Estranho silêncio

0

Causou espanto o silêncio de grande parte da imprensa sobre a grave denúncia em torno de um empréstimo milionário feito pelo Banco do Nordeste a uma empresa sergipana, que seria dirigida por ‘laranjas’. Nem mesmo a instituição bancária se dignou a desmentir a acusação publicada no Jornal do Dia, enquanto o dublê de político e empresário Edvan Amorim (PR) fez de conta que a denúncia não era contra ele. Segundo o jornal, Edvan teria usado “laranjas” para contrair um empréstimo de R$ 55 milhões visando engordar bois e, em vez de quitar a dívida um ano depois, teria empurrado o robusto débito para o distante 2024. Ora, se não é verdade o que foi denunciado, cabe aos acusados desmentirem, pois este ensurdecedor silêncio só reforça o dito popular de que ‘quem cala consente’.

Meia boca

O deputado estadual Zé Franco (PDT) assume daqui a pouco a presidência da Assembleia em substituição a Angélica Guimarães (PSC), que pediu licença de 60 dias para tratamento de saúde. A posse atende, em parte, uma exigência do pedetista para apoiar o candidato a governador Eduardo Amorim (PSC). Zé Franco queria assumir o comando do Legislativo em definitivo, porem a deputada optou por se licenciar até as eleições. Resumindo: caso o pedetista contrarie o grupo dos Amorim, Angélica suspende a licença e reassume a presidência da Casa.

Sozinho

Veja o que disse o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) num comício em Itabaiana: “Não estou cansado de trabalhar, mas trabalhar sozinho é muito ruim. Ademais, Sergipe precisa de um reforço, que está na competência de um homem devoto ao nosso estado”. Sem citar nomes, Valadares chamou de preguiçosos os senadores Eduardo Amorim (PSC) e Maria do Carmo e, de quebra, levantou a bola do candidato a senador Rogério Carvalho (PT).

Sentença

Com o título acima, a colunista Rita Oliveira publica hoje a seguinte nota: “Decisão do desembargador José dos Anjos, que cuida da propaganda eleitoral, proíbe o Jornal do Dia de falar sobre o suicídio do contador Max Alves dos Santos. O desembargador atendeu a ação movida por José Edvan Amorim. O JD recorreu”.

Bombeiros

E o deputado estadual Gilmar Carvalho (SDD) propôs ontem a realização de uma sessão especial na Assembleia para homenagear os bombeiros militares que resgataram com vida uma família dos escombros de um prédio que desabou em Aracaju. O acidente aconteceu no mês passado e despertou a atenção de todo o país, que torceu por mais de 24 horas pela sobrevivência das vítimas. Apesar do esforço dos bombeiros, um bebê de nove meses morreu a caminho do hospital.

Enfermeiros

O candidato a governador Eduardo Amorim (PSC) desmentiu ontem boatos divulgados nas redes sociais de que ele é contra o projeto regulamentando em 30 horas semanais a jornada de trabalho dos enfermeiros. Na verdade, quem se posicionou contrário à matéria foi o deputado federal Eduardo Cunha (PMDB/RJ), que teria dito o seguinte: “Se pedreiro trabalha 44 horas, porque a enfermagem quer 30 horas?”. Como médico, jamais Amorim faria tão desbaratada afirmação contra os enfermeiros.

Em Brasília

O governador e candidato a reeleição Jackson Barreto (PMDB) passa esta terça-feira em Brasília. O principal ponto da agenda é uma reunião com a direção do PMDB para tratar sobre as eleições gerais. É provável que Jackson acerte a data da vinda a Sergipe do vice-presidente da República Michel Temer (PMDB). Ainda em Brasília, o governador deve se encontrar com a presidente Dilma Rousseff (PT) e visitar alguns ministérios em busca de recursos para o Estado.

Novo perfil

Se antes era comum prometer cestas básicas, empregos ou tratamento médico em troca de votos, com o aumento da escolaridade do eleitor essas propostas começam a perder espaço para um voto de mais qualidade. Dados da Justiça Eleitoral mostram que 5,6% eleitores aptos a votar terminaram a graduação. O número de pessoas com superior incompleto também subiu em relação a 2010, passando de 2,7% para 3,6%. O número de cidadãos com ensino médio completo aumentou de 13,1% para 16,6%. Já a quantidade de eleitores com ensino médio incompleto passou de 18,9% para 19,2%. Legal!

Saúde condenada

A Justiça do Trabalho responsabilizou o Governo de Sergipe e a Fundação Hospitalar de Saúde pelo pagamento das verbas dos trabalhadores da Transur no valor aproximado de R$ 4,3 milhões. Os condenados também terão que pagar indenização por dano moral coletivo no valor de R$ 10 milhões. O juiz do Trabalho Luiz Manoel Andrade Meneses reconheceu a culpa do Estado e da FHS pela má fiscalização do contrato de prestação de serviço feita pela Transur.

Dia D

Embora tenha até amanhã para tomar uma posição, a executiva estadual do PSB deve definir hoje se acata o pedido de registro da candidatura de Manoel Messias, o ‘Sukita’,  a deputado estadual. Após um estágio de 40 dias na penitenciária, o moço se acha preparado para ocupar uma cadeira na Assembleia, porém depende do aval do PSB para solicitar o registro de candidatura à Justiça Eleitoral.

Recorte de jornal

Publicado no Correio de Aracaju em 2 de abril de 1911

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais