que não estiveram na festa da divisão do bolo. Todos esses corruptos poupados, inclusive os que renunciaram porque sabiam que seriam cassados, retornarão fortes ao Congresso, nas próximas eleições. O eleitorado, ainda manipulado por essa gente, não nega voto a quem faz o assistencialismo barato, aos amigos ou mesmo a quem for do bairro ou da cidade. Não interessa o currículo sujo.

O presidente Lula está aí. Estoura nas pesquisas e os melhores números vêm do Nordeste. Todos sabem porquê. O projeto Bolsa Família, que distribui uma migalha com famílias carentes, sem que haja necessidade de fazer um único esforço. É um projeto de ociosidade, de incentivo à preguiça, de espera pelo final do mês para pegar a grana e fazer um feira mixuruca. No resto é perna pro ar, que o governo paga e chama isso de melhor distribuição de renda. No fundo é uma forma de manter cativo um eleitorado necessitado, faminto e dependente do que lhe é dado, mesmo em forma de esmola. Pois bem, todos sabem que Lula tinha conhecimento de todo o processo de corrupção que enlameou o Planalto, o Congresso e o seu próprio partido. Fora favorecido pela sujeira, mas o povão, esse que recebe a grana para uma feirinha no final do mês, está pouco preocupado com a roubalheira, com a truculência, com a mentira. Esquece até que foi enganado nas eleições anteriores e vai votar nele e nos mesmos deputados que deveriam ter sido expurgados da vida pública.

Tudo isso é muito triste. Mas é Brasil e a mudança de mentalidade não vai acontecer em poucos anos. Ainda teremos algumas gerações assim…

 

 

 

ENCONTRO

Estava agendado para ontem um encontro entre o governador João Alves Filho (PFL) e o ex-governador Albano Franco (PSDB). A informação é de que não ocorreu.

Mas nada é impossível: Albano Franco viajou ontem com destino ao Rio de Janeiro e João Alves vai hoje a Brasília. O encontro pode acontecer fora do estado.

 

EVITAM

João e Albano não tocam no assunto e até desmentem, mas com certeza o encontro fora agendado. Há pressa entre os aliados para uma definição.

A informação que circulou ontem no início da noite é que o PFL vai oferecer a vice a Albano e que ele dispute uma vaga na Câmara Federal. Essa proposta o PSDB recusa.

 

REUNIÃO

O presidente regional do PSC, José Amorim, vai reunir os membros do partido logo após a semana santa, para discutir a posição que deve ser tomada na questão alianças.

Amorim disse que o partido está sendo do excluído pelo próprio PFL de um chapão que todos defendem para eleger o maior número de parlamentares.

 

ANIVERSÁRIO

O aniversário do pastor Virgínio Carvalho, da Assembléia de Deus, foi politicamente ecumênico. Estiveram lá João Alves (PFL) e Albano Franco (PSDB).

Logo depois chegou o ex-prefeito Marcelo Déda (PT) e por último o deputado Heleno Silva, que é pastor da Igreja Universal.

 

NATURAL

A opinião é de um dos membros do grupo de oposição em Sergipe: “a aliança do PSDB com o PFL é algo natural. Os dois partidos têm o mesmo programa”.

Acrescentou que as Executivas Nacionais dos dois partidos vão interferir pesado, para que a aliança seja feita em todos dos Estados.

 

JACKSON

O deputado federal Jackson Barreto está trabalhando sua reeleição, porque sabe que não será fácil no bloco de oposição, onde existem vários nomes.

Jackson Barreto está certo de ter o apoio dos prefeitos petistas de Porto da Folha, Barra dos Coqueiros, Japaratuba e Nossa Senhora de Lourdes.

 

ALMOÇO

Aconteceu domingo, no apartamento do ex-governador Albano Franco um almoço com o senador Antônio Carlos Valadares (PSB).

Valadares é quem cuida da aliança branca com o PT, mas Albano Franco relatou a preocupação dos candidatos proporcionais.

 

REUNIÃO

O deputado federal Heleno Silva (PL) vai reunir os partido neste período de semana santa, para expor algumas questões referentes às eleições estaduais.

Heleno se mantém na oposição como candidato a deputado federal, mas está querendo ima posição majoritária para fortalecer o PL no estado.

 

ENCONTRO

O deputado federal João Fontes (PDT) disse ontem que o presidente nacional do seu partido, Carlos Lupi vem conversando com Geraldo Alckmin (PSDB).

É possível que saia uma composição nacional com os dois partidos, o que gerou a conversa de Samarone e Fábio Henrique com Albano Franco e Bosco Costa, na sexta-feira.

 

ORDEM

A determinação do PDT nacional é que só não se conversa com o presidente Lula, em razão do que seu grupo vem fazendo “contra o país”.

João Fontes disse que em outros estados as alianças do PDT com o PSDB já está se formando. É natural que também aconteça em Sergipe.

 

PMDB

Enquanto não se define a candidatura de Garotinho a presidente da República, o PMDB está conversando com Marcelo Déda e João Alves em Sergipe.

Quer a indicação de vice-governador e não será difícil para um ou outro ceder o lugar para o deputado federal Jorge Alberto.

 

UNIVERSAL

Seguranças da Igreja Universal voltaram a atacar, fortemente armados, pessoas que residem em uma rua que dá entrada para um chácara da igreja localizada em Areia Branca.

Um senhor idoso, sob a mira de dois revolveres de alto calibre, teve que tirar um carro de frente de sua casa, para dá passagem a um jepp Cherokee de um dos pastores.

 

POLÍCIA

O pessoal está disposto a fazer denuncia à Secretaria da Segurança, porque as ameaças são constantes e os bispos da Universal usam de muita violência contra os moradores.

Um deles acredita que é nessa chácara que os homens da Igreja Universal contam grandes valores em dinheiro, adquiridos dos seus seguidores.

 

 

Notas

 

CAETANO

O cantor compositor Caetano Veloso disse, em Londres, que as irregularidades praticadas pelo governo Lula não o surpreenderam: “Vou lhe dizer, não fiquei muito surpreso, não. Porque esse pessoal da  esquerda é muito autoconfiante. Pensa que pelo fato de ser de esquerda já é uma vantagem chegar ao poder”.

Segundo Caetano Veloso, essa posição  faz com que eles não se preparem para fazer alguma coisa, não planejam um programa. Pensam que ser de esquerda é algo em si superior.”Eu sou contra esse negócio”.

TRANSPLANTE

A Comissão de Seguridade Social e Família pode votar amanhã o substitutivo do Senado ao Projeto de Lei 943/99, que proíbe a inversão da ordem dos nomes constantes na Lista Única de Transplantes do Sistema Nacional de Transplantes, se houver leito disponível em qualquer unidade hospitalar acessível.
É recomendada aprovação do texto do Senado, que propõe como exceção os casos de incompatibilidade orgânica definida em regulamentação específica e se houver pessoa necessitada de transplante que se encontre em iminência de óbito.

 

MÍNIMO

Sob a presidência do deputado federal Jackson Barreto, Comissão Especial Mista do Salário Mínimo promoveu audiência pública em Curitiba para colher sugestões sobre a política permanente de reajustes para o salário mínimo. Trata-se da primeira de uma série de reuniões em vários estados.
O relator, senador Paulo Paim (PT-RS), avalia que as audiências públicas já realizadas serviram para reafirmar que o mínimo atinge a maioria da população e que, por isso, é um dos principais distribuidores de renda.

 

 

É fogo

 

Marginais continuam usando telefonemas para anunciar seqüestros de membros de famílias e pedem dinheiro em troca.

 

A família que receber esse tipo de telefonema deve primeiro verificar se os parentes estão bem e manter negociação com os bandidos até a chegada da polícia.

 

O prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) deseja contar com PSDB e PMDB na aliança com os partidos que apóiam a candidatura de Marcelo Déda a governador.

 

O PDT deve ter um novo encontro com o PSDB ainda este mês, em busca de uma composição para as próximas eleições em Sergipe.

 

O deputado Francisco Gualberto (PT) reapresentou projeto que isenta desempregados do pagamento de taxas para participar de concurso.

 

O deputado federal Bosco Costa (PSDB) entende que o partido tem que começar o mês de maio com uma posição definida sobre alianças e candidatos.

 

O deputado estadual Fabiano Oliveira e o prefeito Edvaldo Nogueira jantaram na semana passada. Discutiram problemas de Aracaju.

 

O deputado federal Jackson Barreto (PTB) sugeriu que o encontro de Marcelo Déda com os prefeitos aconteça num convento em São Cristóvam.

 

O deputado federal João Fontes (PDT) deve retornar à Câmara Federal na próxima semana. Ainda se recupera de uma cirurgia no nariz.

 

A participação no mercado doméstico da Varig caiu para 18,92% em março, o que afeta ainda mais a empresa.

 

Varig e Ocean Air aguardam aprovação da Anac para implementar o acordo operacional que daria fôlego de 90 dias à primeira.

 

A TAM Linhas Aéreas anunciou ampliação de sua frota para 81 aeronaves, com a chegada de dois Airbus A320.

 

brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários