Esther de Jesus para o Brasil

0

No último dia 15 de junho, aracajuana radicada em Boquim, Esther de Jesus, foi uma das "Mulheres que Brilham", concurso

Esther brilha

realizado através de uma parceria entre a Bombril, gravadora Sony Music e o Programa do Raul Gil, no SBT. Ela cantou a música "Essência” da consagrada Daniela Araújo na versão do cantor gospel Jotta A.

Esther anseia ser  a vencedora do concurso onde será contemplada com a produção e gravação de um CD e um ano de contrato com a Sony Music. O CD levará o selo Mulheres que Brilham – Sony, que irá promover ações contínuas para divulgação, apoio e desenvolvimento da cantora-revelação, em conjunto com a Bombril.

Classificada para a próxima fase da disputa, Esther está representando a música gospel sergipana. Evangélica, ela canta desde os 5 anos de idade,  já fez várias participações em igrejas e gravou dois CDs. A cantora conversa com a gente e fala dos seus trabalhos, música, comunhão com Deus e de suas expectativas para ganhar o concurso.

Gleice Queiroz:  Em qual igreja você congrega?
Esther de Jesus:  Assembleia de Deus Missões

É evangélica de berço?
Sou de berço evangélico. Fui conhecendo a Jesus a medida que crescia, tendo minhas próprias experiências com Deus.

Quando começou o seu interesse pela música?
Eu fui criada em um ambiente muito musical. Meus pais sempre me incentivaram e logo foi desenvolvendo o amor pela música desde cedo. Comecei a me dedicar, a querer tocar instrumentos, aperfeiçoar o canto e quando dei conta eu já estava cantando. Não teve um momento que eu decidir ser cantora de fato, aconteceu independentemente do meu querer.

Já tem CD gravado? Quantos?
Comecei a cantar aos de 5 pra 6 anos nas igrejas. Até que um dia conheci meu parceiro e costumo dizer que ele é meu padrinho de ministério, Pastor Heleno Silva. Ele foi uma grande coluna e um grande incentivador do meu ministério e sempre  apoiando na minha divulgação em eventos promovidos por ele aqui no estado. Foi aí que ele se tornou um grande parceiro, e desta parceria abençoada veio o meu primeiro disco “Estou Contigo”. Nessa época eu estava com 12 anos, e foi uma experiência única que mudou minha vida. Agradeço a Deus pela vida do meu amigo, Heleno Silva,  e por todo apoio. Em 2009 gravei o disco “Teus Sonhos” que foi resultado de muito trabalho e dedicação, e graças a Deus fui muito abençoada com mais este CD.

Suas canções são próprias ou tem parcerias? Se tem, quais são seus parceiros e em quais composições?

São canções de parceiros. Tive a alegria de gravar uma do meu parceiro Lázaro, na canção “Tempo de Adora”. Também foi apresentado a mim pela cantora Damares o compositor, Agailton Silva, que escreveu Sabor de Mel. Tive a felicidade de gravar dele, músicas como “A batalha do Arcanjo”, “Eu creio” e “Povo de Deus”. São canções lindas e edificantes. Existem outros parceiros também como, Edmar Santana, que me presenteou com a canção “Teus Sonhos” e que logo ganhou título do meu segundo disco. Tem também o Toni Tito que foi praticamente autores do meu primeiro disco “Estou Contigo”, foi e é uma canção que as pessoas recordam muito, até hoje, depois de 10 anos de gravação.

Como seu trabalho foi ou está sendo avaliado pela crítica?
Graças a Deus eles foram bem recebidos não só aqui no estado como fora também. Foram avaliados como trabalhos de grande riqueza musical. Acho que pelo fato de termos buscado grandes profissionais da música para trabalhar conosco que contribuiu demais para que fosse um trabalho bem aceito pelo público gospel.

Como surgiu a ideia de participar do Mulheres que Brilham?
Eu tinha um grande sonho mas achava meio que “impossível”, se um dia eu fosse participar de algum programa seria o do Raul Gil, mas de início meu pai não deixou (risos), pelo fato de ser de igreja tradicional havia certo preconceito, na época, creio que para me preservar de algo.

Então, o tempo passou e eu sempre acompanhava o programa e com muita vontade de participar mas aquele sonho já estava praticamente frustrado. Então assisti a primeira edição das Mulheres que Brilham e disse para mim, na próxima eu estaria lá. Guardei aquilo. Assim que abriram as inscrições eu mandei a minha mas não falei para ninguém e pedi apenas para Deus me ajudar a conseguir.

Escrevi-me pela manhã e a tarde recebi a ligação da produção do SBT dizendo que tinha sido selecionada para a audição. Foi só alegria. Falei da notícia para os meus pais e eles nem acreditaram mas me apoiaram e fizeram de tudo para providenciar passagens, estadia em São Paulo. Graças a Deus consegui ser aprovada no teste, e vi que o sonho estava se realizando.

Como reagiu ao saber que estaria classificada? Você esperava por isso?
Olha, ali é tudo muito intenso, de repente estava num programa a nível nacional. Num lugar onde muitos querem estar, e Deus me concede esta Graça. É inexplicável. Eu precisava estar preparada para receber um não ou um sim mas confesso que chorei muito logo após sair do palco e estava ciente de que receberia um não por causa das críticas do júri. Quando fui chamada como classificada, meu Deus, chorei ainda mais pois estava vivendo a sensação de provar da providência divina, Deus esteve comigo em todo tempo.

Qual será o próximo passo dentro deste projeto?
Meu próximo projeto agora é dedicar mais ao estudo pois quero cantar canções que edifiquem a vida das pessoas, sempre.E procurar aproveitar o melhor das críticas para meu crescimento.

Você se considera cantora gospel, levita ou adoradora, como se intitula e por quê?
Os três. Cantora gospel, porque inevitavelmente esse é o gênero que nós recebemos ao cantar canções que falam do

amor de Deus. Levita sim, pois diz a bíblia que os levitas eram membros da tribo de Levi. Os levitas tinham entre outros privilégios de servir no santuário ajudando nos sacrifícios, na recepção de oráculos transportarem a arca da aliança, a responsabilidade do ensino da lei, autoridade para abençoar. Eles gozavam de alto prestígio, de elevada estima aos olhos do Senhor a ponto de lhes ser dito pelo Senhor, "… os levitas serão meus"
Deuteronômio 10.8 resume o ministério levítico, e nos aponta de modo sugestivo um plano de trabalho para nós mesmos, levitas da Nova Aliança, de levar a arca da aliança, estar diante do Senhor e abençoar em Seu Nome. Fomos chamados por Deus e temos a grande responsabilidade de anunciar o reino do Senhor. Por isso me considero levita, e adoradora também pois foi para isso que eu nasci. É como respirar.

Admira ou se espelha em algum cantor? Quais?
Sim! Em muitos, mas tive como inspiração maior, Cassiane, mas tive também a Aline Barros,  Novo Som, Álvaro Tito, Matos Nascimento e Cristina Mel. Esses eu ouvia muito por influência dos meus pais. Então aprendi a gostar e admirar o trabalho deles.

Houve algum momento de dificuldade que pensou em desistir do seu ministério?
Muitos momentos de dificuldades sim mas nunca tive motivos para desistir mesmo com todas elas. Creio que o amor que tenho em fazer o melhor para o Senhor e pelo Senhor supera todas as dificuldades.

O que gostaria de ter feito e que ainda não fez? Pretende realizar?Acredito que tudo que fiz até hoje é muito pouco pelo que Cristo faz por mim. Gostaria de ter me dedicado ainda mais. Pretendo me entregar muito mais e viver as promessas que Deus tem para mim. Realizar o sonho de trabalhar com missões e poder ajudar de perto algumas ONGs de crianças carentes garantindo- lhes uma melhor qualidade de vida. Enfim, Pretendo terminar meu curso de Direito pois acredito que o conhecimento das ciências humanas é de suma importância.

Obrigada pela entrevista
Quero externar meus agradecimentos ao povo sergipano, a cada irmão que não me esquece em suas orações, por todo carinho e palavras de apoio. Obrigada minha amiga Gleice Queiroz pelo espaço. Que Deus possa recompensar com infinitas bênçãos a vida de cada um.

gleicequeiroz@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários